Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Página 9 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Admin em Ter Jul 25, 2017 11:08 pm

Onikaze e Sekhen:
 
Enquanto o Capuz Vermelho dava ao Batman o enterro mais digno que podiam naquele momento, Ren o aborda para algo que lhes seria muito útil naquela missão: usufruir do cinto de utilidades. Isso incomoda o companheiro num primeiro instante, e ele fica pensativo, olhando fixamente para Ren, mas em seguida, ele concorda.
 
- Você tem razão. É o que o Batman iria querer que fizéssemos. – Diz o Capuz, enfiando a mão na terra e retirando o cinto de uma maneira meticulosa, como um especialista desarmando uma bomba.
 
Quando o tira, ele deposita o cinto amarelo com cinco bolsos sobre as mãos de Ren, permitindo que este faça as honras. Mas o oriental acaba fazendo algo que desagrada ao Capuz, e este segura seu braço antes que o cinto seja entregue a Arlequina.
 
- Estes equipamento teriam melhor uso sendo divididos entre a equipe do que como um presente para agradar sua namorada, vai por mim. – Ele diz com mais sutileza do que costumava tratar a todos antes.
 
Off: O cinto possui cinco compartimentos que, de acordo com a divisão, devem ser escolhidos os equipamentos por cada indivíduo. Exemplo: Ren decide ficar com 2 itens, então tem o direito de escolher dois equipamentos da vasta coleção do Batman. Anouke fica com 3 itens, então tem direito a escolher três itens da vasta coleção do Batman...
 
Através do desejo de Ren, Manji-sensei se manifesta ao seu lado, uma presença espiritual gélida, desconfortável e pesada por carregar a morte de uma centena de homens consigo. Ninguém o vê, a não ser Ren, e ao fazer sua consulta, o espírito lhe responde o que sabe:
 
- Pelo o que pude entender, uma organização secreta busca tomar a cidade assassinando suas lideranças, e como se não fosse o bastante, está usando magia desconhecida para invocar seres capazes de liquidar os justiceiros da cidade. Com dificuldade, vocês acabaram de matar um. Ajudá-lo? Tire as fraudas, garoto. O que eu lhe ensinei é mais do que o suficiente. – Diz o Sensei, desaparecendo logo em seguida de maneira misteriosa.
 
- Ren? – Arlequina clama com estranheza. – Com quem está falando? A louca da relação sou eu. Vamos embora, a polícia está vindo.
 
Não foi nada difícil cruzar o cemitério e encontrar no final um casebre que costumava abrigar alguém contratado pela cidade para cuidar do cemitério. Os policiais ficaram para trás com seus cães, provavelmente examinando o ponto onde o combate ocorrera. O estava escuro e provavelmente desabitado, mas através de uma janela, todos conseguem distinguir a volumosa sombra da leoa.
 
 
Dentro do casebre, Anouke se surpreende com a presença de antiga magia egípcia. Isso significava um perigo inimaginável, pois eles estavam aprendendo a usar os poderes do amuleto! Somente isto explica a presença das criaturas de outros mundos que enfrentou a pouco, portais estavam sendo abertos e algozes surgiam deles para trazer vingança àqueles que possuíam a jóia da deusa.
 
Sekhen: Percepção 3 + Ocultismo 0 (Dif: 6) = 3 sucessos.
 
A guerreira se agacha e tenta examinar melhor o círculo desenhado sobre o chão. Logo entende que aquilo se tratava de um ritual de invocação, e que dos três aspectos da deusa, eram os poderes da vingança que aqueles malditos ladrões decidiram usufruir. E os hieróglifos ao redor do círculo contavam a história daquela prática abominável. Separados por quadrados, eles mostravam um grupo de homens com cabeça de um pássaro que parecia uma coruja reverenciando a deusa Sekhmet de uma forma bajuladora, e esta abrindo para eles uma espécie de portal de onde surge um ser ainda mais estranho, um homem com uma horrenda cabeça de morcego, este denominado como o Demônio do Sangue.
 
Este nome se encaixa perfeitamente com o que estava escrito em um bilhete que Anouke havia encontrado nos bolsos do cadáver de um dos corujas, porém, outros dois nomes foram citados. Será que mais seres como aquele haviam sido invocados para este mundo? Era um mistério e tanto, mas que ficaria para um outro momento, pois naquele instante, a porta do casebre é aberta de repente, e o Capuz Vermelho surge com a face expressando preocupação.
 
- Encontrou seu amuleto? Espero que sim, hora de darmos o fora desse cemitério. – Diz ele, sacando suas armas e montando guarda na janela para dar cobertura a saída de Anouke.
 
 
Guardião e Batgirl:
 
Gordon tentava a todo custo impedir que repórteres e curiosos chegassem até os heróis, e se manteve firme até mesmo quando seu superior surgiu cuspindo fogo e dando voz de prisão para os três sentados em uma maca. A intervenção do comissário serviu de distração, dando ao trio tempo para fazer o que melhor sabiam: Desaparecer nas sombras.
 
Batgirl já se preparava para atirar uma bomba para erguer uma cortina de fumaça, enquanto Asa Noturna já analisava a melhor saída. Porém, Theo com sua magia, abre um portal cuja imagem do outro lado mostra o beco em que os veículos foram estacionados atrás da catedral. O mago é o primeiro a atravessar, sendo seguido por Asa Noturna, que já começava a compreender melhor a sua magia. Batgirl surge logo depois ao ver que este era o melhor caminho.
 
O beco estava vazio, a não ser por um rato que os fita com um olhar malicioso antes de desaparecer. Os veículos estavam ali, intactos, aguardando por seus mestres. Nada de médicos, multidão ou jornalistas para atrapalhá-los agora.
 
- Batgirl, sei que você não é muito chegada a investigação, mas desta vez é necessário. Temos que entender o nosso inimigo, saber até onde o poder dele vai e só assim poderemos elaborar um plano para derrubá-lo. Theo, espero que esteja comigo nessa. – Diz o Asa Noturna, usando a bat-garra para chegar até o topo da catedral.
 
Caso um dos dois o acompanhe até o telhado da igreja, verá que apesar da vigília das gárgulas e dos pássaros que ali se aninham, é muito fácil invadir o interior da catedral. Nos andares acima da nave, havia muitos corredores, portas e lances de escada em espiral. A polícia ainda esperava pela perícia, o que dava algum tempo para o grupo fazer o seu trabalho, mas não muito...
 
Em uma das portas, eles finalmente encontram algo de relevante. Tratava-se de um dormitório desativado, onde a cama e a mobília foram afastados para os cantos afim de abrir espaço para alguma prática de ocultismo, a julgar por um círculo desenhado no chão, cercado por incensos perfumados e alguns hieróglifos talhados ao seu redor.
 
- Alguém ai fala egípcio? – Asa Noturna indaga com sarcasmo, analisando o círculo. 
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 280
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Tony.Wiz em Qui Jul 27, 2017 9:35 pm

Sorrio com as palavras da Batgirl... Ela se mostrava durona, mas tinha um coração de menina...

Me recordo de minha irmã e meu sorriso desaparece... Passo pelo portal e logo nos vemos junto aos veículos...

Preciso respeitar essa cidade... Se n posso salvar uma cidade de bandidos... Como vou salvar minha irmã de um demônio?

Asa Noturna reconhece a necessidade de investigarmos... Ele dispara um gancho e batgirl faz o mesmo... Sorrio para Asa Noturna e falo...

Desculpa... Mas vou preferir a carona dela...

Subimos rapidamente... O local estava vazio... Seguimos e em um dos quartos, vejo um circulo de invocação... Asa Noturna fala das inscrições em egípcio...

Olho e fico decepcionado...

Droga... Era de se esperar... É um amuleto egípcio...

Observo as escrituras... Era um texto que não sabia ler... Mas era uma invocação arcana... Algumas coisas sempre seriam similares... Uso do arcano de Primórdio para analisar o campo magico em algo que eu possa entender... Ativando a minha visão de primórdio...

Eles romperam o espaço aqui... Mas preciso entender como usaram o amuleto e quais os efeitos adicionais... Se pudesse sentir a energia do amuleto... Poderia rastreá-lo...

Após analisar iria aguardar por eles... Iria olhar em volta, em busca de pistas... Assim que terminássemos, iria abrir o portal para os veículos novamente...
avatar
Tony.Wiz

Mensagens : 76
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Art012 em Sex Jul 28, 2017 8:20 pm

O local era próprio para magia negra, o desrespeito com os mortos é tipico entre os humanos, mas tinha algo que não batia, posso não entender nada de magia hoje, mas isso está estranho, me abaixo para observar bem o simbolo, desenhado no chão assim, que tipo de encantamento estavam tentando fazer, ou fizeram, observo os símbolos...



Difícil de entender como foi feito, mas esse hieroglifo está mais do que obvio que é de  minha senhora, um grupo de hieroglifos novos, homens com cabeça de coruja, hmm a palavra para coruja se pronuncia "M" e aqui eles adaptaram, posicionado de forma como se pedi-se algo de minha senhora, no caso aqui imagino que seja representação do amuleto, sempre imaginei que seria fácil para eles mas pelo visto, acho que eles devem estar tendo problemas para usar, assim acho ou espero, surge um portal e um ser com cabeça de morcego sai dele, existem duas pronuncias para morcego se não me engano, mas as duas eram difíceis de serem usadas e esse aqui é algo diferente, mas por que, corujas são predadoras de morcegos, por que eles chamariam um...



Eles devem ter usado para invocar esse bat-alguma-coisa, mas se esse homem foi morto isso deveria ser um tipo de ritual de invocação dos mortos mas não é, não vejo nada ligado aqui a isso, teria que ter algo ligado a Anpu ou Wsjr (Anúbis guia das almas que já foi senhor do mundo dos mortos, e Osiris senhor do mundo do mundo dos mortos), se usaram esse aqui então nos outros dois talvez, aaah inútil, só tenho o que conheço como base e tirar qualquer conclusão é perca de tempo, difícil nadar em rios desconhecidos mas onde há antílopes, a predadores...



Alguém entra e chama para irmos embora, era chapeuzinho, parecia agitado;



-Não achei, mas achei outra coisa, vamos, depois eu direi o resto,,, - Digo me levantando e seguindo para a saída.



Parece que nosso tempo terminou.



Off: Seguir chapeuzinho depois eu continuo a falar para ele, 



-Não achei o amuleto, mas um circulo ritualístico, não entendo de magia, mas pelo que estava escrito, eles invocaram algo, como disse esse tal Batman foi morto, ai nós encontramos esse vampiro lá, duvido muito que seja ele, lá, em uma tradução simples, homens com cabeça de coruja pedem com fervor a minha senhora que abra algum tipo de portal, e dele sai algo, um ser com cabeça de morcego, se fosse algum ritual de trazer os mortos a vida teria que ter algo relacionado a Anpu, Wsjr ou até mesmo Sutek, o que não tem, se ele não veio do alem de onde pode ter vindo? Não sei meu conhecimento ainda é muito limitado nessa era, mas se o bilhete estiver certo;




“Avise aos outros. Um anjo da morte, um demônio do sangue e um parricida cruzaram os portais.”



-Outros dois portais como aquele foram abertos, demônio do sangue deve ser o vampiro que vocês derrotaram, os outros dois não faço ideia, busque em sua memoria nomes ou mitos que batam ou alguém que possa ajudar, pois os que conheço não parecem ser o objetivo deles, corujas são predadoras de morcegos, por que uma coruja invocaria sua presa se não fosse para devora-la?
avatar
Art012

Mensagens : 62
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por siouxsie. em Dom Jul 30, 2017 1:12 pm

- Entendo, mas enquanto estamos aqui, esses corujas estão atacando a Wayne tech. Acho que vc sabe o que isso significa.
 
Msm contrariada, eu sigo conforme o plano dele. Uso a batgarra, seguro Theo e vou até o telhado da catedral. De lá, a gente entra de novo no andar de cima e encontramos um quarto onde um ritual foi feito.
 
“Não entendo nada de egípcio e nem de magia, mas acho que posso ajudar de outra forma.”
 
Começo a investigar td o quarto em busca de qualquer coisa suspeita que tivesse ligação com os corujas ou o que eles fizeram ali.
 
Off: teste de investigação. 

_________________
avatar
siouxsie.

Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Onikaze em Seg Jul 31, 2017 8:24 pm

Ouço Capuz:

_Eu sei me defender bem, Anouke também, você está cheio de armas e Arlequina somente veio com as duas pistolas, mas entendo que você não queira deixar com ela.

Pego batrangues explosivos e bombas de fumaça.

Bom vamos embora, Manji como sempre não espera para conversar, bem o feitio dele, acho que puxei essa impulsividade dele. Então as palavras de Anouke são como charadas, mas nos levam a uma nova pista.

_Capuz, tem mais algum lugar de ação da corte?

_Corujas podem ser predardoras de morcegos, mas não para demonios e leoas, então eles vão pagar pelo roubo, pela confusão na cidade e por Batman.

Pego Arlequina:

_Hora de sair...

_________________
avatar
Onikaze

Mensagens : 78
Data de inscrição : 22/08/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Admin em Dom Ago 06, 2017 6:50 pm

Guardião e Batgirl:
 
Antes mesmo de adentrar aquele quarto, Theo foi capaz de sentir a presença de magia poderosa irradiando daquela porta. Frio na barriga, mãos suando. Quando Asa Noturna abre a porta, o jovem mago se depara com o que restou de algum tipo de ritual. Um círculo pintado sobre o chão, símbolos estranhos em seu interior, uma representação em hieróglifos em sua borda.
 
O mago não era leigo em linguagem, mas aquela era tão antiga que ele sequer se atreve a tentar compreender. Em uma analise superficial, tudo que Theo pode fazer é tentar interpretar a representação em hieróglifos.
 
No primeiro quadro, uma mulher de costas vestia uma túnica branca, dividida por seus cabelos negros. Ela tinha as mãos erguidas para o alto, e entre elas, uma esfera branca que pela pintura, dava a entender ser algo reluzente. No segundo quadro, a mulher estava de perfil, sendo possível ver que ela possuía a cabeça de uma leoa. O círculo reluzente estava agora entre ela e um homem de cabelos loiros com uma cruz cristã desenhada em seu peito.
 
No terceiro quadro, não há mais o círculo, a mulher-leoa está diante do homem de cabelos loiros, apresentando-o a um grupo de homens com cabeça de coruja. E no quarto quadro, estes homens com cabeça de coruja estão ajoelhados perante a mulher leoa, como se a reverenciasse.
 
Guardião usa Visão Superna: Energia 7 + Primórdio 3 (Dif: 6) = 5 sucessos.
 
Sem poder identificar a linguagem naquele círculo, Theo tenta decifrar o que aconteceu ali através de meios mágicos. Seus olhos se iluminam num fogo fantasmagórico, pegando Asa Noturna um pouco de surpresa, e com isso o mago agora tinha uma melhor compreensão do que os corujas fizeram naquele quarto. Magia poderosa de fato, pois não foi qualquer portal que se abriu naquele cômodo, mas um portal para outro mundo, para outra dimensão.
 
Theo então faz o básico daquilo que o Dr. Strange havia lhe ensinado, e com sua visão, tenta ligar a magia executada ao seu praticante. Facilmente ele encontra o elo simpático, uma linha cintilante mais fina que uma agulha cruzando o quarto e se perdendo pelo corredor de onde vieram.
 
Guardião: Energia 7 + Espaço 5 (Dif: 6) = 8 sucessos.
 
Com um estalar de dedos, a realidade daquele quarto se distorce, abrindo uma passagem mágica, em que do outro lado era possível ver o beco onde o grupo se reuniu e onde os veículos os aguardava.
 
 
Era muito descontente que Siouxsie seguia seus dois parceiros, atirando sua bat-garra no topo da catedral e carregando Theo consigo. Ela era uma mulher de ação, detalhes técnicos não lhe interessavam nem um pouco. Mas Dick tinha razão ao dizer que era preciso conhecer o inimigo antes de agir, uma lição que o próprio Batman a ensinou.
 
Alfred tinha razão, de todos os parceiros, Dick Grayson era aquele que mais se parecia com o Batman. Talvez ele fosse a melhor escolha para vestir o manto com a morte de Bruce. Mas a Batgirl também havia dito algo que deixou o Asa Noturna hesitante.
 
- Você tem razão. Daremos uma rápida olhada no lugar e partiremos para a Wayne Tech. Se aqueles corujas saírem de lá com toda aquela tecnologia, eles poderão dominar a cidade e colocar a família em sério risco. – Dick se mostra preocupado.
 
Batgirl: Percepção 2 + Investigação 2 (Dif: 6) = 3 sucessos.
 
Mesmo convicta de que a investigação era perda de tempo, Siouxsie não fica parada enquanto seus companheiros analisam o eu restou daquele ritual. Mas ao invés de analisar a magia, fator do qual ela não possui qualquer conhecimento, a Batgirl decide revistar o quarto inteiro, e acaba encontrando um bilhete amassado atrás da cama erguida, com os seguintes dizeres:
 
“A confusão que instauramos sobre Gotham foi um sucesso, a escória fez a sua parte. Com os vigilantes distraídos, concluímos a nossa meta de eliminar 27 das 30 mortes estipuladas pelo mestre. Senadores, promotores, juízes, todos aqueles que poderiam constituir alguma retaliação a nossa tomada conheceram o fio da lâmina de nossos assassinos. Mas ainda não estamos satisfeitos, pois o destino tramou para que três de nossos alvos escapassem com vida. Não há tempo para lamentações, creio que este contratempo só melhorou os nossos planos, pois teremos a oportunidade de executar estes três indivíduos durante o nosso baile de máscaras, já posso ver a satisfação de nossos membros enquanto o sangue de nossos inimigos irriga suas faces. Os convites já foram enviados para o prefeito Bill Finger, o comissário de polícia James Gordon, e o bem feitor desta cidade Bruce Wayne.”
 
 
Sekhen e Onikaze:
 
Após esmiuçarem o cemitério e descobrirem que o amuleto já não se encontra mais no local, o grupo parte antes que sejam descobertos pela polícia e associados aos crimes cometidos naquele lugar, uma dor de cabeça que ninguém queria para si.
 
Anouke decide então abrir o jogo com o Capuz Vermelho, contar-lhe tudo que sabia e o que veio a descobrir. Tantas informações o deixam confuso num primeiro instante, mas depois aliviado ao descobrir que o mostro que enfrentaram não era o Batman que ele conheceu, mas uma criatura de outro mundo. Em seguida, ao ouvir que outros seres como aquele poderiam estar a solta o deixa preocupado.
 
- Não há nada. É muito estranho que a Corte esteja usando meios místicos para dominar a cidade, eles nunca fizeram nada do tipo antes, devem estar desesperados por brincarem com forças que não compreendem. E nós precisamos impedi-los antes que a coisa fique séria, mas a verdade é que eu não sei para onde levaram o seu amuleto... – O Capuz dizia, até que um telefone celular começa a tocar em seu bolso.
 
Ele atende...
 
- De todas as pessoas que eu deixei para trás, você é a última que eu imaginei que iria me ligar. Não que isso seja um fora, mas eu estou meio ocupado agora, Bárbara. – Diz o Capuz.
 
Uma voz feminina do outro lado o cala, nem Anouke e nem Ren podia entender o que ela dizia, apesar de ouvi-la sutilmente. Seja lá o que ela disse, pega o Capuz totalmente de surpresa, fazendo com que ele diminuísse seu deslocamento.
 
- Tudo bem, eu vou lá ajudar o Dick e a garota novata, mas não vai achando que só porque ele morreu é que as coisas vão voltar a ser como que era antes. Capuz Vermelho desligando. – Ele termina, atirando o celular no chão e o quebrando com uma pisada.
 
Capuz então olha para Anouke.
 
- Já sei onde foi parar o seu amuleto. Houve uma distorção espacial dentro da Wayne Tech, e seja lá o que for que saiu dela, está controlando o lugar agora e usando toda a tecnologia das industrias Wayne para desafiar a cidade. Bem, eu estou indo pra lá chutar a bunda dessa coisa do outro mundo, e acho que é do interesse do Onikaze fazer isso também. Se quiser mesmo reaver o seu amuleto, Anouke, venha comigo. – Ele avisa, voltando a correr depressa.
 
 
Ren havia escolhido os Bat-rangues explosivos e bombas de fumaça, objetos que talvez ele não tivesse perícia para usar tão bem, mas que com certeza seriam úteis ao longo daquela missão. Então, junto com os outros, ele parte, carregando Arlequina em seus braços e ouvindo seus loucos gritos de “mais rápido”.
 
Mas Ren não podia usar a força da aceleração ali, ou se perderia de seus companheiros. Era obrigado a correr naquele ritmo humano, que para ele era algo pior do que efeitos de câmera lenta. E foi correndo no ritmo deles que ele ouviu tudo que Capuz Vermelho disse, algo que para quem vive em Gotham era preocupante.
 
Ren sabia que a Wayne Tech desenvolvia armamento e tecnologia extremamente avançada com a finalidade de reforçar a segurança e as forças armadas. Seja lá o que invadiu aquela torre tão moderna, tinha agora em seu poder toda essa tecnologia, o que colocava Gotham em um risco sem precedentes. Até hoje, o oriental sempre defendeu a cidade e seu bairro contra os bandidos enviados pelos mafiosos, sempre enviando-os de volta a seus chefes em pedaços. Será que o Onikaze estava pronto para defender a cidade de uma ameaça desta proporção?
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 280
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Art012 em Ter Ago 08, 2017 2:22 pm

Era estranho de diversas maneiras, mas por mais que eu fique remoendo as mesmas informações, nenhuma delas parecia bater, não tenho o conhecimento e opções que eles tem então não consigo ir muito alem disso, se eles soubessem o que poderiam pedir com aquilo, se bem que ele não foi feito para eles, então por mais poder que aquilo tenha, talvez suas opções sejam limitadas, de qualquer forma, isso não fazia sentido.



Escuto pudinzinho, então digo;



-É o que veremos, independente do que somos, para uma hiena ser perigosa para um leão, ela só precisa estar um passo a frente, e dessas eu já vi muitas para saber que isso está estranho.



Paciência, abrir a mente mas não ao ponto de deixar um camelo entrar, estávamos fora do lugar quando chapeuzinho recebe uma ligação, alguém inesperado talvez, pelo visto não muito desejado pelo mesmo, a conversa parece ser importante, escuto enquanto olho ao redor, depois de um tempo irritado ele joga o telefone no chão e o destrói, o que teria ele ouvido?



Logo ele se vira e diz, que ocorreu uma distorção espacial ou algo assim, e que seja lá o que está lá, deve ter saido do portal e está controlando o lugar com punhos de ferro, escuto aquilo, penso por uns segundos e digo:



-Leve-me até lá, vamos resolver isso, mas duvido que ele esteja lá, mais de um dia se passou e ainda ontem o bilhete já dizia que três desses portais foram abertos e três dessas  coisas cruzaram eles, seja lá o que esta lá agora, não deve ter surgido agora, mas isso me deixa outra pergunta, essa pessoa com quem falava na caixa de voz, não lhe disse sobre outros lugares onde também pode ter ocorrido alem desses do bilhete?



Eu tinha minhas duvidas, isso não estava certo, algo não estava encaixando, vou ajuda-lo, mas não tenho só o amuleto em mente agora, estou caçando em noite sem luar, para errar basta um pequeno detalhe, numerosos e nebulosos são meus pensamentos agora que navegam nas palavras de Set que ecoam em minha mente, mas não temo o que está por vir, o pior erro que poderia cometer já cometi, então não tenho por que recuar, mesmo se a punição ao encontrar o amuleto for o fim de meus passos nessa terra. 



Off: Seguir chapeuzinho.
avatar
Art012

Mensagens : 62
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por siouxsie. em Dom Ago 13, 2017 12:12 pm

Deixo os meninos investigando aquele ritual, não era a minha praia. Ao invés disso, eu começo a investigar o quarto, remexendo tds aquelas coisas até encontrar um bilhete amassado.
 
- Gente olha isso aqui. Eles querem pegar o Gordon e o prefeito. E pelo o que ta escrito ai, eles praticamente já dominaram a cidade.
 
Msm com a nossa vitoria aqui os corujas ainda estavam confiantes. Ainda tínhamos dois lugares para ir e ler aquele bilhete só me deixa com mais vontade de ir embora logo e acabar com esses caras de uma vez.
 
- Desculpa eu não quero ser chata, mas acho que ta na hora de a gente ir. 

_________________
avatar
siouxsie.

Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Tony.Wiz em Seg Ago 14, 2017 8:19 pm


O calafrio ainda percorria a minha espinha... De fato usaram magia muito poderosa aqui... Olho os simbolos... Não conseguia identificar o que estava escrito, mas as imagens era mais fácil...

Vejo o símbolo da cruz no peito do homem loiro... Não era uma cruz egípcia e sim católica... O homem com quem lutamos falava como os antigos sacerdotes da igreja... E estávamos em uma igreja... A mulher tinha o rosto de uma leoa... Procuro me lembrar de qualquer relação entre leoas e Egito...

Usaram o poder do amuleto... Abriram portais para outros mundos, trouxeram seres em troca da servidão... O homem com quem lutamos... Vc já lutaram contra ele antes ? Pq ele se vestia como o Vigilante de Gotham ?

Analiso o espaço... Vejo o fio da magia...

Estranho... Um conjurador experiente apagaria seus rastros após fazer uma magia tão poderosa... A não ser que...

Abro o portal para sairmos daquele local... Os policiais poderiam chegar a qualquer momento...

Sera que quem conjurou o portal Está em um dos três locais?

Iria examinar se o local aonde o fio da magia estava indo batia com um dos dois últimos locais...

Ainda temos dois locais para investigar, para onde querem ir primeiro? Quem é o Gordon ? E onde estaria nesse momento o prefeito ? Eu posso oculta-los... Será que eles gostariam de umas ferias no Havai ? Eu gostaria, caso vc me acompanhasse...

Iria sorrir para a Batgirl ao final...

Iria conjurar escudos mágicos em nós 3, iria estende-los de forma a dura o resto da noite toda... Estava pressentindo que a noite estaria apenas começando...

Escudo de Forças - Durar noite toda em nós 3
avatar
Tony.Wiz

Mensagens : 76
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Onikaze em Seg Ago 14, 2017 10:21 pm

_Essa cidade é louca, mas me acolheu então pode contar comigo - digo para Capuz.

Sabia que as armas que peguei me eram estranhas, mas suficientes para me ajudar a criar armadilhas

-Essa corte está brincando com coisa séria, está criando o caos por criar e acredito que eles não tem idéia da bagunça. Então tem mais duas criaturas para enfrentar...

Colocando Arlequina nas costas sigo no ritmo lento deles. Essa empresa Wayne era algo que não poderia cair nas mãos da corte, um batman vampiro era uma coisa, tecnologia de ponta na mão de loucos ou o que for que vai vir, não poderia permitir.

_Harley, está gostando da noite? E Qual a sensação de lutar para salvar a cidade? - perguntava enquanto olhava para a Wayne Tower.

_________________
avatar
Onikaze

Mensagens : 78
Data de inscrição : 22/08/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Admin em Qua Ago 23, 2017 12:07 am

Sekhen estava pensativa e agitada. Apesar de ser a sua missão, não só o amuleto chamava a sua atenção agora, como também os eventos que ocorriam em Gotham. Era como se ela tivesse sido absorvida pela cidade e fizesse parte de sua paisagem. De qualquer forma, ela decide seguir o Capuz até o local indicado, talvez lá finalmente encontrasse a jóia roubada de sua deusa.
 
- Sim, disse. – Responde o Capuz Vermelho. – Pessoas em que confio deram conta de um destes lugares, mas encontraram o mesmo que a gente. Um inimigo e poucas pistas. Só nos resta torcer para que a mente por trás de tudo isso se encontre na torre.
 
 
Onikaze se via forçado a expandir a sua zona de ação. Gotham estava em perigo na mão daquela seita de assassinos, se ele desse as costas a isso, quanto tempo os inimigos levariam para dominar as ruas do bairro que ele protege? Cabia a ele agora cumprir uma função que sempre pertenceu ao Batman, mas enquanto a sua responsabilidade para com a cidade crescia, a resposta de Arlequina mostrava uma motivação bem diferente do esperado.
 
- Lutar para salvar a cidade? – Ela ri loucamente, como se essa fosse a melhor piada que já ouviu. – Querido, eu só luto para me divertir... E por você. – Ela termina, beijando-lhe o rosto enquanto corre.
 
 
Depois de ler o bilhete, Batgirl fica agitada, e não só ela. Asa Noturna parece não gostar muito do que lê, sussurrando o nome de Bruce discretamente ao perceber que seu tutor era um dos alvos da Corte. Batgirl então deixa claro para os outros que era hora de ir, recebendo aceitação do companheiro e do mago.
 
 - Você tem razão. É hora de ir. Só espero que todos ainda estejam bem para agir. – Diz Asa Noturna, olhando para as feridas de cada um.
 
 
Guardião via mais do que seus companheiros, via tudo de um ângulo único e mágico. Agora que encontrara o elo simpático que tratou daquelas invocações extra-dimensionais, era capaz de encontrar o verdadeiro responsável por toda esta bagunça. Mas seus companheiros estavam agora preocupados com a Wayne Tech, e com razão. Se a Corte colocasse as mão naquela tecnologia... Guardião então toca o fio, tentando sentir se ele o guiava para algum ponto onde os portais foram abertos. Porém, o fio o guiava a uma parte muito nobre da cidade, um lugar cuja placa de identificação tinha o nome Palisades impresso.
 
- Não, nós nunca vimos esse cara antes, mas por algum motivo ele parecia me conhecer pessoalmente, até sabia que eu já fui o Robin. – Asa Noturna responde um pouco confuso. – Vamos para a Wayne Tech, é o ponto mais crítico em que o ataque está ocorrendo. Gordon é o comissário de polícia, talvez o único agente da lei que a cidade não corrompeu. Gordon jamais aceitaria se afastar de Gotham mesmo sob qualquer ameaça. O prefeito não acreditaria em nós, aqui nós somos bandidos também. Mas não precisamos nos preocupar com eles por enquanto... Temos tempo.
 
 
No topo de um moderno prédio comercial, se dá o encontro de dois grupos distintos. De um lado estava o grupo de vingadores, prontos expulsar a Corte da cidade mesmo que isso custasse muito sangue, composto por Sekhen, que usou sua superforça e agilidade para escalar aquele prédio; Onikaze, que correu tão rápido com sua amada nos braços que a gravidade não teve tempo de impedir que ele chegasse ao topo; e Capuz Vermelho, que já era muito experiente balançar-se pela cidade. Do outro lado estava um grupo de vigilantes dispostos a salvar a cidade e manter o legado do Batman, composto por Guardião, que chegou facilmente ao topo com sua magia; Batgirl, que usou sua batgarra para chegar aquele ponto, e Asa Noturna, que escalou até o topo com muita facilidade.
 
Asa Noturna e Capuz Vermelho estão frente a frente, encarando-se por um tenso instante. Ao lado deles a gigantesca Torre da Wayne Tech brilhando numa luz dourada, um monumento que lembrava quem eles eram e para que foram treinados.
 
- Então esses são os seus novos Outlaws, Jason? – Asa Noturna questiona, olhando para Onikaze e Sekhen. – Arlequina? E aquele papo sobre morte ao Coringa?
 
- Tempos desesperados, Dick. – Capuz Vermelho responde, olhando para Batgirl e Guardião. – Vejo que a família cresceu. Esses dois são os novos órfãos que o Batman acolheu para deixar morrer no futuro?
 
A fria discussão é interrompida quando um sinal nas luvas de Asa Noturna, Capuz Vermelho e Batgirl soa, indicando ser um chamado da Batcaverna. Quando os três atendem, a voz de Alfred surge, sempre muito educada:
 
- Deus é testemunha de que eu sempre fui contra envolvê-los nos assunto do Batman. Vocês eram só crianças, e essa maldição os forçou, assim como ao patrão, a crescerem mais rápido do que deveriam. Mas por mais contrário que eu seja, sempre fui alertado sobre o dia em que o morcego não estaria mais aqui para proteger Gotham, e este dia chegou mais rápido do que todos esperavam. Mesmo contrário, eu lhes darei todo o apoio, e tomei a liberdade de lhes enviar um presente desenvolvido pelo Sr. Fox.
 
Neste instante, uma espécie de míssil pequeno cai sobre aquele terraço, sem explodir, apenas fincando-se ao chão e abrindo um compartimento com sete seringas com líquido azul reluzente.
 
- Segundo o Sr. Fox, isto é um composto analgésico desenvolvido para acelerar o processo de cura e restauração do corpo humano. Foi desenvolvido para ajudar as tropas americanas em território hostil, mas creio que vocês precisam mais do que nossos soldados. Salvem Gotham. – Diz Alfred.
 
Capuz Vermelho e Asa Noturna injetam o líquido em suas veias sem sequer questionar ou temerem efeitos colaterais. Arlequina pega uma e injeta lamentando que aquilo não fosse nenhum tipo de droga. Aqueles que fizerem o mesmo sentirão a dor e o cansaço desaparecendo de seus corpos instantaneamente, como se tivessem acabado de sair da cama após uma boa noite de sono, e verão também suas feridas se fechando como num passe de mágica.
 
Enquanto o grupo se curava de batalhas anteriores, Capuz Vermelho e Asa Noturna conversavam de maneira isolada, claramente bolando alguma estratégia. Os dois discutiam sem parar, até xingando um ao outro como irmãos fariam. Até que eles finalmente parecem concordar com algo, e partilham com o grupo.
 
- Ta legal, o plano é o seguinte. – Asa Noturna explica. – Onikaze seguirá a frente e usará a sua velocidade para destruir as armas e câmeras que fazem a segurança da entrada. Sekhen e Batgirl aguentam o tranco de um combate corpo a corpo, serão a nossa linha de frente rumo a entrada principal. Arlequina e Guardião serão o apoio, e ficarão de um ponto seguro para auxiliar as duas. Onikaze, sinta-se livre para agir da forma que quiser a partir de então, mas não se exponha. Capuz e eu buscaremos alguma entrada secreta na torre, nos aproveitando da distração criada por vocês para chegarmos até o líder deste ataque. Alguma pergunta?
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 280
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por siouxsie. em Dom Ago 27, 2017 11:04 am

Até que enfim Dick e Theo concordam em ir logo pra torre. Era o lugar mais urgente e onde a gente tinha que ter ido primeiro. Pego a batmoto e vou com Theo pelas ruas, parando em um prédio alto que nos dá visão pra torre.
 
- Não estamos sozinhos...
 
Por coincidência a gente acaba topando com capuz vermelho e seus amigos, e no meio deles estava a arlequina. Tiro um batrangue do cinto em segredo e fico pronta pra atirar por via das dúvidas.
 
“Ela ta armada...”
 
O encontro entre Jason e Dick é meio tenso. Fico pronta pra separar qualquer confusão, mas eles não chegam a brigar pq Alfred intervem.
 
- Não precisa se preocupar, Alfred. Fomos treinados justamente pra esse dia. Agradeça ao senhor Fox por mim.
 
Pego uma das seringas e injeto, isso me fazia sentir nova de novo e pronta pra uma boa briga. Os meninos finalmente se entendem e bolam um bom plano de ação. Eu iria logo depois do Onikaze e junto com a leoa. Olho pra ela e digo:
 
- Tomara que suas garras e dentes sirvam pra mais do que assustar. Consegue lutar as cegas?
 
Off: sigo com ela logo depois que Ren fizer a ação dele.

_________________
avatar
siouxsie.

Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Tony.Wiz em Seg Ago 28, 2017 8:10 pm

Vejo a imagem do local onde a pessoa que utilizou a magia está... Olho os escritos e gravo na mente, para poder reproduzir mais tarde...

Asa Noturna me fala sobre não conhecer o vilão... Mas ele soar bastante familiar...

Então não foram pegas apenas criaturas aleatórias... Eles estão brincando com diferentes realidades ?

Seguimos para o topo da torre Wayne... Ao chegarmos lá, vejo um outro grupo... Mas, dentre eles, apenas a Leoa chama a minha atenção... O Simbolo do amuleto é ligado a Sekhmet, a Deusa Leoa do Egito... Isso não pode ser simples coincidência...

Vejo as faíscas de tensão entre os dois grupos... Algo mais acontecia por trás do véu... Me mantenho observando, mas vejo que tudo se resolve ente Asa Noturna e o cara com uma mascara vermelha quando a voz de Alfred é ouvida... Pelo visto o respeito que tinham por ele, era similar ao do simbolo que carregavam no peito...

Invejo o liquido em mim... E sabia que aquilo não tinha magia... E sim ciência... Me sinto regenerado... Vejo Asa Noturna e Capuz vermelho planejando a investida...

Eu posso ver todo o interior com magia...

E posso reforçar as nossas defesas...

Me aproximo de Asa Noturna e Capuz Vermelho...

E conjuro em ambos um escudo de forças, e os deixo mais rápidos e invisíveis...

Me viro para o grupo e falo...

Quem quiser que eu os proteja com magia, apenas fique aqui...

Vou conjurar em todos que quiserem... Escudo de forças e explosão de velocidade, iria deixar um fio de espaço preso em cada um deles, caso algo desse problema, poderia retira-los de lá...

Após, conjuro em mim mesmo, escudo e visão arcana.

Todas as magias quero que dure a cena inteira da torre
[/color]
avatar
Tony.Wiz

Mensagens : 76
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Art012 em Ter Ago 29, 2017 6:07 pm

Uma construção faraônica, destacando-se no horizonte da cidade, um edifício alto, pelo que dizem cheio de tecnologia, um lugar obviamente perigoso pros mais descuidados, quem dirá para os mal intencionados, a questão é que esse lugar seria nosso próximo alvo, ao que tudo indica, não tínhamos uma pista do amuleto, apenas o relato que algo estranho ligado a ele estava ocorrendo aqui, posso parecer preocupada, mas no fundo só estou tentando ser logica, tentando prever o que pode ocorrer, qualquer pista ajudaria, mas um dia de diferença me levanta suspeitas, tínhamos que resolver o que estava acontecendo ali, seja por que era uma urgência, por que era nosso dever ou por que em parte eu sinto que isso também era de minha responsabilidade, penso de braços cruzados e capuz levantado olhando o que tínhamos ali ao nosso redor.



Nosso "grupo" se encontra com outros aliados do chapeuzinho, ele e o outro rapaz, parecem ter algum desentendimento, hmpf se casais que se entregam de corpo e alma tem seus desentendimentos por que não dois "justiceiros"?  Isso parece ser briga antiga assim como entre Chapeuzinho e a garota que acompanha, pudinzinho, cujo a presença levanta a suspeita do outro rapaz também, prefiro me manter de fora dessa discussão deles.


No meio da conversa um míssil cai no terraço, por que americanos gostam tanto de jogar misseis uns nos outros está alem de minha capacidade cognitiva agora, dele surgem seringas com alguma coisa azul, é um tipo de cura pelo visto, depois de todo mundo se injetar com aquilo, eu decido pegar uma, biologicamente não sou humana, mas se precisar e não funcionar, tudo bem.



Como um vento que sopra em minha alma, Set retorna em minha mente:


-Se não é nossa querida leoa dos deuses se curando com medicina humana, por que se rebaixa a tão pouco, vale mais esse negocio fluindo em suas veias do que minha palavra? Desespero para se tornar algum tipo de heroína?



-Não lhe devo satisfações, e a eles é meu dever resolver esse problema, se isso for me ajudar, não tenho porque negar, qualquer ajuda vale para fazer o que é certo, mais deles que tua. - respondo, logo ele continua.



-Huhuhu, O que é um herói, aquele que vem com um objeto magico ou super arma para resolver tudo ou alguém que sacrifica tudo da vida em prol do que é certo?



Set deixa essa pergunta em minha mente, logo os rapazes  voltam com um plano, nesse plano, a garota-morcego e eu deveríamos ser a linha de frente, ela me pergunta se sei lutar as cegas;



-Veremos, lutar e caçar as cegas é uma habilidade básica para qualquer predador, seja nossa, ou do que encontraremos, muitos tem coragem de enfrentar os outros nas surdina, na noite sem luar, até perceberem que o primeiro erro foi deles de entrarem nas sombras.- Respondo para a jovem.



O rapaz amigo do chapeuzinho perguntou se tínhamos duvidas, olho o horizonte da cidade por um instante e depois pergunto para ele:



-Esse lugar, seja lá o que está lá, está a pelo menos 24h a nossa frente em termos de preparação se o bilhete estiver certo, não questiono as habilidades e nem a inteligencia de vocês, mas se encontrarmos o amuleto lá, sera por que eles foram descuidados ou por que eles queriam que fizéssemos isso, um dia de diferença e toda essa confusão ao redor da cidade, eles poderiam ter dado um sumiço nesse amuleto, com todo aquele poder em dois tempos, obvio que vou ajudar vocês, mas algo não se encaixa nesse lugar...



Tenho desconfiança, não deles mas desse lugar, seria amadorismo de mais para um grupo que achou um amuleto perdido no meio do nada deixar assim de lado, sem mais nem menos, enquanto penso sobre, um outro rapaz parece estar fazendo algum tipo de magia, eu fico ali parada para ver o que ele faz.
avatar
Art012

Mensagens : 62
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Onikaze em Qui Ago 31, 2017 10:06 pm

Clima de tensão no ar, eu já esperava quando vi os meninos do Batman, mas nada que a própria Arlequina não tirasse de letra. Não sabia porem da relação entre Capuz e Asa que se confirma na discussão deles, mais pareciam irmãos brigando que inimigos e o telefonema abala Capuz, Asa e Batgirl.

Recebo a injeção e guardo, estava bem depois do cemitério e não era necessário vi o efeito que fazia e eu realmente não precisava, Sekhen fala sobre o mago.

Aproximando dele eu peço:

_Por favor, preciso desse auxilio.

Sabia o que os magos orientais faziam e eu iria em uma missão dificil.

Após receber as proteções aproximo-me de Asa.

_Você parece conhecer bem o local, sabe pelo menos de forma aproximada quantas câmeras de vigilância existem e onde é a sala de controle?

Caso soubessem as informações as uso, se não souberem desapareço e vou com Kazeshini destruindo as cameras que encontrar, mas se notar que existe alguem, volto a aviso ao outro pelotão.

_________________
avatar
Onikaze

Mensagens : 78
Data de inscrição : 22/08/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Admin em Dom Set 03, 2017 9:41 pm

Theo aproveita que todos ainda estavam absorvendo o plano sugerido por Asa Noturna para lançar suas magias e melhorar o desempenho de seus companheiros com magia. Não só isso, eles também precisariam de proteção.
 
Guardião: Energia 7 + Forças 5 (Dif: 6) = 5 sucessos.
 
Guardião: Energia 7 + Forças 5 (Dif: 6) = 10 sucessos.
 
Guardião: Energia 7 + Forças 5 (Dif: 6) = 3 sucessos.
 
O mago fica um pouco ofegante, mas nada que representasse um cansaço. Deu trabalho, contudo estava feito. Asa Noturna e Capuz Vermelho simplesmente desaparecem daquele telhado, embora as vozes deles pudessem ser ouvidas. Estavam invisíveis. Todos estavam também envoltos por um escudo invisível que os protegeria através da inércia. E aqueles que invadiriam a torre agora podiam sentir seus movimentos mais rápidos e precisos.
 
Guardião: Energia 7 + Forças 5 (Dif: 6) = 6 sucessos.
 
Guardião: Energia 7 + Forças 5 (Dif: 6) = 4 sucessos.
 
Theo também envolve a si mesmo em um escudo invisível, pois fisicamente ele talvez fosse o que mais precisaria daquela proteção. Em seguida, seus olhos brilham magicamente. Sua Visão Superna estava ativa, e a primeira coisa que ele detecta ao olhar em volta é a forte distorção espacial no quinto andar da torre.
 

 
Anouke restabelece a sua saúde através da estranha seringa enviada pela voz misteriosa para aqueles humanos. Há séculos ela não se sentia tão bem quanto depois de ingerir aquele líquido. Mas estava bem apenas fisicamente. Mentalmente ela se vê novamente atormentada pelo terrível Set, que sussura palavras venenosas na tentativa de lhe abalar.
 
A guerreira se faz forte, ignorando as palavras daquele deus e retornando a realidade do que acontecia no terraço. Lá embaixo, Onikaze era apenas um raio cruzando as ruas escuras. Era preciso esperar que ele terminasse de agir para poder seguir em frente, então Anouke aproveita para expor sua opinião ao Asa Noturna.
 
- Você está certa. Provavelmente eles já conhecem o valor deste amuleto e o levaram a um local seguro para planos maiores. Pelo padrão dos ataques, estão claramente nos atraindo para estes locais para que aqueles que o amuleto invocou dê cabo de todos nós e limpe o caminho para seus planos. – Asa Noturna considera.
 
- Você adora enfeitar as coisas. – Capuz Vermelho censura o companheiro. – Diz logo que é uma armadilha. Isso está na cara. Mas que escolha a gente tem? Deixar que os três extra-planares ficassem zanzando pelo nosso mundo? Entregar a Wayne Tech para eles? Menos choradeira, mais ação. – Capuz Vermelho opina.
 
De repente, os dois desaparecem, tornando-se invisíveis bem na frente de todos. Arlequina ri escandalosamente e aplaude, imaginando que se tratava de um truque. Mas Anouke tinha total ciência de que aquilo se tratava da magia do garoto de capa preta entre eles. Ela também estava cercada por esta magia, com seus olhos divinos podia ver um campo de proteção quase invisível ao seu redor, assim como podia sentir seus movimentos um pouco mais hábeis.




Enquanto recebia a benção de Guardião, Ren se aproxima de Asa Noturna e pede mais alguns detalhes sobre o lugar. Diferente de Capuz Vermelho, ele parecia um pouco mais amigável. De maneira séria, o novo companheiro olha para a torre e depois para o velocista.
 
- Não há sala de controle. As câmeras são como os olhos das defesas desse lugar. Não sei quantas tem, mas as que ficam do lado de fora estão perfeitamente visíveis. Destrua todas, mas não baixe a sua guarda, outros sensores também irão detectá-lo. Destrua todas as armadilhas. – Ele explica calmamente, apontando para o lugar.
 
Ren se aproxima da beirada daquele terraço para partir, mas não sem antes um beijo de Arlequina e um pedido de cuidado. Isso lhe dá forças. O velocista então desce pela superfície do prédio como um raio, chegando até a rua em um piscar de olhos.
 
Pessoas estavam em volta, a polícia fazia um cerco. Mas ninguém foi capaz de detectar a presença de Ren, tamanha a sua velocidade, apenas sentiram o forte vento que soprou suas roupas e levou seus chapéus. O portão esta logo a frente, e duas câmeras faziam vigia como os olhos de um inseto.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 7 sucessos.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 3 sucessos.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 2 sucessos.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 4 sucessos.
 
Ren aparece como um fantasma, assustando tanto as pessoas. Quando ele mostra Kazeshini, os policiais erguem suas armas, imaginando ser um dos invasores que tomaram a torre. Seus olhos eram incapazes de acompanhar enquanto o oriental destruía as câmeras com dois golpes, cortando-as ao meio. Então eles começam a atirar.
 
Onikaze: Destreza 4 + Esportes 2 (Dif: 6) = 2 sucessos.
 
As balas passam direto pelo oriental, lentas como sempre. Em uma nova corrida, Ren transpassa a cerca com facilidade. Mas assim que ele pisa na entrada da torre, os sensores de movimento o detectam e o chão se abre para quatro metralhadoras autônomas, feitas para picotar qualquer invasor.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 2 sucessos.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 7 sucessos.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = Nenhum sucesso.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 6 sucessos.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 5 sucessos.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 5 sucessos.
 
Dividindo seus ataques em diferentes posições, Onikaze consegue “decapitar” três daquelas metralhadoras. Porém, ainda restava uma já armada e apontada para o oriental. Pelo barulho que ela fazia, estava pronta para fazer Ren em pedaços. Na fachada da torre, quatro câmeras começavam a se virar em sua direção.
 
 

Batgirl se sentia pronta para agir novamente após injetar o conteúdo da seringa. Na beira do terraço, ela vê o Onikaze destruindo as primeiras câmeras e passando pelo portão. Enquanto o novo aliado faz a sua parte, ela aproveita para falar com Alfred mais uma vez, pedindo para que ele não se preocupasse.
 
- Tive o privilégio de acompanhar enquanto o patrão treinava cada um de vocês, senhorita. Sei o quanto são bons. Ainda assim é impossível não me preocupar... Bem, não quero atrapalhá-los. Como bem sabem, o café será servido as sete. Espero por vocês. – Diz o mordomo, desligando o comunicador.
 
Lá embaixo, Onikaze destruiu boa parte das armadilhas, assim como as câmeras frontais. As pessoas na frente da torre estavam assustadas, sem entender o que havia acontecido. Passar por elas exigiria alguma estratégia, pois como visto, os policiais estavam nervosos e bem armados, prontos para atirar.
 
- Batgirl... Sekhen... Está na hora. – A voz de Asa Noturna avisa.
 
- Vocês são mais fortes, mas não os subestime. Lembrem-se que a maluquinha e o Harry Potter estarão dando cobertura, mas vocês também precisam protegê-los se necessário. – Capuz Reitera.  
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 280
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Tony.Wiz em Seg Set 04, 2017 9:47 pm

O uso das magias me deixa ofegante... Mas nada que uma pausa entre as recitações não resolva...

Vejo a guerreira conversando com Capuz vermelho e Asa Noturna... Me aproximo e falo...

Eu sei onde está o amuleto... Um local chamado Palisades... Vocês lutaram contra um "Batman" ? Pois o que estamos enfrentando aqui são realidades distintas do nosso mundo

Crio com forças uma replica feita de luz das palavras escritas na igreja...

Encontramos esse ritual lá... Mas a língua é antiga demais até mesmo para mim... Encontraram algo parecido lá ?

Eu suspeitava que a Guerreira Anouke tivesse alguma ligação com o amuleto, mas tinha que escuta-la...

Examino o predio e vejo que o 5 andar era onde o ritual fora feito...

O 5 andar foi onde o ritual foi realizado... Tenham cuidado ao passarem...

Vejo o guerreiro descer o prédio em ultra velocidade... Já havia visto pessoas com aceleração magica ou metabólica... Mas esse superava...

Logo Asa Noturna fala que está na hora... Vejo que os policiais estão guardando a entrada... Seria problemático lidar com eles...

Posso nos teleportar lá para baixo... Fiquem atentos aos policiais...

Caso aceitem... Nos teleporto para a frente do predio assim que Ren destruir a metralhadora
avatar
Tony.Wiz

Mensagens : 76
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Art012 em Qui Set 07, 2017 4:17 pm

Estávamos prontos, imagino que sim, demorar aqui não adiantara muito mais para nós, injeto esse negocio em minhas veias, isso parece funcionar, minhas forças voltam um pouco, estranha sensação essa sim, nada que incomode, esse lugar parece ser grande, não sei dizer se o pessoal lá embaixo era a paciência de nos esperar.



Enquanto isso o outro jovem parece jogar algum tipo de encantamento sobre nós, muito gentil de sua parte, mas eu já sinto que estou abusando da boa vontade desse povo, o que fiz fora cruzar os braços e observar eles lutarem? Um sussurro chega a min...



-Estais afim de qualquer coisa para lutar não é? Hm até magia humana vale para te empurrar pelo visto, mas lutas por eles ou para provar algo, buscas solucionar isso ou no fundo isso é só uma... Desculpa para conseguir só mais um pouquinho de energia, não se sente segura com o que és?



Set parece se aproximar de meus ouvidos por traz, quase que poço sentir sua respiração sobre meu pescoço agora, e continua;



-Estenda seu desejos min, iguais são nossas vontades, todos que buscam por poder, sem exceções, buscam por batalhas. Você luta para ficar mais poderosa ou quer mais poder pois assim você pode lutar?



Eu balanço a cabeça num rápido movimento como se tenta-se afastar ele, ele parecia mais perto, e nessa hora escuto o jovem mago me perguntar se consigo ler o que está escrito, ele chegou bem perto dessa vez, mas tenho que me focar, então digo ao jovem;



-Não tão antigo quanto parece, não existe no vocabulário antigo homens com cabeça de coruja, coruja se pronuncia da mesma forma como se pronuncia a letra "m", mas aqui eles mudaram algumas coisas, não sei se foi para o seja lá o que fizeram ou apenas para registro, mas dias com esse amuleto, por que eles usaram tão pouco.



Temos muitas duvidas, sim, mas agora só nos resta seguir em frente.



Off: Ler os hieroglifos e seguir em frente com o teleporte caso a Jovem morcego concorde, depois entrar escondida
avatar
Art012

Mensagens : 62
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por siouxsie. em Qui Set 07, 2017 4:42 pm

Depois que o Alfred desliga eu fico prestando atenção nas ações. Theo continua sendo importante e nos ajudando com suas magias. 

"Não sei o que o Alfred e o Dick vão falar, mas ele seria ótimo pro time"

Lá embaixo eu vejo o onikaze fazer seu trabalho e nos livrar das armadilhas, ele era rápido. 

- Não se preocupa. Eu nasci pra isso. 

Off: se a magia do Theo se realizar, vou com ele. Se não uso a Batgarra pra chegar até o pátio.

_________________
avatar
siouxsie.

Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Onikaze em Sex Set 08, 2017 5:03 am

Tempo era algo que tínhamos pouco, mas por sorte eu conseguia ser mais rápido do que o esperado. As armadilhas são várias era algo que um simples humano ou mesmo um pequeno grupo teriam dificuldade.  A polícia ao redor percebe minha presente, mas tão rápido saio que eles se perguntam o que aconteceu. Talvez a lenda do demônio do vento se espalhe por Gothan, isso seria ruim?  Ainda não sei. Passo pelas balas como se elas fossem brinquedos sentia que minha velocidade ajudava a mudar o rumo delas, afetava sua trajetória. Quando elimino deixo apenas uma que está pronta para atirar. 

Esquivo me na velocidade da luz, não deixaria ser alvejado, definitivamente não seria bom para mim, chegar até aqui para isso é uso então minha técnica Ryu kan sen. 

Assim que eliminasse esses impecilhos esperaria o grupo, longe dos olhos da polícia.

_________________
avatar
Onikaze

Mensagens : 78
Data de inscrição : 22/08/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Admin em Sab Set 09, 2017 12:00 am

Após destruir parte das armadilhas, Ren encara a metralhadora que sobrou, vendo que ela estava prestes a abrir fogo. Atacar talvez representasse um perigo, então o velocista opta por um movimento de segurança, ativando a velocidade da luz.
 
Onikaze desvia: Destreza 4 + Esquiva 3 (+1D por especialização) (Dif: 5) = 9 sucessos.
 
Raios azuis dançam pelo corpo de Onikaze, e ao dar um passo para o lado, o velocista simplesmente some de um ponto e surge no outro. As balas passam direito por Ren mais uma vez, em câmera lenta. Incapaz de acompanhar sua velocidade, a armadilha estava agora exposta ao seu ataque.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 4 sucessos.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 4 sucessos.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 3 sucessos.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 7 sucessos.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 4 sucessos.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 8 sucessos.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 5 sucessos.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 9 sucessos.
 
Onikaze ataca: Destreza 4 + Armas Brancas 3 (Dif: 6) = 3 sucessos.
Onikaze (Dano: Força 3 + 6D +3D) = 7 sucessos.
 
Como um raio, Onikaze passa pela metralhadora, e num corte perfeito a decepa. As câmeras na entrada do prédio finalmente o fitam, mas quem quer que esteja lhe filmando, em um instante o viu a dez metros de distância, no outro via apenas estática. As câmeras agora nada mais eram do que sucatas aos pés do velocista.
 
 
Theo vê quando o Onikaze termina de cumprir com sua parte no plano, mesmo usando de uma visão mágica era impossível acompanhar os movimentos dele. O mago o perde de vista por um momento, e só o vê novamente quando ele para diante da porta com todas as câmeras e armadilhas feitas em pedaços pelo chão.
 
Guardião usa Teleporte: Energia 7 + Espaço 5 (Dif: 6) = 6 sucessos.
 
Theo oferece sua magia para levar suas companheiras até a porta em segurança. Todas elas aceitam depois de comprovarem suas habilidades, inclusive a perigosa Arlequina, que saca suas armas, pronta para a ação mais uma vez.
 
- Adorei os seus truques. Uma vez um mágico se juntou à Gangue do Circo. Não era um bom lutador, mas divertia todo mundo com seus truques. Mas um dia ele foi ficando chaaaato... Até que o Senhor C explodiu os miolos dele com um tiro no meio da testa. Ou será que fui eu? Bem, não importa agora. – Ela ri.
 
 
Anouke vê com surpresa a aproximação daquele garoto, quando outros como ele fugiriam de sua presença predatória. Mas ele não parecia fraco, nem mesmo uma ameaça. Pelo contrário, com sua magia, ele mostra símbolos egípcios semelhantes aos que ela havia encontrado no ritual feito no cemitério.
 
Estudando as imagens a princípio, ela não encontra nada demais. Era apenas um esquema de pictogramas representando palavras antigas necessárias para a convocação da essência da deusa. Porém, um trecho naquele jogo de palavras chama a atenção da guerreira.
 
“... Despertai de vosso sono das eras, e guia-nos pela trilha da vingança através de tuas garras. Acorda, ó, terrível Sekhmet, e aceita o coração deste reino de trevas como tributo.”
 
O ataque ao templo e o roubo da tumba junto ao amuleto tinham fins piores do que Anouke supôs até então. Aqueles humanos gananciosos não só queriam usar os poderes da jóia para obter sua vingança sobre Gotham, como também despertar a própria deusa!
 
 
Batgirl percebe que Asa Norturna e Capuz agiam como verdadeiros irmãos mais velhos, sempre preocupados com os passos da nova membro da Batfamília. Porém, a garota dá uma resposta à altura, e os dois se calam em meio a invisibilidade.
 
Com a magia de Guardião, tanto ela quanto a grande leoa e Arlequina são teleportadas para o exato ponto onde o Onikaze estava, surgindo bem atrás do mesmo. Será que tinham o elemento surpresa depois que todas as câmeras foram destruídas?
 
O som das portas da torre se abrindo prova que não. O grupo já havia sido detectado, talvez por outros sensores espalhados pelo lugar. As portas de metal se erguem devagar, revelando por trás delas um grupo de dez Garras Assassinos, trajados de forma diferente dos últimos encontros. Desta vez eles utilizavam um traje negro de kevlar muito leve e flexível, que lhes encobria todo o corpo, muito semelhante ao que o Batman usava. Nos rostos ainda traziam a máscara da coruja, mas desta fez com visores nos olhos que brilhavam em azul intenso, claramente lhes dando todo tipo de visão. Nas cinturas traziam uma versão do cinto de utilidades, com os mais variados tipos de equipamento. E em suas mãos traziam as famosas garras que serviam como base para sua alcunha, porém, as lâminas estavam agora tomada por ameaçadoras correntes elétricas.
 
 
Iniciativa:
 
1° Garras Assassinos: Raciocínio + Prontidão + 1D = 16
2° Onikaze: Raciocínio 3 + Prontidão 3 + 1D (7) = 13
3° Arlequina: Raciocínio + Prontidão + 1D = 12
3° Guardião: Raciocínio 3 + Prontidão 3 + 1D (6) = 12
4° Batgirl: Raciocínio 3 + Prontidão 1 + 1D (5) = 9
5° Sekhen: Raciocínio 2 + Prontidão 3 + 1D (2) = 7
 
A porta finalmente se abre, e os Garras Assassinos encontram seus alvos, sorrindo maliciosamente. E com uma sede de sangue quase insana, eles avançam, abrindo suas asas! 
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 280
Data de inscrição : 06/05/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por siouxsie. em Dom Set 10, 2017 9:19 am

Chegou a hora de entrar em ação e com a magia do Theo a gente chega no lugar próximo do Onikaze. Nem dá tempo pra a gente se organizar e os corujas aparecem com os equipamentos do Batman.
 
- Isso não vai ser nada bom. Guardião procure um lugar para se esconder!
 
Estavam vindo como um bando prestes a nos atacar. Iria defender tds os ataques que viessem contra mim, contra o Theo e contra a Arlequina tbm.
 
“Não gosto dela, mas está do nosso lado agora”
 
Off: defender tds os ataques que eu puder. 

_________________
avatar
siouxsie.

Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Tony.Wiz em Ter Set 12, 2017 1:58 pm

Vejo que a garota que está com o usuario de velocidade não parece normal... E pelo modo como Asa e Batgirl se portaram... Existia muita historia ai...

Apenas ignoro as suas palavras... Vejo quando a porta de abre... E testemunho a tecnologia que tinha guardada no predio... Era algo absurdo de cair em mãos inimigas...

Eles avançam... Olho a volta, tinha que encontrar um local onde pudesse estar fora do foco... Iria me teleportar caso eles me atacassem...

Com as sandalias de Fharlanghn... O horizonte se torna a um passo...


Teleporte - Arcano Espaço
avatar
Tony.Wiz

Mensagens : 76
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Onikaze em Qua Set 13, 2017 12:22 am

Os inimigos se apresentaram, sua tecnologia de defesa era boa, visores, garras elétricas, uma blindagem que seria forte, mas o suficiente para segurar kazeshini?

Todos reunidos por um só objetivo.

_Harley, cuidado esses vão ser mais chatos que os vampiros. - digo antes de desaparecer velozmente.

Situação 1 : caso eles me ataquem esquivo e se sobrar ação, ataco os pernas de um deles com Ryu Kan Sen Arashi com todas as ações exceto a ultima que será me afastar evitando combate corpo a corpo.

Situação 2 : caso não me ataquem 5 Ryu Kan Sen Arashi em um deles e a sexta ação seria me afastar para evitar combate corpo a corpo.


"Interessante esses garras, mas tem algo errado, a tecnologia das mascaras adaptadas para corujas e garras eletricas, isso não foi feito hoje."


_________________
avatar
Onikaze

Mensagens : 78
Data de inscrição : 22/08/2016

Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t34-ren-o-demonio-do-ve

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Art012 em Qui Set 14, 2017 1:14 pm

Ignorar Set era algo que eu devia, por mais claro que fosse ou mais próximo que soasse sua voz, não posso me deixar levar por simples provocações, enquanto isso o jovem se aproxima com uma magia, mostrando o que viu escrito em um lugar, aponto para o hieroglifo e mostro como se deve ler, 



-Sachmis, Sekhet ou se preferir Sekhmet, "A poderosa", até aqui tudo bem, depois eles usam essa grafia estranha para escrever homens com cabeça de coruja, é um pedido escrito no caso, aqui eles pedem a ela para que os guie a vitoria através da vingança, pedem para que despertem de seu sono, ai já pode ser metafórico ou literal, o que seria difícil e arriscado por si só, ela arrancou a vida do Saara com um único sopro, mas hoje ela é arbitra do tribunal divino, protetora de Ma'at, a justiça no antigo Egito em si, muito alem da compreensão teria que ser a artimanha desses infelizes para provocar a ira dela de novo, pois a mesma não serve aos homens nem mesmo aos deuses.



Humanos gostam de desafiar as regras, as possibilidades, apenas pelo simbolismo, desejo talvez, insanidade, de qualquer forma, se ela realmente surgir, as primeiras vitimas serão os que estiverem por perto, mas duvido que isso aconteça, seria fácil e rápido demais, ou estão sendo espertos ou muito estúpidos, tenho que procurar mais, estou mais interessada em tentar descobrir o porque de tudo isso, imperadores e tiranos que desejaram mais que o mundo em suas mãos, não tentaram, por que um grupo de pessoas ambiciosas tentaria? Na pior das hipóteses, ao menos tenho que procurar nem que seja um bom lugar para ver o show, pois se a era dos heróis e deuses antigos não parou sua ira, não sera essa era de transição que irá.



Logo seguimos para a operação, na base do teleporte, o mago é habilidoso, mas como esperado, preparados nossos oponentes são, logo um conjunto de paspalhos fantasiados e armados com armas elétricas, estou de braços cruzados, olho aquilo, dou um suspiro e digo aos 10 idiotas;



-Já começaram errado.



Seria um pouco mais interessante que a ultima, só um pouco mais.



Off: Defender todos os ataques, gastar 1 ponto e acertar 1 soco nível 5 em um deles no rosto entre os olhos.
avatar
Art012

Mensagens : 62
Data de inscrição : 19/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sombras da Justiça - A Era Degenerada

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 9 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum