Plano B - Os Anti-Deuses

Página 8 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Admin em Dom Mar 05, 2017 8:05 pm

M’Kai olha para os guerreiros como se eles fossem bárbaros, tribais. Preocupava ao marciano toda aquela carga de ataques sobre os inimigos, já que os klyntar usavam humanos inocentes como hospedeiros, então ele trata de avisar as guerreiras.

Justiceiro Solitário usa Destruir Mentes: Energia 6 + 4D (+3D por FdV) (Dif: 6) = 6 sucessos.
Klyntar Menor 1: Sem ação.

Justiceiro Solitário usa Destruir Mentes: Energia 6 + 4D (Dif: 6) = 6 sucessos.
Klyntar Menor 2: Sem ação.

Justiceiro Solitário usa Destruir Mentes: Energia 6 + 4D (Dif: 6) = 4 sucessos.
Klyntar Menor 3: Sem ação.

Centrado em não ferir os humanos por trás daqueles seres, M’Kai olha na profundidade medonha dos olhos brancos daqueles klyntar, encontrando pontos fracos em suas mentes para destruí-los de uma forma mais eficaz. Os três soltam um novo guincho, o primeiro e o segundo levantam suas mãos a cabeça devido a dor, o terceiro se debate ainda mais nos braços de Imperador Dragão.


Baran sente que Katana não estava diferindo o inimigo. Ele olha naqueles olhos orientais por trás da máscara branca e reconhece a expressão do guerreiro que só se sacia com a morte. Mas o jovem Deus estava ali para preservar a justiça, e chama a atenção de sua parceira.

Imperador Dragão: Carisma 2 + Liderança 3 (Dif: 6) = 1 sucesso.

Katana estava prestes a desferir mais um ataque letal contra o alvo, mas quando Baran chama a sua atenção, lhe lança um olhar confuso e raivoso, mas guarda sua espada na bainha, e ergue as mãos em posição para lutar só com os punhos.

Imperador Dragão usa Ataque Trovejante: Destreza 3 x5 + Briga 3 (+3D por FdV) (Dif: 7) = 21 sucessos.
Klyntar Menor 3: Sem ação.
Klyntar Menor 2 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = Falha Crítica.
Imperador Dragão (Dano: Força 4 x5 +1D) = 16 sucessos.

Baran aproveita que a criatura em seus braços estava atordoada com o ataque sonoro da arma de Comandante Greymorning e a segura pela perna com uma mão, usando-a como se fosse um tacape para aplicar sua técnica contra o klyntar 2.

E o ataque é mais perfeito do que o previsto. Além de Baran atacar com uma precisão ímpar, o klyntar 2 se mostra totalmente desajeitado na hora de se defender. Ele recebe o ataque nas pernas com violência e é derrubado sobre o chão de um modo que demoraria para se levantar.

Nota: Devido a falha crítica e a queda pré-estabelecida pela técnica, considerei que a dificuldade de dano para Baran caiu de 6 para 4.


Com sua experiência em liderar equipes, Greymorning sempre pensa de forma conjunta, em ataques que além de machucar, deixam brechas para seu parceiros. Por isso, ele mira no klyntar com quem Katana lutava e atira.

Comandante Greymorning atira: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 3 sucessos
Klyntar Menor 1 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 4 sucessos.

Aquela criatura estava dando grande trabalho para Greymorning. Era seu segundo tiro contra este mesmo klyntar, e mais uma vez o alienígena desvia, rindo do mutante ao seu modo com aquelas presas enormes e a língua grande e pilosa para fora.


Katana ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 3 sucessos.
Klyntar Menor 1 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 3 sucessos.

Sem a sua espada, Katana parecia um ser capenga. Não tinha a mesma graça e nem o mesmo equilíbrio. Ela tenta saltar para dar um soco no klyntar, mas ele também desvia de seu golpe, saltando para a parede a esquerda e se mantendo preso a ela como uma aranha.


O sangue de Ayla ferve ante a pouca eficácia de seu ataque em machucar seus inimgos. Aquelas criaturas estavam longes de serem fortes como ela, mas lhe dava trabalho, lhe atrasava em sair daquela base antes que explodisse.

Lady Nêmesis ataca: Destreza 4 x5 + Briga 3 (Dif: 6) = 12 sucessos.
Klyntar Menor 1 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 3 sucessos.
Lady Nêmesis (Dano: 3 x5 + 3D por FdV) = 22 sucessos.

Talvez a fúria tenha revitalizado a força da kryptoniana, que ao ver o klyntar zombar de seus parceiros e saltar pela parece, acerta o inimigo com um soco de cima para baixo. O golpe é tão potente que o impacto faz o klyntar rachar o piso por dois metros.

Lady Nêmesis tenta ouvir: Percepção 3 + Prontidão 3 (Dif: 4) = 4 sucessos.

O inimigo não se levanta mais, e assim como aconteceu com os klyntar anteriores, o simbionte escorre pelo corpo, deixando para trás um frágil cientista desacordado. Por um instante, ele parece morto, o que faz o marciano ter razão sobre tomar cuidado com os ataques para não matar o hospedeiro, porém, logo Ayla escuta algo animador. O coração daquele cientista bate em seu peito como o de uma pessoa saudável.


Iniciativa:

1° Justiceiro Solitário: Raciocínio 15 + Prontidão 2 + 1D (4) = 21
2° Comandante Greymorning: Raciocínio 3 + Prontidão 1 + 1D (10) = 14
3° Imperador Dragão: Raciocínio 3 + Prontidão 3 + 1D (7) = 13
4° Katana: Raciocínio + Prontidão + 1D = 11
5° Lady Nêmesis: Raciocínio 3 + Prontidão 3 + 1D (3) = 9
6° Klyntars Menores: Raciocínio + Prontidão + 1D = 8



Status:
Imperador Dragão: 75 Pvs/ Energia 4/ FdV 5

Lady Nêmesis: 74 Pvs/ Energia 2/ FdV 4

Katana: ?? Pvs/ Energia ? -5/ FdV ?

Comandante Greymorning: 15 Pvs/ Energia 2/ FdV 4

Justiceiro Solitário: Pontos de Vida 15/ Energia 4/ FdV 4


Klyntars Menores:

1: (Morto)
2 (Caído): -29 Pvs
3 (Agarrado): -27 Pvs
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Tony.B em Seg Mar 06, 2017 11:57 am

Vejo que a guerreira embainha a espada... Sorrio e executo o meu ataque, a criatura se mostra ainda mais patetica do que era... Se estatelando ao chão diante da minha força...

Ora... Desafiem-me... Onde está aquele monstro grande que me mostrou homem verde ? Traga-me ele, para que possa ao menos ter uma luta digna para Despertar o Dragão!

Uso novamente a criatura em minha mão para atingir a outra já no chão...

Deitem... E não mais levantem... Assim ordena o Imperador!

Uso o Klynta na minha mão para acertar o do chão.
avatar
Tony.B

Mensagens : 68
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por art05 em Seg Mar 06, 2017 2:55 pm

Somos animais lutando aqui, não há heróis ou vilões, apenas animais tentando sobreviver, nossas ações tem mostrado isso, as minhas violentas em particular, de fato consigo causar um dano na mente deles, mas infelizmente, não o suficiente para evitar mais ataques.



Observo a ação correr depois, mais e mais eu me pergunto por que me pegaram, essas pessoas acham que sou como J'onzz?! Não sou como ele, não sou alguém que já tenha lutado, sou um engenheiro, não um herói, vejo um cientista surgir da poça de fluido que virou o klyntar e digo, observando ele, digo com certo pesar:



-Esperem... Quantos mais teremos que deixar desse jeito? Imaginei que fosse como uma colonia de micro organismos, mas é um único que se comporta como tal, será mais rápido se arrancarem eles e atacarem direto do que bater neles e ferindo as vitimas.

Escuto Sr. Baran desejar lutar contra S'artax, então respondo:


-Cuidado com o que deseja, não sabemos onde ele está, falhem um segundo contra ele, e estarão em serio perigo, eles são experts em combate e não me recordo de ver eles fazendo prisioneiros.


respiro fundo e continuo:



-Temos que nos apressar, se virem mais, simplesmente arranquem os symbiotes e batam neles, não precisam dar ataques espetaculares, não temos tempo nem energia para isso.



É claro que eu estava mais como pesquisador ali do que herói, ao ver o que restou da criatura, vejo que so poderei estuda-las se tiver um exemplar vivo, isso teria que esperar eu ter instalações próprias, são raros, mas pelo visto, não muito difíceis de achar, agora vamos tentar salvar essas pessoas que restam, não temos tempo, mas ainda temos honra, eu acho.



Off: Ataque mental nos symbiotes restantes, gastar um ponto de energia.

Me concentro, e localizo as mentes deles de novo e ataco as mentes de cada um mais uma vez.
avatar
art05

Mensagens : 51
Data de inscrição : 09/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por leesiuloong em Ter Mar 07, 2017 10:52 pm

As palavras de M'kai fazem sentido, assim como as de Baran, todos tem sua razão, mas o tempo era pouco. Começo a procurar peças, caixas de som, itens para que eu possa criar varias "bombas sonoras", itens que emitiriam um som alto o bastante para paralisar os Klyntars e não ferisse os humanos em geral.

Iria tentar criar várias para ir criando um caminho seguro para nós e os outros humanos poderem sair, seria complicado, mas pouparia tempo das batalhas.


off: gasto fdv para melhorar as chances.
avatar
leesiuloong

Mensagens : 63
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t32-comandante-greymorn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Nemesis. em Qui Mar 16, 2017 9:36 am

Baran tinha uma atitude correta, msm um pouco fora da casinha. Tínhamos que surrar essas coisas até que nenhuma delas quisesse nos ver nem pintados de ouro. Só assim a gente teria o caminho livre pra dar o fora da base e pra salvar esses reféns. Só que parece que o nosso marciano ainda não entendeu a situação.

- Vc é o mais inteligente de nós, então quando vai perceber que esse é o momento agir e não de pensar? Ninguém aqui é criança, mas vc td hora exaltando o inimigo e nos censurando só ta baixando o nosso moral. Somos soldados e nesse momento nós lutamos. É o que a gente sabe fazer, então nos ajude!

Iria olhar pro klyntar caído e fritar ele com meu laser sem me importar se iria matar o hospedeiro ou não, só pra dar um recado pro grupo em seguida.

- Aí, eu só vou dizer uma coisa, e quem não concorda, tem td liberdade pra vir se resolver comigo. Salvar apenas alguns é melhor do que morrer aqui e não salvar ninguém.

Baran tinha os klyntar sob controle. Se a batalha acabasse ali, eu iria seguir em frente como uma batedora pro grupo, mas sempre atenta a qualquer barulho com a minha audição aguçada.
avatar
Nemesis.

Mensagens : 73
Data de inscrição : 07/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Admin em Sex Mar 17, 2017 11:46 pm

M’Kai não era um ser feito para as batalhas, e suas ideias sempre visam evitar ou acabar com o confronto antes que os corpos comecem a se espalhar sobre o chão. Assim, ele lembra seus companheiros uma forma mais sutil de acabar com aqueles klyntar, já que não havia tempo para que eles ficassem se divertindo com batalhas.

Justiceiro Solitário usa Destruir Mentes: Energia 6 + 4D (Dif: 6) = 7 sucessos.
Klyntar Menor 2 : Sem ação.

Justiceiro Solitário usa Destruir Mentes: Energia 6 + 4D (Dif: 6) = 7 sucessos.
Klyntar Menor 3 : Sem ação.

Usando sua mente em um esforço descomunal, M’Kai consegue atingir ao mesmo tempo os dois klyntar ainda de pé, causado um terrível aneurisma no cérebro das criaturas. O klyntar 2 grita, sentindo tanta dor que num gesto animalesco, ele bate sua cabeça contra a parede, rachando facilmente o reboco. Então acaba sucumbindo logo em seguida, seu corpo se liquefazendo e escorrendo pelos seios de uma cientista desmaiada.

O klyntar 3 também grita, arranhando a cabeça como se estivesse tentando arrancar a dor com as próprias mãos. Porém, ele ainda se mantinha vivo, mesmo bastante ferido, e nada em seus olhos deixa claro que ele pretendia se render.


Greymorning sentia-se tão seguro de que aquele combate estava facilmente controlado, que ele simplesmente dá as costas para o inimigo, e ao invés de atacar, olha para o corredor a sua volta, procurando peças e objetos que poderiam se tornar armas melhores contra aquelas criaturas no decorrer da missão.

Não carecia de qualquer esforço encontrar alguma coisa naquele corredor todo branco, em que asportas arrancadas jaziam sobre o chão, já que não havia nada ali de muito tecnológico e interessante, a não ser os simples auto-falantes embutidos nos topos das paredes, silenciosos.


Baran não teme o destino ao qual aquela base e seus residentes estavam fadados. Nenhuma bomba humana era ameaça para um Deus, e mesmo que o complexo fosse pelos ares, ele com certeza seria um dos sobreviventes a caminhar sobre os escombros. Tudo que o guerreiro é um desafio a altura, algo que lhe mostre que sua estadia naquele mundo seria ao menos divertida.

Imperador Dragão ataca: Destreza 3 x5 + Briga 3 (Dif: 6) = 13 sucessos.
Klyntar Menor 3: Sem ação.
Imperador Dragão (Dano: Força 4 x5) = 5 sucessos.

Com a criatura ainda sob o seu domínio, Baran estava prestes a usá-la para esmagar aquela que caiu aos seus pés. Porém, no momento certo, ele percebe que a criatura caída fora derrotada, deixando para trás uma hospedeira desmaiada, e no momento certo, ele desvia seu golpe, atingindo o klyntar contra o chão e finalmente o matando. O corpo negro da criatura parece derreter sobre um cientista, caído e desacordado nas mãos do Deus.  


Ayla desaprovava as últimas declarações de Justiceiro Solitário, alegando que isso só fazia desmotivar o grupo. Por um lado, a kryptoniana estava certa, mas por outro talvez fosse bom ter alguém que pensa de maneira crítica para pôr-los no lugar.

E para provar a firmeza de suas palavras, os olhos de Ayla brilham em vermelho, prontos para disparar um laser na direção da criatura que sobrara, porém, Imperador Dragão já havia cuidado da mesma, tornando o caminho novamente livre para todos.

Isso permite a Ayla seguir em frente pelo corredor, usando sua audição para detectar qualquer inimigo pelo caminho. Ela ouve novamente os grunhidos e urros dos klyntars, mas estes estavam longe demais para causar qualquer tipo de preocupação. E no fim deste mesmo corredor, ela ouve algo que lhe era mais interessante.

- Está louca se pensa que os soldados descerão aqui para nos salvar. Eles se preocuparão em deixar a Waller em segurança antes de mais nada. – Diz uma voz irritada.

- Não diga isso. Eles virão nos salvar. Eles tem que nos salvar! – Retruca uma mulher assustada.

- Ele tem razão. O que estamos fazendo aqui é perigoso demais para vir à luz. Isso é uma queima de arquivo! – Diz outro homem em total estado de paranóia.

Essas vozes eram totalmente humanas, e vinha da última sala à direita daquele corredor.



Status:
Imperador Dragão: 75 Pvs/ Energia 4/ FdV 5

Lady Nêmesis: 74 Pvs/ Energia 2/ FdV 4

Katana: ?? Pvs/ Energia ? -5/ FdV ?

Comandante Greymorning: 15 Pvs/ Energia 2/ FdV 4

Justiceiro Solitário: Pontos de Vida 15/ Energia 3/ FdV 4
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por art05 em Dom Mar 19, 2017 3:01 pm

Era complicado lhe dar com organismos parasitas assim, mas creio que não deixara sequelas na mente dos hospedeiros, ao menos é o que espero, mas de nada adianta querer isso sem retira-los daqui o quanto antes, não tínhamos mais que alguns minutos, alguns de nós talvez sobrevivam a explosão, mas não creio que estejam afim de passar pelos corpos ao sair dos escombros.



Consigo retirar um symbiote de um deles e apenas ferir o outro, cujo qual Sr. Baran finaliza, estavam libertas agora, porem escuto Srª Nemesis demonstrar que não gosta do modo como estou agindo.



Também parece demonstrar não se importar com os hospedeiros, não me importei com o que ela disse para min, mas não levar vidas em consideração? Olho de maneira seria nos olhos dela e digo;



-Negar ajuda a quem precisa é negar ajuda a si mesma, gostaria que ignoraremos a Senhorita quando precisar de ajuda um dia assim? Por que se simples palavras como as lhe disse te desmotivam então tu nunca teve um verdadeiro treinamento militar, quando digo que seu oponente segura mil dias de luta, você deve segurar dois mil, se disse que seu oponente levanta uma montanha, você deve levantar duas e jogar na cara dele ainda, constante melhoramento, isso não se ganha erguendo seus punhos contra todos ao seu lado ou desafiando os que não são de guerra, muito menos esquecendo os que são vitima dela...



Respiro fundo e continuo:



-Diamantes senhorita, diamantes são feito sobre pressão, expostos as piores condições possíveis e inimagináveis, todo soldado deve ser como eles, jogados no inferno e treinados como demônios, sofrer a pior punição possível e calejar corpo, mente e espirito para suportarem o que possa vir, isso é o mais básico, sem pressão sem diamantes, essa regra simples que todo soldado aprende, se acha que erguer seus punhos garantem tua segurança, e erguer tua voz lhe dá autoridade se prepare, pois se simples palavras lhe desmotivam, lhe irritam, então nunca foi posta sob pressão de verdade, e se buscas brigas atoa, busca apenas a tua destruição.



Aponto para ocorredor e continuo com certa frustração:



-Achas quem tem forças para enfrentar a morte sozinha? então vá e mate todos os oponentes a nossa frente, mate todos e não deixe nenhum, mas quando surgir um com força para lhe colocar de joelhos e fazer tu implorar por perdão assim como o robô lá atrás, lembra-rás a quem negas ajuda.



Sigo para uma das vitimas e pego nos braços e continuo:



-Não pode tratar essas pessoas assim, elas precisam de ajuda, que utilidade teremos se deixarmos elas, para que serve nosso poder, se não ajudarmos, não seremos mais que armas a mostra, potencial desperdiçado, e se não agirmos pelo certo, logo seremos punidos pelos nossos atos, as pessoas nos olharão e perguntarão por que não ajudamos elas, eu não sei quantas famílias destruí hoje, mas isso não significa que não me importo com elas, escapei de um apocalipse, reconstruí uma nave das cinzas, cruzei 225 milhões de km no escuro do espaço, fui atingido por tempestades solares e tive que me virar nesse planeta tudo sem poder contar com ajuda, e justamente quando ajudei alguém eu vim parar aqui, razões não me faltam para não ajudar se eu não estive-se tentando ajudar eu já teria passado voando por esses andares assim que sai daquela cela, eu sei o que elas estão passando e me arrependo por não poder fazer mais, se não entende o valor de uma vida, o senso mais básico de responsabilidade e disciplina, o que realmente significa ser um soldado cujo o dever lutar por alguém alem de si mesmo, então estais longe de estar preparada para qualquer campo de batalha, se não gostas do que disse, bom pois sabes que é verdade, se quiseres me matar, sugiro que seja depois de sairmos daqui, pois eu ainda quero salvar essas pessoas, não temo a morte, e mesmo que eu tive-se o poder de rachar esse mundo com meus punhos, eu não ergueria um dedo contra a senhorita, pois me ensinaram duas coisas tão grandes quanto o poder de qualquer arma, isso se chama respeito e coragem, algo que não se mede com punhos mas como cada um reage sob pressão do impossível e do inevitável, desafiar a todos e esquecer os que precisam é algo que mostra ausência de qualquer educação de verdade, coragem, respeito e responsabilidade assim nascem os heróis do dia-a-dia, as lendas de eras por vir, assim nascem os diamantes, tirei vidas como se não fossem nada, como se não tivessem valor, me arrependo de ter esquecido essa lição.



Me viro e peço a todos:



-Por favor o tempo está contra nós, porem de nada adiantara nossas vidas e habilidades se esquecermos essas pessoas, vocês podem sobreviver a explosão, mas será pelos corpos deles que terão que passar, negar ajuda a eles significa negar ajuda a nós mesmos e ter ingratidão com o poder e responsabilidades que está em nossas mãos, vamos nos apressar, em vez de ficarmos discutindo.



Sigo rapidamente pelo caminho tento localizar, as mentes nesse andar é o meu melhor, não sou um caçador como Jonn'z, sou um engenheiro, eu não destruo, eu não luto, eu crio.



Off: Seguir detectando as mentes nesse andar, se localizar humanos ou inimigos, eu aviso eles.
avatar
art05

Mensagens : 51
Data de inscrição : 09/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Tony.B em Seg Mar 20, 2017 11:07 pm

O klyntar escorre diante do meu golpe... Ouço as palavras do Marciano e rio...

Tiro a minha espada perificada e finco ela no chão e falo para o Marciano...

Ora... Que tipo de guerreiro eu seria se temesse a morte ? A minha vida é escrita na lamina! Eu já empunhei a espada apenas pelo confronto e para oprimir os fracos, eu a perdi, mas agora carrego a vida de Tinker dentro de mim e a Mãe e a Princesa me mostraram o caminho que devo seguir... Agora eu empunho para trazer a justiça a todos os reinos... E se esses dois seres são tão perigosos assim, cabe a mim por um fim a eles. Aqui e agora! Não os subestimo... Mas não subestime o Dragão!

Iria seguir com os outros... Avançando e servindo de proteção para eles... Tinhamos que avançar rápido... Ou todos que salvamos aqui, iria ter sido em vão...

avatar
Tony.B

Mensagens : 68
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por leesiuloong em Ter Mar 21, 2017 5:17 pm

A luta acaba, mas eu não tenho o que fazer usando o que estava no chão, essas caixas são inuteis.

M'kai nos passa uma informação sobre seu passado, e eu me calo, sei o que esperar do meu futuro se eu não fizer nada, mas posso pelo menos lutar por um novo futuro.

Ativo meus sentidos especiais procurando por novos oponentes e inimigos, tinha muito o que esperar e ainda algo me incomodava, quem tentou me atrapalhar?

_Vamos, ainda existem inocentes aqui...
avatar
leesiuloong

Mensagens : 63
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t32-comandante-greymorn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Nemesis. em Dom Mar 26, 2017 10:02 am

Continuo ouvindo o marciano, e apenas respondo.

- Se a necessidade de me ajudar colocar a vida do meu agrupamento e de civis em risco, eu msm farei questão de que me dêem as costas e vão embora.

A minha irmã teria dito que uma boa morte tem em si uma recompensa, mas eu prefiro não repetir as palavras de alguém odiada por esse mundo. Só do as costas a tds e sigo em frente, sendo os olhos e ouvidos do grupo.

“O que é isso?”

Ouço pessoas em uma das salas. Estavam assustadas. Olho pro grupo lá atrás e aviso.

- Aqui!

Se a sala possuir algum tipo de porta, eu arranco (ou arrombo) e procuro essas pessoas. Caso as encontre, digo:

- Não se preocupem, eu estou aqui para ajudar. Algum de vcs está ferido?

Estendo minha mão pra eles, tentando ser pacífica no meu jeito de falar.
avatar
Nemesis.

Mensagens : 73
Data de inscrição : 07/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Admin em Ter Mar 28, 2017 12:41 am

Em meio a uma calorosa discussão, M’Kai segue Lady Nêmesis ao longo daquele corredor, se deparando com uma conversa assustada por de trás de um laboratório trancafiado. A Kryptoniana arranca as portas com tranca e tudo como se fossem papel, o que permite ao marciano oferecer sua ajuda àquelas pessoas.

Justiceiro Solitário se aproxima: Aparência 2 + Empatia 0 (Dif: 6) = 2 ssucessos.

M’Kai se aproxima daqueles humanos sem nada dizer, e num primeiro instante, ele os assusta com sua pele num tom verde e seus olhos amarelos brilhando com intensidade. Mas de repente, um daqueles humanos, num medo desesperado ou num passo de coragem, se aproxima e segura com firmeza a mão do marciano. Seu sorriso era um símbolo da esperança restaurada.

- Obrigado, senhor. Por favor, eu só quero abraçar os meus filhos de novo. – Diz ele, implorando para ser salvo.

Justiceiro Solitário usa telepatia: Energia 6 + 4D (Dif: 6) = 2 sucessos.

Enquanto ouvia o apelo daquele homem, o marciano usa seus poderes mentais para tentar detectar outras mentes que estivessem próximas, porém, sente que sua concentração não foi o bastante, e que seu “radar” mental não o levou tão longe quanto gostaria.


Aquelas palavras cheias de alertas e cuidados do marciano soam como piada nos ouvidos de Baran. Um guerreiro como ele não teme a morte, pelo contrário, sua vida é baseada apenas em desafiá-la e rir da face frustrada de seus agentes.

Baran então segue em frente, sempre alerta, vendo que Katana fazia o mesmo ao seu lado, sempre com a mão sobre o cabo da espada. De repente, ele ouve o aviso de Lady Nêmesis sobre algo, e quando ela arranca as portas de um laboratório, o guerreiro se aproxima e vê um grupo de quatro pessoas escondidas no interior.

O marciano havia conseguido conquistar a confiança de um homem entre essas pessoas, mas a presença de Baran novamente as deixa com receito, talvez por seu tamanho avantajado ou por sua aparência tão selvagem e bélica.


Greymorning segue o grupo pelo corredor, protegendo a retaguarda de todos. Em meio ao caminho, ele ouve a história de Justiceiro solitário e fica intrigado, pensativo sobre o mundo apocalíptico que deixou para trás para vir ao passado e tentar reescrever uma história melhor.

Comandante Greymorning: Percepção 3 + Prontidão 1 (Dif: 6) = 2 sucessos.

O mutante ativa por comando de voz a infravisão, e o visor de se capacete muda, mostrando aquele corredor com cores fortes. Porém, havia algo que brilhava acima dessas cores. Eram pegadas cujo número batia com os pés enormes daqueles klyntar. Estavam pelo chão, assim como pelas paredes e pelo teto.

Essas pegadas seguiram até próximo a sala onde seus companheiros se encontravam, mas ao invés de adentrá-las, seguiam para uma direção oposta, para uma dupla de corredores no sentido da esquerda. Pelo brilho dessas pegadas em seu visor, era nítido que elas eram bem recentes.


Inevitável para Ayla recordar naquele momento as palavras de Faora, mas a kryptoniana guarda a lembrança para si, já que sua irmã mais velha não seria um bom exemplo e ser seguido. Em meio a isso, ela ouve alguns humanos trancados em um laboratório a espera de um socorro que nunca viria, então decide ajudá-los.

Lady Nêmesis: Força 3 x5 + Ofícios 0 (Dif: 6) = 10 sucessos.

Ayla tinha a sua frente uma porta pesada e trancada por dentro para a proteção dos pobres humanos que se escondiam das bestas que dominaram o complexo. Assim, ela coloca suas mãos em cada sessão, as arrancando com muita facilidade e vendo diante de si um quarteto de humanos que se assusta com sua chegada.

Lady Nêmesis: Carisma 1 + Empatia 0 (+3D por Fama) (Dif: 6) = 2 sucesso.

A kryptoniana não tinha muito traquejo social. Seu gesto demonstrava solidariedade, mas suas palavras saíam duras, mecânicas. Porém, pesou a favor da mesma a sua fama como modelo. Enquanto os homens recuavam com receio, a mulher entre eles segura a mão de Ayla e sorri.

- Conheço você. Eu a vi em uma revista, linda naquele modelito. Por favor, você pode nos tirar daqui? – Ela diz, abraçando Ayla.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por leesiuloong em Qua Mar 29, 2017 6:38 pm

Chegamos a um local onde existiam os cientistas, procuro por qualquer coisa que possa ser útil e acesso o computador, verificaria além de projetos novos, as câmeras de vigilancia para identificar o rastro dos klyntars que vi.

Eles estavam por perto e quem sabe não eram um desses cientistas?

Não retiraria o dedo do gatilho, pronto para reagir.
avatar
leesiuloong

Mensagens : 63
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t32-comandante-greymorn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por art05 em Sex Abr 07, 2017 5:49 pm

Não vim aqui para brigar, muito menos por vontade própria, para muitos é fácil dizer que só lutam para vencer, mas ninguém lembra dos que lutam por que não tem outra opção, eu só quero sair daqui e tentar continuar, se sair com vida daqui, continuar para min já sera uma luta, mas por hora tenho que me focar no com bate e tudo que faço é observar a ação, depois de ouvir a opinião da Senhorita Nêmesis,não concordo e nem discordo, apenas observo eles e cuido das vitimas.



Não vim aqui para brigar, tento ignorar, escuto o riso de Senhor Baran, e o que diz, tudo que digo é:



-Fico feliz que esteja motivado, mas para alguém que não viu mais do que sua própria lamina e um exercito a frente, e não precisa mais do que saber ler os movimentos do inimigo, é muito fácil e até fantástico o prazer em lutar, é magico e poderoso dizer, "Só luto para vencer", mas felizmente não sou alguém de guerras, não luto para vencer,  assim como muitos luto porque não tenho opção, uma vitoria gloriosa para min não é uma conquista de um exercito uma queda de um ser mais forte, é só mais um dia que decidi não me reunir com todos que conheci e viraram cinzas, uma solução definitiva para problemas mais que temporários.



Dou as costas e sigo cuidando dos feridos e continuo:



-Essa discussão só não é mais desnecessária que minha presença aqui, mas fico feliz que estejam motivados, isso é mais importante do que qualquer coisa, e tudo que quero é que essas pessoas e os familiares delas não passem por esse sofrimento, dor de uma perda que não pode ser reparada com brados em batalha ou com bebedeiras,



A unica coisa que mantinha nessa luta, era apenas tirar essas pessoas daqui, não me preocupava com S'artax nem nada, pois se temos guerreiros tão destemidos, então eles não serão problema, mas isso é o meu foco agora, deixou a guerra com eles, eu só tenho que me preocupar em achar os sobreviventes, tentei e não consegui, não posso falhar, não com essas pessoas.



Off: Ação, tentar detectar mentes nesse andar.
avatar
art05

Mensagens : 51
Data de inscrição : 09/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Nemesis. em Qui Abr 13, 2017 12:12 pm

Consigo abrir a porta pesada e vejo as pessoas lá dentro. No começo elas se assustam, mas entendem que estávamos ali para ajudar.

“Não temos tempo pra ficar enfeitando as palavras e conquistar a confiança deles”

Senti que meu jeito de falar não foi mtu bom e que só fui reconhecida pq era famosa. A mulher me abraça.

- Obrigada pelo elogio, mas fala pros seus amigos nos seguirem e com cuidado. Agente é meio estranho, mas estamos aqui pra ajudar.

Dito isso, pego o rádio e chamo por Crowford.

- Reféns resgatados, qual é o próximo passo?

Ia seguindo em frente, adiante do resto pra ir percebendo as coisas antes de sermos pegos de surpresa enquanto aguardo a resposta.
avatar
Nemesis.

Mensagens : 73
Data de inscrição : 07/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Tony.B em Qui Abr 13, 2017 9:02 pm

Vejo que o homem verde não concorda com meu modo de viver... Mas ele era apenas um mortal...

Eu sou Motherson... Um Deus... Nunca vou entender essa preocupação dos mortais com coisas futeis e pequenas... Aqueles que foram, seram honrados para sempre!

Logo chegamos a um lugar com os reféns... Eles se mostram temerosos com a minha presença, mas ignoro...

Devemos avançar... Se não todo nosso combate terá sido em vão...

Apenas sigo protegendo o grupo... Tinhamos que conseguir sair daquele local e permitir a saída de todos... Manteria a espada em mãos, mas a manteria em posição de defesa para poder guardar a todos de possíveis ataques.
avatar
Tony.B

Mensagens : 68
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Admin em Sex Abr 14, 2017 11:14 pm

Greymorning sabia que seus companheiros tinham a situação com aqueles doutores sob controle ali dentro, mas lá fora ainda estava um inferno, então ele ignora as formalidades sociais e entra naquele laboratório, indo de encontro ao computador.

Comandante Greymorning usa computação: Inteligência 2 + Computador 3 (Dif: 4) = 3 sucessos.

Comandante Greymorning tenta hackear: Inteligência 2 + Computador 3 (Dif: 6) = 1 sucesso.

- Hei, os arquivos deste computador são confidenciais! – Reclama um dos cientistas.

- E de que eles adianta agora, idiota? Vamos todos para o inferno mesmo. – Outro o interpela.

O mutante consegue facilmente acessar o sistema ao todo, mas percebe que tudo que aquele computador tinha era apenas cópias do projeto Klyntar a que ele tivera acesso outrora. Tudo que Greymorning encontra de novo são apenas os nomes dos cientistas envolvidos. Nada de útil.

Em seguida, ele tenta hackear aquela CPU para invadir o sistema de câmeras para ver o que tinha a frente, porém, o nervosismo pela proximidade do inimigo e o pouco tempo hábil o atrapalham, e Greymorning acaba errando a digitação dos códigos.


M’Kai dá as costas para a discussão que tinha com o grupo. O apelo do humano que lhe ofereceu confiança também é ignorado, fazendo com que este se afaste e volte a ficar receoso quanto ao alienígena. O marciano só conseguia pensar agora nos perigos do caminho a frente.

Justiceiro Solitário usa Telepatia: Energia 6 + 4D (Dif: 6) = 6 sucessos.

Aos ignorar as questões exteriores, M’Kai foca com totalidade em sua própria mente, expandindo a sensibilidade dela por uma área de trinta metros, e isso lhe permitia sentir a presença de alguns Klyntar espalhados por aquele complexo.

Havia uma dupla de corredores à esquerda, logo a frente da sala onde o grupo resgatou os cientistas. Neste par de corredores, um grupo de klyntar se encontrava no da direita, oferecendo perigo a qualquer desavisado que por ali passasse.


Após conquistar a afeição de uma entre os cientistas, Ayla assume o comando e dá ordens estritas para a mulher, que assente e passa para seus companheiros. Temerosos, os cientistas se agrupam atrás da kryptoniana, que decide seguir em frente.

Lady Nêmesis testa audição: Percepção 3 + Prontidão 3 (Dif: 4) = 4 sucessos.

Ayla segue em frente, conduzindo o grupo junto a Imperador Dragão e Katana. Havia dois corredores adiante levando para a mesma direção, e a kryptoniana estava prestes a seguir pelo da direita, quando sua superaudição a alerta para o som familiar e repulsivo dos simbiontes naquela passagem. Isso a permite evitar não só expor os humanos ao perigo, como também uma luta desnecessária que lhes consumiria um tempo precioso.

“Siga esta direção em frente, não há qualquer bifurcação em seu caminho, e no final dela vocês encontrarão o primeiro gerador. Façam aquela geringonça funcionar.”, Dr. Crownford responde no rádio.

Seguindo pelo corredor esquerdo, onde o grupo tem o caminho livre, Ayla vê a sua frente mais uma porta trancafiada mecanicamente. Esta era um pouco mais pesada, e não possuía qualquer painel ou abertura. Seria preciso arrombá-la.

- E agora? Como vamos passar? – A doutora pergunta, começando a entregar-se ao desespero.

- Relaxa. Basta que a garota-superman dê seu showzinho kryptoniano. – Diz um dos doutores.

A sugestão era válida, porém, Ayla sabe que os simbiontes não estavam longe, e que usar sua força para arrebentar aquelas portas faria enorme barulho, capaz de alertá-los e expor o grupo. O que fazer agora?


Sendo pouco hábil no trato com humanos, Baran apenas aguardava na porta enquanto o grupo lidava com os cientistas presos, sua espada nas mãos pronto para defendê-los contra qualquer ameaça. Não demora muito, ele vê Lady Nêmesis seguindo em frente com um grupo de quatro humanos, e Katana passa a segui-la também.

Porém, Baran vê quando a guerreira interrompe seus passos na direção de um dos corredores, tomando outro que seguia pela mesma direção. Seria um gesto um tanto inútil, mas o jovem Deus facilmente compreende que Lady Nêmesis havia pressentido algum perigo naquele ponto.

Seguindo as guerreiras e os humanos por um corredor livre de qualquer ameaça, Baran percebe que um dos humanos olha constantemente para trás em sua direção, intrigado por alguma coisa na fisionomia do Deus.

- Esteróides? – Pergunta ele ao perceber que Baran havia notado a sua curiosidade.

Ao saírem do corredor, o grupo para, pois diante deles estava uma pesada porta de ferro, selada para aprisioná-los naquela ala. Baran sabia que Lady Nêmesis era dotada da força das valkírias, que era capaz de arrebentar aquela porta com um penteleco. Mas por algum motivo ela parecia hesitar.  
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Nemesis. em Dom Abr 23, 2017 11:01 am

Minha audição salva a nossa pele de novo captando os klyntars em um dos corredores. Posso então levar aqueles cientistas por um caminho mais seguro e evitar a batalha apesar de eu querer mto esmagar a cabeça desses bichos.

“Baran e Katana estão cmg. Ótimo, é o suficiente pra bater nessas coisas enquanto os outros dois cuidam da parte técnica”

Mas quando a gente passa do corredor dá de cara com uma porta trancafiada. Baran e eu podíamos arrombar, mas isso chamaria a atenção dos klyntaars no corredor perto da gente.

- Superman é o kct. Melhor ficar de bico calado se quiser sair daqui vivo.

Ilumino meus olhos pra intimidar esse cientista, carregando meu laser ao máximo e em seguida, disparo contra as trancas ou dobradiças da porta com cuidado, tentando derreter elas pra a gente passar.
avatar
Nemesis.

Mensagens : 73
Data de inscrição : 07/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por leesiuloong em Seg Abr 24, 2017 2:05 pm

Pergunto aos cientistas:

_Quem estava trabalhando nos computadores a alguns minutos impedindo uma transmissão?

Estava sério, queria descobrir quem era o humano capaz de rivalizar comigo, quem sabe ele seria util futuramente.

Seguia o resto do grupo, minha preocupação era o Marciano Branco, mas nos deparamos com uma porta, tentava sondar alguma mente do outro lado, Ayla se apronta para abrir a porta. Mas ainda usava meus sentidos especiais para melhor achar inimigos.
avatar
leesiuloong

Mensagens : 63
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t32-comandante-greymorn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Tony.B em Seg Abr 24, 2017 11:36 pm

Observo os humanos... Ele se mostravam receosos com a minha presença... Logo seguimos pelos corredores... A guerreira para em momento e muda a direção...

Espero que esteja nos levando para um inimigo que valha a pena... Como posso contar historias com meus irmãos de guerra se falar apenas de goblins de gosma ?

Logo entramos em uma sala e uma porta de metal barra a nossa passagem... A guerreira a observa como se não pudesse arromba-la, embora eu soubesse que até mesmo as guerreira de meu mundo lutariam de igual com ela...

Dou alguns passos em direção a porta para arromba-la, mas vejo os seus olhos brilharem e a deixo queimar a porta...

Oras... Estás a ficar cansada Valquíria? Basta fazer isso!

Caso a porta não caia com seus raios, a empurro ao chão abrindo a passagem...
avatar
Tony.B

Mensagens : 68
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por art05 em Qua Abr 26, 2017 5:03 pm

Estávamos progredindo, pouco mas progredimo, eles iam arrombando portas e destratando os reféns, mas tudo bem, vou coletar alguns dados desse experimento sobre comportamento, e até agora estão dando agindo dentro do comportamento esperado.



Espero que chutem S'artax, com a mesma fúria que chutam portas indefesas, e gritem com ele da mesma forma que gritam com reféns, mas se eu tiver que encontrar ele, não terei problema em resolver esse problema que temos, já tinha visto o que precisava para tomar minhas decisões sobre ele.



Vejo o ''cuidado" deles, de fato, ninguém espera um mordomo inglês vir ao seu resgate, mas manter essas pessoas seguras e se sentindo seguras, aumentava exponencialmente as chances de sobrevivência, mas no fundo eu estava começado a achar graça de tudo aquilo, depois dessa eu poderia morrer em paz.



-klyntares em posição ali, acelerem o passo, menos show e mais ação por favor.



Queria logo ir atrás dos geradores, ligar eles e resolver logo isso.
avatar
art05

Mensagens : 51
Data de inscrição : 09/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Admin em Qui Abr 27, 2017 10:33 pm

Ayla não gosta de ter seu nome associado ao Superman, isso a irrita, e faz com que ela se volte para aquele humano com seus olhos brilhando em raiva. O cientista recua assustado, porém, a luz nos olhos de Ayla não eram para ele, mas sim para a pesada tranca naquela porta.

Lady Nêmesis usa Raio Óptico: Energia 8 + 5D (Dif: 6) = 6 sucessos.

Ayla sabia que usar sua força para derrubar aquela porta iria fazer tanto barulho que era bem possível alertar os Klyntar em um corredor não muito longe. Por isso, ela usa a sua visão de calor para destruir as trancas, e consegue, vendo logo em seguida Baran chutar as portas para abri-las.


Greymorning havia notado o rastro dos Klyntar com seu visor, o que lhe permite seguir por um caminho mais seguro e encontrar o grupo mais a frente, diante de uma porta que Baran abre com um chute após a tranca ser destruída. Neste grupo, havia um cientista que parecia nervoso, assustado por algum motivo, e sendo ele o mais próximo, o mutante o aborda.

- Ah! – Ele grita assustado quando o vê, mas se acalma logo em seguida. – Eu não faço ideia. Sou um cientista e estou aqui embaixo desde que a confusão começou. Não entendo nada de computação. – Ele responde.

Tendo estado um bom tempo preso naquela base, sob custódia daqueles soldados, Greymorning sabia que os cientistas geralmente ficavam no complexo intermediário da base, e que quem tentou impedir seu hackeamento, o fez diretamente da central de comando no andar superior. Se quisesse mesmo saber quem foi o responsável, teria que chegar ao próximo level.


Incomodado com a falta de desafios e com a demora de Lady Nêmesis em abrir aquela porta, Baran toma a frente, passando entre os cientistas que literalmente fogem de seu caminho para não serem atropelados.

O guerreiro não tem ideia do porque de tanto cuidado para se abrir uma porta quando a força bruta era a resposta mais fácil. Ele não sabia dos Klyntar no corredor logo atrás. Então, sem paciência, ele chuta a porta para abri-la de uma vez.

Mas para a sorte do grupo, Lady Nêmesis já havia destruído a tranca por completo, então tudo que Baran faz é abrir passagem sem qualquer tipo de alvoroço. Um jogo quase labiríntico de corredores se estende a sua frente.


M’Kai se mostrava eternamente insatisfeito com o comportamento bárbaro de seus companheiros, tanto sobre a situação que viviam quanto agora com o grupo que se propuseram a proteger. De fato, eles se comportavam como se aquelas pessoas fossem seus reféns.

Mas as coisas iam bem, e mais um desafio foi facilmente superado sem maiores problemas. M’Kai havia se convir que nem todos possuíam sua inteligência e seus modos, e que ao menos os três eram bastante cooperativos e úteis naquela situação.

Os próprios cientistas pareciam concordar com isso. Um deles estava extremamente assustado com a ameaça de Lady Nêmesis, enquanto a mulher parecia admirada com sua força. Outros dois sentiam temor por Imperador Dragão, mas ao mesmo tempo sentiam-se absolutamente seguros enquanto o seguia.


A superaudição de Lady Nêmesis e o visor no capacete de Comandante Greymorning ajudavam o grupo a trilhar caminhos mais seguros naquele andar. A telepatia de Justiceiro Solitário criava um campo mental em que ele podia sentir qualquer presença. Imperador Dragão e Katana estavam a postos, prontos para qualquer perigo que surgisse.

Mas guiados pela voz do Dr. Crownford no rádio, eles chegam em absoluta segurança a um ponto chave daquele complexo. Em um corredor vasto e sem saída, todo o grupo vê diante de si um grande gerador, com fios saindo de seu topo como se fosse uma medusa tecnológica.

Dr. Crownford, no rádio, havia deixado bem claro que este era um dos geradores de energia, e que precisava ser concertado se o grupo quisesse chegar ao último andar. Mas enquanto todos começavam a pensar em como fazê-lo, uma porta à esquerda é arrombada, e cinco Klyntar de tamanho duas vezes maior do que aqueles encontrados surgem, caçando novas vítimas.


Iniciativa:

1° Justiceiro Solitário: Raciocínio 15 + Prontidão 2 + 1D (3) = 20
2° Katana: Raciocínio + Prontidão + 1D = 18
3° Imperador Dragão: Raciocínio 3 + Prontidão 3 + 1D (10) = 16
4° Lady Nêmesis: Raciocínio 3 + Prontidão 3 + 1D (9) = 15
5° Klyntar Maior: Raciocínio + Prontidão + 1D = 14
6° Comandante Greymorning: Raciocínio 3 + Prontidão 1 + 1D (1) = 5



Status:
Imperador Dragão: 75 Pvs/ Energia 4/ FdV 5

Lady Nêmesis: 74 Pvs/ Energia 2/ FdV 4

Katana: ?? Pvs/ Energia ? -5/ FdV ?

Comandante Greymorning: 15 Pvs/ Energia 2/ FdV 4

Justiceiro Solitário: Pontos de Vida 15/ Energia 3/ FdV 4


Klyntar Maiores:

1: ?? Pvs
2: ?? Pvs
3: ?? Pvs
4: ?? Pvs
5: ?? Pvs
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Nemesis. em Dom Abr 30, 2017 11:24 am

Com a visão de calor a tranca da porta vai derretendo, deixando que a gente abra ela sem fazer barulho nem msm quando Cyt chuta de uma vez.

- Vai com calma, a gente não pode mais ficar comprando briga com esse bichos atoa, temos que proteger esses cientistas tbm.

Depois de dizer isso a ele, sigo pelo corredor com minha audição de pé e sendo guiada pelas instrunções do Crowford no rádio. Não demora e a gente chega no corredor onde estava o primeiro gerador de energia.

- Alguém ai faz alguma idéia de como que se conserta essa coisa?

Enquanto a gente pensava um bando de novos inimigos aparece da porta dessa vez eram maiores.

- Cuidem dessa máquina e protejam os cientistas. Eu cuido desses simbiontes!

Voo na direção de um deles, o agarrando e o esmagando contra a parede usando minha força.
avatar
Nemesis.

Mensagens : 73
Data de inscrição : 07/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Tony.B em Ter Maio 02, 2017 2:27 pm

A porta cai diante do meu golpe... Vejo que todos me olham um pouco assustados... E a guerreira fala para não atrair atenção...

Ora... Que venham... Me prometeram guerreiros para lutar!

Seguimos pelo corredores sem nenhuma surpresa... Mantinha a guarda erguida, mas a cadda passo, parecia que não teriamos mais nenhuma batalha... Logo chegamos a um corredor em que uma grande coisa estranha... Pelo olhar de todos, era aquilo que buscava-mos...

Enfim... Logo sairemos daqui... Tenho que encontrar a Princesa...

Mas então os Deuses parecem responder ao meu pedido... Uma das portas é quebrada e um grupo daqueles monstros surgem... Porém dessa vezes eles se parece mais com guerreiros...

Brado!

Por Odin!! Finalmente um pouco de ação!! Venham criaturas! O dragão a muito aguarda por enfrenta-los!

Avanço contra uma das criaturas... Iria desferir um soco contra ela... Após, me viro para outra das criaturas e bato com as costas da mão, iria procurar a lançar ao chão... Iria usar o tamanho do meu corpo para fechar a passagem das criaturas pelo corredor... Iria me manter como alvo para elas...

Soco Klintar 3 + Ataque Trovejante Klyntar 4

No caso, dois Klyntar que ninguém bateu


[/color]

avatar
Tony.B

Mensagens : 68
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por leesiuloong em Qua Maio 03, 2017 1:12 pm

Então não era nenhum deles, quem poderia ser que rivalizava comigo nessa base? Amanda era esperta, mas será que o bastante para poder sair viva dessa? Olho para Nemesis e Baran e penso no que sobraria dela.

A porta cai fazendo algum barulho, apenas dou uma leve risada como se fossem duas crianças querendo bagunça, porém concordo com Nemesis, tinham civis aqui.

O gerador estava a frente:

_Vocês conseguem arrumar? Lembre-se que temos pouco tempo Weller acionou o mecanismo de auto destruição da base, vocês são testemunhas do que fazem aqui, no caso uma grande queima de arquivo.

klyntars maiores aparecem, vejo os dois animados para o combate, porém me posiciono na frente dos cientistas.

_Cuido deles enquanto vão limpando o caminho. M'kai me ajuda aqui? Não precisamos chegar perto para ataca-los.

Atiro em um klyntar que não foi atacado.

Off: Se algum deles souber arrumar, vou abrir caminho junto com M'kai ( se ele quiser) até o gerador e ficar de escudo protegendo-os.
avatar
leesiuloong

Mensagens : 63
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t32-comandante-greymorn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por art05 em Qua Maio 03, 2017 2:50 pm

Chegamos a um dos locais como indicado, uma pequena visão poética em meio ao caos, nada como um pouco de ciência nas horas mais difíceis para relaxar os nervos, o que são fios soltos num gerador de capacidade industrial numa base perto de explodir, vamos ver...



Observo os klyntares, um pouco maiores que os últimos, volto a olhar pro gerador e pros reféns, nunca falhei, só achei 10,000 maneiras que não funcionam, disse Sr. Tesla uma vez, bom essa seria uma péssima hora para achar uma maneira que não funciona.



Escuto Sr. Greymorning e digo.



-Lamento mas tenho que concertar isso, nos deem cobertura por favor.



Me viro e começo a arrumar o gerador, era grande e mais parecia uma obra de arte moderna agora, mas era a nossa saída, estalo os dedos, respiro fundo e começo.



Off consertar o gerador, gastar 1 ponto de força de vontade.
avatar
art05

Mensagens : 51
Data de inscrição : 09/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plano B - Os Anti-Deuses

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum