Aqui se morre herói, ou se vive tempo o bastante para se tornar vilão.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Brastes - Demônio elemental

Ir em baixo 
AutorMensagem
Art00

avatar

Mensagens : 3
Data de inscrição : 19/06/2018

MensagemAssunto: Brastes - Demônio elemental   Sab Nov 10, 2018 5:47 pm

Nome do Personagem:  Brastes
Alter-ego:
Nome do Jogador: art00

Título:
Comportamento: Soldado
Natureza: Ranzinza

Raça: Demônio zanathus

Aparência demoníaca: 4,10m de altura, Pele cinza escura, sem pelos coberta de marcas, forma esguia alongada, mas com ombros largos e musculatura bem definida e cheio de marcas e cicatrizes, uma longa cauda de aparência óssea, pernas digitígradas, cabeça sempre coberta por uma mascara com tentáculos longos e negros saindo por traz, eles prendem o martelo nas costas e no corpo.

Aparência do avatar:  Uma figura de rosto andrógino, sem cabelos, pele clara pálida, constituição mediana, sempre com um olhar penetrante e um manto negro com capuz cobrindo seu rosto serio.

Sexo: Masculino


Atributos 14/10/6 !4

- Força: 8
- Destreza: 5
- Vigor:5


Atributos 6

- Carisma: 3
- Manipulação: 2
- Aparência: 4


Atributos 10

- Percepção: 4
- Inteligência: 6
- Raciocínio: 4 (5pbs)


Habilidades 26/18/10


Habilidades - Talentos 26

Prontidão: 5
Esporte:  5
Briga: 5
Esquiva: 3
Empatia:
Expressão:
Intimidação:3
Instinto Primitivo: 5
Manha:
Lábia:


Habilidades – Perícias 18

Emp. c/Animais:
Ofícios:
Condução:
Etiqueta:
Armas Fogo: 5
Armas Brancas: 5
Liderança:
Performance:
Furtividade: 5
Sobrevivência: 3


Habilidades - Conhecimentos 6

Computador:
Enigmas:
Investigação: 3
Direito:
Linguística:
Medicina:
Ocultismo: 3
Política:
Rituais:
Ciências:


Antecedentes: (5 pontos, 5 pbs)
Arma Relíquia divina (Martelo de guerra grande) (5)

Trucidatio
Antes uma arma gloriosa, agora um martelo de guerra profano negro, dizem que seu peso é o peso dos pecados do anjo caído, preso por tentáculos as costas, o cabo recolhe quando guardado e estende-se para ser sacado

Arma relíquia divina (5pbs)
Raptus (Chicote paralisante) quase sempre enroladas em seu braço, raptus carrega a agonia de todos que já estiveram presos a ela e tiveram a morte como ultimo alivio, correntes negras com pontas espinhosas, vozes parecem ser ouvidas dela por aqueles que são presos.

Divindades 5

Afinidade com elemento (1)

Terra

Forma elemental (5)

Terra, fogo, ar, agua, trevas


Controlar elementos (3)

Terra, ar, trevas

Fúria da natureza (1)

terra




Força de Vontade 5
Aura 10




Historia:

"Perfeição, a ultima coisa que se precisa quando se é perfeito, unica e ultima, são defeitos e razões para se deixar de ser, explicar como é para mortais, é como explicar cores para alguém que nasceu sem os olhos, não importa o quão bom seja quem transmite a historia, quem ouvira jamais compreendera, como explicar o porque os humanos, mortais e diminutos em sua fé, foram criados, aye, como se Ele não soube-se o que fariam, Ele sabe, sempre soube, e mesmo assim o fez, Ele sabia que alguns não gostariam... Mas importa nossa vontade? A opinião de um ser perfeito contra algo infinitamente menor? Não, porque não povoar a  terra com anjos? "Eles não evoluem, são perfeitos", não tanto pelo visto, mas Ele sabia, sabia e mesmo assim o fez, fui eu falho em não deixar minha soberba em seus limites? Ou Ele louco por insistir num erro? Não sou eu apenas que está acreditando que fins justificam meios, Ele acredita tanto quanto eu, se algo justifica a criação dos homens, qualquer coisa se torna justificável, qualquer uma..."



Brastes, apesar de ter carregado a gloria dos Ishin, não viu problemas em se rebelar, com a criação de seres menores, falhos, "por que criar algo para evoluir se já pode criar criaturas perfeitas?" sempre foi sua maior e se não unica pergunta, cruelmente talvez unica duvida, pois para qualquer outra não teve o mesmo questionamento, ainda carregando a tipica soberba ishin, parece se vangloriar de cada ato contra a criação ou aqueles que nela habitam, dizem que sua arma, antes gloriosa, agora  só não provou mais carne e sangue angelical do que seus próprios dentes e garras, como caiu esse antes grande anjo, para ele, se corromper e cometer todo tipo de abuso ainda era um erro, mas menos grave do que se alegrar por criar o imperfeito. Caçou e lutou contra aqueles que o tentaram derrubar ou salvar, dizem que se sentiu tão enojado ao ver que os humanos se pareciam com ele, que se transformou em uma forma grotesca, mesmo daquele jeito, coberto de marcas, correntes, ainda era mais perfeito que essas criaturas de pele delicada e olhar perdido.


Hoje vive no plano astral, vaga como alguém perdido no meio de uma neblina, a procura ou espera de novos alvos, sem rumo ou orientação, apesar da queda, de todo sofrimento, ele ainda era perfeito, foi criado perfeito e sempre sera maior, assim ele se vê, assim ele continua a caminhar, mesmo no pântano da danação eterna de sua mente, ainda maior que qualquer homem jamais será.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Brastes - Demônio elemental
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Paladinos da Justiça :: Fichas :: Celestiais-
Ir para: