Aqui se morre herói, ou se vive tempo o bastante para se tornar vilão.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 7 ... 10, 11, 12, 13, 14, 15  Seguinte
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 435
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Qui Nov 09, 2017 12:56 am

Com o caminho livre e pavimentado pelos corpos espalhados daqueles garras, o grupo começa a fazer seus planos para invadir a Wayne Tech. Theo sente a dificuldade tendia a piorar lá dentro, e decide sacar o Cajado de Merlin, que surge magicamente da manga de sua blusa. Não contente, o mago também usa a sua magia para tentar detectar o que havia lá dentro antes mesmo de entrar.
 
Guardião: Espaço 5 + Energia 7 (Dif: 6) = 3 sucessos.
 
A percepção de espaço do mago se expande, como se sua capacidade de visão não se limitasse apenas aos seus olhos. Theo sequer precisa entrar para saber como era o local lá dentro. Da porta, ele consegue perceber um extenso corredor que os levaria a uma espaçosa área de recepção, cujos acessos davam ao elevador à direita, as escadas à esquerda e mais um corredor com duas salas de segurança e monitoramento.
 
 
Ren caminha entre os corpos ensanguentados dos inimigos que ajudou a derrubar. Alguns deles estavam apenas desmaiados ou morreram de maneira pouco destrutiva. Isso era ótimo, pois permitiu ao velocista pilhar os inimigos em busca de seus equipamentos. Ren consegue um dos trajes e o veste em grande velocidade. Se alguém olhou para ele naquele momento, viu nada mais do que um redemoinho.
 
O traje se ajusta ao seu corpo com perfeição, graças a tecnologia. Ele era negro e de aparência emborrachada. Não limitava nem um pouco seus movimentos, mas apesar de muito leve, era comprovadamente resistente. Olhando bem para aquele traje, Ren podia ver que ele tinha grandes semelhanças com o manto do Batman. Por trás de sua máscara de oni, o visor brilhava em uma luz azul clara, dando uma aparência ainda mais assustadora ao velocista, ao mesmo tempo em que lhe dava visão termal, raio x e diagnose.
 
- De jeito nenhum. Essa roupa é tão cafona. – Arlequina rejeita sua oferta.
 
Usando o raio x, Ren mira a torre, tentando identificar o que havia lá dentro, mas a visão surge bastante desfocada, deixando claro que o raio x só funcionava a uma certa proximidade.
 
 
Siouxsie decide tomar a frente do grupo, valendo-se de seu traje para protegê-la em caso de um ataque surpresa. Com seu andar mecânico, ela se aproxima da porta, deparando-se com um extenso corredor sem luz. Tudo parecia em paz lá dentro a julgar pelo silêncio, mas a Batgirl não consegue enxergar a mais de seis metros. Mas antes que ela tome qualquer decisão sobre isso, o computador em seu braço emite um sinal de mensagem, e em uma tela espectral, surgem os rostos de Asa Noturna e Capuz Vermelho.
 
- Vocês estão bem? Ouvimos o som da batalha, mas agora está tudo em silêncio... – Diz Asa Noturna.
 
- Nós cuidamos dos Garras no primeiro e no segundo andar. Estamos no terceiro, mas tivemos que usar os dutos de ventilação. Tomem cuidado. Drones de segurança estão sobrevoando o primeiro andar como vespas, prontos para abater qualquer invasor. Terão de encontrar um meio de chegar as escadas. O elevador não funciona... – Alerta o Capuz Vermelho.
 
De repente, sem mais nem menos, ele simplesmente corta a mensagem.
 
 
Os desafios e a demora em reaver o amuleto minavam cada vez mais a paciência de Anouke. Agora, aqueles inimigos não eram nada além de corpos pelo chão. O sangue deles sujava seus pelos, e a guerreira precisou se concentrar para manter a calma. Respiração regular, mente no lugar. Anouke estava pronta para seguir com o grupo.
 
Ainda do lado de fora, todos se preparavam de suas maneiras como se fossem para a guerra. Guardião havia sacado um cajado como se fosse um truque. Onikaze disfarçou-se como o inimigo, tornando um pouco difícil diferenciá-lo futuramente. Batgirl entrou em contato com Asa Noturna e Capuz, que lhe avisarão sobre o perigo a frente, mas a leoa não compreende que tipo de perigo mundano era aquele. Ela só tinha as suas garras, e cabia a ela decidir esperar o grupo ou tomar a frente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Tony.Wiz

avatar

Mensagens : 98
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Sex Nov 10, 2017 3:49 pm

Consigo identificar o mapa do local... Logo Asa noturna e o outro combatente nos informam que já começaram a agir...

Vamos ter cuidado... O corredor inicial dará acesso a recepção... Devemos encontrar resistência lá... Lá seguiremos para as escadas que estão a esquerda... Identifiquei outras duas salas desse mesmo lado... Melhor termos cuidado...

Olho para o velocista usando o traje deles e pergunto...

O que essa visão lhe garante ?

Olho para o grupo... Eramos bastante diversos... Tinha que pensar em formas de explorar nossos atributos ao máximo...

Me colocaria atras de Batgirl e da Leoa e seguiria...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
siouxsie.

avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Dom Nov 12, 2017 11:52 am

Chego na porta e vejo que ta td escuro lá dentro, e então o meu computador apita uma mensagem de Dick e Jason. Quando abro vejo que os dois estão lá dentro no terceiro andar, e eles me avisam que a coisa não estava mtu boa nos andares debaixo.
 
- Drones de segurança... Certo. Passar por eles vai ser moleza.
 
A mensagem desliga de repente, me viro pro grupo e aviso.
 
- Gente, cuidado ao entrar, tem drones de segurança lá dentro.
 
Depois de avisar eu sigo furtiva na frente pra ser os olhos do grupo. Iria de fininho pelo corredor tentando observar o caminho a frente. Se visse esses drones eu iria parar para alertar o grupo, mas se eles nos vissem iria sacar um bulmerangue e atirar pra abater.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Art012

avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Ter Nov 14, 2017 7:54 pm

-Um animal perdido, isso é o que você é. Olhe, olhe e desfrute, pare de devora-los apenas com seus olhos, seu corpo clama por carne, sua alma clama por morte, e você sabe disso, huhuhu minha cara, dúvidas? Então continue, pegue o caminho que quiser, eu estarei no fim dele de braços abertos- Diz Set calmamente em minha cabeça.



Tínhamos um escuro corredor a nossa frente, eu tinha Set em minha mente, a garota-morcego diz que o lugar estava cheio de "drones", não me lembro o que significa isso de pronto, mas não duvido que seja algo para proteger esse lugar, o corredor escuro por si só já é arriscado, não tenho medo do escuro, mas vou precisar de um favor deles;



-Preciso de alguém para ser meus olhos no escuro, se algo se colocar no nosso caminho, apenas diga aonde- Num tom com uma respiração pesada.



Não sei o que pode se colocar em nosso caminho, mas não vai ser isso que vai nos parar, vamos acelerar as coisas e resolver isso logo, essa cidade já anda tendo maluquice demais, a ultima coisa que precisara é de uma deusa do fim dos tempos de volta a vida, não sei quem era esse tal homem-morcego, mas imagino que proteger esse lugar era um de seus objetivos primários, bom ter isso em mente, ao menos manteria minha cabeça mais ocupada.



Off: Entrar com o grupo. me mantenho a frente, mas não muito, para que me avisem se algo aparecer em nosso caminho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onikaze

avatar

Mensagens : 100
Data de inscrição : 22/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Sex Nov 17, 2017 10:47 pm

Coloco o traje e vejo como ele é bom, tivemos sorte dos capangas serem inúteis, Arlequina prefere não usar,eu não insisto, mas confesso que me sinto familiarizado com o traje que o morcego usa.

_Visão termal e raio x, mas não consigo ver dentro do prédio. Seguindo suas instruções porém posso dar uma ida lá e voltar rapidamente, mas não quero fazer nada sem a opinião de vocês, consigo ir até essas escadas e ver possíveis invasores ou mesmo armadilhas.

Me preparo, aguardo a fala de todos antes de ir e voltar, avisando para todos tamparem os ouvidos.

Off: Som x 5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 435
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Seg Nov 20, 2017 11:29 pm

Batgirl decide continuar liderando o grupo em direção ao prédio, mesmo que isso coloque a sua vida em risco. Ela passa pela porta, seus passos mais silenciosos do que os de sua sombra. A escuridão lhe favorece, e de maneira natural ela se move sem ser vista. Nada naquele corredor, mas quando ela chega próxima a sala de recepção, começa a ouvir um som intenso de um enxame de drones negros com tentáculos sobrevoando o lugar à caça de qualquer movimento suspeito. E não era só isso. Pelo chão, estavam estirados os corpos de um grande grupo de garras, espalhados ao logo de toda aquela sala.
 
 
Guardião se move logo atrás da garota. Seus passos não eram tão silenciosos quanto os dela, mas de qualquer forma, eles não alertam nada. Quando a Batgirl para na entrada da sala de recepção, o mago para junto a ela e percebe um enxame de drones negros com tentáculos sobrevoando o local. Quantos deles haveria? Dezenas? Centenas? Era impossível contar. E como se não fosse o bastante, vários e vários corpos dos garras estavam espalhados ao longo da sala, alguns com buracos de bala na testa e outros com a cabeça aberta por algum tipo de pancada.
 
 
Onikaze e Arlequina seguem logo atrás de seus companheiros, e assim que identificam os drones, o velocista sugere usar sua velocidade para entrar e sair. Mas logo o velocista entende que esta é uma ideia arriscada, pois pelo chão estavam dezenas de corpos espalhados dos mesmos garras que o grupo havia enfrentado do lado de fora. Tais corpos eram quase como armadilhas que poderiam prejudicar seu deslocamento.
 
 
Sekhen havia ficado um pouco para trás devido a influência de Set tomando seu tempo mais uma vez. A guerreira temia que a escuridão lá dentro fosse um empecilho, porém, a visão do corredor é boa, e ela consegue acompanhar o grupo e se mover com facilidade embora a passagem fosse um tento estreita para seu tamanho. Logo que ela se coloca ao lado de Batgirl e Guardião, entende por drone seres mecânicos sobrevoando um salão as centenas, balançando seus tentáculos negros a espera de alguma vítima. O que o grupo faria agora? 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
siouxsie.

avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Dom Nov 26, 2017 11:56 am

Agora a situação se complicou um pouco. Consigo lidar com um bando de garras burros, mas passar por um enxame de drones equipados exige estratégia.
 
“Droga Bruce o que vc e o Fox andaram inventando?”
 
Olho pra trás, vendo o time ao meu lado. Dick e Jason fizeram a sua parte limpando esse andar pra nós, chegou a nossa vez de agir.
 
- Duas opções. Posso jogar uma bomba de fumaça lá dentro rezando pra que esses drones só tenham um tipo de visão ou podemos lutar. Se alguém aí tiver um plano melhor essa é a hora.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Wiz

avatar

Mensagens : 98
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Qua Nov 29, 2017 6:35 pm

Seguimos pelo corredor... Vejo diversos garras abatidos e mortos... Claramente percebo o treinamento que Batgirl recebeu, pois ela se desloca de forma fluida pelo local, que em alguns momentos mesmo a centímetros a minha frente, ela parece desaparecer...

Mas fico assombrado... Tinha ouvido falar de drones de segurança... Mas aquilo...

Ok... Acabei de tomar a pilula azul de matrix...

Olho o local... Se tentássemos enfrentar isso, seriamos massacrados... Respiro fundo, analiso toda a extensão do salão... Sabia o corredor que teríamos que ir...

Giro o cajado a nossa frente... E crio um portal a nossa frente, para que saíssemos no corredor das escadas...

atrop a arbA

Portal - Espaço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Art012

avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Ter Dez 05, 2017 3:30 pm

Tínhamos criaturas mecânicas criadas para a segurança desse lugar, curioso como as grandes mentes se voltam para os animais par buscar ideias, mudam as ferramentas, a caça continua a mesma, não não posso ficar perdendo meu tempo ouvindo essas coisas, não dele, o ruido o chiado eu escuto, escuto sim escuto, não devo, não, isso é questão de tempo, aaahhh tenho que bater em alguma coisa sim, quebrar coisas faz bem, por fora olhava fixo pra um ponto qualquer enquanto me afogava nos pensamentos.



Estava perdendo a cabeça aos poucos, mas estava seguindo escuto a garota morcego dizer algo sobre bombas de fumaça;




-Uma boa ideia, mas e se assim como as serpentes, eles não precisarem de luz, e sim apenas do nosso calor para nos localizar?- Digo baixo para ela.



Era uma ótima ideia sim, mas do jeito que o povo desse lugar usa formas orgânicas para suas armas, por que não suas habilidades, logo em seguida o jovem mago tenta abrir um portal;




-Espero que isso não chame tanta atenção.- Digo baixo para ele, não duvido de suas habilidades, mas não sabemos o quão bom é a percepção dessas maquinas.



Eu estava levantando preocupações desnecessárias, mas antes agora do que sermos surpreendidos por elas, ou não, ou talvez, ou o que, o que, o que...sigamos, antes que minha mente vá na frente.



Off: Seguir eles, se o portal falhar ou algo nos atacar eu defendo eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onikaze

avatar

Mensagens : 100
Data de inscrição : 22/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Sex Dez 15, 2017 3:03 am

Eram muitos mesmo para mim e infelizmente ainda não conseguia me concentrar rápido o bastante para passar por eles enquanto vibrava... tinha receio de falhar e nem deixaria Arlequina ir.

Controlando a respiração uso os sensores do capacete para analisar a situação, era uma boa hora para testar as novidades, claro que não testaria a defesa vendo os garras no chão, eu sabia que apesar de resistente não eram invencíveis.

Theo abre um portal para um lugar mais afastado e antes de entrar analiso o novo ambiente, não queria ser pego desprevenido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 435
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Ter Dez 19, 2017 9:24 pm

Um vasto tapete de corpos se estende pelo saguão da torre, alguns mortos e outros tão feridos que não estão muito longe disso. Todos eles eram Garras semelhantes aos que o grupo enfrentou do lado de fora, deixados ali por Asa Noturna e Capuz Vermelho. Acima deles, um grande enxame de drones caçadores pairava como maribondos a procura de uma presa. Seria quase impossível passar por eles sem ser visto, e por isso Batgirl se vira para trás pedindo a sugestão de seus companheiros, ao mesmo tempo em que sugere seus métodos.
 
 
Guardião: Energia 7 + Espaço 5 (+1D) (Dif: 6) = 9 sucessos.
 
Guardião ouve a garota perguntar por um plano, e logo pensa na maneira mais simples possível. O jovem mago saca o lendário cajado que ganhou de seu mestre, e recita as palavras necessárias, abrindo a frente do corredor uma distorção espacial que poderia levar a todos para o corredor da escada logo a frente, sem precisar passar entre os ameaçadores drones.
 
 
Anouke se mostrava um pouco receosa em seguir o plano de seus companheiros, esperando que eles tivessem calculado bem seus movimentos. Ela, na qualidade de uma guerreira milenar, se via de mãos atadas em um lugar tecnológico como aquele. Era a primeira vez que seus poderes se mostravam de pouca validade para uma situação adversa, no entanto, seus instintos não falhavam em esperar por alguma cautela, pois de onde estava, ela consegue perceber os drones se agitando com a profusão de vozes e movimentos no corredor.
 
 
Onikaze poderia facilmente passar por aqueles drones sem ser percebido, sua velocidade lhe permitia isso. Porém, não queria deixar seus companheiros para trás, muito menos Arlequina. Então, o assassino sempre acostumado a trabalhar sozinho precisava pensar em conjunto agora. Usando a tecnologia daqueles óculos, o velocista analisa os drones a sua frente. As informações saltam ao visor, detalhando que os drones possuíam armas de baixo calibre, capacidade de eletrocutar com seus tentáculos, detectores de calor, som e vibrações, além de uma inteligência artificial avançadíssima.
 
 
Drones testam Infravisão: Percepção (Dif: 6) = 3 sucessos.
 
Drones testam Detector Sonoro: Percepção (Dif: 6) = 5 sucessos.
 
Drones testam Sensor Sísmico: Percepção (Dif: 6) = 4 sucessos.
 
Liderados por Guardião, o grupo atravessa o portal, chegando ao corredor do outro lado daquele saguão que os levava até as escadas para o próximo andar, porém, toda a movimentação e falatório anterior chamou a atenção daqueles drones, e agora eles voa ainda mais agitados, perseguindo o grupo em todos os cantos. Sorte todos terem cruzado o portal naquele instante, deixando os drones confusos com o uso da magia, mas o grupo estava a uma distância de sete metros da escada, e qualquer movimento em falso poderia acabar entregando a atual posição para os drones que os caçavam.



Panorama:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Tony.Wiz

avatar

Mensagens : 98
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Qui Dez 21, 2017 4:07 pm

Ao usar o cajado de Merlim, sinto o quão fácil é conjurar a magia... E sei que ainda tinha muito o que aprender a usar esse Cajado...

Mas, assim que o portão é aberto... O Drones se tornam agitados vindo em nossa direção... Por sorte a nossa mudança de local os atrapalha...

Agora de frente a escada... Sei que tenho que fazer os Drones não nos perceberem... Aponto para todos subirem as escadas..

Giro o cajado e aponto ele para o corredor da entrada... Iria fazer um som de partida de futebol surgir daquele lado, de forma a fazer todos os Drones convergirem principalmente para aquele local...

Forças - Controlar o Som
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Art012

avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Qui Dez 21, 2017 5:55 pm

São muitos não, Hmpf nada mais que uns tapas a mais, mas a urgência e o local nos impedem de sair aos murros com essas coisas, já passo tempo de mais de braços cruzados, sim estão em grande numero? Sim estão? Estou subestimando eles? Sim estou, fugir e me esconder não é do meu feitio, mas está operação é para ser eficiente e não uma guerra, espero que passemos sem essa dificuldade desnecessária, sim espero, confio nas habilidades deles.



Mas essas coisas estão tão perto, melhor irmos logo antes que eu perca a cabeça, eu quero que essas coisas venham para cima, só preciso quebrar algo, simsismsism, algo, alguém, qualquer coisa, maldição, não invadi esse antro pra ficar esperando, vamos vamos vamos....



Estava ficando nervosa, esperar em combate é sufocante, mas era o melhor para todos, não minto, estou me segurando para não jogar todo nosso plano pela janela e sair quebrando tudo daqui ate onde devemos ir, aaaah mas não seria nada inteligente, nem de longe.



Só mais um pouco, só mais um pouco, e logo tudo vai estar terminado, estou mentindo para min mesma, alimentando minhas falsas esperanças de sair daqui, e terminar logo esse infortúnio para eles e para minha senhora, mas sei que não será rápido, nem como eu quero, mas ao menos desvio meu foco de agressividade, só mais um pouco.



Off: Seguir eles, proteger eles caso essas coisas avancem sobre nós.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
siouxsie.

avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Dom Dez 24, 2017 11:27 am

Porcaria ter que agir sem conhecer o inimigo. Erro meu nunca ter estudado sobre essa torre antes. Eles nos perceberam e foi sorte nossa Theo ter nos teletransportado pra outro ponto a tempo.
 
“Eu tenho que me preparar pra agir sozinha. Se não fosse a magia de outra pessoa eu estaria morta. Concentre-se!”
 
Tento chamar a atenção do grupo balançando meus braços. Faço sinal pra que tds agissem em silêncio e então caminho furtivamente na direção da escada torcendo pra que eles fizessem a msm coisa.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onikaze

avatar

Mensagens : 100
Data de inscrição : 22/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Qui Dez 28, 2017 6:54 pm

O portal foi aberto e eu tinha passado por segurança por ele, sabia o quão perigoso era o poder deles e felizmente esse estava do nosso lado. Sabia dos sensores de sons e que tinha que ir em silencio, mas e Arlequina? Será que ela faria isso?

Caminhava lentamente atrás da batgirl, analisava o local e seu traje, estava bem parecido com o meu...

Eu tentava entender muitas coisas, como havíamos parado aqui e essa corte, tinha que descobrir se estavam infiltradas no meu bairro. As coisas caminhavam até que bem, mas era hora de agir.

Meu mestre olhava pra mim com cara de tédio, eu sabia que poderia fazer isso mais rápido, porém aqui eramos um grupo e um exercício para mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 435
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Sex Dez 29, 2017 12:10 am

Theo suspira, sabendo que foi por pouco que escaparam da fúria daquele enxame após não terem sido cuidadosos no outro corredor. Por sorte, todos cruzaram seu portal a tempo de evitar um massacre, mas o desafio ainda era o mesmo, mover-se em direção a escada sem serem notados. O mago mais uma vez se prontifica a ajudar o grupo.
 
Guardião: Energia 8 + Forças 5 (+1) (Dif: 6) = 9 sucessos.
 
A tecnologia por trás daqueles drones era maravilhosa, mas os avanços do homem não se mostravam pareis para a antiga magia. Movendo seu cajado, Theo cria sons sem origem em um ponto contrário ao que o grupo estava. Uma algazarra de torcedores, apito e gritaria de jogares literalmente explode naquele lugar, deixando os drones ainda mais agitados e loucos, disparando contra o nada.
 
 
Anouke sabia que era melhor agir com cautela em um lugar como aquele, mas a guerreira não estava acostumada a esse tipo de assalto. O tempo estava passando, e cada vez que aqueles Corujas usavam o amuleto sagrado, a chance de despertar sua amada deusa era maior. Anouke tinha tanto poder. Se quisesse, poderia colocar aquela torre a baixo em um momento de fúria, então para que tanta espera e tanto cuidado?
 
Mesmo com esses pensamentos martelando em sua mente, a guerreira segue aqueles humanos. Com seus olhos, ela presencia aquele mago noviço enganar aqueles insetos de metal para que eles tomassem um rumo contrário, e assim, a leoa vai em direção às escadas com seus companheiros sem que aqueles apetrechos humanos os incomode mais uma vez.  
 
 
Siouxsie condena a si própria pela sua falta de preparo em invadir aquela torre. Ela já trabalhava com Bruce a quase um ano, e não sabia nada a respeito dos empreendimentos Wayne. A julgar por aquela artilharia, o Batman pretendia pôr aquela cidade sob a sua total vigilância em algum momento, provavelmente em um futuro em que ele estivesse velho demais para sair por aí amedrontando criminosos.
 
Mas esse futuro pertencia a ela, a Damian e a Dick, eram eles quem deveriam carregar esse legado para novos tempos. Será que o Batman não confiava em seus ajudantes para isso? Será que ele preferia depositar a segurança de sua cidade naqueles brinquedos tecnológicos? Pensando sobre isso, Siouxsie lidera o grupo até a escada, percebendo que já não era tão necessário fazer silêncio, já que Guardião havia cuidado daqueles drones com sua magia.
 
 
Ren olha preocupado para trás, e seu coração só desacelera quando Harley cruza aquele portal em segurança, logo atrás dele. Ingenuamente, ela pergunta por que ele a olhava daquela maneira, talvez nunca se acostumasse com a ideia de que agora tinha alguém que se preocupasse com ela, quando nem ela mesma o fazia.
 
Com seu costumeiro sorriso inconsequente, Harley pega a mão de Ren e o conduz ao andar seguinte agora que o caminho estava livre. O Onikaze poderia varrer aquela torre com sua velocidade, cruzá-la cem vezes enquanto o grupo ainda dava um único passo a frente. Mas agora o ex-assassino sentia mais prazer em seguir no ritmo lento de sua amada, preferia caminhar ao lado dela ao invés de simplesmente correr.
 
 
O andar de cima recepciona o grupo em silêncio. Tratava-se de um vasto laboratório para o teste de variados tipos de armamento, onde ao fundo se encontra vários alvos para tiros. Pelo chão, o grupo vê novamente estendido mais um tapete de corpos de Garras deixados para trás por Capuz Vermelho e Asa Noturna, e também um número grande de lasers vermelhos varrendo o lugar em movimentos rápidos e sem padrão, tornando muito difícil passar por eles sem ser tocado por algum.  
 

- Eu não sei como chegaram ao segundo andar tão rápido, mas mandaram muito bem. Só que agora precisarão tomar o dobro do cuidado. – Alerta o Asa Noturna no comunicador de Batgirl. – Os lasers pelo piso ativam metralhadoras ocultas pelas paredes sempre que tocam organismo vivo e não reconhecem o DNA. E para piorar, a porta de acesso a escada está oculta e trancafiada. Para abrir, é necessário quebrar os vidros de emergência das paredes norte e leste, mantendo as chaves pressionadas para baixo. Fazendo isso, a porta irá se abrir, soltando as chaves, ela irá se fechar e trancar novamente. 


Panorama:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Art012

avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Sex Dez 29, 2017 2:46 pm

Estava de braços cruzados, não por que queria, mas por que não tinha o que fazer, e o que eu poderia, mais atrapalharia do que ajudaria, agora estávamos em um tipo de laboratório, diversas dessas luzes vermelhas que correm pelo lugar sem um padrão, sabia que isso era aquelas luzes de alarme ou algo parecido, tão visíveis;



-Amadores- Digo para min mesma de braços cruzados encarando aquelas armadilhas;



Tão perto e tão longe, esse amuleto parece estar aqui do lado, mas era como se toda vez que me aproximasse para pegar ele se afastava, cada vez mais e mais, me sentia como tântalo agora, por fora ainda mantinha minha postura, por dentro eu sabia que tinha que me controlar, não poderia deixar minha raiva estragar tudo, sei que posso sair quebrando esse prédio de cima abaixo, droga por que eu não ponho essa droga de lugar abaixo e depois procuro o amuleto nos escombros!?



Não, melhor não, isso não daria certo, para ninguém, não é o que esse lugar precisa, com certeza tem maneira mais simples e inteligente, elegante como Set diria, não parta para cima quando lhe chamam para briga, e sim quando lhe derem as costas, do que raios estou falando? 



Esse lugar já deve estar afetando minha mente.



Off: Ficar na defensiva, se algo nos atacar eu defendo eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Wiz

avatar

Mensagens : 98
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Sex Dez 29, 2017 3:22 pm

Os drones respondem ao som criado e voam na direção oposta com isso seguimos as escadas em direção ao segundo andar...

Dessa vez não existem drones, a sala esta repleta de corpos de garras e alguns alvos de papelão...

É impressionante a velocidade com que os discípulos mais antigos do Batman agem em conjunto...

Vejo os lasers no chão... E logo o comunicador de Batgirl apita e ouvimos a explicação de Asa Noturna...

Tomo a frente do grupo e falo

Tome cuidado... Estejam prontos para qualquer ameaça...

Analiso a distancia do local e do teto e a posição dos vidros e falo com Batgirl... 

Princesa... Vou precisar da sua ajuda... Vou inverter as coisas... Vamos passear pelo teto...

Estendo o cajado a minha frente e pronuncio

aenvtri

Então giro o cajado de ponta cabeça a minha frente. Iria fazer com que toda a gravidade da sala apenas invertesse, de forma a assim que entrarmos na sala, o teto nos puxasse como se fosse o chão... Os corpos dos garras iria denunciar se obtive sucesso em toda a extensão da sala...

Vou sustentar a gravidade... Mas preciso que acione as chaves e consiga deixa-las presas... Ren... Fique a postos para se algo der errado vc a resgata-la antes de atingir os lazers...

Controlar a Gravidade - Forças 5 - FdV
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onikaze

avatar

Mensagens : 100
Data de inscrição : 22/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Sab Dez 30, 2017 7:13 pm

O plano do mago era bom, eu poderia tentar fazer sozinho, mas ainda era um pouco lento, estava longe do que eu queria.

Arlequina estava de boa como se aquilo fosse um passeio.

_Fico feliz em te ver bem - digo a ela.

Uso os sensores do capacete para verificar a armadilha, se eu pudesse dar uma dica ajudaria, em todos casos, estou pronto.

_Ok, vamos Theo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve
siouxsie.

avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Dom Dez 31, 2017 11:09 am

Os drones são distraídos indo pra outro lugar e atirando pra lá. Dessa forma a gente consegue alcançar a escada e chegar no andar de cima da torre. Exceto por uns lasers no chão, td parece tranquilo por ali, mas Dick entra em contato pra nos alertar das armadilhas.
 
- Entendido Asa Noturna. Onde vcs estão agora?
 
Essa sala iria ser um pouco mais difícil do que as outras mas antes que eu precise bolar um plano, Theo se coloca a frente pra nos liderar ali. Não conheço nada de magia, pelo o que entendi ele iria inverter a gravidade e nos fazer andar pelo teto. Parece bom demais pra ser verdade.
 
“É arriscado, mas td que ele fez até aqui já é o bastante pra conseguir minha confiança.”
 
- Espero que saiba o que está fazendo. Se eu morrer metralhada, volto pra puxar o seu pé.
 
Iria colocar um pé naquela sala. Se td desse errado estaria pronta pra pular pra trás e evitar os tiros. Se td desse certo iria caminhando devagar pelo teto até as alavancas. Usaria meus bulmerangues pra travar a alavanca em cada uma e manter pra baixo. Se não fosse possível, usaria a batgarra.
 
Off: Se ficar mtu alto pra mim como vc disse, uso o modo vôo da armadura pra chegar lá.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 435
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Qua Jan 03, 2018 8:34 am

Anouke demonstrava pela primeira vez cansaço em sua busca, sentindo que quanto mais próxima do amuleto de Sekmeth parecia, mas longe a relíquia se encontrava de retornar para as suas mãos. Mas esta era a desvantagem em ser a serva de um deus. A guerreira não tinha livre-arbítrio para escolher outro caminho, por mais tortuoso que este se mostrasse.
 
Mais uma vez Anouke se depara com uma armadilha criada pelo homem. A guerreira sabe que poderia resolver de uma maneira mais direta, mais brutal, mas pelo bem geral, prefere deixar seus companheiros resolvam com suas maneiras sutis. Mais uma vez, Anouke apenas cruza seus braços, observando-os, pronta a agir caso as coisas fujam do controle dos mortais.
 
 
A magia se mostrava uma resposta eficaz para toda aquela perigosa tecnologia, e por isso Theo se colocava a frente do grupo, sentindo-se no dever de liderar uma deusa da guerra, um poderoso meta-humano e a última sentinela de Gotham. Colocando-se a frente do grupo, ele explica o que iria fazer, contando com a ajuda de Batgirl e Onikaze.
 
Guardião: Energia 8 + Forças 5 (+1) (Dif: 6) = 5 sucessos.
 
Theo gira habilidosamente o Cajado de Merlin com uma só mão e bate com a ponta inversa na sala a frente, entre as luzes vermelhas. Somente seus olhos eram capazes de enxergar a magia se expalhando, e a prova de que deu certo foi quando aqueles inúmeros cadáveres e os alvos distantes simplesmente se esborracharam contra o teto, como se a gravidade tivesse mesmo mudado seu curso.
 
 
Harley sorri com o que Ren lhe diz, abraçando o pescoço do velocista e lhe beijando o rosto docemente. Os dois estavam atrás, deixando o grupo resolver os problemas enquanto suas habilidades não fossem necessárias. Harley parecia um pouco entediada, ouvindo o que Guardião tinha a dizer.
 
- Magia isso, magia aquilo... – Ela sussurra, fazendo pouco daquelas soluções. – Eu poderia resolver isso com alguns saltos, e você poderia simplesmente correr tão rápido que essas luzes nem teriam tempo de te detectar.
 
Enquanto ouvia sua namorada, Ren novamente ativa o visor que retirou do Garra e analisa aquela sala. O visor logo destaca os lasers que iam e vinham como linhas pelo chão, informando que eles eram detectores de DNA. Em seguida, o visor destaca as três paredes, informando que eram feitas de metal e escondiam armas de calibre pesado em seu interior. Por último, o visor destaca na parede a direita algo que parecia uma porta de chumbo que não estava ali.
 
 
Siouxsie não entendia nada de magia, e todas as palavras de Guardião soavam fantasiosas em sua mente. Inverter a gravidade, como isso era possível? Mas até ali a magia de Guardião tinha ajudado tanto que seria tolice não dar um voto de confiança às palavras de seu parceiro. Olhe como aqueles corpos agora estavam espalhados pelo teto, é claro que alguma coisa havia acontecido naquele lugar.
 
Batgirl: Destreza 4 (+3) + Esportes 2 (Dif: 6) = 3 sucessos.
 
Ainda receosa, Siouxsie põe o primeiro pé na sala repleta de armadilhas, e quando põe o segundo, seu corpo simplesmente cai em direção ao teto! Mais ágil por conta de sua armadura, ela consegue cair de pé e se equilibrar sem se ferir por conta da altura. Os corpos dos Garras estavam a sua volta, espalhados entre as luminárias apagadas daquela sala. Tudo estava invertido, inclusive seus companheiros que a olhavam de cabeça para baixo naquele corredor.
 
Sem obstáculos pela frente, é fácil para Siouxsie se mover pela sala e usando o propulsor de sua armadura, ela alcança os vidros que ocultam as chaves, quebrando-os com seus punhos. Colocando um de seus batrangues em cada um, as chaves são travadas, e com isso, uma porta se desenha na parede a direita, abrindo-se pesadamente do chão ao teto e revelando um novo corredor.
 
 
Usufruindo da inversão de gravidade criada por Guardião, não há nenhuma dificuldade para o grupo atravessar aquela sala. Era estranho, mas todos caminhavam pelo teto como caminhariam pelo piso. E graças aos batrangues de Batgirl travando as chaves, a porta se mantinha aberta como uma boca a espera de engolir a todos.
 
Mais dois lances de escadas metálicas, e o grupo alcança o terceiro piso, atravessando seu corredor. Ali, a sala era totalmente branca, iluminada e muito espaçosa. O branco do chão era manchado com marcas de pneu, evidenciando que aquele andar funcionava como uma sala de testes para veículos. Mas havia apenas um veículo naquele lugar: O Batmóvel! Dentro dele, um Garra com um sorriso malicioso fecha o vidro sobre sua cabeça e ativa um canhão que se sobressai na frente do carro. Estava prestes a atirar contra o corredor em que todos estavam perfilados! 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Art012

avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Qua Jan 03, 2018 3:51 pm

Esperar, esperar, esperar, ainda bem que sou eu aqui, qualquer uma das minhas irmãs provavelmente já teria feito outra coisa, confio neles, qualquer saída que não seja brutalidade é melhor, nessas horas, a maneira como eles resolveram isso prova esse ponto, logo depois caminhamos mais alguns lances de escadas.



Não fazia mais do que andar de braços cruzados por baixo do manto, eu não era necessária, então aguardemos.




-Lembra-se do som dos tambores de guerra? Lembra como todos marchavam loucos, imparáveis, aquele ruido quando acelerava os enlouquecia, os incitava, eles se jogavam contra qualquer oponente como se fossem as verdadeiras feras de combate? Huhuhu a cara de horror deles quando viram que eram como bufalos se atirando aos crocodilos ao enfrentar forças maiores que eles é algo que não irei esquecer....- Set diz com calma




-Por Tefnut o que você quer agora!?- Respondo em mente com raiva.




-Ver até quando vocês vão assim, por mais furiosos e corajosos que eram os antigos exércitos, cedo ou tarde eles enfrentaram algo que não derrotaram, não se adaptaram, você me lembra muito eles, muito ruido por nada, vá procurar ajuda ou seu sarcófago para se enterrar de novo, esse não é lugar para você huhuhuhu...- DIz Set



Dou um suspiro de cansaço e ignoro, era tudo que poderia fazer agora, seja bom ou ruim, enquanto seguíamos pelas escadas, logo damos de cara com uma sala branca com marcas de pneus, e ali perto um carro uma especie de tanque urbano com um parvo sorridente no volante, era claro que ele ia atirar;



-Já vi piores, se preparem- Digo descruzando os braços e caminhando a frente;



Se acha que um blindado urbano vai lhe proteger de nós, achou errado, eu estava impaciente e irritada, e realmente queria matar alguém agora, sei que não é isso que essa cidade precisa, não é por vitorias pessoais que lutamos, mas eu realmente não estou pensando em qualquer outra coisa agora, tenho que corrigir isso se quero continuar aqui, esses malditos mascarados roubaram o que não deviam, vão sofrer o que não imaginaram;



Off: Esquivar do disparo desse parvo, gastar 1 ponto de vontade, golpe saltado nível 3 no chão próximo ao carro, tentar destruir o chão e abrir um buraco para derrubar esse carro no andar de baixo, gastar 1 ponto de energia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
siouxsie.

avatar

Mensagens : 80
Data de inscrição : 20/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Dom Jan 07, 2018 11:40 am

Theo foi brilhante mais uma vez com a magia dele e facilitou mtu a nossa travessia por aquela sala. Td era tão difícil e eu já tava preparada para as armadilhas, mas nem foi necessário.
 
“Bruce o que foi que vc transformou essa torre? Ela está sendo uma arma viva para os inimigos que vc msm combatia...”
 
Junto com o pessoal eu subo as escadas até o terceiro andar. Estavamos chegando perto, mas tava ficando cada vez mais difícil tbm.
 
- Não...
 
Até o batmóvel aqueles corujas pegaram e agora estavam usando de arma contra a gente.
 
- Cuidado!
 
Lanço minha batgarra no teto a frente pra sair daquele corredor e me salvar do tiro, e enquanto estivesse no alto a salvo iria jogar um bulberangue explosivo devagar pro alto.
 
- Guardião. Teleporte. Dentro do carro!

off: 1 ponto de fv pra esquiva e 1 de energia pra tacar o bulmerangue.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Wiz

avatar

Mensagens : 98
Data de inscrição : 19/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Seg Jan 08, 2018 7:31 pm

Com o uso da magia conseguimos passar pela sala... 

Sorrio quando vejo Batgirl animada pela velocidade com que conseguimos cruzar a sala...

Logo subimos para o 3º andar... Sabia que somente no 5º iríamos de fato descobrir o que os Corujas convocaram a está cidade...

Diferente das outras salas, essa estava sem garras abatidos... Apenas um enorme veículo e totalmente militar se encontrava ao centro... E para surpresa... Um garra no seu interior acionava um míssel para nos atingir...

Olho para o lado, e vejo todos tomando suas ações de esquivar... Eu poderia tentar impedir o míssel, mas um erro e todos morreríamos...

Vejo um local fora do corredor e aponto meu cajado para o local e uso meu teleporte para desaparecer e reaparecer no local...

Ouço Batgirl pedir que eu teleporte algo... Estranho, mas então vejo no ar girando um bumerangue com uma luzinha piscando...

Nossa sincronia está perfeita Senhorita...

Aponto o cajado para o bumerangue... E iria teleporte-li para dentro do Batmóvel... Naquela proximidade... Acho que ele não resistiria...


Teleporte - Espaço 5 (FdV) FUGAAAAA e Teleporte - Espaço 5 - Bumerangue
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onikaze

avatar

Mensagens : 100
Data de inscrição : 22/08/2016

MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   Sex Jan 12, 2018 1:57 pm

Quando vejo acontecer o impossível, um Batmóvel aqui? Para piorar estava na mãos dos inimigos e antes mesmo de nossa reação, a qual me culpo pela lentidão um dos garras se tranca dentro dele e dispara contra nosso grupo.

Não poderia deixar isso acontecer, acelero e usando a energia da força de aceleração que gerava ao meu redor eletricidade desvio o míssil de lugar, iria manda-lo para outra direção além da nossa, infelizmente não conseguiria mandar de volta pro veiculo, mas isso era o de menos.

Off: uso fdv para desviar o missil.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sombras da Justiça - A Era Degenerada
Voltar ao Topo 
Página 11 de 15Ir à página : Anterior  1 ... 7 ... 10, 11, 12, 13, 14, 15  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Paladinos da Justiça :: Jogos :: Arcos-
Ir para: