Nós estamos a procura do mais forte!
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A Batalha do Apocalipse – Gênesis

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 494
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Sex Dez 14, 2018 8:48 am

Brastes e K’inashini:


O Zanathus é o primeiro a se aproximar da encosta que separava o gelo firme do mar revoltoso, e a violência com que as ondas se chocavam aos seus pés não o intimida. A Succubo não fica atrás, deixando claro para Samael que estava naquela missão mais por um objetivo pessoal do que por lealdade a algum líder.

Brastes: Destreza 5 + Esportes 5 (Dif: 4) = 7 sucessos.

K’inashini: Destreza 5 + Esportes 3 (Dif: 6) = 3 sucessos.

Brastes usa os seus poderes nefastos, transformando seu grotesco corpo em uma forma de água pútrida e fétida. Nesta forma, o demônio se lança ao mar revolto e como era esperado, encontra maior facilidade em superar a correnteza e as ondas constantes.

Logo atrás, K’inashini não encontra a mesma facilidade, mas sua agilidade demoníaca se mostra o bastante para que a Succubo flutue entre as ondas e não seja arrastada pela força do mar. E bem ao seu lado, Samael nadava nas águas negras com semelhante habilidade.

K’inashini: Percepção 2 + Prontidão 3 (Dif: 6) = 3 sucessos.

Brastes: Percepção 4 + Prontidão 5 (Dif: 6) = 4 sucessos.

Dentro do mar negro, os três demônios se viam completamente cegos e vulneráveis ao mundo a sua volta. Tal atmosfera os faz lembrar de imediato como era o universo antes de o Pai dar início ao seu insano desejo de criação. Era como se os três houvessem mergulhado no nada mais uma vez. Porém, a voz sedutora e delicada que os conduzira até ali mais uma vez vem em seu socorro, seu timbre sussurrante superando o marulho e alcançando seus ouvidos para situá-los.

Tal voz faz com que os três olhem ao mesmo tempo para um brilho que nasce nas profundezas em meio à total escuridão. Tão reluzente era este brilho que dá forma às pedras e plantas abissais à sua volta, mas não apenas a elas, também torna perceptível a presença de uma dúzia de tentáculos gigantescos entre os demônios e a fonte do brilho. Se os três olhassem com a devida atenção, veriam que silhuetas destes enormes tentáculos vagavam à sua volta, e que somente um golpe de sorte os impedira de tocá-los até ali. A voz os convocava a nadar em direção ao brilho, mas os demônios se arriscariam entre aqueles numerosos tentáculos para chegar até lá?


Avaliação - Brastes::
 


Avaliação - K'inashini::
 


Ozen e Nathaniel:


Aquele túnel estava calmo demais. A escuridão ainda era um empecilho, mas luz criada tornava o lugar um pouco mais suportável. Sensações de claustrofobia e uma desorientação labiríntica perturbavam os dois, mas todos esses receios superficiais se desfazem diante do forte tremor de fúria daquele vulcão. E como se já não bastasse isso, um deslizamento ocorre em todo o caminho que os anjos atravessaram. Pedras enormes se desprendem do teto e começam a cair em sua direção, obrigando que os dois se afastassem o mais depressa possível.

Ozen: Destreza 4 + Esportes 5 (Dif: 6) = 2 sucessos.

Nathaniel: Destreza 7 + Esportes 5 (Dif: 6) = 5 sucessos.

Querubins viam tarefas físicas como desafios fúteis, e ao se deparar com as enormes rochas que despencavam às suas costas, Nathaniel dispara pelo corredor em uma velocidade sobrenatural que à vista deixava para trás um borrão de sua própria imagem. Não seria com aquelas tolas pedras que o vulcão atingiria a Chama do Alvorecer.

No entanto, Ishins eram mais notáveis por seu grande poder do que por suas capacidades físicas. Ozen corre e corre, conseguindo escapar consecutivamente de uma, duas pedras, porém, em certo ponto, o deslizamento o alcança, e uma rocha de tamanho considerável esmaga sua coluna. Causando 12 pontos de dano!

Tudo isso ocorre na boca do túnel, que levara aos dois anjos a uma das câmaras vulcânicas. Um lago de magma tomava conta daquele lugar, com nada mais do que cinco pequenos sítios rochosos em que os dois poderiam se ver de pé. Mas enquanto Nathaniel estava perfeitamente de pé sobre o sítio próximo ao corredor, Ozen estava com a metade inferior de seu corpo presa entre as rochas pesadas que havia despencado.

Normalmente, isso não seria um desafio para os dois anjos, bastava Nathaniel ajudar seu companheiro, mas de repente, o lago de lava começa a borbulhar com grande intensidade, aumentando o calor naquela câmara e literalmente parindo 8 elementais do magma em forma humanóide, que começam a caminhar pela lava na direção dos dois anjos de maneira claramente hostil.


Iniciativa:

1° Nathiel: Raciocínio + Prontidão + 1D (7) = 17
2° Ozen: Raciocínio + Prontidão + 1D (6) = 15
3° Elementais do Magma: Raciocínio + Prontidão + 1D = 6


Avaliação - Ozen:
 


Avaliação - Nathaniel:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Art00

Art00

Mensagens : 10
Data de inscrição : 19/06/2018

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Sab Dez 15, 2018 9:48 am

A água me envolve, se debate, por todos os lados, ao meu redor, mas não me impede, aye, não impede, nunca impediu e não iria me impedir de continuar, me adapto para ficar como ela, como esses oceanos, assim como eles eu também lutava, me debatia, me revoltava, me envolvia contra algo que não conseguia lutar, tanto que consumir, corromper, destruir tudo aquilo ligado a Ele, não era apenas mais vantajoso, era minha unica forma de retribuir toda gratidão que eu sentia, sim gratidão.



Gratidão por não ter valor, mesmo sendo mais valioso que tudo, não preciso provar minha superioridade para aqueles que não há compreendem... E para ninguém...



Gratidão por não ser reconhecido, mesmo após ter tido mais fé e respeito por ele do que qualquer um aqui, abaixo ou acima já teve, eu não o trai, ele que não nos deu valor, nos desqualificou, SIM nos desqualificou, nos ignorou para dar atenção aos degetos da criação.



Gratidão por ser abandonado, nunca abandonei meus serviços, e o criador a quem servi, em retorno, me abandonou... NOS abandonou, nos criou apenas para observarmos o vazio, o vazio não existe até que alguém se de conta, aqui estamos para isso, não no vazio desse oceano, mas da existência, liberdade, sem limites, sem julgamentos, se ele fez o que quis com o vazio, assim nós faremos também.



Gratidão por ser perfeito, pois sei que não importe quantas coisas devore, mate, viole, roube, queime, torture, escravize, eu ainda serei muito maior, preciso, O INEXORÁVEL, um daqueles que ofereceram o cabal exemplo perante toda a criação... Aye, enquanto ele observa do silencio de seu trono, enlouquecedor? Quem é o louco, este por ser o que sou ou ele por permitir que façamos isso???



Não importa, o quão fundo eu vá, esse oceano é mais raso, mais límpido e claro do que minhas vontades, do que minhas intenções, mas ao contrario das mesmas, esse ainda oferecia um guia, algo a seguir, algo a se desconfiar, a voz clamava do fundo do oceanos, do frio abismo sombrio, entre a dança sinuosa, fascinante, intoxicante de tentáculos, mas havia um problema, onde estava a tentadora criatura dona destes tentáculos?



-Se aquilo for uma boca, devemos ser realmente muito saborosos para seja lá o que for aquilo, nos atrair até aqui... - Digo para k'inashini e Samael enquanto encaro o abismo



Olho para K'inashini;



-Então. olhamos ao redor ou ir direto pra goela daquilo (apontando para a luz)?- Pergunto, tirando um pouco a seriedade daquele momento, eu já havia passado por mais do que o suficiente para ter duvidas, mas não estava só.



Mais uma prova, era mais uma prova de nossa lealdade... ou nossa tolisse, quase dava as honras para os dois serem os primeiros a provarem o que acreditarem, eu não tinha medo de me jogar ali, se não temo o criador, por que temeria aquilo, abro meus braços, expando meus tentáculos por um instante, então sigo em direção a luz, era uma prova que aquilo queria, somos tolos, eu não queria ser um tolo com duvidas, aquilo me desfiou a entrar, se aquilo for a embocadura desse ser, é bom que me devore, ou devorarei ele de dentro para fora, mas devo olhar... Serei o ariete e escudo deles, não estou aqui para liderar, sou apenas suas sombras.



Off: tentar localizar, ao que esses tentáculos estão presos enquanto sigo em direção a luz na frente deles atento ao que estiver ao redor.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Drogon

Drogon

Mensagens : 25
Data de inscrição : 06/07/2017

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Ter Dez 18, 2018 2:40 pm

Uma das pedras me atingem, isso me deixa um pouco irritado, mas no momento deveria ignorar e seguir adiante, nesse mundo existiam regras e eu deveria segui-las, ou pelo menos entende-las.

A minha frente aparecem alguns elementais menores, creio que ligados ao principal, não queria perder tempo aqui, tinha que cumprir minha missão e voltar, resgatar o anjo eliminando o espírito agitado.

Usando meus poderes começo a resfriar o local, de forma a tentar restringir os movimentos deles.

off: uso fdv
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Megan

Megan

Mensagens : 13
Data de inscrição : 01/10/2017

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Dom Dez 23, 2018 10:17 am

Não era fácil nadar naquela água. A correnteza era mtu forte eu precisava usar td a minha habilidade pra não ser arrastada. Mas pelo menos eu ainda conseguia ouvir aquela voz nos guiando ali dentro.

“Uma luz”

Não sou boba pra achar que luzes na escuridão representam esperança no meu caso era mais fácil representar a destruição. Isso fica claro quando vejo essa luz mostrar os enormes tentáculos que flutuavam entre nós. Se formos pegos, será o fim...

“Não temos escolha a não ser seguir em frente”

Pensava isso com a pergunta do Brastes e espero que Samael faça o msm. Iria continuar nadando e desviando dos tentáculos.

Off: gasto fdv se tiver teste.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Ranger

Tony.Ranger

Mensagens : 16
Data de inscrição : 04/04/2017

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Seg Dez 24, 2018 6:42 pm

Após escaparmos das rochas chegamos a uma Câmara subterrânea... O magma tornava o local quente demais... Mas enquanto avaliavamos as opções surgem elementais a nossa frente...

Vejo que Ozen emana a sua energia... Mas ele era lento... Empunho minha arma sagrada e saltaria a frente de um deles e iria golpea-lo e então iria saltar de encontro a outro elemental e iria desferir um novo golpe...

Com isso poderia testar suas resistencias. Iria ficar atento aos seus ataques e me defenderia deles...

0 - Ataque elemental 01
1 - Ataque elemental 02
2 - Defesa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 494
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Sex Dez 28, 2018 12:38 am

Brastes e K’inashini:


A origem daqueles tentáculos intriga Brastes. Enquanto Samael nadava para evitar a criatura, o demônio em forma de água tenta circundá-la até encontrar formas que lhe dê alguma definição. Mas naquela água tão escura isto era impossível. Tais tentáculos eram tão grandes que talvez a criatura da qual eles se originam estivesse a dezenas de metros daquele ponto.

Brastes: Destreza 5 + Esportes 5 (Dif: 6) = 8 sucessos.

Brastes: Destreza 5 + Esportes 5 (Dif: 6) = 6 sucessos.

Brastes: Destreza 5 + Esportes 5 (Dif: 6) = 4 sucessos.

Com uma soberba tranquilidade, Brastes nada com seu corpo em forma de água entre os tentáculos, sem em momento algum ameaçar tocá-los. O demônio passa por três deles até chegar à boca de uma caverna de onde a luz intensa e incômoda emana.


K’inashini demonstra um pouco de dificuldade em mergulhar naquelas águas turbulentas, e o desafio que se coloca a sua frente era preocupante. Inúmeros tentáculos flutuavam a sua volta, ameaçando tocá-la com suas ventosas, enroscar-se em seu corpo e prende-la nas profundezas para sempre. Mas obstinada, K’inashini segue em frente enquanto seus companheiros demonstram dúvida.

K’inashini: Destreza 5 + Esportes 3 (+3) (Dif: 6) = 7 sucessos.

K’inashini: Destreza 5 + Esportes 3 (+3) (Dif: 6) = 5 sucessos.

K’inashini: Destreza 5 + Esportes 3 (+3) (Dif: 6) = 4 sucessos.

Dedicada a cumprir aquela missão, a Succubo não se intimida com aqueles gigantescos tentáculos na escuridão. Embora não fosse das melhores em façanha física, K’inashini nada entre os tentáculos sem temor, passando entre eles com uma habilidade impecável, mesmo quando tais tentáculos ameaçam se fechar à sua volta.


Samael também havia conseguido passar entre os tentáculos sem maiores problemas. Agora, os três demônios flutuavam diante daquela caverna que emitia uma luz ofuscante. Infernais geralmente não se sentiam atraídos por locais com tamanha luminosidade, mas a voz os atraía naquela direção. Olhando para trás, os demônios notam os tentáculos se agitando com maior intensidade, e assim, os três finalmente entendem que não havia retorno.

O outro lado da incômoda caverna iluminada leva os três demônios ao Primeiro Céu, um lugar que quando ainda dotados de graça, os três conheciam como Tártaro. Sabe-se que tal lugar é lar dos Ishins, por suas construções dedicadas aos elementos do fogo, do ar, da água e da terra. Os três demônios surgem em uma nova caverna marinha, desta vez de águas tão límpidas que não é difícil para eles nadar até a superfície e ver que estavam a alguns metros do suntuoso Castelo das Ondas, uma enorme construção em pedra, repleta de fontes e regatos jorrando jatos de água em sua versão mais pura.

- Devemos entrar no castelo, se quisermos chegar ao Segundo Céu. Mas vejam... – Samael menciona, apontando para a frente do castelo onde dois Ishins faziam a segurança.


Avaliação - Brastes:
 


Avaliação - K'inashini:
 


Ozen e Nathaniel:


O Querubim olha para trás, vendo seu companheiro Ishin preso em meio ao desmoronamento com apenas metade do corpo para fora entre as pedras que o esmagava. Seu primeiro pensamento é libertá-lo o quanto antes, porém, aqueles espíritos do magma surgem para desafiá-los. Nathaniel prefere então dar conta das criaturas antes de auxiliar Ozen.

Nathaniel ataca: Destreza 7 + Armas Brancas 5 (Dif: 6) = 4 sucessos.
Elemental do Magma 1: Destreza + Briga (Dif: 6) = Falha Crítica.
Nathaniel (Dano: Força 5 + 10) = 14 sucessos.

Nathaniel ataca: Destreza 7 + Armas Brancas 5 (Dif: 6) = 9 sucessos.
Elemental do Magma 2: Destreza + Briga (Dif: 6) = 5 sucessos.
Nathaniel (Dano: Força 5 + 10) = 15 sucessos.

Quando a batalha começa, o Querubim saca o seu machado e faz aquilo que foi criado para fazer, batalhar contra os inimigos do Pai. Com um golpe, Nathaniel obriga o primeiro Elemental a se proteger, mas o espírito acaba se atrapalhando, ficando ainda mais exposto ao corte da relíquia sagrada, que quase lhe rasga ao meio em um só golpe.

Em seguida, mais um golpe devastador com seu machado lança de volta o segundo Elemental do Magma no lago escaldante de onde sai, fazendo a criatura cair ferida e desajeitada, demorando a se levantar enquanto as outras avançavam.


Mesmo com metade do corpo presa entre as pedras que deslizaram, a chegada dos Elementais do Magma preocupa mais Ozen. O Ishim não tenta se libertar. Sabendo da periculosidade de tais espíritos, o anjo busca usar seus poderes de longe para auxiliar deu parceiro naquela batalha.

Ozen: Afinidade Elemental 5 + Aura 10 (+3D) (Dif: 10) = Nenhum Sucesso.

O Ishin tenta criar um laço com o vento frio para lançar uma tempestade de gelo tão forte que comprometeria o movimento dos elementais. Porém, invocar tal força dentro de um lago de magma era uma tarefa titânica, que nem com muita concentração Ozen consegue realizar. Nem mesmo uma brisa sai de suas mãos.

Elemental do Magma 3 ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 5 sucessos.
Nathaniel defende: Destreza 7 + Briga 5 (Dif: 6) = 7 sucessos.

Elemental do Magma 4 ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 1 sucesso.
Nathaniel defende: Destreza 7 + Briga 5 (Dif: 6) = 6 sucessos.

Elemental do Magma 5 ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 1 sucesso.
Nathaniel defende: Destreza 7 + Briga 5 (Dif: 6) = 7 sucessos.

Com o corpo repleto do magma que lhe dá forma, os elementais atacam Nathaniel, mas o guerreiro muito bem treinado usa o seu machado indestrutível para bloquear cada ataque, evitando uma boa parte das criaturas sem sofrer qualquer arranhão delas.

Elemental do Magma 6 ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 2 sucessos.
Ozen: Sem ação.
Elemental do Magma (Dano: Força) = 1 sucesso.

Elemental do Magma 7 ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 4 sucessos.
Ozen: Sem ação.
Elemental do Magma (Dano: Força) = 2 sucessos.

Elemental do Magma 8 ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 6 sucessos.
Ozen: Sem ação.
Elemental do Magma (Dano: Força) = 1 sucesso.

Preso, Ozen fica completamente indefeso e exposto, e sem o menor remorso, três daquelas criaturas começam a atacar o Ishin, deixando em sua pele além dos cortes de suas garras, queimaduras horrendas feitas pelo próprio magma. Tão insuportável era a dor que foi impossível para Ozen não gritar, seu uivo de dor fazendo a gruta estremecer!


Iniciativa:

1° Nathaniel: Raciocínio 5 + Prontidão 5 + 1D (4) = 14
2° Ozen: Raciocínio 4 + Prontidão 5 + 1D (2) = 11
3° Elementais do Magma: Raciocínio + Prontidão + 1D = 10

Status:
 



Avaliação - Ozen:
 


Avaliação - Nathaniel:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Tony.Ranger

Tony.Ranger

Mensagens : 16
Data de inscrição : 04/04/2017

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Sex Dez 28, 2018 9:57 am

Mesmo o Ishin estando preso eu faço o que me foi ensinado por meu Mestre... Eliminar os inimigos do Pai... Em dois cortes as criaturas se curvam diante da lamina sagrada...

Não podem agir contra mim, que possuo a bênção do Pai...

Eles investem contra mim, mas era inútil... Seus movimentos eram torpes e imprecisos... Vejo que o Ishi tentara usar seus poderes, mas não havia conseguido... E com isso fora alvo de ataques, manchando o chão com o sangue sagrado dos filhos D'Ele...

Tu não és destinado ao combate... Recue e deixe-me eliminar essaa criaturas vís...

Iria cortar novamente a primeira cristura que atingi... E iria estar atento aos ataques... Destinados a mim e ao Ishin...


Última edição por Tony.Ranger em Qua Jan 02, 2019 2:55 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Art00

Art00

Mensagens : 10
Data de inscrição : 19/06/2018

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Sab Dez 29, 2018 2:02 pm

Cruzar através destes membros desossados não foi difícil, quase como andar entre colegas, assim como eles, sei que esses podem me arrebentar se eu der as costas por um segundo, nada da criatura, seria uma boa nova amizade, mas finalmente chegamos a algum lugar, águas limpas... Construções tão discretas quanto uma ereção no meio de um palco... É, chegamos a um lugar familiar, especialmente familiar...



Samael aponta nosso destino, um castelo, repousava sob a vigília de dois anjos, e lembrar que um dia já estive assim, como as coisas mudam quando não se ve tudo com céu cor-de-rosa...



-Vou por baixo, deseja que eu pegue ambos ou só um senhorita?... Posso pegar ambos, mas uma mãozinha seria... Bem vinda...
- Pergunto sussurrando aos ouvidos de K'inashini dando voltas ao redor dela.



Aquele lugar era especial para este, uma pena que estamos apressados, adoraria retirar a "graça" deste lugar, acham prazeroso servir a ele, experimentem corromper a criação diante dele...



Off: Sigo por baixo da água até a base do local onde estão os anjos, viro terra e entro na parede da base do lugar, depois sigo até o chão onde estão e uso a corrente para paralizar um deles por baixo.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Drogon

Drogon

Mensagens : 25
Data de inscrição : 06/07/2017

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Qui Jan 03, 2019 5:31 pm

A dor era imensa, aquele lugar quente ainda era muito difícil para meu controle de gelo, eu quis mais do que poderia querer.

Contudo aquele urro era mais de raiva do que de dor, o ar ali era abundante então lanço um vendaval para joga-los contra as paredes.

off: uso fdv
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Megan

Megan

Mensagens : 13
Data de inscrição : 01/10/2017

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Qui Jan 03, 2019 8:54 pm

- Pegue ambos se puder ser discreto seria mtu bom.

Não sei o que Samael faria mas eu iria continuar na água e esperar pela ação de Brastes. No caso de ele não conseguir matar aqueles dois, iria usar meus poderes para controlar a mente de um.

"O que será que nos espera nesse castelo. Não tô com bom pressentimento."

Off: 1 ponto de FdV pro teste.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 494
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Sex Jan 04, 2019 12:04 am

Nathaniel e Ozen:

A superioridade do Querubim ante aqueles espíritos era evidente, nenhum dos inimigos se mostra capaz de tocar o guerreiro divino. Porém, quando Nathaniel olha para trás, vê seu companheiro de missão preso entre as rochas e brutalmente atacado pelas outras criaturas.

Nathaniel ataca: Destreza 7 + Armas Brancas 5 (Dif: 6) = 11 sucessos.
Elemental do Magma 1 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 3 sucessos.
Nathaniel (Dano: Força 5 + 10) = 15 sucessos.

Com mais um golpe de seu Ignis Flame, Nathaniel faz o primeiro espírito em pedaços, convertendo-o em pequenas rochas incandescentes que esfriam sobre o chão. Aquele inimigo fora abatido, porém, havia outros sete de pé com que se preocupar, vindo sedentos tanto em sua direção quanto na do Ishin.


Ozen estava completamente preso entre aquelas rochas, sentindo uma dor indescritível e podendo mexer não mais do que os braços. Mas embora as feridas e o sangue que escorria fossem fatores preocupantes, o Ishin não perde a coragem e mais uma vez tenta usar seus poderes divinos.

Ozen usa Controle Elemental: 5 + Aura 10 (+3) (Dif: 6) = 9 sucessos.
Elemental do Magma 2: Vigor (Dif: 6) = 2 sucessos.
Elemental do Magma 3: Vigor (Dif: 6) = 2 sucessos.
Elemental do Magma 4: Vigor (Dif: 6) = Falha Crítica.
Elemental do Magma 5: Vigor (Dif: 6) = 5 sucessos.
Elemental do Magma 6: Vigor (Dif: 6) = Nenhum sucesso.
Elemental do Magma 7: Vigor (Dif: 6) = 1 sucesso.
Elemental do Magma 8: Vigor (Dif: 6) = Nenhum sucesso.

Mesmo preso e ferido, Ozen demonstra um fantástico controle sobre os elementos. Seus cabelos começam a ser soprados na mesma medida em que o ar no interior da caverna se agita até tornar-se um violento vendaval. O Ishin então lança essa poderosa massa de ar contra os inimigos, lançando 6 deles para longe, sendo que 1 choca-se contra uma estalagmite e acaba empalado, ferindo-se bastante.

Elemental do Magma 5 ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 2 sucessos.
Nathaniel defende: Destreza 7 + Armas Brancas 5 (Dif: 6) = 9 sucessos.

Apenas o quinto elemental havia conseguido resistir à força do vento de Ozen, e percebendo o perigo que o Ishin ainda representava, o espírito tenta cortar a sua cabeça com aquelas garras de lava, mas o Querubin surge no momento certo, e com sua relíquia sagrada, apara o ataque da criatura contra seu parceiro.


Iniciativa:

1° Nathaniel: Raciocínio 5 + Prontidão 5 + 1D (9) = 19
2° Ozen: Raciocínio 4 + Prontidão 5 + 1D (1) = 10
3° Elementais do Magma: Raciocínio + Prontidão + 1D = 6


Status:
 


Avaliação - Ozen:
 

Avaliação - Nathaniel:
 


Brastes e K’inashini:


Vendo os dois anjos distraídos de sua tarefa de vigiar aquele templo, Brastes aproxima-se pela água, silente como um verdadeiro predador marinho. Logo que chega à encosta, seu corpo mistura-se às rochas com imensa facilidade, permitindo que ele se aproxime dos dois Ishins sem ser percebido num primeiro instante.

Brastes agarra: Destreza 5 + Briga 5 (Dif: 6) = 2 sucessos.
Ishin 1: Percepção + Prontidão ( Dif: 8 ) = 2 sucessos.
Ishin 1: Sem ação.

Para a surpresa daqueles Ishins, uma das correntes no corpo de Brastes surge de um ponto misterioso, envolvendo o mais próximo daqueles anjos de uma forma em que ele tem seus braços totalmente presos. Os dois estão aturdidos com aquele ataque completamente repentino, e nada fazem naquele turno além de olharem em vão para todos os lados em busca do agressor.


K’inashini havia dado todo apoio para que o Zanathus atacasse com tudo, mas ao invés de segui-lo, preferiu manter a distância dentro da água e apenas observar. Lutas corpo-a-corpo não eram o seu forte, então, a maneira com que ela decide ajudar seu parceiro é usando seus poderes mentais contra um dos oponentes.

K’inashini usa Controlar Mente: 5 + Aura 10 (Dif: 6) = 11 sucessos.
Ishin 2 resiste: Força de Vontade (Dif: 6) = 3 sucessos.

A Succubo mostra-se uma verdadeira dominadora quando o Ishin livre não demonstra a menor resistência contra o seu assédio. Mesmo de longe, sua mente simplesmente usurpa o corpo daquele anjo, tornando-o inofensivo enquanto o outro Ishin imobilizado chama por seu nome.

- Nem mesmo houve uma luta. As habilidades de vocês me surpreende. – Diz Samael, surgindo sobre a encosta e observando a situação.


Avaliação - Brastes:
 

Avaliação - K'inashini:
 








Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Art00

Art00

Mensagens : 10
Data de inscrição : 19/06/2018

MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   Sex Jan 04, 2019 11:40 am

Funcionou, de um jeito um pouco, despreocupado, mas funcionou, penso ao ver a caça clamando pelo nome do colega, agora focado em coisas mais importantes, saio do chão lentamente por traz do anjo preso após ouvir Samael; Digo com a voz baixa.



-Ainda não acabou...




Com a cabeça próxima aos ouvidos da presa, sopro as palavras;



-Não adianta, presos a essas correntes muitos clamaram pelo criador, ate suas gargantas estourarem, isso... (puxo ar entre os dentes) só me excita mais, olhe para os céus e agradeça pela... minha falta de tempo.



Olho para K'inashini, e com a voz baixa pergunto;



-Quanto a este Senhorita? Vai para a coleira também ou vamos... Sangra-lo?




Ainda havia que cuidar deste, só Samael sabia o que tinhamos o que fazer naquele castelo, seja lá o que for, se o criador não me parou, não sera essas paredes que irão.



Off: Se k'inashini quiser controla-lo, e consiga, eu volto para o chão e sigo eles por baixo.


Caso contrario peço para ela fazer um corte nele enquanto o acerto num golpe horizontal com o Trucidatio para lança-lo longe.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Batalha do Apocalipse – Gênesis   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Batalha do Apocalipse – Gênesis
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Batalha das Peitudas!
» [OFF/NETO]Porque a ideia de um apocalipse Zumbi é idiota e fadada ao fracasso.
» DDTank Pirata Cupons Por Batalha 2015
» A Devir foi rápida dessa vez...
» TIDE OF IRON - Uma Batalha Sem Saída !

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Paladinos da Justiça :: Jogos :: Arcos-
Ir para: