Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Admin em Dom Abr 30, 2017 10:57 pm

Wrath sentia o desconforto humano de Audrey em passar pelo portal, mas sendo ele a personalidade dominante, ele cessa o falatório dele e a encoraja. Com os passos relutantes da hospedeira, o simbionte segue enfrente, finalmente adentrando aquele mundo sem cor e frio, conhecido popularmente como o mundo dos mortos.

O horror daquele lugar estava apenas na questão estética. Era solitário e triste. Porém, Wrath o atravessa sem maiores problemas, deparando-se apenas com um inofensivo fantasma de um alienígena morto naquela nave há muito tempo.

Agora, o simbionte estava no corredor, bem atrás de Mortuus, próximo do Spiderboy. Os dois pareciam alertados com alguma coisa, olhando fixamente para uma porta alguns metros adiante. O garoto vestido de Homem-Aranha era quem estava mais próximo. Wrath o vê saltando para o teto e atirando uma rede feita de teias naquela passagem. Aparentemente, eles tinha algum plano.


Annabelle finalmente percebe que Mortuus providenciou uma fuga para o grupo, mas não gosta nada do caminho pelo qual tinham que passar. A escuridão e decadência trazia a ela algumas lembranças do Inferno, lugar onde ela foi prisioneira até que seus poderes lhe ajudassem a escapar.

Agora ela estava entrando em um lugar semelhante por livre e espontânea vontade, mas qualquer perigo que tenha passado por sua cabeça não era real. O lugar não oferece nenhum tipo de ameaça, e lá dentro, a única coisa que a faz lembrar seu passado era a presença de uma alma inofensiva em um dos cantos.

Annabelle chega ao corredor onde Mortuus e Spiderboy se vangloriavam de sua liberdade, e percebe que Wrath também não ficou para trás. Mas ainda não havia motivo para comemorar. O grupo saiu da sela, mas ainda precisava escapar de uma nave alienígena repleta de piratas. E o primeiro desafio parece ter vindo mais cedo do que o esperado quando a mutante vê Spiderboy lançando uma teia em uma porta a frente como se quisesse bloquear a passagem de algo.


Mortuus vê que os dois que não entenderam seu plano, a princípio, finalmente cruzam o portal pelo mundo dos mortos. O jovem Deus então o fecha as pressas, sabendo que coisas ruins poderiam vir do outro lado.

Feito isso, Mortuus poderia se preocupar com o problema que tinha a frente, aqueles piradas em uma sala ao lado. Spiderboy, seu novo parceiro, parecia ter percebido também, e se desloca até a porta. Talvez ele pretendesse lutar. Então Mortuus se prepara para o perigo.

Mortuus usa Transição Crepuscular: Energia 5 + Morte 5 (Dif: 6) = 1 sucesso.

Talvez, o momento de tensão esteja atrapalhando sua tentativa de se concentrar. A transição crepuscular falha, e seu corpo se mantém em carne e osso.

Mortuus usa Defesa Entrópica: Energia 5 + Morte 5 (Dif: 6) = 5 sucessos.

Ao menos para ajudar seu companheiro a morte lhe responde. Mortuus ergue ao redor de Spiderboy um escudo que circunda seu corpo infantil como uma aura negra que só os olhos mágicos vêem.


Henry sente Mortuus tocá-lo com algum propósito e lhe dizer coisas desconexas. O garoto não entende nada, mas aquele era O Eden Mortuus, devia saber o que estava fazendo. A única preocupação do Spider era com o alerta em sua cabeça, anunciando perigo próximo.

Spiderboy salta: Destreza 8 + Esportes 0 (Dif: 6) = 4 sucessos.

Henry salta de uma forma tão simples que parece que seu corpo flutua pelo ar. Ao tocar o teto, ferrões microscópicos em suas mãos e pés e fixam sobre o metal, permitindo que ele caminhe como uma verdadeira aranha até a porta.

Chegando próximo, Henry pensa em uma forma de proteger seus novos amigos bloqueando aquela passagem. Então ele lança sua teia, formando uma verdadeira rede que encobre aquela passagem. Foi um trabalho de mestre. Agora a entrada estava totalmente encoberta por um tecido branco, grosso e aderente.

Mas talvez Henry tenha superestimado a capacidade de suas teias. Ao ver o caminho bloqueado, os piratas atiram nela com suas armas laser, queimando-as e as desfazendo com facilidade. Logo, cinco Ravagerns entram no corredor, munido com suas armas apontadas para o grupo.

- Parados ai, escória! – Ordena um deles.


Iniciativa:

1° Spiderboy: Raciocínio 3 + Prontidão 7 + 1D (6) = 16
2° Demoniza: Raciocínio 4 + Prontidão 3 + 1D ( 8 ) = 15
3° Mortuus: Raciocínio 2 + Prontidão 1 + 1D (9) = 12
4° Wrath: Raciocínio 3 + Prontidão 2 + 1D (3) = 8
5° Ravagers: Raciocínio + Prontidão + 1D = 5
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Mortuus em Qua Maio 03, 2017 1:50 pm

Eu tinha errado minha transformação, a tempos não fazia isso e estava ficando relaxado, mamãe não iria gostar. Após demoniza passar e Wrath também com os portais fechados fico mais aliviado, não por mim, mas se eles não estivessem aqui até deixaria aberto.

_Não, não sou mutante - digo calmamente a Demoniza.

Tento novamente Transição Crepuscular, caso consiga iria para o meio dos oponentes atraindo assim a atenção deles. Os fariam alvos fáceis para os outros.

Caso não consiga o que não foi atacado uso carne putrefata no que não foi atingido, de preferência o incapacitando de gritar.
avatar
Mortuus

Mensagens : 18
Data de inscrição : 11/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Demoniza em Dom Maio 07, 2017 11:36 am

O cantor diz que não é um mutante. Continuo olhando pra ele com algumas dúvidas, mas temos preocupações maiores agora.

- Então é por isso que vcs estavam preocupados com aquela porta? Por que não disseram antes?

Cinco daqueles aliens aparecem apontando suas armas para nós, mas dessa vez eu tinha um grupo do meu lado, e eles não eram mts como antes.

- Tava doida por isso!

Corro em zigue zague na direção deles pra desviar de possíveis tiros e ataco um com um soco e outro com uma rasteira.
avatar
Demoniza

Mensagens : 18
Data de inscrição : 01/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Tony.spider em Seg Maio 08, 2017 9:55 pm

Lando a rede de teias, mas ainda não havia dominado a arte de criar ela... Ela parecia frágil... Busco rapido uma musica no celular e coloco uma de Chidren of Eternals...

Senhor Morttus! Ao som de "Nome da Musica"!!

Mostrava o celular para ele e via que a minha rede realmente era inutil, quando poucos tiros dos piratas e ela vai ao chão em chamas...

Eiii.. É feio fazer isso!

Ainda de pé no teto, disparo duas rajadas de Teia contra dois dos piratas... Tentaria tira-los da jogada ao menos um pouco... Sentia que meu corpo parecia mais vigoroso...

Senhor Morttus me disse que iria colocar algo em mim... Seria isso ? Unica coisa que sentir foi meu coração acelerar...

Teia Paralisante - Ravengers 1 e 2
avatar
Tony.spider

Mensagens : 17
Data de inscrição : 10/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Wrath em Qua Maio 10, 2017 4:15 pm

Passamos pelo lugar, não tinha mais quem um fantasma inofensivo, unica coisa numa imagem do mundo dos mortos aqui, Ha! Nem imagino o quantos Carnage e Venom já mandaram para cá, mas percebo os passos relutantes dela, entendo o tipico medo humano dela, medo era uma reação, mas coragem é uma escolha, digo para ela lembrando ela disso;



-Hey!!! Por que da incerteza? Medo de um condenado? Se preocupe com os vivos que o deixaram daquele jeito por que aquilo ali não vai fazer mais que gritar boo no meio da noite.



Nós e a garota passamos pelo portal, logo quando saímos vemos o cosplayer do aranha jogando teia em algo, o que foi agora pensamos, logo ouvimos um "parado escoria"ou algo assim, olhamos segurando o riso, olha só,até parece que esse comedia tem bolas pra falar assim, esse cara vai vira uma...



Percebemos a garota e o cosplayer agindo contra 2, olho ao lado e vejo outros 3, e digo pra Audrey;



-Tá, só dessa vez, mas sinceramente Audrey, não sei o que Venom viu de interessante em sair dando tiro com o cadete perna-curta por ai.



Olhando para eles, eu disparo teia nas armas e tento roubar deles.


Off: Arrancar as armas dos aliens 3, 4 e 5. gastar 2 pontos de energia.
avatar
Wrath

Mensagens : 23
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Admin em Qui Maio 11, 2017 11:15 pm

A teia de Henry falha em dar proteção ao grupo, e isso era frustrante. Mas nada como um bom Rock n’ Roll para animar as coisas, e já que o seu maior ídolo estava por perto, seria bom homenageá-lo. Spiderboy saca seu smartphone, e logo acordes que começam doce vão se tornando cada vez mais pesados na clássica Enter Sandman.

https://www.youtube.com/watch?v=CD-E-LDc384

Spiderboy usa Teia Paralisante: Destreza 8 + Energia 8 (Dif: 6) = 9 sucessos.
Ravenger 1 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 1 sucesso.

Spiderboy usa Teia Paralisante: Destreza 8 + Energia 8 (Dif: 6) = 7 sucessos.
Ravenger 2 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = Nenhum sucesso.

Henry tinha uma posição privilegiada naquele corredor, pois os piratas haviam passado por ele sem notar sua presença no teto, mas ao decidir provocá-los e colocar uma música em seu celular, os homens olham para o alto, apontando suas armas.

Porém, estes seres simplórios não são tão rápidos quanto o jovem aranha. Henry lhes aponta seus dois pulsos e dispara contra os dois da dianteiras uma quantidade enorme de teias que aderem a pele de ambos e os envolvem até cobri-los em uma resistente carapaça que os imobiliza.


A origem de Mortuss intrigava Annabelle, de modo que ela ligava isso ao fato de os alienígenas o terem raptado. Mas a chegada daqueles piratas armados a deixa mais alerta. Dois deles haviam sido aprisionados nas teias de Spiderboy, e a mutante avança sobre os mesmos.

Demoniza ataca: Destreza 7 + Briga 2 (Dif: 6) = Nenhum sucesso.
Ravenger 1: Sem ação.

Demoniza ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 6 sucessos.
Ravenger 2: Sem ação.
Demoniza (Dano: Força 6) = 5 sucessos.

Annabelle corre com movimentos sinuosos pelo corredor, tentando evitar o risco de levar um tiro enquanto se aproximava de seus alvos. Isso dá certo num primeiro instante, pois a garota se aproxima de seu alvo e lhe desfere um soco. Mas seu soco acaba passando a esmo e atingindo a parede, amassando o metal com sua força. No entanto, seu segundo golpe é perfeito, derrubando o segundo Ravenger com uma rasteira e o fazendo bater com a cabeça.


Mortuus atribui à falta de prática seu erro em realizar um truque tão fácil, imaginando o sermão da Morte ao ver seu próprio filho naquele tipo de situação. Mas Mortuus não se abala, sabendo que aquela estratégia poderia ajudar tanto a si quanto a seus companheiros.

Mortuus usa Transição Crepuscular: Morte 5 + Energia 5 (Dif: 6) = 6 sucessos.

Mais concentrado desta vez, o jovem Deus da Morte usa os seus poderes e começa a ver o seu corpo perder a textura. Logo o material se torna imaterial, e Mortuus não é mais do que um mero fantasma em meio aquele corredor.

Logo à frente, ele vê Spiderboy prendendo dois inimigos com sua teia, e Demoniza avançar sobre os mesmos com uma potência corporal sobre-humana. Assim, ele decide se juntar ao combate, usando aquela forma intangível para enganar seus inimigos.


Ao sentir o medo tão humano e pueril que Audrey sente daquele resíduo fantasmagórico, Wrath a repreende, mas seu breve mau humor quase se torna uma risada quando aqueles piratas surgem e o ameaça com aquelas armas.

Wrath usa teia: Destreza 8 + Briga 3 (Dif: 6) = 1 sucesso.
Ravenger 3 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 2 sucessos.

Wrath usa teia: Destreza 8 + Briga 3 (Dif: 6) = 4 sucessos.
Ravenger 4 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = Nenhum sucesso.
Wrath desarma: Força 7 (Dif: 6) = 3 sucessos.
Ravenger 4 resiste: Força (Dif: 6) = 1 sucesso.

Wrath usa teia: Destreza 8 + Briga 3 (Dif: 6) = 4 sucessos.
Ravenger 5 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 2 sucessos.
Wrath desarma: Força 7 (Dif: 6) = 4 sucessos.
Ravenger 4 resiste: Força (Dif: 6) = 1 sucesso.

Agora que eram poucos, Wrath podia mostrar àqueles piratas o quão eram insignificantes. O simbionte então transforma seu corpo em teia, atirando contra o resto dos inimigos. O primeiro consegue se desviar, rolando para o lado e mantendo a arma apontada para o grupo. Já os outros dois não são tão rápidos, e as teias de Wrath se agarram as suas armas. Numa rápida medição de força, Wrath desarma ambos!


Iniciativa:

1° Demoniza: Raciocínio 4 + Prontidão 3 + 1D (9) = 16
2° Spiderboy: Raciocínio 3 + Prontidão 7 + 1D (4) = 14
3° Wrath: Raciocínio 3 + Prontidão 2 + 1D (7) = 12
4° Mortuus: Raciocínio 2 + Prontidão 1 + 1D (1) = 4
5° Ravagers: Raciocínio + Prontidão + 1D = 6



Status:
Wrath: Pontos de Vida 30/ Energia 4/ Força de Vontade 5

Demoniza: Pontos de Vida 30/ Energia 4/ Força de Vontade 5

Spiderboy (Defesa Entrópica): Pontos de Vida 35/ Energia 7/ Força de Vontade 5

Mortuus (Transição Crepuscular): Pontos de Vida 15/ Energia 5/ Força de Vontade 5


Ravengers:

1 (Paralisado): ?? Pvs
2 (Paralisado/Caído): ?? -5 Pvs
3: ?? Pvs
4 (Desarmado): ?? Pvs
5 (Desarmado): ?? Pvs
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Wrath em Sab Maio 13, 2017 3:55 pm

Ver ela ainda insegura me "incomoda", não percebe que eu sou a extensão de seus sentidos, sou sua pele, seus nervos, a extensão daquilo que você é, mas você não pode pensar como preza quando seu corpo age como predador, sei que não me abandonara nem se eu trata-se como realmente trato humanos, não, ela é unica e ela sabe disso, mas acho que ela se esquece, esquece que somos uma coisa só, então digo com calma (e sim, fazer isso é mais difícil do que dizem)...



-Medo é uma reação, coragem é uma escolha, não posso te culpar por não fazer essa escolha sempre, mas não pode seguir meus passos e ter duvidas onde piso, sei que você não pode lutar todas as brigas que quero, mas se eu quisesse fazer isso eu teria pego qualquer um dos arrasa-quarteirão, mas mesmo se eu tivesse pego um deles, eu ainda te levaria comigo, somos um Audrey, eu pretendo te mostrar algo que em todo o tempo que estive lá, eles já presenciaram, mas nunca descobriram como funciona, vou te mostrar por que somos um só ser...



Mas para isso vamos precisar de um "voluntario", e vejam só temos 3 porquinhos ali hahahaaa, a garota e o cosplayer fizeram um bom trabalho ali, mas to achando essas paredes um pouco sem cor, mas antes...



Tentamos roubar a arma dos 3,um deles escapa, nós falamos;



-Isso mesmo, atrase o inevitável.



Agora tinha dois desarmados um ainda estava armado, guardamos elas nas costas por enquanto, mas se a garota ou o cosplayer pedirem nós entregamos para eles, mas duvidamos que vão precisar agora.



Armas assim eram eficientes, mas rápidas demais pro que nós queríamos fazer com esses caras, hahahahaaaa, transformo meu braço esquerdo em uma lamina, queríamos arrancar a coluna deles pelo rabo deles mas acho que estamos sem tempo para isso.



Off  Agarrar alien 5, e puxo com toda força para uma lamina no meu braço, gastar 1 ponto de energia e gastar 1 ponto de força de vontade para agarrar.


Última edição por Wrath em Qui Maio 18, 2017 1:22 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Wrath

Mensagens : 23
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Tony.spider em Ter Maio 16, 2017 4:16 pm

​As minhas teias cobrem eles... Vejo eles tentando se soltar mas parecia impossivel no momento....

Yeah!! Toma essa!!

Vejo a garota correr rapidamente e desferir dois socos... Um deles amassa o metal e o outro derruba o pirata que havia prendido...

uoooollll Essa garota é forte!! Eu que não ia querer pregar uma peça nela...

Vejo o Senhor Morttus caminhar e logo seu corpo começa a ficar mais translucido... O que seria isso ?

Acompanho quando o simbionte desarma os piratas e vejo que um deles ainda está armado... Salto para a parede do lado, de forma que tenha uma boa visão dele...

Ei vc... Aqui do lado...

Assim que ele olhasse iria disparar minha teia o prendendo tb... Assim seria mais fácil lidar com eles...

Paralisia - Pirata 3
avatar
Tony.spider

Mensagens : 17
Data de inscrição : 10/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Mortuus em Qua Maio 17, 2017 5:10 pm

Ia para o meio deles, essa turma era boa de briga e eu me divertia com isso.

Cantarolava a musica que Spider tocou, se ele soubesse que era uma homenagem pra meu tio ficaria em choque.

Sorrio quando ele me mostra o áudio, era um bom fã, e merecia sobreviver, alias todos eles quatro mereciam, até mesmo aquele grandão babando.

Uma forma de vida interessante, alias tinha que me focar, entrando no meio dos nossos algozes uso carne putrefada para atacar, atinjo o numero 4 que não está paralisando pelas teias.

avatar
Mortuus

Mensagens : 18
Data de inscrição : 11/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Demoniza em Qui Maio 18, 2017 10:19 am

Acho que eu andava precisando treinar mais pela forma como erro esse soco, mas td bem, consigo passar uma rasteira no outro cara. O bom é que o grupo estava indo tão bem que estava conseguindo controlar aqueles aliens no primeiro golpe.

- Pessoal temos que dar um jeito pra eles não chamarem os outros. Mortuus dá pra fazer aquele truque denovo e colocar eles na sela?

Spiderboy conseguiu prender dois deles com sua teia, o garoto era massa. Aproveito então pra dar um soco na cara do alien 1 e um chute no saco do alien 2.

Off: 1 de energia.
avatar
Demoniza

Mensagens : 18
Data de inscrição : 01/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Admin em Ter Maio 23, 2017 11:23 pm

Annabelle se lamenta pelo erro em seu golpe, acreditando estar um pouco enferrujada. Mas é alívio que ela sente quando percebe que o grupo tinha tudo sob controle, e isso lhe permite pensar um pouco a frente, sobre o que fazer depois de derrubar aqueles alienígenas.

Demoniza ataca: Destreza 7 + Briga 2 (Dif: 6) = 4 sucessos.
Ravager 1: Sem ação.
Demoniza (Dano: Força 6) = 3 sucessos.

Demoniza ataca: Destreza 7 + Briga 2 (Dif: 6) = 2 sucessos.
Ravager 2: Sem ação.
Demoniza (Dano: Força 6) = 7 sucessos.

Com sua força mutante, Annabelle acerta a cara de um dos alienígenas, fazendo-o quase cair para trás e expelir sangue verde de dois dentes quebrados. Em seguida ela chuta as partes íntimas do alien que estava aos seus pés. A criatura se retorce pelo chão, lamentando uma dor tão forte que a faz desmaiar. Essa já propaga mais a espécie, seja lá qual for...


Henry, talvez por ainda ser um garoto, se divertia com aquela situação de perigo como se estivessem no meio de um jogo na quadra de sua escola. Os piratas armados não eram ameaça para aquele grupo, muito menos para o ágil aranha.

Spiderboy usa Teia Paralisante: Destreza 8 + Energia 8 (Dif: 6) = 7 sucessos.
Ravager 3 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 3 sucessos.

O Ravager estava perdido, sem saber se olhava para o trio no corredor ou para o garoto-aranha que zombava dele no teto. Em meio a isso, Henry lança sua teia sobre ele, facilmente o encobrindo, envolvendo seu corpo para imobilizá-lo também.


O temor de Audrey era aceitável, mas Wrath queria algo mais de sua hospedeira, queria que ela se mostrasse digna da importância daquela parceria. Por isso o simbionte entra em sua mente, tentando cativá-la com suas palavras compreensivas e ao mesmo tempo fortes.

Wrath: Manipulação 4 + Expressão 0 (+1D por especialização) (Dif: 6) = 3 sucessos.

Após suas palavras, Wrath recebe de Audrey dois impulsos bem satisfatórios. Um era uma vontade explosiva de acabar com tudo e todos naquela nave, o outro era a resposta mental que a doutora lhe envia. “Você tem razão, Wrath, meu mestre, meu amor!”

Wrath agarra: Destreza 8 + Briga 3 (+3D por FdV) (Dif: 6) = 6 sucessos.
Ravager 5 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = Nenhum sucesso.

Wrath ataca: Destreza 8 + Briga 3) (Dif: 6) = 4 sucessos.
Ravager 5: Sem ação.
Wrath (Dano: Força 7 + 4D) = 9 sucessos.

Revigorado pela força com que sua hospedeira reage, Wrath lança uma teia negra e vermelha na direção de um dos piratas, agarrando-o pelo peito sem que ele tivesse qualquer chance de escapar. O simbionte então o puxa, transformando seu outro braço em uma lâmina que atravessa o corpo do inimigo impiedosamente. O pirata ainda não estava morto, mas agonizava em poder de Wrath, olhando com pavor para a face assustadora do Klyntar.

Mortuus caminha por aquele corredor, o corpo translúcido incapaz de ser ferido por qualquer meio físico. Talvez seja isso que lhe dê tanta calma para se aproximar daqueles alienígenas infelizes que cruzaram seu caminho, cantarolando com tranqüilidade aquela música tão pesada que sempre fazia sua platéia delirar.

“Exit linght; enter night, take my hand, we’re off to Never-Land”

Mortuus usa Carne Putrefata: Energia 5 + Morte 5 (Dif: 6) = 5 sucessos.

Mortuus sequer toca naqueles Ravagers, tamanho era o seu domínio sobre a morte que bastou um olhar seu sobre um daqueles indivíduos para que feridas horríveis nascessem de seu corpo, fruto de sua carne apodrecendo instantaneamente. O Ravager grita, tamanha a sua dor.


Iniciativa:

1° Mortuus: Raciocínio 2 + Prontidão 1 + 1D (10) = 13
2° Spiderboy: Raciocínio 3 + Prontidão 7 + 1D (1) = 11
3° Wrath: Raciocínio 3 + Prontidão 2 + 1D (6) = 11
4° Demoniza: Raciocínio 4 + Prontidão 3 + 1D (3) = 10
5° Ravagers: Raciocínio + Prontidão + 1D = 7



Status:
Wrath: Pontos de Vida 30/ Energia 3/ Força de Vontade 4

Demoniza: Pontos de Vida 30/ Energia 3/ Força de Vontade 5

Spiderboy (Defesa Entrópica): Pontos de Vida 35/ Energia 7/ Força de Vontade 5

Mortuus (Transição Crepuscular): Pontos de Vida 15/ Energia 5/ Força de Vontade 5


Ravengers:

1 (Paralisado): ?? -3 Pvs
2 (Paralisado/Desmaiado): ?? -12 Pvs
3 (Paralisado): ?? Pvs
4 (Desarmado): ?? -4 Pvs
5 (Desarmado): ?? -9 Pvs
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Wrath em Qua Maio 24, 2017 5:22 pm

HUHuhuhu um pouco surpreendente, de uma maneira positiva, espero descobrir o que ela quis dizer com "meu amor", agora ela começava a ver, sinto seus nervos um pouco mais receptivos, as vezes tem hora que realmente não sei o que se passava dentro dessa cachola, mas agora ela via que mente e corpo devem ser um só, respondo em mente;



-Quer ver algo interessante? Agora eu posso te mostrar...



Olhamos para o alien 5 e puxamos ele, com um disparo de teia, prendemos e puxamos contra uma lamina em nosso braço, ver ele incapaz, ferido em nossos braços, o medo em seus olhos, aquilo é intoxicante, excitante, a sensação de ferir e finalmente faze-los sangrar, no momento em que invadimos o corpo dele com a lamina, é um momento empolgante, a sensação da tremula carne de alguém em submissão sendo cortada, rasgada, algo que em nós  flui como uma força que só afomentava ainda mais o desejo imparável de retalhar eles, de ver esses bastardos sofrendo, e isso não era nem o começo, espera só até nós começarmos a ferir ele de verdade, algo que faríamos o dia inteiro se pudêssemos, isso e muito mais, mas estaria sendo  cruel demais se não compartilha-se isso com ela, mando uma descarga de energia para ela, não muito, pouco porem marcante, algo prazeroso, sente o que sinto quando corto esse maldito, não é só desejar, destruir e matar, isso é algo especial, uma sensação que se intensifica a cada segundo, a cada vez que esfolamos alguém, um agradável arrepio sobe por sua coluna ativando seus nervos, suas  pupilas dilatam, sua boca enche de água, raiva e excitação tomam conta de seu corpo por um breve instante, você se sente leve, isso é tão errado mas te faz se sentir tão bem, tão rápido como começa, passa, foi bom mas ainda não te satisfez, você quer mais, precisa de mais, você merece e agora sabe como é ser um, estar sempre perto do ápice evolutivo, e digo;



-Nós temos razão, nós temos mais que razão, nós somos um.



Olhando para nossa cobaia, giramos ele e colocamos ele com as costas contra a parede de vidro, segurando a boca dele fechada para que não consegui-se gritar, recolhemos a lamina um pouco, puxamos um pouco o braço mas sem tirar do corpo, erguemos o punho dentro do corpo e em uma investida forçamos a lamina dentro do corpo dele, mas no sentido vertical, e falamos babando de raiva;



-Hissssss, onde está a maquina?



Queremos enristar esse cara,  mas não temos tempo para brincar mais, então vamos cuidar logo disso.



Enquanto isso escutamos uma gritaria e uma cantoria, musica tocando, mas que merda pensam que estão fazendo, sem tirar os olhos da presa, falamos aos outros sem gritar;



-Vocês dois ai, um único aviso, eles não estão nos ouvindo não significa que não vão nos ouvir, da pra fazer menos algazarra ou vão esperar eles escutarem essa putaria e vierem nos foder de vez?!? Façam o que quiserem, mas façam em silencio, nós já fomos fuzilados o suficiente por hoje e vocês não vão querer saber como é (apesar de termos gostado da dor)...



Agora nos dirigindo ao cantor, falamos;



-A garota tem razão, da pra tu usar algum desses malditos truques pra sumir com eles?



Eles formam uma boa equipe, mas bom eles começarem a lembrar de que não estamos em vantagem, ou as armas deles os lembraram disso.



Off: Enfiar a lamina na vertical dentro do ferimento dele e manter a lamina fincada dentro dele.

Se o cantor abrir algum buraco pra dar fim nesses caras, agente joga esse cara dentro.


Última edição por Wrath em Qua Maio 31, 2017 3:47 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Wrath

Mensagens : 23
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Mortuus em Sab Maio 27, 2017 9:49 pm

Era uma festa e apenas Spiderboy sabia se divertir, o clima era tenso para o resto

A mutante estava querendo prende-los... hummm tive uma ideia boa, o Alien encrenqueiro e resmungão e sua parceira queriam o mesmo...

_O publico decidiu e vocês vão ganhar uma passagem de ida para o novo mundo...- digo para os algozes que estavam apavorados.

Abro o portal atrás deles, deixando o fato de somente empurrar...

Enquanto isso falo com o espectro que estava na cela:

_É a sua chance de ser alguém....

Estava calmo e tranquilo, feliz com a diversão, pena que meus primos não estavam aqui, mas vamos lá teria muitas histórias para contar.

"You set my soul alight
Glaciers melting in the dead of night
And the superstars sucked into the super massive

Super massive black hole"

Cantarolo enquanto abro o portal.
avatar
Mortuus

Mensagens : 18
Data de inscrição : 11/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Tony.spider em Seg Maio 29, 2017 12:16 pm

Vejo que a batalha estava em grande parte dominada... A musica ainda estava alto em meu ouvido... Olho assustado quando o Klyntar trespassa o corpo do alien com sua lamina...

Ei... Não precisa de tanto... Podemos apenas desacordar eles... Sabia que não podia confiar em um Venon...

Atiro a teia no pirata e puxo ele para longe do Venon... Olho para Srº Mortus e falo...

Pode não deixa-lo morrer ? Sei que são os vilões... Mas não quero ver mortes... Só quero voltar pra casa

Saltaria para o teto da entrada do corredor... Caso alguém viesse, eu poderia saber...
avatar
Tony.spider

Mensagens : 17
Data de inscrição : 10/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Demoniza em Ter Jun 13, 2017 8:42 am

Estava levantando meu punho pra mais um soco mas vejo que td já estava sob controle. Os rapazes foram mtu bem, dava pra ver que eram bem treinados.

- E agora? O que a gente faz com eles?

Olho para o lado e vejo um pequeno principio de conflito entre Spiderboy e o nosso Venon. Não me meto, mas fico observando para evitar qualquer problema entre os dois. Em seguida iria caminhar até o lado da porta de onde esses piratas vieram e daria uma espiada furtiva pra saber o que temos pela frente.

“Acho que vai vir mais por ai.”
avatar
Demoniza

Mensagens : 18
Data de inscrição : 01/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Admin em Qui Jun 15, 2017 12:13 am

Como um bom líder de banda, Mortuus ouve o seu público quando eles pedem por uma forma de prender aqueles homens. Assim como feito antes, o jovem deus poderia abrir um portal para aquela cela, porém, ideias mais mórbidas passam pela sua mente.

Mortuus usa Portal Fantasmagórico: Energia 5 + Morte 5 (Dif: 6) = 6 sucessos.

Em perfeita sintonia com as forças da morte, o jovem deus cria uma grande distorção no plano material, uma fenda capaz de levar qualquer ser vivo para o triste e decadente mundo da penumbra. Longe na cela estava o fantasma lamuriento que Mortuus encontrou, e quando o deus sinaliza uma possível vingança, este espírito olha em sua direção com um semblante diabólico.


A batalha não era mais que diversão para Henry, mas tudo muda quando ele vê o sadismo com que o Klyntar que se uniu ao grupo tratava a sua vítima. Os piratas não valiam nada, mas a cena incomoda o garoto.

Spiderboy lança teia: Destreza 8 + Energia 8 (Dif: 6) = 8 sucessos.
Ravager 5: Sem ação.

Sem qualquer dificuldade, Henry lança a sua teia contra as costas do pirata agarrado pelo klyntar. Tento o alvo em seu poder, o garoto puxa o inimigo para a sua posse na tentativa de salvá-lo.

Porém, o Wrath não estava disposto a deixar sua vítima escapar. E por pura sanguinolência, o klyntar retorce sua lâmina no corpo do pirada, provocando-lhe dor extrema. E quando o garoto puxa o pirata na tentativa de salvá-lo, seu corpo é simplesmente rasgado ao meio, levando aquele alienígena à uma morte brutal.

Audrey havia se mostrado simpática às práticas cruéis de Wrath, mas todo aquele sangue jogando pelo piso da nave e o corpo se dividindo em dois era demais para a sua mente, que começa a enviar ao seu simbionte impulsos de asco, como se aquilo a desagradasse.

- Nós precisamos mesmo matá-los dessa forma? – Ela questiona.


Annabelle erguia seu punho para quebrar a cara de mais alguns daqueles piratas, mas desiste ao ver como a situação estava sob controle. Ela não tinha a intenção de atacá-los sem propósito, apenas defender o grupo.

Mas nem tudo estava sob controle como ela pensava. Seu parceiro Spiderboy alerta para um comportamento cruel do klyntar que encontraram na cela, e ao tentar salvar o pirata nas mãos da criatura, uma morte brutal aos olhos ocorre, fazendo Annabelle se lembrar de seus terríveis anos no inferno de seu pai.


Ravager 4 foge: Destreza + Esportes (Dif: 6) = 3 sucessos.

Três piratas estavam paralisados pelas teias, incapazes de mover um dedo. Um estava morto, com seu corpo dividido ao meio sobre uma poça gigantesca de seu próprio sangue. Mas um dos Ravagers estava livre pelo corredor. E aproveitando-se da distração dos heróis em meio aquela morte, ele aproveita para fugir, passando entre todos e retornando para o cerne da nave. E agora?
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Mortuus em Dom Jun 18, 2017 7:07 pm

Aproximo-me de Spiderboy com um sorriso:

_Continue assim, todas as vidas devem ser preservadas, a vida é a coisa mais preciosa que temos, mantenha esse coração e certamente será o maior heroi da Terra.

Imaginava que todos pereceriam, mas um consegue fugir então tenho que evitar essa confusão.

Usando meus poderes controlo o espectro chorão e ordeno que ele possua o corpo do fugitivo e volte para onde estamos sem chamar atenção.

Jogo o corpo do partido ao meio no mundo dos espectros para limpar o local, usando um pouco mais de energia tento controlar o espectro do Ravenger morto, era mais um aliado.


off: gasto energia para fazer os dois feitiços.
avatar
Mortuus

Mensagens : 18
Data de inscrição : 11/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Wrath em Seg Jun 19, 2017 4:41 pm

Precisávamos logo achar a maquina, então aproveitamos a situação parcialmente controlada para interrogar um desses infelizes, pensamos em maneiras eficientes de arrancar a informação deste, não importa o quanto de dor tenha que causar, porem nosso colega Spider decide salvar o cara, huhuhu péssima ideia garoto...



Seguro o bastardo com a lamina dentro dele, o resultado é uma ótima divisão, huhuhu finalmente um pouco de cor nessas paredes, a doc não parece ter gostado, entendo ela, eu acho, digo em mente para ela;



-HUhuhu (o riso ecoa na mente dela por alguns instantes com se fosse o unico ruido no universo), se eu pudesse eu faria pior, o que acha que sou? Humano?- digo em tom descontraído e continuo depois...



-Eles nos roubaram, eles te ameaçaram, como acha que devo tratar eles? Você tem liberdade para me controlar, se achasse isso violento demais, teria recolhido a lamina, sabe que eles merecem isso e coisa pior, pode me impedir de fazer essas coisas, mas eu não vou parar de fazer, sou mais do que amigável com você mas para todos os que caírem em meu poder, ai já é outra historia, (uma estranha sensação de afeto passa pelo corpo dela), por que não destruir esses malditos? Se não fizermos com eles, eles farão com nós.



Nós queríamos devorar aquele bastardo mas não sem antes perguntar o que o garoto queira fazer, mas antes que pudêssemos fazer qualquer coisa o desgraçado restante foge, olhamos aquilo falando;



-Mas que porra!!!



Largamos a carcaça e saímos correndo atrás dele, instinto natural de qualquer fera Audrey, nunca corra de um predador,  acha que o que fizemos ali foi violento? Espera pegarmos esse e esse não colaborar.



Off : Correr atrás do fujão e agarrar ele,se alguém de nós conseguir parar ele antes, nós paramos a perseguição.
avatar
Wrath

Mensagens : 23
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Tony.spider em Seg Jun 19, 2017 9:41 pm

A batalha era divertida... Mas então algo se desenrola em meus olhos... O Klyntar se prova uma criatural vil... Eu lanço as minhas teias na tentativa de salvar o pirata... Mas aquilo só piora as coisas...

Vejo o corpo do pirata morto a minha frente... Olho para as minhas mãos... Eu fora incapaz de ajudar... Me viro com raiva para o Klyntar...

Vc prova que não passa de uma cria de Venon e Carnificina... Assassino... Não precisava disso... Eu juro que vou livrar o humano que vc prende em vc...

Ao ver o pirata fugir olho meu relogio...

Como foi que o Srº Stark ensinou mesmo... Ah aqui...

Aperto o aplicativo de traje, e ativo o traje tático... Logo meu corpo é coberto pelo traje azul...

Assim que revestisse meu corpo, iria ativar a invisibilidade e minha visão especial...
avatar
Tony.spider

Mensagens : 17
Data de inscrição : 10/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Demoniza em Dom Jun 25, 2017 10:25 am

A situação estava controlada. Os piratas eram uns merdas, a gente só precisava dar uma boa lição neles e jogar naquela dimensão que Mortuus abriu. Só que as coisas acabam fugindo do controle graças ao nosso Venom.
 
- Ai, eu não sei como as coisas funcionavam no seu planeta ou pelo o que você passou na vida pra demonstrar tanto ódio assim, mas nem você e nem ninguém aqui tem o direito de julgar que esses piratas devem morrer.  
 
Eu tava com raiva, mas isso não ia levar a gente a lugar nenhum, nem ficar matando aqueles piratas por bobagens.
 
- Sem mortes ta legal? Ou vamos ter que considerar vc um inimigo tbm ao invés de um companheiro.
 
Um dos piratas tinha fugido, ele iria avisar aos outros. Deixo td pra trás e começo a correr atrás dele, tentando agarrar e tapar sua boca, mas tbm correndo com cuidado pra não dar de cara com nada indesejável.
avatar
Demoniza

Mensagens : 18
Data de inscrição : 01/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Admin em Qui Jun 29, 2017 2:10 pm

O grupo havia se descuidado, deixado um daqueles alienígenas escaparem. Isso era perigoso, pois se ele alertasse o bando, logo um bando de piratas estaria infestando aqueles corredores mais uma vez.
 
Mortuus usa Controlar Fantasmas: Energia 5 + Morte 5 (Dif: 6) = 5 sucessos.
 
Como um verdadeiro senhor das trevas, Mortuus adquire total controle sobre o fantasma na penumbra sem necessidade de qualquer palavra. Com uma ordem mental, o jovem deus faz com que o espírito se levante e vá até o alien fugitivo.
 
 
O riso de Wrath ecoa naquele ponto de sua mente onde só existia ele e a Dra. Audrey, porém, o Klyntar logo percebe que ri sozinho, e que ela não está nada satisfeita com aquela atitude. E após Wrath expor seu ponto de vista, Audrey se aproxima.
 
- Eu jamais tentarei controlá-lo ou manipulá-lo de qualquer forma, você mesmo diz que nós somos um, e eu concordo plenamente. Nós somos Wrath. Mas esse um precisa ser mais do que uma besta descontrolada. Eu não estou nessa para ser um novo Carnificina ou um novo Venom atormentando as ruas de Nova York, estou aqui porque quero mostrar ao mundo a glória dos Klyntar. – Ela diz.
 
Enquanto pensava sobre as palavras de sua hospedeira, Wrath vê quando o último alien de pé escapa do grupo, fugindo em direção ao corredor na tentativa de alertar seus aliados piratas. Wrath não podia permitir isso, então salta atrás de sua presa.
 
Wrath corre: Destreza 8 + Esportes 3 (+1D por especialização) (Dif: 6) = 5 sucessos.
 
Wrath agarra: Destreza 8 + Briga 3 (Dif: 6) = 9 sucessos.
 
Wrath era incrivelmente rápido, e enquanto o alien fugitivo ainda visava alcançar a porta do corredor, o Klyntar chega ao seu lado com cinco passos e lhe agarra a tempo. O alien em sua posse grita e esperneia tentando escapar do horror que era o simbionte, mas de repente, ele simplesmente se aquieta, e permanece parado, olhando para frente como se estivesse em transe, olhando diretamente na direção de Mortuus.
 
- Sim, mestre. – Ele balbucia para a presença translúcida junto ao grupo.
 
 
Henry finalmente compreende porque Peter se tornava tão sério ao contar suas histórias no que tangia os simbiontes. Ele falava de criaturas confusas e violentas, capazes de deixar um rastro de destruição por onde passavam. E agora chegava a vez de Henry conviver com uma.
 
Mas esta não era hora para uma briga, coisas mais urgentes estavam acontecendo. Então o garoto age de forma precavida, ativando seu segundo traje. Henry sabe que ficou invisível quando nem ele mesmo é capaz de enxergar a si próprio. Seus óculos são igualmente ativados, e agora ele é capaz de ter uma visão raio x de todos os seres orgânicos a sua volta, exceto de Mortuus. Objetos ao redor brilham em azul esverdeado, sempre chamando a atenção do aranha.
 
 
Annabelle começa a ver a situação fugir de controle quando presencia aquela morte brutal, ainda que calma, ela vai tirar satisfações com o Klyntar, vendo a criatura agarrar mais um dos alienígenas, aquele que havia fugido. Será que o Klyntar iria matá-lo também?
 

Ao seu lado, Spiderboy desaparece de repente, como se tivesse ficado invisível. Atrás dela, Mortuus se mantém em forma espectral oriunda de seus poderes. As coisas pareciam estar sob controle novamente. O alien que ameaçava alertar seus companheiros piratas agora estava parado e em algum tipo de transe. Qual seria o próximo passo do grupo? 




Status:
Wrath: Pontos de Vida 30/ Energia 3/ Força de Vontade 4

Demoniza: Pontos de Vida 30/ Energia 3/ Força de Vontade 5

Spiderboy (Defesa Entrópica, Invisível): Pontos de Vida 35/ Energia 7/ Força de Vontade 5

Mortuus (Transição Crepuscular): Pontos de Vida 15/ Energia 5/ Força de Vontade 5
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 249
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Mortuus em Qui Jun 29, 2017 8:28 pm

A atitude da mutante também foi louvável, um grupo de heróis reunidos nesse lugar, coisas do meu tio Destino, tinha certeza, mas esse alien apesar de forte era um pouco exagerado.

Ele se apressa e pega o pirata, mas meu "amigo" faz o serviço.

_Pode solta-lo ele é um de nós agora. -dizia tranquilo enquanto me aproximava.

Mantinha minha forma etérea e olhava para um dos piratas caídos, mandaria o outro espectro ( o do corpo que Wrath matou) possuir o inconsciente, assim teríamos mais um para nos ajudar.

_Ei amigo- digo para o possuído - você sabe como chegar a um modulo de fuga e como pilotá-lo?
avatar
Mortuus

Mensagens : 18
Data de inscrição : 11/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Wrath em Sex Jun 30, 2017 3:16 pm

Hmpf, temos responsabilidades maiores agora, não sabemos o por que, mas eles deixaram um deles escapar, instintivamente corremos atrás do bastardo, e logo pegamos, ele grita e esperneia, sabe que o que fizemos ali iria parecer piada perto do que faríamos com ele, depois nós bateríamos um papo rápido.



Mas logo quando nos preparamos para cortar as asinhas de pássaro fujão (literalmente), alguma coisa acontece com ele, ele começa a agir de maneira estranha e a chamar o cantor de mestre, o cantor responde dizendo que ele era um de nós, e pede para solta-lo, olhamos com desconfiança e largamos ele;



-GRRRRRR, Morte não é a pior coisa que pode acontecer com alguém, não nos perguntem por exemplos... - Falo para a doc e para o grupo seguido de mais um grave rosnado enquanto olhamos pro cara possuído.



Depois continuamos falando para o grupo;




-Vocês realmente nos consideraram mais perigosos do que esse bastardo sair correndo e avisar todo mundo?!? HÁ, não se preocupem, não vamos matar esses vermes insolentes... Nem quando implorarem para serem mortos, não se esqueçam que temos um objetivo em comum aqui.



A doc queria algo diferente, não gostava da maneira como os outros como eu agiam e não queria que fizéssemos igual, como fazer uma arvore ruim dar bons frutos? Me dirigindo a mente dela, pergunto;



-Gloria dos klyntares, doc não sei nem quando ou como fui parar lá, mas sei que me fizeram dar adeus a algo que nunca tive, huhuhu só vi os ciclos de dia e noite como funcionavam quando sai daquele maldito lugar, já sabe qual foi a unica coisa que me ensinaram lá...



Mais uma onda de fúria, como uma sensação explosiva corre pelo corpo, mas depois para como uma onda bate-se num muro, num tom mais... conciliador (ainda muito irritado) continuo.



-Ahhh certo, diga o que quer. o que nós faremos.



Depois o cantor começa a perguntar pro cara se ele conhecia algum modulo de fuga, interrompemos a pergunta;



-Não, modulo de fuga não, já viram um bote salva vidas? Ele é feito para chamar atenção de qualquer coisa para resgate não parar cruzar oceanos, esses módulos devem ser iguais, fora que seriamos um alvo facil, nós temos... Temos que pegar uma nave... Isso uma nave que possa fazer essa viagem, mas para isso achamos que precisaremos impedir essa coisa de nos atacar ou seja lá o que, mas tem outro problema, eles nos roubaram, roubaram algo muito especial de alguém muito importante, podem ir na frente se quiserem, nós não vamos sair daqui sem pegar de volta.



Nos dirigindo pro cara possuído (claramente nos segurando para não voar no pescoço dele);




-Você, duas perguntas, primeiro onde pegamos uma nave para fugir dessa geringonça, dois, onde está a maquina que trouxeram abordo logo mais cedo?



Temos que pegar esse negocio de volta, com ou sem ajuda.



Off:
Perguntar onde aegis está e onde podemos pegar uma nave de capacidade de viagem interplanetária para fuga.
avatar
Wrath

Mensagens : 23
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Tony.spider em Seg Jul 03, 2017 12:07 pm

finalmente em meu peito entendo que não posso apenas brincar de Heroi... Sei que os piratas não vão exitar em me matar... Mas eu não sou assim...

Olho para os meus companheiros...Conseguia ver todos, exceto Srº Morttus...

Será pq mais cedo ele usou aquilo de ficar transparente ?

Iria andar pelo teto de forma a não fazer barulho e me colocaria a frente da passagem... Com minha visão poderia ver se outras pessoas se aproximassem...
avatar
Tony.spider

Mensagens : 17
Data de inscrição : 10/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Demoniza em Dom Jul 09, 2017 10:49 am

Era td mtu confuso. Eu ainda não estava acostumada com os poderes do grupo, e ainda acho estranho quando Mortuus fica transparente igual a um fantasma e o Spiderboy some de nossos olhos de repente.
 
“Mas pelo menos as coisas estão se acalmando por aqui”
 
O klyntar coopera e faz perguntas interessantes, mostrando que ele era mais inteligente do que a gente esperava. Fico parada esperando pela ação do grupo e as respostas do alien possuído.
 
- Mortuus e Spiderboy já que vcs podem sumir dos olhos, deveriam ir na frente como batedores e checar o caminho para o resto de nós. 
avatar
Demoniza

Mensagens : 18
Data de inscrição : 01/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum