Lady Nêmesis – No Covil do Cadmus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Lady Nêmesis – No Covil do Cadmus

Mensagem por Admin em Qui Ago 03, 2017 12:26 am

Lady Nêmesis – No Covil do Cadmus
 
A nave do General Zod talvez fosse o último pedaço de Krypton que restou após a explosão. Nela, estavam guardados os últimos tesouros do planeta, assim como um cristal em que todo o conhecimento de seu povo havia sido registrado. Quando Zod veio à Terra com os últimos kryptonianos, trouxe consigo estes tesouros, afim de restaurá-los neste planeta onde o sol os tornava quase imortais.
 
Mas Kal-El atrapalhou todos os planos, e a rebeldia de Ayla comprometeu a missão. No fim, os últimos kryptonianos foram mandados de volta para a Zona Fantasma, mas onde foram parar os tesouros trazidos nesta nave? Onde foi parar o cristal com todo o conhecimento de krypton. Após algumas investigações em que tirou à força informações de alguns membros do governo, Ayla descobriu que esses tesouros foram confiados a uma organização secreta chamada Cadmus, pois talvez neles houvessem o conhecimento que o mundo precisava para eliminar o Superman ou qualquer ameaça do mesmo patamar.
 
Assim como Kal-El, Ayla havia dado as costas para krypton, pois não acreditava nos ideais de dominância e escravização que o general sonhava para este planeta. Mas a kryptoniana também não estava disposta a permitir que este mundo se apoderasse dos tesouros de seu povo daquela maneira. Se um dia eles fossem capaz de destruir Kal-El e Kara Zor-El, com certeza viriam atrás dela depois.
 
Segundo as informações que conseguira com o Dr. Crownford, a base do Cadmus se encontrava nos subterrâneos de Metrópolis. A ligação deles com o governo era secreta, então não haveria problema em atacá-los, desde que fosse um ataque eficiente e rápido. Eles apagariam o rastro para não se expor, é isso que eles sempre fazem. O doutor estava disposto a ajudá-la de longe, sem se comprometer. Ayla estava por sua conta em risco ante aquela decisão.  
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 269
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lady Nêmesis – No Covil do Cadmus

Mensagem por Nemesis. em Seg Ago 14, 2017 3:27 pm

Nunca vou admitir isso pra mim msm, mas a vida na terra era melhor do que em kripton. Em kripton era só uma soldado qualquer feita pra garantir a segurança do meu povo e conquistar novos mundo, uma carreira que a minha família escolheu não eu. 

Aqui eu to livre para fazer o que quero e ser quem eu quero. Aqui eu sou quase indestrutível e posso até voar, mas os humanos estão mais interessados na minha beleza. Meus olhos, minha boca, minha pele. Kal-el virou um simbolo de esperança pros humanos e eu um simbolo sexual. 

Só que viver entre as pessoal não era o bastante pra fazer eu me esquecer de onde eu vim. Eu ainda tinha mts sonhos e lembranças de kripton. Ainda me sentia uma kriptoniana obrigada a viver em um mundo alienígena. Isso me fazia pensar mtu no que restou do meu mundo...

O desfile dessa tarde foi um sucesso, quando saio do camarim meu agente diz que fui convidada pra estampar a capa de umas revistas bem legais, algumas até famosas. Estava a semana inteira imersa na vida humana, mas de repente uma ligação do Crownford me lembra quem eu sou de verdade. 

Uns meses atrás eu tinha pedido a ele pra checar onde foi parar a nave do general Zod e os artefatos kriptonianos que trouxemos para colonizar a terra. Eu tava tão distraída tentando superar minha propria traição a kripton e a minha irmã que nem parei pra pensar onde esses objetos preciosos foram parar depois da luta contra Kal-el. 

Deixo meu agente falando sozinho quando saimos do prédio, meus olhos se acendem de raiva e eu quase frito td mundo na rua. O Cadmus estava com as minhas coisas, Amanda Waller se colocou mais uma vez no meu caminho. 

Dou um salto bem alto para o ceu saindo em voo. Meu agente me chama surpreso la embaixo e as pessoas ficam um pouco assustadas, mas no momento eu não ligo pra mais nada. Entro no meu apartamento pela janela e visto o meu trage. A roupa preta com o brasão de Ul no peito, a capa com outro brasão é soprada pelo vento que entra pela janela, uso tbm o capacete pra esconder um pouco o meu rosto. 

Com as cordenadas dadas pelo Crownford, chego perto de uma area deserta e restrita de Metropolis. No subsolo o Cadmus operava com uma base secreta. Crownfor disse que se era secreta então eles não fariam mtu alvoroço se eu fizesse uma visita, eles iriam limpar a bagunça em silêncio. Antes de fazer isso, pego meu celular e ligo pro doutor. 

- Não vou te envolver nisso, eles podem querer se vingar depois. Se alguma coisa acontecer cmg aqui, por favor, não diga nada para os outros. O Cadmus pode querer se vingar deles tbm. Se alguma coisa de ruim acontecer cmg, só diz pra eles que... Não diz nada, eles sabem. 

Desligo o celular sem dizer adeus ou até logo. Não que eu estivesse pessimista, mas sabia que me meter com o Cadmus não era moleza. 

"Bem, ta na hora..."

Levanto voo chegando quase até nas nuves. Era noite e a lua tava linda. Então eu desço a td velocidade. Vou lançando meu laser ocular contra o solo pra enfraquece-lo até o ponto em que jogo meu corpo contra o chão, perfurando a terra até chegar na base.

Desço de surpresa em um dos corredores, assustando dois guardas que passavam conversando distraidos. Um deles aponta a arma pra mim, mas com minha visão laser eu derreto a arma dele e do outro. Então eles vem pra cima, mas seus socos e seus chutes nem me tiram do lugar. Com um simples empurrão jogo os dois contra a parede como se fossem balões de gás e eles desmaiam com a pancada. 

Tinha cameras ao redor e elas filmam meu rosto e td que eu fiz. O alarme soa com um barulho insuportavel pros meus ouvidos. Me concentro. Isso me faz ouvir a aproximação de mais guardas antes que eu fosse cercada. 

"Pena eu ainda não ter visão de raio-x. Vou ter que procurar a nave"

Vou voando pelo lugar por um lado contrário em que os guardas vinham, não queria perder meu tempo com eles. Mas quando passo pela primeira porta, dou de cara um um grupo tático. O tiro deles chove sobre mim e apesar de não me machucarem, eu cubro meu rosto. Isso pinica pra caramba. Pra me livrar deles, encho meus pulmões com muito ar e mando um sorpro de gelo mtu forte que congela tds eles. 

Os soldados vem de tds os jeitos, com tds as formações e armas tecnologicas, mas nada me para, e vendo isso, robôs resistentes e mais fortes aparecem. A luta com eles é mais trabalhosa. Seus misseis são como um soco. A blindagem deles deixa eles mais resistentes. Meus raios não são mtu eficazes. 

- Bela tentativa, mas não vão me parar. 

Deixo a raiva ser canalizada nos meus punhos, usando td a minha força contra aqueles robos. Meus socos fazem as paredes tremerem e a blindagem deles começa a ser quebrada quando fico batendo sempre no msm ponto. Demorou, mas no fim aqueles robos se tornaram só um monte de sucata ao meu redor. 

Quando volto a andar pela base, acabo parando em uma sala de comunicação. Não era o que eu queria, mas quando olho pros humanos que trabalham ali, tenho uma ideia. 

- Saiam. 

Msm com medo eles ficam ali como se seus empregos obrigassem eles a me desafiar. Entendo isso, mas não tenho paciência. Faço meus olhos brilharem ameaçando fritar eles com a minha visão. 

- Saiam agora!

Com mtu medo agora eles correm passando por mim quase tropeçando. Pego o comunicador do lugar e entro em contato com td a base. 

- Atenção agentes do Cadmus. Aqui quem fala é a Lady Nemesis. Uns meses atrás eu e o meu povo invadimos o seu planeta para conquistá-lo, mas pra sorte de vcs, eu mudei de ideia e ajudei Kal-el o Superman a salvá-los. Agora eu luto pela justiça e protejo essa cidade sempre que posso. Mas vcs estão com uma coisa que pertence ao meu povo e ao quero de volta. Devolvam-me e ninguém precisa se machucar. Fiquem no meu caminho e eu esmago cada um. Vcs decidem...

Deixo a sala de comando na esperança de que eles tenham entendido o recado. Acho que entenderam pq quando dou de cara com soldados no corredor eles abrem caminho pra mim. Meio sismada, eu passo por eles, não me surpreenderia se eles me atirassem pelas costas, mas acho que eles sabem que isso só daria na morte deles. 

"Isso ta estranho"

A posição deles nos corredores vai levando ao lugar onde a nave do general Zod estavava. Chego em um galpão e tenho lembranças horríveis quando vejo a nave. Isso me deixa distraída, e nem vejo quando os soldados saem e trancam o lugar. 

Começo a ouvir um choro de uma menina que me faz recuperar o foco. Dou a volta procurando ela, e encontro sentada no chão uma menina loira pouco mais nova que eu. 

- Kara?

- Ta doendo. 

Isso tava estranho, o que s Kara tava fazendo ali? mas msm assim eu me aproximo pra oferecer ajuda. Então ela solta um grito que me afasta e o corpo dela começa a crescer, ficar cinza e musculoso. Os ossos crescem pra fora da pele como garras e armadura. Eu conheço essa coisa, era igual ao monstro Apokalipse mas feito no corpo dessa menina. 

- Ferrou...

O soco dela me atinge de surpresa, me jogando longe até eu atingir a parede do outro lado. A coisa era forte como esperado e eu me levanto um pouco assustada com a força daquele soco. 

- Sua...

Vou pra cima daquela coisa mtu irritada, acertando um monte de socos nela até esmagar ela na parede. A luta começa a ficar pau a pau. Eu acertava ela e ela revidava. Meu olho tava roxo e minhas roupas estavam em trapos me deixando quase nua. No meio da raiva, eu perco a cabeça e acabo levando mais um soco que me joga longe. 

Meu corpo atinge a nave em cheio, fazendo ela explodir com td dentro. 

- NÃOOOOOOOO!

O fogo toma conta do lugar e os tesouros kriptonianos estavam perdidos agora. No meio do fogo aque monstrengo aparece para continuar a luta, mas eu tava tão puta que agora não teria mais luta, seria um banho de sangue. 

Voo pra cima dela afundando o corpo no chão e quebrando td. 

- Td que restou do meu povo estava naquela nave, td perdido por sua causa!

Encho a cara do monstro de soco, pisando na cabeça dele depois. Foram tantos golpes que ele fica atordoado e pra finalizar eu lanço meu laser com td força no rosto dele até queimar e não restar mais nada, só um corpo sem cabeça sobre o chão. 

Não gosto disso, mas lágrimas começam a cair dos meus olhos como se a ficha de que kripton morreu finalmente tivesse caído. Era triste. Só que de repente um brilho no meio do fogo chama a atenção. Meio desinteressada eu me aproximo e fico mtu surpresa quando vejo que o cristal com td conhecimento do meu planeta. 

- Uma esperança...

Pego o cristal, as lágrimas secam. O fogo está por td lado mas eu não to nem ai e chuto a porta que os soldados trancaram. Eles ficam com medo quando me vê, achando que eu ia cumprir a minha promessa de esmagar eles. E eu ia, mas quando pego o primeiro pra matar, aquela gorda escrota aparece. 

- Lady Nêmesis... Sei que está com raiva, mas tem que entender que o que fazemos aqui é pra proteger o mundo de gente como vc. Vai em frente, mata esse soldado e prova que estamos certos. Garanto que td o mundo vai saber, td mundo vai te caçar, até msm seus amigos do plano b. 

Solto o soldado e me aproximo dela com o cristal na mão. 

- Acha que eu tenho medo sua vaca? Eu sou uma soldado, acabei de vir da zona fantasma. Vc e seus brinquedinhos não me assustam. 

Dou um soco na parede perto dela, quedrando um bom pedaço só pra deixar um recado. Não sei se isso assustou, eu só queria ver ela fora do meu caminho. Então vou embora da base sem ferir ninguém. 

Por um tempo eu tive raiva dos humanos depois disso. Passei meses sem atender nenhum pedido de socorro e a taxa de mortalidade em Metropolis aumentou mtu. Jurei pra mim que não seria mais a nêmesis que levaria o castigo pra aqueles que mereciam. 

Durante esses dias de folga eu encontro um lugar na Sibéria onde eu posso erguer a minha própria fortaleza da solidão. O lugar era bonito e longe dos humanos. No meio do caminho eu dou de cara com um grupo de lobos no meio da neve. Achei que uma nova luta iria começar ali pela sobrevivência, mas o olhar dos lobos era dócil como se eles me aceitassem ali. Os filhotes se aproximam e as mães até permitem que eu faça carinho neles. 

Isso foi inesperado, mas serve pra que eu entenda uma coisa. A humanidade vacila mtu, mas esse mundo não é só deles. Era desses lobos e de td forma de vida que cresce aqui, e tds eles me aceitam, o que acaba tornando esse mundo meu tbm. Ao contrário dos humanos, eu sei de uma coisa. Se eu quero chamar esse mundo de meu, era minha obrigação proteger ele. A Lady Nêmesis vai voltar a voar pelo céu novamente. 

Fim.

_________________
avatar
Nemesis.

Mensagens : 81
Data de inscrição : 07/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lady Nêmesis – No Covil do Cadmus

Mensagem por Admin em Qui Ago 17, 2017 10:59 pm

Avaliação: 


Foi notável como você conseguiu contar a história de uma forma extremamente direta sem empobrecer o enredo, o estilo de narração me lembrou um pouco o filme Sin City. A descrição dos sentimentos de Ayla ficou um pouco simples, mas gostei do fato de você fazer questão de tantas coisas que ela sentia ao mesmo tempo, isso humanizou a personagem, criando empatia em quem ler. A história em si ficou ótima, mas faltou uma descrição melhor sobre os tais robôs que deram um pouco mais de trabalho. Eles exigiram muito dela, e ficou aquele sentimento de "por quê? como eles eram?". Houve também uma falta de explicação quando ela encontra a menina loira e a chama de Kara. Era a Kara realmente? Por que ela estava ali? Faltou explicar isso. A luta com a aberração kryptoniana foi sensacional, e quando a nave se perdeu, enfim você descreveu bem o sentimento da Ayla, tanto nessa parte quanto na que ela deixa de lutar pela humanidade por um tempo e depois retorna. Muito bom. 


Premiação: 


8 xps
8 pontos temporários de sabedoria. 
Recursos: Fortaleza da Solidão. 
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 269
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lady Nêmesis – No Covil do Cadmus

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum