Aqui se morre herói, ou se vive tempo o bastante para se tornar vilão.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Dragon Ball Z

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 430
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Sex Jul 06, 2018 12:19 pm

Oregan:


Após ser violentamente lançado contra uma árvore com o ataque do inimigo, Oregan se reergue e limpa o que sobrou de suas roupas. Havia sangue em sua boca, mas também um sorriso que demonstrava o quanto estava apreciando aquela luta. Seus sangue de Saiyajin nunca havia fervilhado àquele nível.

- Só por cima do meu cadáver! – O Guardião responde quando o garoto pergunta sobre a Floresta Sagrada.

Oregan ataca: Destreza 9 x4 + Briga 5 (Dif: 6) = 34 sucessos.
Guardião defende: Destreza + Briga (Dif: 6) = 28 sucessos.
Oregan (Dano: Força 10 x5) = 40 sucessos.

Oregan usa Hellblazer: Energia 18 + Rajada 2 x5 (Dif: 6) = 53 sucessos.
Guardião defende: Destreza + Briga (Dif: 6) = 43 sucessos.

O jovem Saiyajin faz uma demonstração de sua velocidade fintando e enganando a vista de Guardião, para logo depois surgir em suas costas e aplicar um soco que o oponente sequer tem tempo de se defender. Enquanto Guardião é lançado em direção ao solo pelo impacto, Oregan concentra mais um Hellblazer em suas mãos e dispara.

Guardião então se estabiliza no ar, e enquanto a rajada vem em sua direção, ele coloca seu machado a frente do corpo, tentando conter a técnica. Por um bom tempo ele resiste, fechando seu dentes e usando toda a sua força física. Parecia que ele iria conseguir rebater o ataque com as mãos, de modo que até as mulheres gigantes se mostram esperançosas. Mas no fim, Guardião acaba sucumbindo e o Hellblazer explode junto a ele contra o solo, derrubando árvores e criando uma enorme trincheira com o seu corpo por alguns metros até explodir.

Era o fim daquele oponente. Lá embaixo, a criatura agonizava extremamente ferida, apegando-se a uma vida que logo abandonaria seu corpo. Ofegante, ele tenta em vão soerguer o seu corpo com vãs esperanças de continuar aquela luta, mas tudo que consegue é erguer seu braço em pedaços para chamar a atenção de Oregan.

- Você venceu... Admito minha derrota... Mas por favor, poupe a vida destas mulheres, elas são sagradas para mim... Eu lhe direi onde fica a Floresta Sagrada em nome deste pequeno favor... Siga para o norte e espere pelo pôr do sol... Quando vir as cinco luzes... Arrrrrrrgh! – Guardião dizia, por fim vomitando uma enorme quantidade de sangue e caindo morto por conta das feridas terríveis em seu corpo.

- GUARDIÃÃÃOOO! – As mulheres gritam, horrorizadas com a morte do guerreiro.

Avaliação:
 


Suzako:


Depois de tanto tempo ouvindo aquele nome, o deus de Yubelluna e dos Saiyajins finalmente se manifesta, e suas palavras cheias de desafio e desconfiança instigam Suzako. Como resposta, o impiedoso Saiyajin não via meio melhor de atender ao desafio de Yamoshi do que demonstrando o seu poder. Quando Suzako eleva o seu ki, a terra treme levemente, árvores caem e pequenos animais fogem aterrorizados. Os Oozaru em volta se mostram embravecidos, rosnando para os guerreiros, e é neste momento que Vegeta coloca a mão no peito de seu discípulo como se tentasse impedi-lo de continuar.

- Não seja afobado. Existe meios mais eficientes de se demonstrar poder. – Diz o príncipe.

O pé do Oozaru Rei estava prestes a esmagar os dois Saiyajins, quando Vegeta desenrola sua cauda da cintura e a deixa balançar, lançando um olhar sisudo contra a criatura. Era nítido para Suzako que o Oozaro Rei o havia reconhecido, e isso fica ainda mais claro quando todas as outras criaturas também se calam, mantendo aquela floresta em silêncio.

“Muito bem, meus Saiyajins. A primeira parte do teste foi concluída, vocês provaram serem verdadeiros filhos da raça guerreira ao conquistar o respeito de seus irmãos primitivos.” Diz a voz de Yamoshi, quebrando o silêncio daquela floresta. “Mas existe uma etapa ainda mais importante a ser cumprida”

Neste momento, uma relâmpago cai em um ponto a noroeste daquele deserto, revelando na escuridão um pico gigantesco onde a silhueta de uma criatura repleta de cabeças sinuosas urra enfurecida. Mesmo muito distante, esta era uma imagem intimidadora tanto para os Saiyajins quando para seus descendentes macacos gigantes. Tal criatura era nitidamente muito maior do que os Oozaru, e os tinham como uma presa...

“Esta é a Hydora, o grande predador de nossa espécie. Nesta mesma noite, há milhões de anos atrás, ela despertou e quase causou a total erradicação dos Saiyajins, restando pouquíssimos Oozaru para perpetuar a nossa espécie. Não posso garantir que ela não tenha maior sucesso nesta realidade. Está em suas mãos proteger a nossa raça da extinção. Se vocês falharem, será o fim tanto dos Saiyajins do passado quanto dos atuais...”

A voz de Yamoshi some quando os Oozaru começam a gritar apavorados, obedecendo ao instinto animal de fugir diante de seu predador. O Oozaru Rei tenta acalmá-los com seus urros primitivos, mas as criaturas apenas fazem menção a fugir entre as árvores o quanto antes. Neste momento, Suzako sente um toque delicado em sua mão que o guerreiro nem precisava olhar para saber que se tratava de Yubelluna. A boca dela pousa em sua orelha entre seus cabelos e sussurra: “Vocês dois não podem vencer sozinhos”. Mas quando Suzako finalmente tenta olhar nos olhos de sua mulher, percebe que ela nunca esteve lá.

- Vamos, Suzako. Nós dois juntos podemos dar conta daquela coisa! – Vegeta ordena, enfurecido por sentir medo ao ver aquele monstro no pico.

Avaliação:
 


Dirac Baldric:


Ao passar pelos portões, Dirac Baldric não esperava ter o seu caminho atrapalhado por mais daquelas criaturas, mas a verdade é que eles eram muitos e estavam por todos os cantos da cidade. Sorte a do Tsufurujin estar completamente invisível, o que diminuía em muito a chance de ser visto, mas ao carregar um escravo junto a si, isso chamava a atenção de um destacamento daqueles Trolls.

Dirac Baldric ataca: Destreza 14 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 59 sucessos.
Troll: Percepção + Prontidão (Dif: 6) = 1 sucesso.
Troll: Sem ação.
Dirac Baldric (Dano: Força 20 x5) = 55 sucessos.

Vendo seu lacaio cercado por aquelas criaturas, Dirac Baldric acerta o peito de uma delas com a palma da mão com toda a força, deixando uma grande ferida naquele Troll e o lançando na direção da muralha. Seu corpanzil cria um grande buraco entre as pedras, o impacto faz com que toda estrutura estremeça, atraindo também a atenção dos trolls que estava no topo.

Essa confusão gera uma pequena distração geral, que permite ao Tsufurujin ordenar a seu escravo que siga em frente. Porém, era apenas algo temporário. Logo os Trolls lançam gritos de alerta entre si, instigando uns aos outros a agirem. O servo começa a correr em direção à árvore, mas não chega muito longe, já que outro bando de Trolls surge e começa a desmembrá-lo com sua força até destruir o escravo de Dirac Baldric por completo.

Trolls: Percepção + Prontidão (Dif: 6) = 5 sucessos.

Oito criaturas haviam participado da chacina ao Troll traidor e ao terminarem de desmembrar cruelmente seu próprio irmão, eles começam a farejar o ar em volta, e com sucesso, lançam um olhar belicoso na direção do Tsufurujin, apontando para o guerreiro e gritando uma possível ordem de ataque.


Iniciativa:

1° Dirac Baldric: Raciocínio 4 + Prontidão 3 + 1D (3) = 10
2° Trolls: Raciocínio + Prontidão + 1D = 5

Avaliação:
 


Theri:


Kakaroto ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 32 sucessos.
Evo Piterodactilo 1 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 4 sucessos.
Kakaroto (Dano: Força x5) = 10 sucessos.

Kakaroto ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 23 sucessos.
Evo Piterodactilo 2 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 25 sucessos.

Kakaroto ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 26 sucessos.
Evo Piterodactilo 3 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 6 sucessos.
Kakaroto (Dano: Força x5) = 15 sucessos.

Rápido, Kakaroto se aproxima da primeira criatura e lhe acerta um belo murro. Logo depois ele investe contra a segunda, mas desta vez o inimigo desvia de seu chute. Porém, o terceiro também é atingido quando o Saiyajin lhe acerta uma testada.

Theri ataca: Destreza 13 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 42 sucessos.
Evo Piterodactilo 1 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 20 sucessos.
Theri (Dano: Força 13 x5) = 40 sucessos.

Theri ataca: Destreza 13 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 40 sucessos.
Evo Piterodactilo 2 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 23 sucessos.
Theri (Dano: Força 13 x5) = 55 sucessos.

Theri ataca: Destreza 13 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 54 sucessos.
Evo Piterodactilo 3 desvia: Destreza + Esquiva (Dif: 6) = 17 sucessos.
Theri (Dano: Força 13 x5) = 50 sucessos.

Por um instante, a assassina Saiyajin pensa se deveria considerar as informações que Kakaroto lhe passou, mas para Theri, aqueles seres eram tão fracos que não valia a pena perder tempo tentando entender o que havia acontecido com eles. A guerreira apenas ataca sem pensar duas vezes, como é de sua natureza.

O primeiro inimigo ainda estava grogue com o soco de Kakaroto quando Theri atravessa o corpo dele com uma cabeçada, criando um grande murado no tórax da criatura e a destruindo de imediato. Em seguida, ela vê o segundo oponente vangloriando-se por ter se desviado do golpe de seu aliado e o pune com um belo chute em sua face que o joga a uma grande distância. O terceiro é brutalmente atingido pelo soco da Saiyajin, que graças ao chip em seu braço, causa um estrago ainda maior na pele escamosa do oponente. Restavam agora apenas dois inimigos vivos, porém, feridos demais para causar alguma preocupação.


Iniciativa:

1° Kakaroto: Raciocínio + Prontidão + 1D = 13
2° Evo Pterodactlos: Raciocínio + Prontidão + 1D = 12
3° Theri: Raciocínio 5 + Prontidão 4 + 1D (2) = 11

Status:
 

Avaliação:
 






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
art015

avatar

Mensagens : 57
Data de inscrição : 09/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Sex Jul 06, 2018 4:18 pm

Após uma longa parábola e um deles finalmente pousa, atrás dos muro, mas pousa, de fato são mais resistentes que o muro ao menos huhuhu, enquanto isso nosso colega sai correndo em direção a arvore, hmm devia ter seguido direto pra lá, penso ao ver o desmonte do nosso colega temporário, de fato não havia outro lugar para estarem afinal o problema é aonde? Huh é uma arvore grande, e boa parte dela está fora da atmosfera, chegar lá voando não dará muito certo, escavando pelo caule muito menos, ah tantas bases secretas por ai tinha que ser uma arvore gigante, seja lá como for vamos ter que improvisar...



Parece que depois de muito procurar acabaram nos achando, hmm, olha só até parece que devo me preocupar, vamos ver o que fazemos, podemos derrubar ali, podemos puxar pra lá, não não não isso não vai dar certo, podemos descer o cacete neles ou sair voando, vai só alertar a segurança mais a frente, não que esses não vão, mortos não falam... Ou não...



Hmmm, podemos, atrair ali pra lá... E depois ali, pah e depois, na na nah isso não vai  dar, huh o que foi? Acha que seu computador só pensa o que está mostrando? Não, e acredite eu não sou diferente,  não me custa nada simular alguns cenários, eeee... É, vamos logo dar um jeito nisso, depois nos viramos...



São oito não? Não faz diferença, ainda vão nos detectar pelo cheiro, então vamos dar um jeito nisso...



Off:  Duas ações gastar 1 ponto de energia, chutar um deles em direção a arvore, ficar em cima dele e voar surfando nele (com braços cruzados atras) até a arvore, chegando lá apago meu ki depois de parar.


Última edição por art015 em Sab Jul 07, 2018 10:20 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DragonHearth

avatar

Mensagens : 55
Data de inscrição : 05/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Sab Jul 07, 2018 1:27 am

A luta finalmente acaba, mesmo ele lutando bravamente, mas não era oponente para mim. Desço até ele e escuto sobre a floresta, olho na direção indicada com o Scouter para verificar possíveis oponentes ou até mesmo uma armadilha.

Olho para as sacerdotisas e as ignoro, vou limpar meu corpo no lago, tinha tempo para um banho enquanto pensava no próximo passo. Em agradecimento pela luta enterro o corpo do Guardião e coloco o machado como uma marca do lugar, presto uma homenagem e então pergunto.

_Por que ele guardava vocês que aparentemente são tão inúteis?

Sento e fico olhando para elas, na verdade eu tinha me cansado na luta e queria um pouco de sossego, então analisava o redor com o scouter para evitar surpresas. Mesmo cansado ainda estava em condições de lutar contra essas mulheres.

_Por favor sem grito.

Aproveito para enterrar o corpo da gigante que explodi do lado do guardião.

Enquanto isso, ia caso seguro relaxando, e se não tivesses nenhuma resposta interessante iria matar todas e as enterrar ao redor do túmulo do guardião, caso tivesse algo interessante a dizer iria ouvir e depois matar.

_Espero que no outro mundo vocês se encontrem, elas não sobreviveriam sem você e se algo acontecesse você não descansaria, então agora estão juntos.

Faço uma ultima reverencia e vou procurar um lugar para descansar um pouco enquanto uso o scouter para procurar um adversário de 20.000 de poder de luta. Mas claro que iria apagar minha presença para me esconder até me recuperar dos ferimentos e dispêndio de energia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t64-helena-dragonhearth
Theri

avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 05/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Seg Jul 09, 2018 4:51 pm

Eles demoram a morrer depois de tantos golpes só um deles caiu. Gosto de ver a luta durar mas eles são tão fracos que não revidam.

- Viu só Kakaroto? Não tem que se preocupar.

Sobraram dois e os dois são meus. Voo na direção deles e ataco um pelas costas atravessando minha mão no corpo dele. O segundo eu dou um soco no alto da cabeça pra esmagar o crânio.

Off 2 de energia.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Saiyan

avatar

Mensagens : 55
Data de inscrição : 07/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Ter Jul 10, 2018 10:51 am

Meu poder emana... Deixando os Oozarus agitados... Mas Vegeta coloca sua mão em meu peito, assumindo a frente... E posso testemunhar que ele realmente era o Príncipe dos Saiyajins...

Assim que eles reconhecem o sangue que corre em nossas veias... Acalmam a sua fúria... Ficamos contemplando ele quando a voz de Yamoshi corta o silêncio da floresta...

Ouço ele nos parabenizar... E assim que ele fala sobre um outro desafio vejo o relâmpago caindo no deserto... A imagem que surge era preocupante... Havia enfrentado uma besta em Spartacus.

A besta que enfrentei em Spartacus não se compara a isso... Posso sentir todo meu corpo reagindo à sua presença...

As suas palavras comprovam que estávamos diante de um ser que era um predador exímio dos Oozarus... E vejo o terror que causa a minha volta... Mesmo com o Rei Oozaru os chamando, eles fugiam...

Conteplo a criatura ao longe... Então sinto o toque de Yubelluna e a sua voz... A fúria acende em mim por ela achar que não posso lutar contra a fera...

Vegeta me chama... Aperto os punhos e começo a voar, mas paro e olho para baixo...

Eles são Saiyajins... Nossos antepassados...

Chamo por Vegeta...

Príncipe Vegeta... Esses Oozarus são nossos antepassados... Eles irão originar o sangue que corre em nossas veias... Podemos aniquilar essa criatura sozinhos... E deixar que eles vivam com medo... Ou podemos leva-los a enfrentar seu maior inimigo e sair vitoriosos... Assim como iremos aniquilar o maldito do Freeza um dia...... Podemos ensina-los o que é o Orgulho Saiyajin e sentiremos isso em nosso Sangue...

Iria descer e passar na frente dos Oozarus... Gritando de forma a traze-los a razão junto ao Rei Oozaru... Iriamos a Guerra...

_________________
Suzako - The Mercilles

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 430
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Qua Jul 11, 2018 2:27 pm

Dirac Baldric:


Embora cercado por tantos inimigos, O Tsufurujin menosprezava aqueles trolls o bastante para se permitir perder-se em pensamentos. No fim, chega à conclusão de que não valia a pena perder seu tempo com aquelas criaturas tão baixa, então avança contra uma delas.

Dirac Baldric ataca: Destreza 14 x5 + Briga 5 = 8 sucessos.
Troll 1 desvia: Destreza + Briga (Dif: 7) = 7 sucessos.
Dirac Baldric (Dano: Força 20 x5) = 55 sucessos.

O chute do Tsufurujin acerta em cheio o centro do corpo do Troll, de baixo para cima, arremessando-o a uma distância considerável. Sem interesse em lutar contra os outros, o guerreiro toma uma decisão um tanto excêntrica e salta em direção ao corpo da criatura, ficando de pé sobre seu dorso enquanto o trânsito de seu corpo voando pela cidadela leva Dirac Baldric em direção à Árvore do Poder.

O impacto da queda foi o bastante para ceifar o que restava da vida do Troll, um choque destrutivo e esmagador contra o chão calçado de uma praça aberta com algumas casas destruídas a sua volta. Tais casa se viam destruídas pela ação opressora de raízes gigantescas se espalhando e usurpando um lugar que não era seu em meio a cidade. A Árvore do Poder era realmente uma visão magnífica e vertiginosa, seu tronco colossal além de vasto, fazia-se perder entre as nuvens cinzentas daquele planeta!

Avaliação:
 


Oregan:


Certa paz volta a tomar conta daquele bosque quando a luta chega ao fim. O solo para de tremer, os pássaros já não fogem mais assustados... Apenas as horrorizadas mulheres gigantes traziam alguma agitação ao lugar. E o horror delas só aumenta quando o jovem Saiyajin retira o que restou de suas roupas e entra no lago para se lavar. Este foi o cúmulo para elas, que nuas, erguem-se da água e saem correndo pelo bosque, fugindo de Oregan finalmente.

Ao sentir seu corpo refrescado e livre do suor, Oregan se ergue das águas relaxantes e volta a vestir sua roupa. Agora ele sabia ao menos a direção da Floresta e como localizá-la, mas antes de partir, o garoto sente-se no dever de honrar seu adversário enterrando seu corpo, afinal, Guardião havia lhe rendido uma boa luta.

A cova finalmente foi aterrada, o machado sobre ela era um símbolo póstumo para aquele respeitável guerreiro. Ao terminar o trabalho, Oregan usa seu scouter para localizar oponentes de valor, mas tudo que seu aparelho registra são os poderes de 50 mil a uma distância considerável.

Comportamento (Mártir): 1
Natureza (Herói Relutante):
Atuação: 11
Combate: 4


Theri:


Kakaroto ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 36 sucessos.
Evo Pterodactilo 2 desvia: Destreza + Briga (Dif: 6) = 21 sucessos.
Kakaroto (Dano: Força x5) = 25 sucessos.

Kakaroto ataca: Destreza + Briga (Dif: 6) = 17 sucessos.
Evo Pterodactilo 3 desvia: Destreza + Briga (Dif: 6) = 21 sucessos.

Criado naquele planeta, Kakaroto se mostrava mais preocupado do que sua companheira com a mudança drástica daquelas criaturas. Ele tinha mais ou menos o mesmo nível dos oponentes, então esforçava-se mais para acertá-los, atingindo o segundo deles com um belo soco, mas errando uma joelhada no terceiro.

Theri ataca: Destreza 13 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 42 sucessos.
Evo Pterodactilo 2 desvia: Destreza + Briga (Dif: 6) = 4 sucessos.
Theri (Dano: Força 13 x5) = 45 sucessos.

Theri ataca: Destreza 13 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 38 sucessos.
Evo Pterodactilo 3 desvia: Destreza + Briga (Dif: 6) = 12 sucessos.
Theri (Dano: Força 13 x5) = 60 sucessos.

Diferente de Kakaroto, Theri não tinha interesse algum na origem dos inimigos ou por quais mutações eles passaram. Eram fracos demais para atrair sua atenção. O único interesse da assassina Saiyajin era removê-los de seu caminho já que eram incapazes de oferecer a ela uma boa luta.

Com sua velocidade, Theri surge as costas do segundo inimigo, deixando-o surpreso. Sem dificuldade, seu soco atravessa as escamas da criatura de modo que seu punho surge no peito do oponente. E enquanto ainda sentia o sangue gelado daquele réptil em seu braço, Theri avança contra o terceiro e último, acertando um soco tão potente na cabeça da criatura que lhe explode o crânio.

- Droga. Você acabou com todos eles, enquanto eu mal os arranhei... – Kakaroto lamenta com certa raiva de si mesmo. – O que fazemos agora?

Avaliação:
 


Suzako:


Parece que a visão indizível daquela criatura também havia mexido com o príncipe Vegeta. Ele se mostra hesitante em um primeiro momento, mas furioso logo em seguida ao ver a reação amedrontada dos Oozaru em relação àquele monstro distante. Isso o irritava profundamente. De maneira atenta, ele ouve as palavras de Suzako e concorda.

Suzako: Manipulação 2 + Liderança 4 (+3) (Dif: 6) = 4 sucessos.

Enquanto os Oozaru demonstram medo, Suzako voa diante dos olhos deles, lançando urros de guerra para incitar alguma coragem àquelas criaturas. Quatro delas respondem positivamente, esmurrando o chão e socando algumas árvores para mostra que estavam dispostas a irem a guerra. Impressionado com o sucesso de seu discípulo, Vegeta faz o mesmo.

Vegeta: Manipulação + Liderança (+5D) (Dif: 6) = 9 sucessos.

- Escutem aqui, seus macacos idiotas. Não vou permitir que manchem a reputação da família guerreira fugindo como vermes! Aquela coisa os assusta? Então unam-se contra ela. Unam-se a mim, o príncipe dos Saiyajins, e vamos deixar bem claro que nada e nem ninguém pode nos ameaçar assim e ficar impune! – Diz o príncipe.

Nada menos do que mais nove daqueles Oozaru respondem ao chamado de Vegeta, lançando pelo ar rajadas de suas bocarras, prontos para aquela batalha que poderia significar o fim da espécie. Suzako observa enquanto Vegeta salta para o ombro do Oozaru rei e ordena que as criaturas partam em direção ao pico. Uma fêmea de Oozaru também apanha o impiedoso guerreiro e o coloca sobre a sua cabeça para conduzi-lo.

O avanço dos gigantes Saiyajins primitivos gera tremores que fazem todas as criaturas daquele lugar fugirem apavoradas. Não demora para os guerreiros saírem da região florestal e chegarem a um vale encimado por inúmeros picos rochosos, onde o maior abrigava Hydora. Bastava apenas voar até o topo para dar início à batalha, porém, aquele vale era tomado por uma tempestade de ventos capazes de arrancar as peles dos guerreiros e comprometer a estabilidade de seu vôo, além de um chuta de relâmpagos que castigava aquela região com intensidade.

- Droga. Não podemos chegar até lá encima desse jeito! – Vegeta resmunga.

Porém, o Oozaru rei se antecipa e começa a escalar as pedras daquele pico, sendo seguido pelos outros Oozaru...

Avaliação:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
art015

avatar

Mensagens : 57
Data de inscrição : 09/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Qui Jul 12, 2018 3:10 pm

Um pouso um pouco mais baixo do que o planejado, huh nem o voo foi planejado alias mas o importante é que chegamos finalmente, infelizmente foi um pouso um pouco duro para nosso novo colega, se ele sobrevivesse seria ainda mais surpreendente mas nos pouparia trabalho de procurar, não que eu não imagine onde estejam...



Penso ao olhar para cima e ver a arvore desaparecer entre as nuvens, olho a destruição ao redor, hmm se estivessem aqui já teriam me visto, aiai vamos na nobre arte de procurar, devia ter um daqueles rastreadores mas provavelmente aquela porcaria só ia revelar meu disfarce, vamos não depender desse tipo de coisa, não será o mais eficiente dos planos mas vamos dar uma olhada ao redor se não tiver nada, só resta um caminho...



Isso claro se não perceberem antes agente, não podemos ficar deixando pegadas aqui...



Off: Queimar ki para planar e procurar por qualquer sinal que leve a esses responsáveis, fazer de maneira furtiva.


Última edição por art015 em Seg Jul 16, 2018 12:43 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DragonHearth

avatar

Mensagens : 55
Data de inscrição : 05/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Sex Jul 13, 2018 12:02 pm

Estava tudo pronto, eu arrumado, pensava em como chegar até o norte sem chamar atenção, voo uns 10km antes de descer e apagar minha presença, não queria ser seguido e se as mulheres falassem de mim para alguém com 50mil de poder de luta seria minha morte. Eu sentia que estava quase no nível de um soldado especial de Freeza, mas ainda longe dele. Tinha que ficar mais forte.

Media a minha força e percebi que o presente do Senhor Whis era algo muito interessante, estava me ajudando muito, minha meta era Freeza, mas queria surpreender minha mãe, já estava com o dobro de poder dela, sem contar que quase me aproximava de Turles. Eu tinha quem me treinasse, mas tinha receio que ainda não seria bom para isso. Por qual motivo fui escolhido?

Dava uns tapas na minha cara para me manter acordado e focado, ia tranquilo um pouco tinha que esperar umas luzes. Claro que sempre mantendo o Scouter em atividade para me avisar da presença de poderes acima do meu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t64-helena-dragonhearth
Theri

avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 05/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Sab Jul 14, 2018 2:55 pm

Levou mais tempo do que eu pensava mas no fim os monstrinhos estavam tds mortos. Bons guerreiros para se ter como escravos mas contra mim foram inúteis como a maioria dos inimigos. Pouso ao lado do Kakaroto.

- O que acha? Vamos logo encontrar o seu filho.

Tinha um monastério a alguns quilômetros de onde a gente estava. Foi la que meu rastreador detectou um poder de luta de 6 mil. Decepcionante, mas fazer o que. Voo naquela direção e fico atenta ao meu rastreador pra não ser surpreendida.

- Kakaroto vc disse que consegue sentir o poder de luta dos inimigos, então fica atento ta legal?

Sei que não tinha nenhum poder de luta perigoso nesse lugar mas não tem motivo pra a gente correr riscos atoa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Saiyan

avatar

Mensagens : 55
Data de inscrição : 07/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Seg Jul 16, 2018 10:00 pm

Voo a frente dos Oozarus e os chamo a guerra... Poucos respondem... Mas vejo Vegeta impor a sua magnitude e praticamente todo o resto responde ao seu chamado...

Seguimos em direção aos picos... A figura de Hydora era aterrorizante... Mas nós éramos Saiyajins...Em cima de uma Oozaru seguiamos pelo deserto... Ao chegarmos nos picos... Uma forte tempestade acoitava... Era impossível voarmos...

Merda... Nao podemos voar assim...

Mas o rei oozaru inicia a sua escalada... Eu vejo as diversas cabeças de Hydora...

Indico a Oozaru que me levava para subirmos em diferentes pontos... E peco a vegeta que indique o mesmo...

Vegeta... Vamos escalar em pontos diferentes...

_________________
Suzako - The Mercilles

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 430
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Ontem à(s) 2:13 pm

Dirac Baldric:


No local onde se encontrava a Árvore do Poder, o Tsufurujin acaba não encontrando nada do que desejava, apenas mais daquelas rudes criaturas transitando agitadamente pelas ruas em busca de um suposto invasor. Dirac Baldric precisava começar a usar a inteligência ao invés dos punhos, estava se perdendo do foco da missão.

Dirac Baldric: Destreza 14 x5 + Furtividade 0 (Dif: 6) = 5 sucessos.

Dirac Baldric: Percepção 1 + Sobrevivência 2 (Dif: 6) = 3 sucessos.

O Tsufurujin flutua a alguns centímetros do chão para que suas pegadas ou o som de seus passos não venham a atiçar os sentidos daquelas criaturas. Dá certo. Voando a alguma distância dos Trolls, Dirac Baldric consegue se locomover pela cidade destruída sem mais problemas. Havia muitas daquelas criaturas correndo para todos os lados em perseguição ao mentor da confusão na muralha, mas nenhuma delas era inteligente o bastante para perceber o Tsufurujin quando ele agia com um pouco mais de cuidado.

Isso permite a Dirac Baldric alguma paz para rastrear os seus alvos, e após algum tempo de procura, ele encontra uma pista quente o bastante para atrair a sua atenção. No solo encoberto pelas cinzas do planeta em ruínas, algumas pegadas peculiares saltam aos seus olhos. O planeta Citadel era um mundo medieval que estava longe de qualquer tecnologia complexa, provavelmente não haviam descoberto nem mesmo a astronomia. Suas vestes eram rústicas, mas as pegadas que Dirac Baldric encontra são de botas usadas por soldados, semelhantes aos que os lacaios de Freezar usavam. O Tsufiurujin vestia um traje Kaioh, os Trolls tinham pés enormes e redondos. Quem mais poderia ter deixado aquelas pegadas senão seus alvos? E como se para confirmar suas suspeitas, as casas e estruturas ao redor tinham marcas de destruição feitas por poderosas rajadas...

Avalilação:
 


Oregan:


Antes de partir, o jovem Saiyajin toma o cuidado de apagar seus rastros de qualquer criatura que pudesse segui-lo, não seria nada bom para a sua missão se mais guerreiros como Guardião e até mais fortes surgissem para atrapalhá-lo. Uma atitude sábia, porém, o guerreiro se permite sorrir infantilmente ao perceber o quanto seu poder de luta aumentou graças ao treinamento do senhor Whis.

Pronto para partir, Oregan dispara em vôo pelo céu do planeta Goliath, um pouco acima daquelas árvores gigantescas. Mas após horas de viagem, o garoto nota que o norte apontado pelo Guardião talvez não fosse tão perto quanto ele imaginava... O sol começa a desaparecer aos poucos, e a noite cai tão intensamente que faz parecer que um manto escuro encobria os seus olhos. Oregan não enxergava um palmo a sua frente, o planeta Goliath não tinha sequer uma lua para tornar a noite razoavelmente visível. O que o guerreiro iria fazer?

Avaliação:
 


Theri:


Em meio ao vôo em direção ao monastério, a assassina e o exilado percebem que não só seus oponentes sofreram aquela estranha evolução. Animais comuns como serpentes e répteis sofreram um surto de crescimento impressionante, tornando-se criaturas atrozes silvando ameaças pelo deserto enquanto os dois Saiyajins passavam voando.

Não demora muito, e os dois guerreiros finalmente alcançam as proximidades do monastério, uma construção em pedra que mais lembra um forte repleto de janelas. Mas Theri e Kakaroto acabam se vendo obrigados a parar a uma certa distância, pois tanto as janelas quanto o portão de entrada do monastério estavam dominados pelas mesmas ferozes criaturas que os dois combateram momentos antes. Pterodactilos de aspecto guerreiro estavam empoleirados nas janelas, enquanto outros tipos de dinossauros combatentes dominavam os portões.

Giras:
 

- E agora, o que fazemos? Tem bastante deles lá embaixo. – Kakaroto pergunta.

Avaliação:
 

Suzako:


Vendo que era impossível chegar voando, Suzako e Vegeta instigam os Oozaru que os carregava a escalar aquele pico junto aos outros para dar início à grande batalha contra Hydora. Mas o guerreiro Saiyajin parecia ter um plano, dividir o avanço a fim de dificultar o ataque da criatura. Vegeta assente orgulhoso.

- Se Nappa e Raditz tivessem metade da sua inteligência, eu não estaria passando por tantos problemas. – Elogia o príncipe.

Quando a escalada começa, os problemas não se mostram tão menores quanto seriam em vôo. As lufadas de vendo por vezes quase derrubam os primatas, o poderoso estrondo dos relâmpagos os assusta. É bastante trabalhoso escalar aquele pico, levando mais tempo do que o esperado.

O ninho de Hydora era um gigantesco sítio cercado por enormes rochas, onde alguns de seus enormes ovos jaziam cercados por troncos e galhos de árvores. Um nuvem densa cercava aquele cume, limitando bastante a visão de todos. O silêncio imperava... Mas de repente, ele é quebrado por um coro de urros cujas baforadas eram o bastante para dissipar aquela nuvem e revelar uma colossal criatura repitiliana com dez cabeças que mais pareciam serpentes gigantes presas a um corpo. O medo domina o corpo dos Saiyajins e dos primatas. Era impossível não paralisar, não tremer. Desta forma, a batalha iria por água a baixo e todos seriam devorados sem nem mesmo serem capazes de lutar...

- Nãããããoooooo! – Vegeta grita, fazendo seu ki explodir e distraindo os Oozaru de seu medo por um instante. – Eu sou o príncipe dos Saiyajins, eu serei o mais forte do universo, eu matarei Freezar com as minhas próprias mãos! Me recuso a morrer aqui, me recusso a ser rebaixado a um simples petisco. Ataquem!


Iniciativa:

1° Vegeta: Raciocínio + Prontidão + 1D = 19
2° Suzako: Raciocínio 4 + Prontidão 3 +1D (6 +3) = 16
3° Hydora: Raciocínio + Prontidão + 1D = 10
4° Oozaru: Raciocínio + Prontidão + 1D = 6

Hydora:
 

Comportamento (Líder): 4
Natureza (Arquiteto): 4
Atuação: 12
Combate: 6

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
DragonHearth

avatar

Mensagens : 55
Data de inscrição : 05/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Ontem à(s) 3:40 pm

E agora, o que fazer? Estava tudo escuro sem nenhuma possibilidade de visão, acho que aquele guardião deu seu ultimo golpe me enganando e me mandando pra esse lugar estranho. Bom fazer o que, agora estava aqui. Usava o scouter para verificar os poderes ao meu redor, não sabia o que essa névoa guardava, então tinha que esperar tudo.

Sentava em uma posição de meditação e mantendo minha aura apagada aguardava, sabia que dessa vez não poderia dormir, então caso ficasse com sono lutaria ao máximo para me manter acordado, pensava no que seriam as luzes...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t64-helena-dragonhearth
art015

avatar

Mensagens : 57
Data de inscrição : 09/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   Ontem à(s) 4:32 pm

Um pouco de paz ao menos, huh mais pra quelas com uma nuvem de tempestade a caminho, ou daquelas que se tem quando se esta o meio do mar abandonado sem ter como sair, esse planeta não parece ter atingido se quer um estado industrial, o minimo para serem considerado avançados seria utilizar energia do átomo, quem criou essa arvore acabou criando um meio de utilização de energia de uma planeta se não uma estrela, isso seria extremamente avançado em outras circunstancias, aqui, bom, só ta mais pra um gorila com navalhas...



Uma civilização rustica assim nem deveria ter interferência externa, mesmo que fosse possíveil salva-los, seria difícil de recuperar, mas outra duvida, será que esses seres que correm de um lado a outro não seriam eles? Mudados e modificados através de um processo evolutivo forçado? Ou essas pilhas e mais pilhas de cinzas de cinzas são? Hmm de qualquer forma, só descobriremos quando acharmos eeee...



Noto as pegadas, olho ao redor...



Marcas de disparos de energia, mas não parece de armas, uma especie de teste balístico quase, poder de fogo demais para este lugar tipo um overkill, e essas pegadas, parecem bastante com aquelas que muitas especies já devem ter tido no pescoço ou lambido, tipicas dos uniformes das forças de freeza, huh por que raios ele precisa de um exercito, destruiu um planeta com as próprias mãos... E o porque? Por que mais força? Ninguém que deseja enfrenta-lo sequer está com capacidade para pareá-lo, ainda pelo menos....



Hora de fazer algo que não se faz, vamos seguir essas pistas, eu sei, eu sei, eu sei, como sayajin você iria sair por ai gritando, babando e bufando desafios, mas aqui não é mais a arena inofensiva daquele planeta, aguarde e logo terá mais do que busca, eu acho pelo menos...



Off: Rastrear as pegadas e a destruição de maneira furtiva.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Dragon Ball Z
Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Paladinos da Justiça :: Jogos :: Arcos-
Ir para: