Wrath - Symbiote

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Wrath - Symbiote

Mensagem por Wrath em Qui Out 13, 2016 2:50 pm

Nome do Personagem: Wrath
Alter-ergo:
Nome do Jogador: art 013
 
Título:
Comportamento: rebelde
Natureza: valentao
 
 
Raça: Klyntar
Idade:  Desconhecido
Nacionalidade:
Etnia:
Cabelos:
Olhos: brancos quando com hospedeiros
Sexo: Assexuado
 
 
Atributos - Físicos (7)
 
- Força: 4 (+5 pbs) (Pegada Firme)
- Destreza: 4 (Velocidade)
- Vigor: 3
 
Atributos - Sociais (3)
 
- Carisma: 1
- Manipulação: 4 (Persuasão)
- Aparência: 1
 
Atributos - Mentais (5)
 
- Percepção: 1
- Inteligência: 4 (Brilhantismo)
- Raciocínio: 3
 
 
Habilidades
 
Habilidades - Talentos (13)
 
Prontidão: 2
Esporte: 3
Briga: 3
Esquiva 3:
Empatia:
Expressão:
Intimidação: 2
Instinto Primitivo: 1 (2pbs)
Manha:
Lábia:
 
Habilidades – Perícias (9)
 
Emp. c/Animais:
Ofícios:
Condução:
Etiqueta:
Armas Fogo:
Armas Brancas: 3
Liderança:
Performance:
Furtividade: 3
Sobrevivência: 3
 
Habilidades - Conhecimentos (5)
 
Computador:
Enigmas: 1
Investigação: 3
Direito:
Lingüística: 1
Medicina:
Ocultismo:
Política:
Rituais:
Ciências:
 
 
Antecedentes: (5 pontos)
 
Mentor: Venom (nivel 4)
 
O mentor:
Não é a primeira coisa que vem a cabeça como mentor, mas Venom era um dos symbiotes mais temidos mesmo no planeta de origem, ambos possuem os mesmo interesses, Audrey sabe que isso não faz bem para ambos mas pelo menos para Wrath ainda pode ter salvação, sem falar que ela aproveita para aprender mais sobre eles tendo um symbiote como venom ao lado

 
Aliada: Drª Audrey
 
ficha hospedeiro:

 
 
Nome do Personagem: Audrey
Alter-ergo:
Nome do Jogador: art 013
 
Título:
Comportamento: visonaria
Natureza: samaritana
 
 
Raça: Humana
Idade: aparenta 28
Nacionalidade: inglesa
Etnia: parda
Cabelos: negros
Olhos:verdes
Sexo: feminino
 
 
Atributos - Físicos (7)
 
- Força: 2 + 1 = 3
- Destreza: 3 + 1 = 4
- Vigor: 2 + 1 = 3
 
Atributos - Sociais (3)
 
- Carisma: +1
- Manipulação: 1 + 1 = 2
- Aparência: 1 + 1 = 2
 
Atributos - Mentais (5)
 
- Percepção: 1 + 1 = 2
- Inteligência: 2 + 1 = 3
- Raciocínio: 2 + 1 = 3
 
 
Habilidades (5)
 
Habilidades - Talentos
 
Prontidão: 2
Esporte: 2
Briga:
Esquiva:
Empatia:
Expressão:
Intimidação:
Instinto Primitivo:
Manha:
Lábia:1
 
Habilidades – Perícias (9)
 
Emp. c/Animais:
Ofícios:
Condução:
Etiqueta: 2
Armas Fogo:
Armas Brancas: 3
Liderança:
Performance:
Furtividade: 3
Sobrevivência: 1
 
Habilidades - Conhecimentos (13)
 
Computador: 3
Enigmas: 3
Investigação: 3
Direito:
Lingüística:
Medicina: 2
Ocultismo:
Política:
Rituais:
Ciências: 2
 
 
Antecedentes: (5 pontos)
 
Instrumento: nivel ***** (nivel 5)
 
Aegis, nome do escudo de Zeus usado por Perseu, este pequeno equipamento de origem misteriosas fornecia energia não só ele protegia as pessoas dos Symbiotes como também para alterar os Symbiotes como queriam, num dia complicado, uma das cobaias de maior porte perdeu o controle e danificou o lugar na fuga, Wrath conhecia a existência do equipamento, mas sozinho não poderia carrega-lo, Audrey não era sua primeira escolha de alvo, mas ela tinha pleno acesso a maquina, ela é uma boa pessoa, mas descordada, não pode fazer nada para impedi-lo de levar a maquina usando seu corpo, uma vez usada como equipamento de tortura forçando as cobaias alem do limite, agora serve a outros propósitos, aumentando os atributos físicos dele. Ela se parece com uma pequena caixa transparente, dentro uma esfera que emite luz coberta de estranhas escrituras rodeando em azul claro, ela coloca contra o peito e ela parece ser absorvida pelo corpo. retirar é quase igual, só que ao invés de colocar, ela puxa para fora come se alcança-se ela dentro do corpo.
 
Força de Vontade (5 Inicial)
Energia (5 Inicial
 
 
RENOME:
- Glória Permanente:
- Honra Permanente:
- Sabedoria Permanente:
 
 
 
História:
 
- Como era a vida do seu personagem?
 
Era uma cientista recém contratada por um laboratório militar americano, havia sido chamada para ajudar em pesquisas sobre a capacidade de regeneração dos symbiotes e como eles são capazes de curar até o câncer, porem, quando chegou no centro de pesquisa, ela logo reparou no uso de métodos ultra invasivos de pesquisa, visando desenvolver symbiotes como armas.
 
- Como seu personagem decidiu se tornar um herói?
 
Não se tornou, durante um dos teste, uma das cobaias perdeu o controle e destruiu o lugar, ela acabou sendo atingida e ficou desacordada, quando retornou a si, se viu a 200 km do laboratório, coberta por um fluido escuro e uma voz em sua mente, "seu corpo sera só matéria, sera meus ossos e músculos, até que eu ache alguém melhor para usar".
 
 
- Onde seu personagem vive agora?
 
Num apartamento abandonado numa área afastada do centro da cidade, o lugar é meio bagunçado, mas serve.
 
 
 
Personalidade:
 
Uma boa pessoa, inteligente e de espirito calmo e dedicado, possui um grande conhecimento nessas formas inter galáticas de vida, apesar de sofrer com os abusos de Wrath, nada machuca mais ela que os pensamentos dele ao lembrar do que passou, ele sendo incapaz de lembrar de fatos, apenas conseguindo se lembrar de sensações, tudo que ele passa para a mente dela é dor, desespero e sofrimento, ela sabe que ele nunca quis ela como hospedeira, mas ela tenta mante-lo com ela, pois ela acredita que ele não faz o que faz por que quer, e acredita que ele possui algo bom dentro dele, tais pensamentos tornam Wrath om aliado forte enquanto sob controle dela, mas ainda problemático, ela uma pessoa séria, não costuma ser a primeira a falar, preferindo observar, evita proximidade e contato com pessoas o maximo que pode pois sabe que qualquer pessoa próxima pode estar em risco com um symbiote instável como ele por perto, quando ela esta no controle, ela tenta mostrar pra ele algo bom, como combater o crime e tentar mostrar a gratidão das pessoas
 

 
 
Disciplinas:
 
Metamorfose - 4:
Nível 1: Bônus de atributo +1 para transformação.
Nível 2: Bônus de atributo +2 para transformação.
Nível 3: Bônus de atributo +3 para transformação.
Nível 4: Bônus de atributo +4 para transformação.

 
Possessão - 1:
Nível 1: Penalidade de +1 para resistir.

 
Amorfo:
Um Klyntar é capaz de se esticar, diminuir de tamanho e passar por qualquer orifício, não importando o tamanho.

 
 
 
Desvantagem
 
Vulnerabilidade (Som) (-2 pontos): Um Klyntar não suporta altas vibrações de som, ficando totalmente vulneráveis diante delas.
 
Fúria (-1 Ponto); Raiva flui nele como sangue nas veias, e isso as vezes surge sem controle
 
má fama (-1 ponto): sua coloração lembra em parte a de 2 dos Klyntares mais temidos desse mundo, ele mesmo já foi um verdeiro perigo nos seus primeiros anos de vida, e mesmo esse antigo aspecto ter sido espancado para o esquecimento, tal fama ainda o segue.
 
 
Personlidade:
Como symbiote recém chegado anos atrás, curiosidade e ingenuidade eram notáveis e suas principais características, após passar por coisas horríveis onde foi estudado, se tornou um ser com intelecto, imprevisível e nada confiável, podendo as vezes parecer não demonstrar qualquer interesse em nada, como do nada explodir em fúria, acredita-se que em parte tenha sido pelo dna dos outros symbiotes terrestres que recebeu, ou pelo que passou, aprendendo que os fins justificam os meios, seu comportamento com humanos costuma ser abusivo e extremamente ofensivo, as vezes com um humor mórbido e excesso de violência mesmo quando esta sob controle, quando os mesmos não possuem nada de útil para ele, ele diz que só "machuca aqueles que merecem" mas na verdade ele não se importa de ferir qualquer um que precise para atingir algum objetivo, não suporta ter que ceder a ela.

 
 
Força de Vontade (5)
 
Energia (5 + 2pb para 1= 6)
 
 
RENOME:
- Glória Permanente:
- Honra Permanente:
- Sabedoria Permanente:
 
 
 
História:
 
- Como era a vida do seu personagem?
Durante as poucas horas que teve livre na terra antes de ser pego, nao muito boas, depois de ser pego as coisas so pioraram.
 
- Como seu personagem decidiu se tornar um herói?
Não virou, ele ainda tenta se recuperar, em busca de um hospedeiro ele quase acaba sempre pegando criminosos, mas o que parece ser uma luta pelo crime, não é mais do que uma busca por um hospedeiro realmente forte.
 
- Onde seu personagem vive agora?
Com sua hospedeira atual, num apartamento abandonado numa area afastada do centro da cidade.
 
- O que motiva seu personagem?
 
Diversas coisas, mas raiva acima de tudo, difícil dizer se ele quer matar alguém ou a si mesmo as vezes, se for dar um bom resultado, qualquer coisa vale o risco.
 
Entre Wrath e Audrey:
Entre eles é comum as vezes ficar uma disputa de forças, entre o que Wrath pensa e o que ela acredita, com ele as vezes  ameaçando qualquer coisa de morte, e ela mostrando que nem tudo é como ele acredita, o relacionamento deles é complexo e bem único já que ambos se aliaram não apenas por um objetivo em conjunto não muito claro, mas também pelo fato de Wrath demonstrar um claro interesse nela.

 
historia:
 
A historia que falta:

 
Existem mais outros 6 na linhagem deste, este é o que teve mais problemas por instabilidade mental, e mais demorou a se desenvolver, o Klyntar original de origem veio a esse mundo e acabou sendo pego, experimentos foram feitos  com células extraídas de exemplares que se desenvolveram aqui na terra, alguns são aliados, outros rivais e uma deles, a ultima da linhagem é o terror de todos, para escapar do local onde estava preso, tomou, enganou e tomou posse de uma cientista do laboratório, Drª Audrey, ótima cientista de bom espirito, não era a primeira escolha dele, ela é uma boa pessoa e ainda é apesar de todos os abusos e coisas terríveis feita pelo symbiote, ela ainda acredita que ele não é assim por que quer, depois de um tempo, ele começou a andar com outros de sua especie, Venom para ser mais exato, não é um exemplo de amizade, mas Symbiotes em primeiro lugar.
 
 
Sua memoria é confusa ao ponto anto que usa isso que acredita para descrever a própria historia:
 
 
 
 -Tentarei ser breve, usarei seu vernáculo para descrever o que ouve em minha historia, vim de um outro lugar, não sei como o chamam aqui mas saiba que é longe, tão longe que não faço ideia quanto tempo se passou até vir parar aqui, despertei numa cratera no chão em meio a fogo e fumaça, rastejei pelo seu mundo, logo aprendi tua cultura, logo aprendi como são de verdade, vi e compreendi o que fazem com outros de minha especie, algo não muito diferente do que fazem com vocês mesmo, mas ao contrario de tudo a unica coisa que não aprendi é por que são tão estranhos, destroem os fracos e preservam aqueles que podem te matar, e lutam contra aqueles que os defendem, admito que não me importo, é problema de vocês não querer paz, ou não me importava, até começar a ver como nos tratam, raiva foi a primeira coisa que senti e é hoje basicamente a unica que sinto, mas pelo menos hoje eu sei em quem devo descarregar essa raiva, sem muita punição, apesar de deixar esse julgamento de lado as vezes, não tenho muitas coisas contra vocês, quando eu tinha tudo, "alguém" veio e me... deu nova razão, ela é terrivel com nós apesar de pertencermos a mesma especie, ela luta por vocês, mas ainda não os vejo com bons olhos, e sei que logo terei novos motivos, mas se não gostam de nós, não tenho porque gostar de vocês, dito isso saiba que vim por acidente e tenho agora que viver aqui, até descobrir um novo rumo, até lá tento tirar alguns flagelos do meu caminho, as vezes acontece deles estarem no caminho dos de bem de sua especie, as vezes não, mas isso é outra historia.
 
 
O que ele não lembra é o fato de que ele era o original, pouco antes da captura ele havia dado cria o que o deixou incrivelmente fraco para se defender, os experimentos feitos pelo grupo [dado expurgado], foram tão invasivos que pouco restou dele, eles queriam pegar a cria de um klyntar puro, porem ele já havia dado cria antes de ser pego, eles então decidiram remover as sementes restantes dele gerando clones geneticamente alterados, um klyntar possui um sistema reprodutivo diferente, todo klyntar só pode dar luz há um único novo  klyntar, todas as outras sementes que ele pode possuir são clones, eles removeram o que encontraram e criaram cinco novos symbiotes, alguns são aliados e outros são rivais, todos assim como ele são alvos da symbiote que ele deu cria, ela não é má, mas vê todos os outros ligados a ele como sendo ameaças a humanidade, ela veio atras dele uma vez, Wrath estava cego de raiva quando escapou, completamente fora de controle, ela teve que quase destruí-lo em combate para que ele para-se, os danos foram tão extensos que o pouco que sobrou dele não foi capaz de retornar ao que era antes, hoje ele sofre problemas de memoria, esqueceu e se confundiu em suas origens, mas algo ainda mantem essa raiva viva nele, ele só não lembra o que é.
avatar
Wrath

Mensagens : 27
Data de inscrição : 13/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum