Aqui se morre herói, ou se vive tempo o bastante para se tornar vilão.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Excelsior - As Estrelas Nunca dormem

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 430
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Qui Maio 10, 2018 11:55 pm

Aquele tempo enclausurado na nave havia deixado Wrath a ponto de explodir. Eles não sabiam o risco que corriam. Era loucura trancafiar um tigre e permanecer na mesma jaula, e um simbionte era algumas dezenas de vezes pior do que um tigre. Mas com alguma dificuldade, a doutora consegue conter o simbionte, ao menos evita que ele faça alguma coisa para prejudicar a viagem.
 
 
Embora ouvisse o tempo inteiro que a civilização do planeta Origae-6 era totalmente pacífica, Annabelle não estava convencida de que obteriam ajuda. De fato, o grupo estava invadindo o lugar, e nem tentando pareceriam amistosos. Além disso, não tinham nada a oferecer em troca. Como esperar que esta civilização lhes daria gratuitamente uma nave nova? Entretanto, o pirata que os levou até esse planeta parecia convencido de que o grupo conseguiria.
 
 
Henry era o menos afetado pelos dias naquela nave. Tudo ali era uma incrível novidade para seus olhos infantis. Enquanto os outros pareciam sisudos e silenciosos em seus cantos, o garoto usava seu celular para tirar foto das coisas incríveis que passavam pelas escotilhas da nave. Tais imagens eram um ótimo álibi para evitar uma bronca do Sr. Stark, ao mesmo tempo em que algumas ficariam ótimas postadas em seu instagram.
 
 
Em sua mente, Mortuus tinha total noção do perigo que lhes esperava naquele lugar. O pirata falava de um planeta tranquilo de civilização pacífica, mas a presença da morte, evanescendo aos poucos, lhe dizia outra coisa. Relutantes, seus companheiros abandonam a nave, pisando sobre a margem de uma baía de águas escuras e tranquilas. Pela reação dos três, o ar era respirável e a atmosfera propícia para a vida. Talvez aquela sensação não passasse de uma impressão, talvez seus sentidos mágicos estivessem confusos por conta da viagem desagradável. De qualquer forma, Mortuus quer ter certeza.
 
Mortuus: Morte 5 + Energia 5 (Dif: 6) = 4 sucessos.
 
O jovem deus da morte usa sua magia para distorcer a membrana que separava o mundo físico do material e convoca a sua presença o fantasma de um dos seres que fazia parte da civilização daquele lugar. Mortuus se surpreende ao ver surgindo ao seu lado direito um indivíduo de quase três metros de altura que lembra um humano fisicamente forte e de pele branca com o leite. Ele possui um rosto fechado, mas não era de forma alguma hostil.


Espírito:
 


 
- Corra. Fuja deste lugar o quanto antes. – Esse espírito avisa ao deus de maneira muito rígida.
 
 
Do lado de fora, Spiderboy usa a invisibilidade de seu traje para desbravar aquele planeta e servir de trunfo para seus companheiros. Wrath faz o mesmo, alterando a composição de seu corpo para se tornar completamente invisível em relação ao ambiente. Demoniza prefere não deixar seus companheiros para trás e também sai da nave, conhecendo o ambiente frio e desolado de Origae-6.
 
Porém, uma vez do lado de fora, os três começam a perceber coisas estranhas naquele lugar. A mata alta fazendo um leve farfalhar ao longe. As águas da baía agitando-se como se algo tivesse emergido e depois submergido rapidamente. O sentido aranha de Spiderboy começa a ficar mais intenso, mas não era necessário poderes especiais para entender que havia algo de errado. Demoniza pode sentir isso em forma de arrepios em sua pele, enquanto Wrath pode sentir o ambiente se tornando desconfortável. 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Wrath

avatar

Mensagens : 40
Data de inscrição : 13/10/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Sab Maio 12, 2018 12:01 pm

Finalmente andar em algo que não é de metal, ok que essa devia ser alguma floresta cheia de todo perigo capaz de estuprar a alma pra fora de nós, mas ao menos não é uma gaveta cruzando o espaço, vamos ver o que achamos nesse lugar, qualquer coisa que de pra matar tá ótimo, ah esqueci o povo desse lugar não gosta de violência, ahh merda, o que falta agora, perdidos alguns bilhões de anos luz de casa, o que poderia dar errado huhuhu, merda de galaxia, huh? Hmmmm está ouvindo? Nem eu, não há barulho de vida, a não ser que, escutamos o mato agitar, hmm calmo demais...



Esse lugar não estava dando os sinais que queríamos, huhuhu eramos soldados de brinquedo ali no meio do mato, seja lá o que for melhor não ser nada que possa nos ver invisíveis a não ser que... Vemos Demoniza nos acompanhando... Melhor ficarmos quietos, vamos ver o que sai, por via das duvidas, nós não estamos aqui até o ulti... Escutamos algo no rio, mas não tinha nada lá...



Isso está próprio demais, não sei que maldito bando de viados vive aqui mas a primeira coisa que saltar pra cima vai pintar esse lugar de vermelho, eles gostando ou não de violência, abaixo fechando as garras nas mãos fazendo uma massa, vamos ver se isso é só paranoia...



Off: Me abaixar preparando uma rede nas garras, caso algo salte para cima de nós, eu jogo a rede e esquivo por baixo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Demoniza

avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 01/01/2017

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Dom Maio 13, 2018 9:59 am

O planeta era bom para nós. Não temos problemas quanto a oxigênio e gravidade. Só é um pouco frio demais. Mas esse silêncio é o que me deixa preocupada.
 
- Nenhum ser vivo se aproximando com o barulho da nossa nave, nenhum animal por perto. Isso é normal?
 
Sinto um arrepio na pele e ao msm tempo começo a ver coisas se movendo ao redor da nave. Recuo até a plataforma pra não ser pega pelas costas e inflamo as minhas mãos.
 
- Fiquem atentos. Acho que temos companhia...
 
Me mantenho atenta a td ao meu redor. Se for necessário me protejo ou protejo alguém.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.spider

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 10/10/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Qua Maio 16, 2018 1:29 pm

Me afasto um pouco... Me mantinha invisível... Olho o local... Como a garota falou...

Sem pássaros (ou o quer que voe aqui)...

Vejo sinais de pequenas movimentações... Podia ser apenas o vento... Mas meu sentido aranha dispara... Alem do sentido, uma sensação de panico e medo...

Onde eu fui me meter... Eu só queria evitar assaltos... Quero ir pra casa...

Em Nova York, Peter me acompanhava pelos prédios, a nossas presença já causava certo receio aos bandidos... Eram só homens armados... Mas aqui...

Fico atento aos arredores... Tento ver se as movimentações vem de todos os lados ou de uma direção apenas... Caminho de volta, encurtando a minha distancia do grupo... Algo não estava certo... Não podia me afastar...

Iria disparando na grama próximo a mim teias no chão... Se algo passasse por cima, teria ela presa nele, podia atrapalhar... Caso meu sentido disparasse um alerta, iria me esquivar...

_________________
"Nós somos quem escolhemos ser... Por isso, escolha!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mortuus

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 11/10/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Sab Maio 19, 2018 11:29 pm

Fico na nave enquanto converso com o espectro:

_O que aconteceu? Sinto a presença de minha mãe aqui e imagino que uma grande onda de morte aconteceu, quem fez isso e por que?

Esperava a resposta enquanto, tentava conjurar mais e mais desses espectros. Algo estava errado e eu precisava conhecer o território antes de adentrar, confiava que meus aliados não iriam perecer agora, então eu tinha que aproveitar;

Concentrava-me exclusivamente para convocar espectros;

Off: gasto fdv e energia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 430
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Qui Maio 31, 2018 12:42 am

Ao menor sinal de perigo, Wrath se abaixa, aproveitando-se da cobertura feita pelo matagal de tamanho considerável. O simbionte ainda não havia visto nada que justificasse todo aquele alarde, mas pressentindo um ataque surpresa ele manipula parte de seu corpo para se tornar uma teia pegajosa capaz de neutralizar seu alvo. Porém, o ambiente a sua volta começa a se acalmar gradualmente. Nada salta de lugar algum para colocar o grupo em perigo, fazendo a ação de Wrath parecer exagerada.
 
 
Demoniza estranha todo aquele silêncio. A nave havia pousado com estardalhaço, balançado o mato e soprado poeira par várias direções, mas nenhuma criatura viva surgiu para assistir a esse evento nem mesmo de longe. Pássaros não cruzavam aquele céu e o lago era tão calmo que parecia morto. Mas quando a sensação de que estavam sendo vigiados acomete a mutante, ela chama pela atenção de seus aliados e se coloca em um ponto onde não poderia ser surpreendida. Nenhum ataque, nenhuma ameaça aparente, nada...
 
 
Mesmo invisível, Spiderboy permanece em total alerta. Ele havia prometido ser um batedor para o grupo para evitar qualquer tipo de surpresa, mas pela maneira intensa como o sentido aranha soava em sua mente, seria difícil mantê-los a salvo. Desesperado, o garoto lança teias na vegetação em várias direções diferentes, fazendo o que quer que fosse salvar ou revelar-se. Mas de repente seu sentido aranha vai se suavizando. O alerta não se cala totalmente, contudo, já não possui intensidade o bastante para justificar tanta preocupação. Seja lá o que tenha feito o sentido aranha disparar daquela forma parece ter se afastado.
 
 
Alheio ao que acontecia do lado de fora, Mortuus se mantinha na nave, conversando com aquele espectro de aparência tão imponente e assustadora. Sentindo que ele era um trunfo para entender o que havia acontecido no planeta, o jovem deus lhe faz perguntas diretas, e a presença espiritual não hesita em responder a seu novo mestre.
 
- Era um dia comum em Origae-6, quando vimos o nosso céu ser rasgado por uma nave de pequeno porte caindo em uma floresta ao norte com a violência de um meteoro. O impacto foi forte, mas o que havia dentro desta nave ainda estava perfeitamente conservado. - O espírito começa a explicar. – Nós averiguamos o conteúdo, encontrando uma dúzia de ovos de uma origem estranha para nós, embora o nosso catálogo de espécies seja vasto. Curiosos sobre a natureza daquelas formas de vida, nós os levamos para o seio de nossa sociedade e asseguramos que a espécie dentro daqueles ovos eclodisse em segurança. Mas isso significou o fim de minha civilização quando esta espécie revelou ser de uma periculosidade jamais vista. O planeta já está condenado. Devem voar para longe daqui o quanto antes!
 
Off: Para convocar inúmeros espectros, é preciso estar focado apenas nisso.   
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Wrath

avatar

Mensagens : 40
Data de inscrição : 13/10/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Qui Maio 31, 2018 1:20 pm

Huh, nada, nada ainda, com certeza está ali, só não sei dizer se se afastou por que vimos, ou por que só quis nos mostrar sua presença para nos guiar para o caminho de sua vontade, HAH por favor, botezinho pra cima de nós?  huhuhu vamos ver então, vai precisar fazer melhor que isso...



-Esse desgraçado se estiver ali deve conseguir nos ver ou sentir nossa presença de alguma forma, só pode...



Digo para a doc em mente, não sou do tipo de jogos mentais, nem tenho cérebro pra essas coisas mesmo huhuhahahaaa, seria bom não abusarmos aqui afinal o cantor está sozinho lá na nave agora, vamos ter que ser precisos aqui, me aproximo de Annabelle e falamos ao seu ouvido.



-Isso tudo está errado, vamos aguardar o cantor e reagrupar e replanejar isso, sós aqui sem rumo certo não podemos fazer muito... - Sussurramos aos ouvidos dela



Não lembro para onde precisamos ir mesmo então por via das duvidas vamos ver o que eles fazem, minha pele são meus olhos, e agora apontava para cada direção, seja lá o que esta ao redor,não irá passar despercebido.



Off: Ficar juntos de Annabelle e dar cobertura pra ela, apostos com a rede para qualquer engraçadinho que ousar chegar no estilo Surprise motherfucker!


Última edição por Wrath em Sab Jun 02, 2018 9:31 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mortuus

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 11/10/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Qui Maio 31, 2018 2:33 pm

Muitos perigos existiam nesse mundo, mas eu tinha uma forma de proteger esse povo, na verdade meus aliados. Um ecossistema na qual uma espécie outrora dominante e pacifica foi subjulgada, era assim que funcionava, um ciclo? Ponho-me a pensar e entender a situação.

Sento na nave e começo a chamar espectros para meu redor, iria ficar chamando até atingir um numero maior que 20.

Esse povo parecia ter uma tecnologia imensa, mas ao mesmo tempo foi destruido rapidamente então tinha que ir com tudo.


off: agora sim fico assim até conseguir pelo menos 20 espectros.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.spider

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 10/10/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Sex Jun 01, 2018 12:23 pm

O meu sentido dispara... Recuo lançando as teias no chão... Mas logo meu sentido começa a se acalmar... Ainda sentia a pontada... Mas essa volta a ser mais amena...

A minha respiração estava ofegante... Ainda não sabia controlar a diferença entre o meu sentido e o meu medo...

Vamos lá... Calma Henry... Peter já te ensinou a bloquear isso... Pressinta o perigo, mas sem perder o foco...

Fico um tempo parado, controlando a minha respiração e volto a minha atenção ao campo... Usaria a minha visão especial para tentar ver qualquer coisa na vegetação... Me manteria invisível e abaixado... Tinha que entender o que quer que estava lá fora... 

Não estamos sozinhos... Mas com exatamente o que nós estamos ?

Esperaria o grupo avançar e seguiria a frente, mas dessa vez, me manteria mais próximo, coisa de 10m...

Investigar o local com as visões

_________________
"Nós somos quem escolhemos ser... Por isso, escolha!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Demoniza

avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 01/01/2017

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Sex Jun 01, 2018 6:48 pm

"Que porcaria é essa?"


Alguma coisa estava por perto eu sinto isso, mas as coisas se acalmam e nada aparece. Msm podendo eu não me acalmo e continuo olhando pra tds os lados. 


- E então a gente segue em frente? Precisamos chegar naquela cidade de qualquer jeito. A gente pode ir rápido e voltar rápido. 


Me aproximo do Wrath e fico junto com ele pra um cobrir o outro. Juntos éramos mais fortes. 


- Spiderboy fica por perto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 430
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Qui Jun 21, 2018 11:04 pm

As movimentações cessam por completo, até mesmo aquela sensação estranha se vai e o ambiente no planeta volta a ser a mesma fria desolação total. Mesmo assim, Wrath e Demoniza se aproximam um do outro, preferindo manter-se unidos para não serem pegos de surpresa. Mas infelizmente aquela era uma área aberta. Se houvesse mesmo um predador a espreita, ele teria uma visão privilegiada de todo o grupo. E de qualquer forma, os quatro não poderiam ficar para sempre naquele lugar em que sentiam uma falsa segurança. Era preciso encontrar uma bateria para a nave, ou um novo meio de viajar pelo universo. O risco era o único caminho.


Spiderboy ouve o chamado de Demoniza para que ficasse próximo, mas apesar de nervoso, o garoto confia em sua invisibilidade, se permitindo ficar a dez metros de distância para servir como um batedor para o grupo. De qualquer forma, o sentido aranha se cala por completo, o que trás para Henry tranquilidade para investigar o campo ao redor.

Spiderboy: Percepção 3 + Investigação 3 (Dif: 6) = 2 sucessos.

Sendo nada mais do que uma silhueta transparente naquele ambiente, Spiderboy se aproxima da mata de tamanho médio no exato ponto em que percebeu algo se mexer. Apesar da idade, o garoto era muito habilidoso no trabalho de investigação, porém, um pouco inexperiente. Assim, Henry encontra uma pegada estranha, no formato de patas e três dedos muito longos. Contudo, esta pegada era única para ele. Henry não consegue identificar qualquer caminho que a criatura tenha tomado.


Dentro da nave, Mortuus estava finalmente a par da situação. Algum tipo de criatura subjugou uma raça inteira, uma raça muito avançada. Seria preciso uma capacidade de destruição muit grande para isso, um número incontável destes seres. Mortuus só tinha quatro amigos para auxiliá-lo. Eles eram bons, mas o jovem deus da morte sente que é pouco, então ele se senta sobre o piso da nave e começa a se concentrar para convocar seu exército de confiança.

Mortuus: Morte 5 + Energia 5 (Dif: 6) = 3 sucessos.

O portal para o mundo dos mortos é aberto bem atrás do jovem deus, um olho obscuro expondo um mundo sombrio e em ruínas. A canção das trevas é tocada, e ela é ouvida. Mortos em pontos distantes daquele planeta começam a caminhar gradualmente em direção ao ponto em que a nave estava. Mortuus queria vinte deles, mas isso levaria algum tempo e exigiria total concentração de sua parte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Wrath

avatar

Mensagens : 40
Data de inscrição : 13/10/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Sex Jun 22, 2018 11:13 am

Outra vez, silencio, atendemos ao pedido de Annabelle, mas seja lá o que está nos rodeando está no máximo brincando com nós, estávamos nervosos (novidade) mas não do tipo que esperava com medo o bicho sair de traz do mato, huhuhu não, e sim do tipo que queria rasgar essa criatura logo, vamos, vamos logo, venha!!! Vamos dançar!!! Mas enquanto nossa dama de honra não aparece, vamos avaliar o que temos, uma nave danificada que precisa de uma bateria nova, qual rota até ela? Não sei você doc mas eu não lembro de nenhuma rota planejada, ao nosso redor algo está brincando com nós, enquanto nós ficamos parados aqui dando uma de patos sentados, amedrontados, huh amedrontados? Nós amedrontados, ATÉ PARECE!!!!



Colocamos uma mão nos onbros de Annabelle e falamos ao seu ouvido;



-É uma perca de tempo, ficar aqui parado, o que acham que somos, ratos acuados? Vamos voltar pra nave, reagrupar com o cantor e sair com a bosta de um plano dessa vez, e se esse desgraçado aparecer agente enfia nave no rabo dele e usa ele de escudo de reentrada, não sei vocês, mas nós não vamos perder tempo aqui.




Ainda estamos invisíveis mas ainda sei que o garoto estava por perto, gritamos para que ele e qualquer coisa que esteja por perto escute;



-GRRRRWRRRRAAAHHHGH Vamos embora!!! Ficar aqui esta apenas deixando que ele brinque com nós, se esse merda tiver de vir virá.




Aquilo já estava dando nos nervos (se eu tivesse), podemos estar caindo no jogo dele? Sim, mas antes que nos ataque logo que ficar aqui parado como um pato no meio do lago.



Off: Ficamos de olho aguardando a decisão deles, se voltarem nós voltamos saltando entre as copas das arvores
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.spider

avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 10/10/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Sex Jun 29, 2018 5:19 pm

Respirar fundo e me acalmar ajuda a reganhar controle do meu sentido...

Por segurança não me afasto tanto do grupo... Mas não podíamos ficar parados...

Vejo a pegada na vegetação e me deixa claro que meu sentido estava certo...

Não podemos ficar aqui... Precisamos ir para um local fechado... Aqui estamos em um local fácil para emboscada

Iria seguir sempre à frente do grupo... Com cuidado e me movendo de forma silenciosa... Iria investigando toda e qualquer possível marca no local... Tinha uma ideia de como era a pata da criatura que nos espreitava... Iria ficar atento... Durante o trajeto ia deixar a teia na árvore para que o grupo não se perdesse...

Enviado pelo Topic'it

_________________
"Nós somos quem escolhemos ser... Por isso, escolha!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Demoniza

avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 01/01/2017

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Sab Jul 14, 2018 2:13 pm

De novo nada acontece msm quando a gente se junta. Não sei o que essa coisa quer, não sei nem se realmente tem alguma coisa por perto. Sinto o Wrath se aproximando de mim e falando no meu ouvido.

- Em qualquer outra situação eu iria com concordar com vc Wrath mas não tem mtu no que pensar. Nossa nave ta parada e a gente precisa encontrar um jeito de sair desse planeta rápido. Se a gente for lá pra dentro tenho medo de que a gente acabe ficando cercados lá dentro. Se já não estamos... Vamos ficar juntos e ser os olhos um do outro ta bom? É o único jeito.

Antes de ir dou uma olhada atenta pra td ao meu redor, queria usar meus sentidos pra tentar novamente ver se não havia msm nada por perto. Por via das duvidas eu crio chamas na minha mão e lanço elas pra incendiar uma árvore ou matagal que esteja isolado.

- Seja lá o que for que estiver aqui, nós não viemos pra afrontar vcs mas se eu sentir que eu e meus amigos estamos em perigo é isso que vai acontecer!

Olho pra nossa nave.

- Mortus vc vem ou não?

Iria começar a caminhar na direção do povoado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mortuus

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 11/10/2016

MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   Sab Jul 14, 2018 6:42 pm

Seria inutil esperar, a tecnologia desse planeta era boa, mas aqui em campo aberto seriamos presas fáceis para as criaturas.
Deixo para recolher os soldados pelo caminho, quando me aproximasse da cidade.

_Amigos - digo com tranquilidade - estava conversando com um nobre colega e descobri que esse planeta outrora tecnológico e forte foi destruído por criaturas estranhas.

Conto tudo o que o Engenheiro me falou, não escondo nada de nenhum deles.

Ativo em todos a visão da vida, assim poderiam rastrear os atacantes e peço ao engenheiro para nos seguir e liderar o caminho, precisávamos de uma nave nova, trago também o piloto, mas em forma de espectro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Excelsior - As Estrelas Nunca dormem   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Excelsior - As Estrelas Nunca dormem
Voltar ao Topo 
Página 7 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Paladinos da Justiça :: Jogos :: Arcos-
Ir para: