Aqui se morre herói, ou se vive tempo o bastante para se tornar vilão.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Power Rangers - Desafio

Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Power Rangers - Desafio   Qui Jul 12, 2018 12:20 pm

Power Rangers – A Máscara de Arago


O SMS chegou praticamente ao mesmo tempo no celular dos seis. Oda meditava quando a viu na tela. Lion espancava um cara em um beco quando seu celular apitou. Cynthia esvaziava mais uma taça de vinho sobre uma espreguiçadeira quando um dos empregados lhe trouxe o aviso. Megan escondia-se em um agente da lei quando o aparelho vibrou em sua bolsa. A mensagem era simples e direta:

“Encontre-me no galpão abandonado da Beach Street, Alameda dos Anjos. 00H. Ass: T.O”

Mesmo com o mundo mergulhado em um caos profundo de constantes ataques sobrenaturais, os quatro chegam tranquilamente em seus carros ao terreno baldio que cercava o galpão. Um por um, os quatro entram por uma velha porta de ferro que range infernalmente e se deparam uns com os outros, além de três outros indivíduos.

Um era um negro mal encarado, com a cabeça raspada e um fino, vestindo em seu corpo musculoso um típico uniforme de policial americano com seu distintivo no peito. Outra era uma mulher de grande beleza, com seus cabelos loiros escuros, seus olhos azul-piscina e charmosas sardas espalhadas pelo seu rosto pálido. O terceiro era alguém que poderia ser reconhecido por todos, ninguém menos do que o grande Tommy Oliver, aquele que recrutou todos a comparecer naquele galpão empoeirado em meio à madrugada.

Demarcus King:
 

Maya Dillion:
 

Tommy Oliver:
 

- Vocês devem me odiar por tê-los retirado de suas vidas confortáveis para engajá-los em uma missão para a qual não dão a mínima, mas acreditem em mim: Cedo ou tarde o destino do mundo vai passar a ser da conta de vocês, principalmente quando aquelas coisas lá fora começarem a bater em suas portas ou esmagar suas casas enquanto vocês lêem o jornal pela manhã. – Ele diz.

Tommy estava sentado sobre um caixote de madeira, mas enquanto falava, ele se levanta e começa a caminhar entre os seis presentes, caminhando próximo de cada um enquanto lança um firme olhar em seus olhos.

- Pode acabar sendo tarde demais quando vocês decidirem fazer alguma coisa, então que tal fazer o trabalho sujo agora, para que o mundo continue sendo essa bela porcaria administrável em que vivemos? – Ele indaga, arremessando para cada um dos presentes um dispositivo tecnológico indecifrável que parecia uma braçadeira com uma espécie de relógio embutido. – Estes são seus Morfadores. Vocês lutam muito bem, mas com esse dispositivo, trajes de combate surgirão para melhorar sua performance e lhes dar armas para chutar as bundas de qualquer criatura maligna que surgir. Apenas os coloquem em seus pulsos e girem os relógios quando estiverem em perigo...

Neste momento, as luzes do galpão começam a fraquejar até quase mergulhar a todos na escuridão. E enquanto todo mundo olha para o teto tentando entender o que acontecia, a porta de ferro do galpão é destruída com um estrondoso golpe, tornando-se nada mais do que metal retorcido sobre o chão. Logo o responsável por aquele ataque adentra o galpão, e somente Tommy e Lion o reconhecem de imediato: Saisho, o braço direito de Arago.

Saisho:
 

- Vejo que após séculos humanidade perdeu a sua honra, mas não o seu senso de humor. Devolvam a Máscara de Arago, mas não tão rápido, quero ter o prazer de arrancá-la das mãos de vocês à força! – Ele diz com sua voz cavernosa, fechando seu punho a frente do corpo.

Como se tais palavras fossem um sinal, as sombras criadas pela baixa iluminação do galpão começam a se mover de maneira sinistra, como se estivessem borbulhando vivamente ao redor de todos. E dessa agitação seres feitos da própria escuridão que lembravam ninjas com rostos cadavéricos surgem cercando os presentes, nada menos do que quinze deles exibindo suas armas decadentes e seus trajes negros.

Gaki:
 

- Permita-me apresentar-lhes os Gaki, antigos guerreiros desonrados que perderam suas almas e agora servem a Arago em busca de paz. São extremamente leais, mas não tão bons quanto eles... – Saisho dizia, quando o teto do galpão explodido durante a queda de dois seres que pousam bem ao seu lado. – Kyofu e Naitomea!

Kyofu:
 

Naitomea:
 

Os olhos de todos os adversários brilham em um vermelho macabro enquanto fitam os guerreiros. Lentamente, eles sacam suas armas e começam a se posicionar para um ataque em massa. Neste momento, Tommy Oliver se coloca a frente dos seus aliados para liderá-los naquela batalha.

- Como eu disse antes, vocês são muito bons, mas agora precisamos mostrar isso para esses mortos-vivos e devolver eles para a cova de onde vieram. É hora de morfar... – Ele diz, sacando sua moeda do poder e tornando-se o lendário Ranger Branco.


Iniciativa:

1° Saisho: Raciocínio + Prontidão + 1D = 19
2° Demarcus King: Raciocínio + Prontidão + 1D = 16
2° Lendário Ranger Branco: Raciocínio + Prontidão + 1D = 16
3° Oda Tatsuyo: Raciocínio 3 + Prontidão 3 + 1D ( 8 ) = 14
3° Megan Stone: Raciocínio 4 + Prontidão 3 + 1D ( 8 ) = 14
4° Gaki: Raciocínio + Prontidão + 1D = 13
5° Naitomea: Raciocínio + Prontidão + 1D = 12
5° Lion Magnus: Raciocínio 4 + Prontidão 3 + 1D (2 +3) = 12
6° Cynthia Fairbrook: Raciocínio 4 + Prontidão 3 + 1D (3) = 10
7° Maya Dillion: Raciocínio + Prontidão + 1D = 9
8° Kyofu: Raciocínio + Prontidão + 1D = 8


Parâmetro:
 



Última edição por Admin em Seg Jul 16, 2018 10:33 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Art00

avatar

Mensagens : 2
Data de inscrição : 19/06/2018

MensagemAssunto: Re: Power Rangers - Desafio   Sab Jul 14, 2018 4:50 pm

Deus está em seu paraíso, tudo está certo com o mundo... Assim terminava aquele poema de Robert Browning, esse trecho em especial, até que, bom para esta mente ao menos, talvez um pouco influenciada pela bebida, descreve bem como estamos, me encanta as pessoas buscarem o paraíso na terra, nada as impede de atingir a felicidade um dia de alguma forma, mas seria bom se um dia finalmente lembrássemos que aqui é onde nossas almas serão testadas, que talvez alguns tenham que matar alguns predadores enquanto outros se preocupam com os humanos e sua carne frágil, tremula, huh são como um gladiadores catando flores em meio a uma arena de combate enquanto os grandes nos observam de algum lugar lá em cima, pra que? Para ver se seremos devorados? Ou para ver se somos capazes de faze o que fazem sem ter as mesmas capacidades? De poder ter o poder, o dever, e o direito irrefutável de tirar a vida de alguém, e mesmo assim aguarda a permissão de seu superior, as vezes me sentia assim no campo de batalha, como alguém perto de executar, ou ser executada, aguardando a permissão que nunca vinha, então tomava minhas próprias decisões, e feria, torturava, e executava, vitima ou executor... Independente do que acontecia entre nós, ninguém se importava mesmo, as acoes trouxessem a vitoria ao comando, então tudo estava bem, consequencialismo talvez, os fins justificam os meios, se isso for ensinar algo para a humanidade que seja...



Recebo a mensagem do empregado, agradeço educadamente, , pelo visto a "hora" havia chegado, me levanto, olho pela janela o mundo lá fora, não sou de questionar se dará certo ou não e sim se haveria algum sentido em tudo isso ou não, bom seja lá o que for, jogo meu paletó solto sobre meus ombros, ajusto a grava e sigo, vamos ver o que nos aguarda...



Já havia outros convidados no local, cumprimento com um olhar eles e paro para observar os nossos anfitriões, nada charmoso, mas era melhor assim, simples e direto, ele, o tal de Tommy, começa a falar, pego um cigarro no bolso acendo e fumo enquanto ele diz suas palavras de motivação, huh, dou uma tragada e com a fumaça solto as palavras enquanto olho o objeto arremessado...



-Só isso?




Solto um discreto sorriso enquanto equipo o aparelho no pulso, nessa hora,as luzes do galpão oscilam, as sombras nos cobrem, quase não nos dando chance de nossa mente respirar, então anunciado pela destruição do galpão algo ou alguém cruza a porta;



-Ao menos aprenderam a usar a porta dess...




Eu dizia mas então outros dois surgem arrebentando o teto e as sombras formam outros;



-Huh falei cedo demais, ah que seja, Ode Freunde nicht diese töne..
.



Dou uma ultima tragada, piso no cigarro, giro o relógio, não sei o que vai acontecer mas espero que seja rápido, já passamos da hora dos  prazeres preliminares...


Off: Morfar.


Depois invoco epilogue para meus braços;



-Prologue of my life, epilogue to all others, come to the arms of your maiden.



3 ataques gastar 3 de energia

Giro Epilogue em meus braços e dou um corte de baixo para cima no gaki 13.

Giro e atinjo o 14 na diagonal de cima para baixo para cima da esquerda para direita.

Corte horizontal no gaki 15
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Ranger

avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 04/04/2017

MensagemAssunto: Re: Power Rangers - Desafio   Ter Jul 17, 2018 1:47 pm

o Meu punho acertava o cara repetidas vezes... Mas para a sorte dele meu celular apita... Paro um pouco, o deixando respirar...

Deu sorte... Tem outra pessoa esperando por uma surra...

Vejo que era Tommy... Aplico mais um soco nocauteando o traste a minha frente e sigo até o local...

Assim que chego no galpão, vejo outros chegando... Os ignoro e assim que entramos vejo Tommy com outras duas pessoas... Vejo que um deles era um policial... Sorrio para mim mesmo... Isso seria interessante... Já derrubei muitos deles...

Tommy fala sobre a missão... Mas a mim pouco importava... Estava naquele local por um único motivo...

Só me diga onde ele está... É a unica coisa que importa...

Ele nos entrega uns dispositivos... Era estranho, mas assim que coloco no braço sinto uma onda de energia apossar o meu corpo... Sentia o poder que emanava daquilo... E era bom...

Enquanto olhava o dispositivo as luzes piscam... E vejo Saisho caminhar para dentro do Galpão... Inflo o peito... Havia estudado meu alvo... Era ele que me importava derrotar...

Dessa vez a historia será outra Saisho... Vou ter a sua cabeça embaixo dos meus pés...

Vejo os Gakis surgirem... Eram muitos... Isso seria bom, teríamos mais em que bater... E logo outros dois guerreiros surgem...

Pelo visto não teve a coragem de me enfrentar sozinho não é ? Vou acabar com esses vermes e depois vou arrancar esses chifres na mão...

Levo a mão ao relogio e aciono o mesmo...

Hora de Morfar...

Vejo o traje negro surgir cobrindo o meu corpo... Sentia minha força ficar ainda maior... Eles se movimentam mais rapidamente... Entro em posição de luta... Iria defender os ataques que viessem em minha direção usando a weapon guard... Assim que terminassem de me atingir... Iria invocar a minha arma... Vejo as minhas mão serem revestidas pela manopla...

Kokuryu

Invisto contra o Gaki mais próximo de mim e que não foi atingido... Iria desferir dois socos rápidos contra ele... Iria seguir desferindo golpes contra os que estivessem mais perto de mim, avançando em direção a Kyofu,.. E mesmo distante iria desferir um golpe nele e me aproximar desferindo uma chuva de socos contra ele e concentrando minha energia iria disparar uma rajada contra ele...


0 - Morfar e Defesa - Weapon guard
1 - Invocar arma
2 - Double-hit Punch (Boxe1) - Gaki 5 (ou mais próximo sem ter apanhado, devido a movimentação deles)
3 - Haymaker (Vale tudo 1) Gaki 4 (ou segundo mais próximo sem ter apanhado, devido a movimentação deles)
4 - Double Elbow (Vale tudo 2) Gaki 3 (O terceiro mais proximo sem ter apanhado, devido a movimentação)
5 - Air First (Vale Tudo 3) Kyofu
6 - Hyper First (Vale Tudo 4) Kyofu + FdV
7 - Rajada - Kyofu + FdV

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Megan

avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 01/10/2017

MensagemAssunto: Re: Power Rangers - Desafio   Qui Jul 26, 2018 4:59 pm

Depois de td que eu fiz por esse país ainda tenho que ficar me escondendo tda vez que encontro um policial. Isso era um saco e pra me deixar mais irritada o Tony me manda uma mensagem na hora errada.

Minha vontade era dar um bolo nele mas sei lá ele fez mtu por mim ultimamente. Seria mta sacanagem minha se eu não fosse.

"Quem é essa gente?"

Sem mta conversa eu entro naquele galpão me perguntando que tipo de festa maluca estavam Armando ali. Mas a coisa era séria.

- Esse mundo não merece ser salvo, mas já que eu preciso de um lugar pra ficar... É hora de Morfar.

Espero a transformação e invoco as minhas armas. Iria atirar nos gaki 1, 2, 9, 10, 11 e 12.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Power Rangers - Desafio   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Power Rangers - Desafio
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Paladinos da Justiça :: Jogos :: Desafio-
Ir para: