Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Admin em Ter Jul 11, 2017 2:12 pm

Mortuus havia dominado a situação com o Ravager fugitivo ao permitir que o espírito do prisioneiro morto se apoderasse de seu corpo. O Klyntar, que agarrava o pirata o solta, e o espírito meio perdido ao se ver reencarnado dedica sua lealdade ao jovem deus da morte.
 
- Sim, eu sei. Há algumas cápsulas de fuga nesta nave, feita para casos de emergência. Não será necessário pilotá-las. Elas foram programadas para se dirigirem ao primeiro planeta civilizado que encontrarem. – Responde o fantasma no corpo do Ravager.
 
 
Wrath, que havia largado o Ravager ao perceber o que acontecia, se mostra aborrecido com todas aquelas censuras ao seu comportamento, incluindo a de Audrey. Aqueles piratas não passavam de escória, quem sentiria falta deles?
 
“Eu sei, suas únicas lembranças são das máquinas daquele laboratório e do tubo de ensaio onde você foi conservado”, diz Audrey mentalmente. “Mas já chegou a hora de você saber que a sua espécie é composta por seres de uma ideologia superior, sempre em busca da harmonia não pessoal, mas sim de todas as galáxias. Wrath, nós não existimos para dominar ou destruir, mas para que juntos possamos aperfeiçoar um ao outro e nos tornarmos o guerreiro perfeito.”
 
Após ouvir aquela revelação por parte da doutora, Wrath faz duras críticas ao plano de sair daquela nave em módulos de fuga, o que deixa o pirata possuído bastante pensativo.
 
- Você tem razão. – Ele diz. – Se sairmos nesses módulos, mesmo sem Yondu perceber, a nave os alertará, e será fácil para eles nos abater em pleno espaço. Sim, existem naves menores com as quais seria mais fácil escapar deste cruzador. Mas elas ficam no hangar, e não será simples chegar até lá.
 
Wrath tinha agora uma resposta sobre como fugir daquele cruzador, mas para ele escapar da prisão não era o bastante. Sua máquina havia sido roubada, e nem ele e nem a doutora estavam dispostos a ir embora sem ela.
 
- Desculpe, eu não sei nada sobre esta máquina. Meu espírito reside em outro mundo, e só estou neste graças aos poderes do mestre. – O fantasma responde.
 
 
Henry estava completamente invisível, de um modo que os companheiros que se dirigiam a ele o fazia totalmente cegos quanto a sua posição. Assim, o garoto aproveita para seguir em frente enquanto os outros discutiam. Com um salto, ele novamente se prende ao teto e caminha com movimentos tipicamente aracnídeos.
 
Da passagem de onde vieram os Ravagers, um jogo de corredores metálicos escuros se apresenta a Henry. Pela vibração no teto onde se agarra, é possível sentir que a nave está em movimento intenso. Isso é tudo que ele percebe por um tempo, até que no quarto corredor em que dobra, seus sentidos aranha o alertam para novas ameaças. E com sua visão, ele vê uma dupla de Ravagers se aproximando enquanto jogavam conversa fora.
 
- Onde estão aqueles imbecis? Yondu vai chutar a bunda deles quando souber que eles abandonaram seus postos. – Diz um.
 
- Não. Yondu vai arrancar a pele deles, quem vai chutar a bunda deles sou eu. – Responde o outro.
 
Com sua visão, Henry consegue ver seus esqueletos brilhando em azul, e brilhando ainda mais, suas armas balançando em seus cintos enquanto eles caminham em direção ao grupo, podendo pegá-los seus aliados de surpresa.
 
 
Não era fácil para Annabelle adaptar-se a sua nova realidade, presa em uma nave com um grupo de desconhecidos usando uma gama de poderes nem o menor controle. Mas a mutante logo coloca a mente no lugar e bola um bom plano, externando-o a seus companheiros.
 
- Devem tomar cuidado. – Alerta o possuído. – Os Ravagers são estúpidos e não ligam para segurança, mas em alguns setores da nave ainda há câmeras que funcionam. 






Status:
Wrath: Pontos de Vida 30/ Energia 3/ Força de Vontade 4

Demoniza: Pontos de Vida 30/ Energia 3/ Força de Vontade 5

Spiderboy (Defesa Entrópica, Invisível): Pontos de Vida 35/ Energia 7/ Força de Vontade 5

Mortuus (Transição Crepuscular): Pontos de Vida 15/ Energia 5/ Força de Vontade 5

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 269
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Wrath em Sex Jul 14, 2017 5:13 pm

Uma força furiosa ataca meu sistema nervoso ao ouvir, que esse tapado simplesmente não viu nada, como esse retardado sabe tudo dessa droga de nave  e não dessa porra dessa maquina!? A seu...RRWAAAARRRRGGGG desgraça, vou arrancar seus olhos e enfiar pela sua garganta para que você veja em primeira mão quando arrancar seu coração!!!



Avançamos sobre ele mas antes que o pegue e faça algo, eu tento me controlar, GGRRRRR esse... aahhhh , a doc sabe o quanto isso é difícil, mas pelo menos dessa vez tenho que tentar, assim paro e peço pro cantor;



-Você, faça um desses negócios...  Que você faz e vê se algum desses paspalhos sabe onde esta a nossa maquinae praque lado fica o hangar...




Agora me dirigindo em mente a Audrey pergunto, ela sabe que não faria nada com ela mas ela sabe o quão difícil me segurar desse jeito e pergunto;



-Ah arggh me explique, minha rede neural não compreende o uso de guerreiros para trazer qualquer tipo de harmonia ou seja lá o que...



Temos pressa sim, cada segundo parados ali era uma derrota, vamos logo catar essa geringonça e vazar o quanto antes.



Off: Aguardar o cantor e ver o que ele descobre.
avatar
Wrath

Mensagens : 26
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Tony.spider em Sab Jul 15, 2017 3:11 pm

Não estava satisfeito com a situação... Eles pareciam mais a vontade para eliminar do que tentar voltar em segurança... 

Quer dizer, só o Klyntar...

Ouco o pedido da garota e sigo pelo teto... Não demora muito  e vejo dois piratas indo na direção do grupo... Eles poderiam pega-lis de surpresa e alertar a tripulação... Iria caminha cuidadosamente atras deles pelo telhado, atento a aproximação do grupo...

Nao posso prendê-los no meio do corredor... Alguém poderia aparecer e aí iria ser dado o alerta... Preciso esperar eles estarem o mais próximo possível do grupo e agir antes de alerta-los...

Iria acompanhar a dupla... Quando eles estivessem próximo de alcançar o corredor do grupo iria disparar duas teias os prendendo...
avatar
Tony.spider

Mensagens : 20
Data de inscrição : 10/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Demoniza em Dom Jul 16, 2017 10:31 am

Ainda não entendia direito a situação, mas pelo o que vejo Mortuus deu um jeito para trazer aquele alienígena para o nosso lado. Agora ele está nos contando como fugir daquela nave, mas não me parece fácil.
 
- hum... msm sendo perigoso, eu voto por irmos no hangar pegar uma nave. Essa lata velha aqui estava viajando na velocidade da luz e isso significa que já estamos a uma distância considerável da terra. Capsulas de evacuação não irão nos levar de volta pra casa.
 
O klyntar aparenta estar preocupado com algum tipo de máquina. Não sei bem o que é e nem pergunto. Apenas fico quieta apesar de não concordar mtu em perder nosso tempo com uma máquina. 
avatar
Demoniza

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Mortuus em Seg Jul 31, 2017 8:31 pm

Sorrio com as palavras do Klyntar:

_E quem disse que nós estaremos no modulo de fuga... mas se chamar a atenção para aquele lado, a segurança do outro seria menor? - dizia como se estivesse me divertido

Tentaria chamar algum outro espectro, precisava de mais, quanto mais melhor.


Aproximo de Demoniza e do klyntar e coloco neles um escudo entropico, ajudaria na defesa.

_Senhorita Demoniza - digo cordialmente beijando sua mão enquanto ponho o escudo.

_Vocês dois - encosto na pele do Klyntar e coloco a proteção.

_Isso vai ajudar vocês, mas peço uma coisa em troca, para o mundo sou apenas um cantor humano e quero continuar assim.

off: se não der  para fazer tudo, apenas o escudo
avatar
Mortuus

Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Admin em Qui Ago 10, 2017 2:37 pm

Para Wrath, salvar a própria pele não tinha serventia alguma se não saísse daquela nave com a sua máquina. Com raiva pela falta de conhecimento daquele espírito encarnado, Wrath ameaça avançar, mas decide se controlar pela doutora, mesmo isso sendo muito difícil.
 
“É muito simples. A raiva nos torna guerreiros formidáveis, mais fortes e mais agressivos. Mas a harmonia nos tornará um guerreiro perfeito, mais eficiente. Sua força combinada a minha inteligência!”, responde ela em mente. “Se duvida disso, apenas olhe com mais atenção a sua volta.”
 
Wrath estava tão concentrado em sua fúria e em mostrar os dentes para aqueles alienígenas vagabundos que não reparou em uma coisa simples. Em momento algum o portal aberto por Mortuus foi fechado. Estava bem próximo, com livre acesso para aquele mundo medonho, onde piratas desacordados e presos nas teias do Spiderboy estavam jogados.
 
“O ódio é bom quando sabemos usá-lo, mas quando perdemos o controle, ele nos desconcentra e só nos dá a ilusão de que somos mais fortes.” , Audrey salienta.
 
 
- E não vão mesmo, senhora. – Responde o possuído, concordando.
 
Annabelle tinha a sua opinião formada sobre aquilo tudo, e deixa isso bem claro para o grupo. Mas ir até o hangar significava dar de cara com mais uma leva de piratas armados e cruéis. Os X-Men não estavam ao seu lado, seus companheiros eram pessoas que ela não conhecia e não tinha a menor afinidade.
 
Era o momento de elevar seu treinamento a um nível jamais exigido, mas ao menos alguns daqueles desconhecidos se mostram gentis e solícitos. Mortuus, por exemplo, segura a sua mão e usa seus poderes sobre a mutante. Annabelle não sabe dizer o que ele havia feito, mas consegue sentir a sua volta uma energia obscura a envolvendo.
 
 
Mortuus demonstra ter um plano, que parecia envolver algum tipo de distração em relação a chamar atenção do cruzador para os módulos de fuga. O possuído próximo a ele assente, indicando que aquela era uma ótima ideia.
 
Mortuus: Energia 5 + Morte 5 (Dif: 4) = 6 sucessos.
 
Aproveitando-se do portal ainda aberto atrás de si, Mortuus olha de soslaio para o decadente mundo dos mortos, recitando palavras sussurrantes em idioma antigo, que são ouvidas por mais um espírito, o de um alienígena de pele vermelha e guelras, aparentando ser de uma raça aquática.
 
- Estou aqui, mestre. – Ele responde ao seu chamado.
 
Mortuus: Energia 5 + Morte 5 (Dif: 6) = 9 sucessos.
 
Mortuus: Energia 5 + Morte 5 (Dif: 6) = 7 sucessos.
 
Após convocar mais um espectro para formar sua horda, o jovem deus se aproxima de seus companheiros, tocando-os e colocando sobre eles a benção da morte, um escudo protetor capaz de destruir tudo aquilo que os ameaçasse.
 
Alguns metros a frente do grupo, Theo executava seu papel como um batedor, caminhando silenciosamente pelo teto da nave, o traje o mantendo invisível. Quando de repente, ele se depara com dois piratas, que deram por falta do grupo abatido.
 
Ao invés de atacá-los ali, Theo decide segui-los até próximo do corredor onde seus companheiros estavam. Os piratas espaciais vão trocando conversa e ofensas, incapazes de perceberem o garoto que os espreita no silêncio de um verdadeiro aracnídeo.
 
Spiderboy usa Paralisia: Energia 8 + 4D (Dif: 6) = 3 sucessos.
Ravenger 1: Perceção + Prontidão (Dif: 10) = Nenhum sucesso.
 
Spiderboy usa Paralisia: Energia 8 + 4D (Dif: 6) = 7 sucessos.
Ravenger 2: Perceção + Prontidão (Dif: 10) = Nenhum sucesso.
 
Henry lança suas teias de ambas as mãos, e como um jato, elas recaem sobre os piratas, os envolvendo e encobrindo como se tivessem vida própria. Pegos de surpresa, eles nada podem fazer para evitar, e acabam caindo sobre o chão, se contorcendo inutilmente na tentativa de se libertarem. 




Status:
Wrath (Defesa Entrópica): Pontos de Vida 30/ Energia 3/ Força de Vontade 4

Demoniza (Defesa Entrópica): Pontos de Vida 30/ Energia 3/ Força de Vontade 5

Spiderboy (Defesa Entrópica, Invisível): Pontos de Vida 35/ Energia 6/ Força de Vontade 5

Mortuus (Transição Crepuscular): Pontos de Vida 15/ Energia 5/ Força de Vontade 5
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 269
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Demoniza em Dom Ago 13, 2017 11:53 am

O fantasminha meio que confirma o que eu já suspeitava, não iria ser fácil dar o fora dessa nave.  Eu não conheço esse pessoal e as ações deles são um pouco bagunçadas com cada um fazendo o que dava na telha. Só que então o Mortuus diminui minha preocupação sendo gentil.
 
- Ai que galante, o que vc fez?
 
Acho que estamos demorando mtu aqui, spiderboy foi sozinho na frente.
 
- Pessoal é melhor não ficarmos parados aqui. O que estamos esperando? Só temos uma saída, surrar esses alienígenas que nos colocaram nesse lugar. Vamos.
 
Caminho pelos corredores com cuidado procurando o spiderboy
avatar
Demoniza

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Wrath em Seg Ago 21, 2017 4:39 pm

Quanto tempo mais passaríamos ali? Temos que pegar nossa maquina e sair daqui o quanto antes, pedimos ajuda ao cantor mas ele nos coloca alguma coisa e e fala para guardarmos a identidade dele, Audrey sabe que eu devia revirar os olhos e perguntar se ele entendeu errado, mas como não tenho globos oculares, deixo essa parte para lá...



-Cara, não estamos nem nos dando o trabalho de lembrar seu nome, agente só quer essa maquina e sair daqui, só isso, então pela segunda vez (segurando para não levantar o tom de voz), da pra por favor ver se algum desses malditos sabe onde esta nossa maquina ou guiar agente para fora daqui?!? Esparar não é o nosso forte - perguntamos levemente alterados


Escuto a doc então peço a ela em mente;



-Você sabe como sou, é melhor me avisar ou me colocar mais na linha caso esteja "indo longe" por que se depender de min, essa nave vai virar uma cratera em nova york daqui apouco...



O portal estava aberto, era só puxar um daqueles malditos e fazer eles sangrarem como um porco até ele falar, vamos ter nossa maquina de um jeito ou de outro.



Off: ação opcional.


Estendemos nosso braço e com um disparo de teia puxamos um dos presos por teia, tiramos a teia da cabeça para que ele veja o que ouve com o colega dele e falamos com os polegares enfiados nos olhos dele;




-A ultima coisa que ira ver sera o que restou do seu amigo, vai nos dizer onde está nossa maquina, antes ou depois de arrancarmos sua pele e furarmos seus olhos, começando pelos, olhos.
  





Ação caso não tenhamos a localização da maquina, puxamos um dos caras presos em teias para fora do portal e pressionamos os olhos dele até ele falar, se ele não falar só jogamos de volta no portal.
avatar
Wrath

Mensagens : 26
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Mortuus em Qui Ago 24, 2017 2:29 am

Sorrio para Demoniza:

_Apenas uma benção que aprendi com minha mãe, vai te proteger.

Olho pra Wrath:

_Acho que vocês não sobreviveriam à reentrada, nem o possível aparelho, mas apesar de você ser muito desagradável, ela não é...

Viro para um dos meus amigos espectros:

_Vocês sabem do que elas estão falando? Além de me sequestrarem, trouxeram elas e algo que as pertence, onde guardaram?

Enquanto isso me concentro para trazer o maior numero de espectros que conseguir, para nosso "exército" (se possivel gasto fdv)

Sento meditando concentrando as energias herdadas de minha mãe.
avatar
Mortuus

Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Tony.spider em Seg Ago 28, 2017 2:44 pm

Sigo os soldados um tempo... Vejo que eles realmente irão ao encontro do grupo... Não me sentia muito confortavel com todos eles... Mas sabia que não iria escapar sozinho...

Rapidamente consigo prender eles...

Será que é tão dificil assim não matar ? Já não basta toda a briga que estamos tendo em casa ? Preciso volta logo, sei que Srº Stark e Srº Parker vão se entender... Ambos queremos a mesma coisa...

Olho a volta, me movendo bem devagar... Vendo se alguém se aproxima, ou ele disparam algum alarme... Olho para a direção que o meu grupo está... 

Pq eles não vem ? Logo os piratas iriam dar falta de tanta gente...

Iria puxar os guardas para uma direção que não ficasse na vista assim que os soldados surgissem no corredor... Iria voltar para onde os guardas surgiriam e montar guarda aguardando o resto do grupo vir... Procuro me manter no canto da parede o mais imóvel possível... Usando a minha visão para olhar se alguém se aproxima pelos corredores
avatar
Tony.spider

Mensagens : 20
Data de inscrição : 10/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Admin em Qua Set 06, 2017 10:11 pm

Demoniza e Spiderboy:
 
Annabelle expõe sua opinião sobre ficarem parados naquele lugar. De fato, só havia uma saída, e ficando ali, poderiam ser descobertos a qualquer instante. Assim, a mutante decide seguir em frente, caminhando pela extensão daquele corredor e dobrando à esquerda.
 
Piso gradeado, paredes de metal, teto repleto de cabos. Assim eram os caminhos daquela nave, que Annabelle agora percorria, mas em um dos corredores ela finalmente se depara com algo que a surpreende. Dois Ravengers estavam imobilizados por teias que lhe cobriam todo o corpo, debatendo-se feito peixes no chão e tentando em vão gritar. Somente uma pessoa naquela nave era capaz de tal feito.
 
 
Preso no teto como um aracnídeo, Henry observa a facilidade com que neutralizou aqueles alienígenas e começa a se questionar sobre a atitude daqueles que viam na morte a resposta para tudo. Sua mente ainda jovem não conseguia compreender essa necessidade de derramar o sangue do próximo.
 
Ainda perdido em pensamentos, ele nota a aproximação de alguém através de passos no piso de metal. Não era uma ameaça, pois se fosse, seus sentidos aranha estariam fazendo seu cérebro explodir. Era na verdade Demoniza, a garota X-Men, que para diante dos imobilizados um tanto confusa por não poder enxergá-lo.
 
Off: Adiantando a cena...
 
Demoniza e Spiderboy seguem pelo corredor sem qualquer encontro indesejável, percebendo que o caminho segue um único sentido. Porém, a progressão dos dois é interrompida quando em um ponto os dois se deparam com vários fios de laser vermelho constituindo uma teia caótica até o fim daquele corredor. Seria necessário uma habilidade enorme para atravessar aquela armadilha, e era impossível deduzir o que aconteceria se alguém encostasse em algum dos fios. O que Spiderboy e Demoniza irão fazer?
 
 
Wrath e Mortuus:
 
Wrath não demonstra muito interesse nas revelações que Audrey lhe faz, o que a deixa um pouco decepcionada e silenciosa. Nem mesmo a ajuda de Mortuus e o pedido que ele lhe faz é prontamente ignorado. Recuperar Aegis era tudo que lhe interessava, aponto de fazê-lo parecer obcecado.
 
Ao ver que o portal onde os inimigos foram jogados ainda estava aberto, ele atira a pele vermelha e negra como se fosse uma teia, apanha um dos piratas e o trás em seu poder. Cruelmente, seus polegares pressionam o rosto do infeliz, afundando seus olhos alienígenas em uma tortura para que falasse o que o klyntar queria saber.
 
Wrath: Manipulação 4 + Intimidação 2 (Dif: 4) = 3 sucessos.
 
O alienígena começa a gritar, vitima de uma dor terrível nas mãos do cruel simbionte, e em meio a esses gritos, ele finalmente deixa escapar o que Wrath tanto queria saber.
 
- Tudo bem! Eu falo, eu falo! Está em um compartimento que chamamos de “Sala do Tesouro”, é onde o capitão Yondu guarda a pilhagem. Pra chegar até lá, é só seguir em frente, passar pelo acesso ao hangar e continuar pelo mesmo corredor. – O alienígena diz aos berros.
 
 
Mortuus se mostra muito descontente pelos modos do companheiro, mas sabia que dentro dele havia uma mulher humana um pouco mais educada. É só por causa dela que o jovem deus se dirige aos seus novos vassalos fantasmas e pergunta sobre a máquina.
 
- Não conheço nada sobre esta máquina, nós estávamos do “outro lado” como o senhor bem sabe. – Diz o fantasma, observando com certa repulsa o grito dos alienígenas e toda a tortura. – Mas esse lugar de que o pirata fala não é boa ideia ir lá. Os aposentos de Yondu ficam bem ao lado, e é o ponto mais vigiado da nave...
 
Após obter estas respostas, Mortuus se senta sobre o piso gelado da nave e começa a se concentrar. Tinha em mente convocar não um punhado de fantasmas, mas um verdadeiro exército deles, que lhe ajudasse a escapar daquela nave.
 
Mortuus: Energia 5 + Morte 5 (+3D por FdV) (Dif: 4) = 6 sucessos.
 
O chamado silencioso de Mortuus através da penumbra da nave dá certo. Sua energia percorre as trevas com facilidade através do portal ainda aberto, e mais cinco almas de alienígenas mortos e torturados naquele lugar se apresentam, demonstrando seu respeito ao se ajoelhar diante do deus, que se mantém concentrado.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 269
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Wrath em Qui Set 07, 2017 5:24 pm

Huhuhu Vamos, vamos, vamos, diga, cante uma das musicas que nós queremos ouvir, não temos tempo apesar de não termos nada fora nossas miseráveis vidas a perder, vamos se não pode cantar, encontraremos quem possa. pois maior que sua razão de existência é nosso desejo, diga.



Ele não demora a falar, e como sou um symbiote de palavra, eu jogo ele devolta pelo portal, esse cara deve mais a ela do que imagina...



-Achamos que já temos o que precisamos. falamos pro cantor.



Se a maquina ou uma armadilha está lá ai já é outra historia, esperamos não ter que falar "abre-te sésamo" ou algo assim pra abrir essa maldita sala ou seja lá o que for, vamos ver o que os outros aprontaram ta tudo muito quieto lá pro nosso gosto.



Off: Seguimos em frente, na direção dos outros dois.



Ação opcional, quando vermos os lasers, eu deixo a doc sentada no chão, desgrudo dela, passo pelos lasers e tento desativa-los.
avatar
Wrath

Mensagens : 26
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Demoniza em Dom Set 10, 2017 9:31 am

Sigo pelos corredores e em um deles encontro uns piratas que o spiderboy capturou, mas não encontro ele. De duas uma. Ou ele seguiu em frente ou pegaram ele.
 
- Má idéia ter pedido pra ele ir na frente. Spiderboy? Garoto?
 
Vou chamando por ele, mas não mtu alto pra não alertar ninguém. Independente de o encontrar ou não, sigo em frente e em um outro corredor eu bato defrente com vários lasers bloqueando o caminho.
 
- E agora? Acho que eu consigo...
 
Só que antes de eu ir, vejo o simbionte aparecendo e tomando a frente. Ele não passava de uma meleca alienígena, com certeza tinha mais facilidade. Vou junto com ele com td cuidado, passando uma parte do corpo de cada vez.
 
Off: passar pelos lasers gastando 1 pnto de fv em cada teste. 
avatar
Demoniza

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Mortuus em Qua Set 13, 2017 12:29 am

Olho para os espectros que chegaram:

_Cada um de vocês irá possuir o corpo de um soldado e manter a função que eles estavam fazendo para não levantar suspeitas.

Viro para o espectro que era um dos piratas e agora estava sob meu controle e pergunto:

_Esse tal de Yondu, ele pegou o aparelho dela como espolio de combate ou veio atrás dele também?

Concentrado chamo mais espectros para me ajudar.

Meus aliados estavam indo na frente, mas eu tinha muita coisa para fazer, planejar antes de seguir adiante.
avatar
Mortuus

Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Tony.spider em Qui Set 14, 2017 5:14 pm

Ouço os passos... E pela minha visão vejo que se trata na mulher... Logo que ela se aproxima me torno visível novamente e retorno a invisibilidade...

Não quero muito assunto com os outros... Não está certo o que eles estão fazendo... Queria saber pq o Sr Morttus não brigou com ele também...

Seguimos pelo corredor e me mantinha próximo da garota... Se algo se aproximasse iria alerta-la... Mas nada acontece... Chegamos em uma parte onde tem varios faixes de lazers... Seria complicado passar por ali... Logo o klyntar chega... Vejo quando ele deixa a sua hospedeira e segue em sua forma original... Espero ele se afastar e desço para o lado da hospedeira... Caso ela quisesse ficar livre dele, eu a ajudaria...

Olá! Sou o Spider Boy tudo bom ? Eu gostaria de te ajudar... Não é bom ficar com isso em você... É errado...

Iria ficar visivel ao lado dela... E atento ao movimento a nossa frente.... Olho para tras... Senhor Morttus ainda não havia nos seguido... Iria usar minha visão para olhar a frente, caso alguem se aproximasse...
avatar
Tony.spider

Mensagens : 20
Data de inscrição : 10/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Admin em Qui Set 14, 2017 11:31 pm

Eden Mortuus:
 
Mortuus não sente mais qualquer presença viva a sua volta, o que indica que seus aliados seguiram em frente, deixando-o para trás. Mas o deus não estava sozinho, longe disso. Frias presenças fantasmagóricas vagavam a sua volta, incapazes de irem muito longe por estarem ligadas a ele.
 
Eden Mortuus: Energia 5 + Morte 5 (Dif: 4) = 5 sucessos.
 
O corredor fica cada vez mais cheio de novo, mas nenhuma vida além de Mortuus, apenas mais cinco medonhos fantasmas que surgem do portal em busca de vingança, completamente fieis ao deus entre eles...
 
 


Demoniza, Wrath e Spiderboy:
 
Spiderboy e Demoniza havia se encontrado nos corredores próximos das selas, com o garoto tornando-se visível mais uma vez e externando a sua decepção com os outros membros do grupo. A duras penas o garoto começava a compreender que nem todos aqueles que tinham poderes em seu mundo nasceram para serem heróis.
 
Juntos, os dois seguem em frente e se deparam uma verdadeira rede de lasers feita para bloquear o caminho de quem tentasse fugir. Seria difícil passar por aquela coisa, mas logo em seguida, Wrath chega, encarando o desafio com extremo desdém. O simbionte simplesmente deixa Audrey para trás e segue em frente, rastejando por baixo dos lasers como uma gosma sem qualquer dificuldade.
 
- Eu sei, deve ser complicado para um garoto como você compreender. – Diz Audrey a Spiderboy. – Mas eu preciso dele. Wrath e eu já nos tornamos um só.
 
Após ver que Wrath passava pelos lasers com enorme facilidade, Demoniza decide não ficar para trás. Seria muito difícil mesmo com um treinamento como o seu, mas a mutante impetuosa segue em frente, abaixando-se e esgueirando-se pelas luzes vermelhas.
 
Demoniza: Destreza 7 + Esportes 1 (+3D por FdV) (Dif: 8 ) = 3 sucessos.
 
Demoniza: Destreza 7 + Esportes 1 (+3D por FdV) (Dif: 8 ) = 5 sucessos.
 
Demoniza: Destreza 7 + Esportes 1 (+3D por FdV) (Dif: 8 ) = 3 sucessos.
 
Com um cuidado extremo, Demoniza simplesmente se espreme entre os lasers, algumas vezes realizando movimentos anatômicos impossíveis. Seu nariz e seus dedos chegaram perto de tocar as luzes em alguns momentos, mas a sorte também acompanhou a mutante, e logo atrás de Wrath, ela chega ao outro lado.
 
Do outro lado, não era identificável nada que servisse para desativar aqueles lasers. Seria necessário procurar por alguma sala de controle ou computador que estivesse mantendo a armadilha de pé. Mas nem no corredor atual e nem no próximo se encontra qualquer coisa do tipo... 
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 269
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Wrath em Sex Set 15, 2017 3:13 pm

Um monte de luzes, Hm a diferença entre vida e morte é um monte de luzes. vou resolver isso, huhuhu o problema é que vou ter que sair.



-Doc, sei que acha que eu te ignorei, mas eu tenho que resolver isso, não tem wrath sem Audrey, depois eu explico mais. - Digo em mente a ela.



Solto dela e me arrasto por baixo dos lasers, ser invertebrado tem suas vantagens, mas se qualquer coisa aparecer do nada e me pegar sem hospedeira hmm ai eu quero ver, não deve ter um interruptor ali mas não creio que o lugar pra desativar esteja a 1 km daqui, mas vai saber.



Mas chegando lá, nada mais do que corredores, logo a garota de penteado moderninho consegue passar pelos lasers, era uma tarefa difícil para eles, eu encosto um pedaço meu nela para me comunicar direto com sua mente, não tenho cordas vocais para falar nessa forma;




-Escute, não lhe farei mal, apenas escute, não temos muitas opções, todos eles passarem pelos lasers como fez pode ser arriscado, brincar com a sorte, o cantor pode querer fazer mais daquelas coisas que ele faz mas essa é uma distancia um pouco grande pra ele ou ele deve querer fazer mais desses mortos vivos eu acho...



Dou uma breve pausa depois continuo;




-Podemos esperar eles tentarem a sorte e cruzarem, não duvido deles mas é bem arriscado, você pode tentar ir procurar a sala com esses controles o que não deve estar longe, mas não sabemos o que tem no caminho, ou, CASO aceite, NÓS podemos nos unir por hora, juntos aumentaremos em muitas vezes nossas chances de chegar nessa sala e desligar esses lasers, não se preocupe, seria apenas para desligarmos os lasers você estará no controle o tempo todo...



-Sua chamada senhorita, não questionarei  sua decisão.



Temos objetivos em comum apesar das diferenças, eu não estou nervoso nem agitado, apenas com pressa, se ela quiser resolveremos isso, se não aguardaremos a solução.



Off: Aguardar a decisão dela, se ela quiser, nos unimos e ela fica no controle, se não eu volto para a doc.
avatar
Wrath

Mensagens : 26
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Tony.spider em Seg Set 18, 2017 1:21 pm

Vejo eles passando pelos lazers... Ouço a explicação da doutora... Balanço a cabeça e falo...

Todos que se juntaram a essas coisas... Demonstraram apenas os seus lados mais cruéis e violentos... Ao invés de tentarem fazer esse mundo melhor, apenas causam mais sofrimento... Não, realmente não entendo pq alguém pega uma doença por que quer...

Volto ao teto... Iria ficar atendo a movimentação deles a frente... Caso o alarme tocasse iria garantir a proteção da doutora...
avatar
Tony.spider

Mensagens : 20
Data de inscrição : 10/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Demoniza em Sex Set 22, 2017 2:44 pm

Difícil mas passei, agora vejo como o treinamento pesado do Logan valeu a pena. Fico olhando pros dois do outro lado antes de ir. 

- Aranha, tenta passar, vc consegue. 

O simbionte tbm tinha conseguido passar, mas sem a parceira dele. Isso deixava ele vulneravel e ele me pede por uma parceiria temporaria. 

- Complicado, vc foi um pouco desagradável antes... Mas não gosto de ver ninguém em perigo. Venha, vamos fazer isso juntos. 

Iria deixar o simbionte cobrir meu corpo e depois seguir em frente.
avatar
Demoniza

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum