Blood moon - theurge - Presas de prata

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Blood moon - theurge - Presas de prata

Mensagem por art015 em Qui Nov 16, 2017 7:12 pm

Nome do Personagem: Blood Moon
Clã: Presas de prata
Comportamento: predador
Natureza : ranzinza
Augúrio: Theurge


Raça: lupino
Idade: desconhecida
Olhos: negros ou vermelhos depende do humor
Sexo: masculino
 
 
Atributos - Físicos (Defina se foi o 7-5-3 que você usou) (7)
 
- Força: 1 + 2 + 1 (5pb)
- Destreza:  1 + 3
- Vigor: 1 + 2
 
 
Atributos - Sociais (Defina se foi o 7-5-3 que você usou) (5)
 
- Carisma: 4
- Manipulação: 2
- Aparência: 2
 
 
Atributos - Mentais (Defina se foi o 7-5-3 que você usou) (3) 19
 
- Percepção: 2
- Inteligência: 2
- Raciocínio: 2
 
 
Habilidades (13-9-5 qualquer ordem, favor definir qual usou em cada um para facilitar nas contas.)
 
 
Habilidades - Talentos (13)
 
Prontidão: 3
Esporte: 2
Briga: 3
Esquiva: 
Empatia:
Expressão:
Intimidação:2
Instinto Primitivo: 3
Manha:
Lábia:
 
 
Habilidades – Perícias  5
 
Emp. c/Animais:
Ofícios:
Condução:
Etiqueta:
Armas Fogo:
Armas Brancas: 2
Liderança:
Performance:
Furtividade: 2
Sobrevivência: 1
 
 
Habilidades - Conhecimentos  9
 
Computador:
Enigmas: 
Investigação: 3
Direito:
Lingüística: 
Medicina:
Ocultismo: 3
Política:
Rituais: 3
Ciências:
 
 
Antecedentes: (5 pontos) 

   



Mestra nível 5 (5 pontos)
Raça pura 5 (5 pontos)
Rituais 5 (5 pontos)


Rituais

Spoiler:


Ritual de compromisso Nivel 1

Este ritual compromete um espirito a um Garou, tornando-o seu servo. Quanto mais poderos o espirito, mais dificil o processo. Embora qualquer espirito encontrado esteja sujeito ao compromisso, os Garou acreditam que os espiritos devam ser comprometidos apenas quando necessário, eles não se sentem bem por manter espiritos presos a compromissos por periodos longos de tempo. Contudo, há quem conteste essa opinião, particulamente os misticos da tribo Uktena. Os espiritos aprisonados através desse ritual podem ser comprometidos a um serviço temporario, ou confinados em objetos para criar talentos (veja fetiches e talentos).
Nenhum espeirito se oferece de bom grado, a não ser que tenha afinidade com o totem do personagem. Os espiritos podem ser comprometidos com objetos, lugares ou atémesmo as pessoas, enbora os Garou recorram a essa possibilidade apenas em caso de necessidade.
Fracassar nesse ritual pode ser perigoso,pois as chances do espirito se tornar hostil e tentar ferir o místico são grandes.

Sistema: um Garou pode tntar este ritual apenas na presença de um espirito, sendo normalmente executado na Umbra. ao tentar comprometer um espirito um Garou precisa gastar primeiros um ponto de Gnosee (minimo de um). Cada ponot de Gnose reduz o nivel de Gnose de um espirito em um. O Garou precisa em seguida estar sua forçade vontade (a dificuldade é a Gnose ajustada do espirito). O numero de sucessos indica por quanto tempo o espirito sera forçado a servir (uma semana por sucesso).Mo caso de um talento, o espirito é comprometido até que o objeto seja usado. Veja no apendice de espiritos e uma lista de talentos.



Spoiler:



Ritual de despertar espiritos (NIvel 2)

Esse ritual é usado para despertar um espirito adormecido (inativo). Para executar este ritual um Garou precisa tocar um ritimoem algum instrumento (os tambores tornan-secada vez mais populares). Enquantoo Garou toca, os outros Garou participantes (se houver), executam passosem torno do mestre do ritual, uivando e rugindo em contraponto ao da batida. Quando realizado em um objeto comun, este ritual anima o espirito do objeto, fazendo com que ele acorde e apareça na Umbra. Por exemplo, se o ritual for executado numa kombi, qualquer Garou que esteja percorrendo atalhos poderia ver o veiculo como parteda paisagem, contudo ele aapareceria como um objeto estacionario na Penumbra,a não ser que uma pessoa no plano fisico começasse a dirigi-lo, caso em que ele apareceria para um observador na Umbra como um veiculo em movimento, mas sem motorista. Quando realizado em plantas esse ritual costuma ser chamado .santificação.. Como os espiritos-plantas são benevolentes, um que seja despertado, emprestara seus poderes como se fosse um amuleto. Quando santificadas, plantas diferentes concedem habilidades diferentes. Por exemplo uma dedaleira protrge contra magia de fadas (somando dois ao nivel de qualquer feitiço de fada).

Sistema: O mestre do ritual precisa tocar um instrumento ou entoar uma canção (não é preciso talento). A dificuldade do teste do teste é a Fúria do espirito. Um fracasso significa que espirito permanece adormecido. O Narrador precisa decidir seo espirito é hostil ou amigavel ao Garou que o despertou. Despertar um espirito não possibilita qualquer especie de controle; isso requer um ritual de compromisso ou Dom.



Pedra caçadora

Dedicação do talismã



Dons (5 pontos) 
 

Sentidos aguçados (1)
Dança gelida (1)
comunicação com os espíritos (1)



defeitos


Cabeça quente (2 pontos)
Pesadelos (1 ponto)
Perder-se em atalhos (1 ponto)
 
fúria 2 + 1 (1 pb)
Força de vontade 3 + 1 (1 pb)
gnose 5 + 1 ( 2 pb)
 
 
RENOME:
 
 
- Glória Permanente:
- Honra Permanente:
- Sabedoria Permanente:
 
 
História:


Spoiler:


Tecnicamente falando, sangue de garras vermelhas, mas apesar da fama deles, isso não os impediu de serem mortos aos olhos de um filhote não iniciado,cedo ou tarde você sempre encontra alguém melhor, e esse era o dia deles, logo poucas memorias restam alem da de ver os pelos de cada um esticados em racks como troféus, fim trágico, mas o golpe de sorte que deixou esse filhote ser morto o deixou mais forte, dias passaram até ser encontrado pelos garras de prata, uma deles alias, uma que se tornou mestra dos mesmo e o iniciou na tribo, logo recebendo treinamento para se tornar um theurge, mostrando-se um discípulo dedicado e problemático, nunca muito são, recitando cantorias perturbadoras enquanto dormia e longe das necessidades mais básicas, seja por conta de sua historia ou pelo convívio com espíritos, ou pelo seu sangue de garra vermelha que lhe deu características mais agressivas e diretas.


Sua primeira transformação ocorrreu em meio a defesa de uma invasão, sua mestra de fato não estava na casa de posse dela, ele estava agindo esquisito (um pouco mais que o normal) já tinha dias, e o estopin foi dar de cara com os intrusos no meio da noite o que eram, demorou algum tempo para descobrirem, mas o que os atacou certamente não era o que esperavam encontrar vigiando o lugar, era uma noite de muito vento, o cheiro de sangue foi longe, mas ninguem ousou seguir para ver o que era a fonte, fora sua mestra que não gostou nada da bagunça mas que gostou de ver seu pupilo despertando.


Hoje ele passa seus dias sendo theurge dos garras de prata, mas sua função mais comum é de ajudante e vigia de sua mestra, possui um bom relacionamento com ela, mas mesmo ela não consegue tirar esse jeito estranho e isolado dele de ser.
avatar
art015

Mensagens : 10
Data de inscrição : 09/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum