Nós estamos a procura do mais forte!
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Dragon Ball Z - Um conto Saiyajin

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 466
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z - Um conto Saiyajin   Qua Jun 06, 2018 11:17 pm

Olhando para seus companheiros, Suzako logo nota a dificuldade que seria derrubar aquela criatura. O Hyperyetti era muito mais rápido, resistente e forte do que os Saiyajins individualmente. Mas era preciso dar tudo de si e vencer, pois era essa criatura que estava entre os guerreiros e a tão sonhada liberdade.
 
Suzako ataca: Destreza 10 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 29 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Suzako (Dano: Força 6 x5) = 15 sucessos.
 
Suzako ataca: Destreza 10 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 5 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Suzako (Dano: Força 6 x5) = 15 sucessos.
 
Suzako ataca: Destreza 10 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 32 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Suzako (Dano: Força 6 x5) = 20 sucessos.
 
Suzako ataca: Destreza 10 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 2 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Suzako (Dano: Força 6 x5) = 10 sucessos.
 
Suzako ataca: Destreza 10 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 33 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Suzako (Dano: Força 6 x5) = 25 sucessos.
 
Suzako ataca: Destreza 10 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 9 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Suzako (Dano: Força 6 x5) = 10 sucessos.
 
Suzako ataca: Destreza 10 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 33 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Suzako (Dano: Força 6 x5) = 10 sucessos.
 
Suzako ataca: Destreza 10 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 33 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Suzako (Dano: Força 6 x5) = 15 sucessos.
 
O guerreiro desce planando, pairando diante do Hyperyetti. A criatura era grotesca, mas o Saiyajin a encara olhos nos olhos sem hesitar. Então Suzako expande todo o seu Ki e parte para cima da besta, desferindo oito socos. O Hyperyetti começa a sentir os impactos e urra de fúria, mas ainda não ao ponto de ceder.  
 
 
Theri se levanta em meio aos destroços da nave que destruiu com o impacto e observa de longe a batalha. Seus companheiros não tinham melhor sorte do que ela contra o Hyperyetti, mas era preciso continuar lutando, dar o máximo de si. Este era o preço para a liberdade!
 
Theri ataca: Destreza 8 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 27 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Theri (Dano: Força 8 x5) = 20 sucessos.
 
Theri ataca: Destreza 8 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 27 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Theri (Dano: Força 8 x5) = 25 sucessos.
 
Theri ataca: Destreza 8 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 28 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Theri (Dano: Força 8 x5) = 30 sucessos.
 
Theri ataca: Destreza 8 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 28 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Theri (Dano: Força 8 x5) = 30 sucessos.
 
Theri ataca: Destreza 8 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 21 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Theri (Dano: Força 8 x5) = 30 sucessos.
 
Theri ataca: Destreza 8 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 22 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Theri (Dano: Força 8 x5) = 25 sucessos.
 
Theri ataca: Destreza 8 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 23 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Theri (Dano: Força 8 x5) = 30 sucessos.
 
Theri ataca: Destreza 8 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 18 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Theri (Dano: Força 8 x5) = 25 sucessos.
 
Theri ataca: Destreza 8 x5 + Briga 5 (Dif: 6) = 30 sucessos.
Hyperyetti: Sem ação.
Theri (Dano: Força 8 x5) = 20 sucessos.
 
O Hyperyetti já cambaleava após a sessão de golpes aplicada por Suzako, então Theri retorna voando para o campo de batalha e aplica na criatura mais um combo. Eram socos de todos os tipos, de todos os lados do corpo, socos melhorados pelo chip que brilha no braço da guerreira. O Hyperyetti não resiste e acaba caindo de lado com sua carapaça rachada.
 
 
Dirac havia revisto atentamente os arquivos sobre a criatura em seu catálogo, e para alguém com seu nível de intelecto, era impossível não sentir algum interesse pelo Hyperyetti. Uma criatura que misturava avanços tecnológicos e misticismo não era algo que se via todos os dias naquela galáxia. Mas infelizmente, este ser maravilhoso colocou-se no caminho daqueles destrutivos seres chamados Saiyajins. Um desperdício, mas ainda sim uma vitória. O caminho para a liberdade estava aberto.
 
 
Mesmo perto do cansaço, Oregan estava excitado pelo combate e expande o seu Ki mais uma vez para descarregar o que restava de si no Hyperyetti. Porém, já não era necessário. A criatura cai com os golpes de Theri, liberando o caminho dos guerreiros até o cruzador. O jovem Saiyajin olha para a espaço-nave, percebendo através das luzes ligadas que as sacerdotisas lá dentro já haviam preparado tudo.
 
 
Porém, antes de partir, os guerreiros notam em um ponto do porto cinco esferas que eles logo reconhecem como as naves particulares que usavam para cruzar a galáxia com o intuito de conquistar para o Império Metamorph. As naves em si pouco representavam para os quatro, mas dentro delas estavam seus trajes Saiyajin, cujo símbolo da família guerreira desenhado na altura do peito significava muito. Suzako, Oregan e Theri encontram seus trajes, um pequeno saco com cinco sementes Saibaimans e um pequeno frasco contendo uma esfera de raio blutz. Dirac Baldric encontra não só estes objetos como também o seu traje de camuflagem.
 
Mas enquanto recuperavam da nave aquilo que lhes pertencia, os Saiyajins começam a ouvir passos que imediatamente lhes chama a atenção. Não eram passos comuns, estes eram potentes e possuíam um estranho som de sucção. Quando os guerreiros olham, vêem saindo do cruzador em que os soldados trabalhavam uma figura pequena, mas que a imagem simbolizava terror para todo universo. Um Metamorph!


Metamorph:
 


 
- Então... São vocês os Saiyajins que causaram a destruição no Coliseu? É realmente uma pena que tenham matado a criatura que eu trouxe especialmente para o Rei Cold, mas ao menos ganhei quatro presentes muito mais interessantes. – Diz o Metamorph, criando na palma de sua mão uma esfera rosa que ele aponta na direção dos guerreiros.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
DragonHearth

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 05/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z - Um conto Saiyajin   Qui Jun 07, 2018 10:07 am

Ia bater na fera, mas Theri destrói aquilo.

_Isso - fico feliz por ela por nossa vitória, apesar de chateado por ter dado só um soco nessa criatura, queria algo extra para bater, era uma nova sensação que surgia em mim, meu sangue de guerreiro estava a mil.

Reconhecemos nossas naves que foram pegas pelos Metamorphs e nossos equipamentos ali estão. Ignoro tudo e pego minha antiga armadura, aquilo sim era confortável e me fazia sentir bem.

A caminho do cruzador ouço passos firmes e decididos, uma pressão é imposta em silêncio, imaginava o que estava por vir? Não, mas meu coração acelerou juntamente com minha respiração. Virando-me vejo um metamorph que não deveria estar aqui.

Suas palavras são tão frias quanto seu olhar para nós, era dele a criatura que tínhamos destruído e agora ele queria um presente para Cold. Em suas mãos uma esfera de energia se formava e não era preciso ser um gênio para saber que ele queria nos matar.

Nesse momento o tempo para... na realidade não parou, minha mente que estava tão acelerada que parecia que tudo se movia lentamente. Presentes? Ele tinha a audácia de nos rebaixar a presentes para aquele idiota do Cold? Lembro de nossa chegada até aqui, as torturas, a fome, surras que levávamos de guardas apenas para diversão dos mesmos, animais de zoológico servindo a mestres imbecis, eu suportei, aguentei por meus amigos, quando não éramos uteis, morríamos como moscas em meio a excrementos, lembrava das ultimas palavras do antigo saiyajin a quem considerava um vovô e que me ajudou a ficar de pé, seu olhar de dor pro não aguentar mais a prisão, por ter sua liberdade e orgulho retirados, eu não iria deixar isso acontecer novamente, a humilhação que vi as sacerdotisas passarem de respeitadas a meretrizes, suas caudas cortadas, isso não iria mais se repetir.

Lembrava de cada rosto de cada momento ali e nossas esperanças de fuga nunca diminuíram, eu jamais baixaria a guarda.

_Cale sua boca - eu dizia e sentia meu Oozaru pronunciar junto comigo - você é um lixo, um verme imprestável, enquanto se banqueteia e fica em seu conforto, nós vivemos, vocês gananciosos tentando nos reprimir? Isso é medo, suportamos anos aqui e vamos continuar vivos enquanto você vai virar poeira e ser esquecido.

Elevava meu ki ao máximo, eu jamais deixaria de lutar, aqui não era Oregan aquele que dormia e preferia descansar, eu era um representante Saiyajin e junto de minha energia estavam o Vovô, estavam as sacerdotisas, estava meu orgulho e minha determinação.

_EU SOU UM SAIYAJIN - grito enquanto lanço um HellBlase contra ele.

Seguia com toda a minha força enquanto o enfrentava, a derrota não era nem mesmo cogitada, tinha fé em mim e em meus amigos.

-Vamos saiyajins, vamos juntos mostrar a esse idiota o que é ser guerreiro de verdade.


off: gasto energia para o Hellblase.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com/t64-helena-dragonhearth
art015

avatar

Mensagens : 71
Data de inscrição : 09/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z - Um conto Saiyajin   Qui Jun 07, 2018 11:26 am

Que desperdício, o problema da força é justamente a falta de velocidade em usa-la, hmpf, nada que não possamos corrigir se isso for uma falha nossa, penso enquanto recolho minhas coisas, era um lugar agradável até, lutas aqui e ali, contante risco de morte, um e outro treco tecnológico, pra manter meus neuro capacitores funcionando, mas tínhamos que ficar fortes, e aquele lugar, já não nos fazia superar nosso limite operacional como devia.



Logo quando terminamos de juntar nossas coisas, com tudo pronto para partirmos, escutamos passos familiares, nos viramos e damos de cara com um metamorph, baixinhos nervosos, huh ele diz que é uma pena ter perdido uma criatura como aquela;



-Ele provavelmente bateria em você se entrega-se aquilo pra ele, e irá te matar se matar agente... - Digo para ele de braços cruzados, encarando com olhar sério.



Sabia que ele provavelmente era mais forte e rápido que todos ali, então não me preocuparia com resultados, afinal ganhando ou morrendo, me preocupar não mudaria o resultado, sairíamos de lá, o jovem parece querer disputar forças com ele, eu faria minha parte.



Off: 8 Ataques gastar 7 pontos de energia, sequencia de cruzados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Theri

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 05/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z - Um conto Saiyajin   Qui Jun 07, 2018 6:32 pm

A besta tem o que merece. Suzako e os meninos deram uma surra nele mas depois daquele golpe tinha que ser eu pra derrubar ele, meu orgulho ficaria ferido se não fosse assim. Olho pro monstro caido e chuto ele por desprezo. 


"Hum! Inútil"


A paz reina no porto por um tempo e sem ter que se preocupar com inimigos a gente acaba achando as naves que usamos pra chegar naquele planeta. 


- Minhas coisas. Não vou mais precisar usar esse uniforme sujo dos ratos do Freezar. 


Troco armadura e enquanto faço isso percebo aproximação de passos. Quando olho um Metamorph aparece. 


- Não... Não agora...


Eu devia estar sentindo medo mas não estou. Não importa se ele está criando sua energia e apontando pra nós. Esse é o momento pelo que eu esperava desde pequena. Um Metamorph bem na minha frente, ele tinha que pagar. 


- Vcs destruíram o meu planeta, mataram a minha família, me obrigaram a ser criada no frio do espaço... Acha msm que vou continuar servindo de atração pra vcs? Eu prefiro morrer! 


Vôo na direção dele e dou um soco em sua cara.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Saiyan

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/04/2017

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z - Um conto Saiyajin   Qui Jun 07, 2018 8:18 pm

Meus punhos doem de encontro a criatura... Mas assim que paro, vejo que sangue saia do seu corpo...

Theri voa de encontro a mesma e seus golpes ressoam... E logo a criatura tomba... Minha respiração estava ofegante... Enquanto olhava o local que iria abandonar... Vejo a minha nave... Voamos para lá...

Era prazeroso vestir novamente o traje dos Saiyajins... Guardo as sementes e o frasco... Logo ouvimos um barulho de passos... E o nosso terror só aumenta... Não era um soldado... Ou outra daquelas criaturas...

O inferno desse planeta não parece acabar nunca...

Ele vem caminhando criando uma esfera Rosa na mão... Caminho ao seu encontro...

Lagarto imprestavel... Vcs destruíram nosso planeta... Mataram nossas mulheres e filhos... Aniquilaram nossos guerreiros... Assassinaram meu Rei... Fizeram do meu Príncipe seu escravo...

Expando o meu Ki canalizando a energia em meu punho...

Nos fizeram de suas marionetes... Nos fizeram matar por vocês... Tomaram nossas mulheres... Mas não mais!!! Hoje irei por um fim à isso... Iremos trazer o terror para vcs... Iremos lhes mostrar o verdadeiro poder de um Saiyajin... Mas uma vez vcs iram ficar acordados a noite... Com medo dos guerreiros que são capazes de aniquilar um Metamorth... Testemunhe o poder de um SAIYAJIN!

Expando meu Ki ao máximo... Sentindo meu corpo corpo entrar em colapso devido excesso de poder liberado...

Haaaaaaaaaaaaa

Voo de encontro a ele... Iria disparar minha técnica a queima roupa contra ele... Mesmo que morresse... Permitiria que as sacerdotisas fugissem... Iria garantir que todo o universo visse os metamorths ruírem... Seu sangue mancharia o chão do Porto...

Morra!!! Sword of Destruction

Enviado pelo Topic'it

_________________
Suzako - The Mercilles

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 466
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z - Um conto Saiyajin   Sex Jun 08, 2018 1:26 am

Ao se depararem com o Metamorph que surgiu do outro cruzador, os Saiyajins demonstram todo o seu ódio pela raça que os escravizou e matou. Muitos naquela situação teriam fugido no primeiro olhar, mas não os bravos guerreiros, que apesar de reconhecerem a desvantagem, se mostram mais do que dispostos a buscarem vingança.
 
Oregan expande o seu poder, preparando um Hellblazer em suas mãos. Suzako ergue seu braço e concentra um Sword of Apocalipse em seu punho. Dirac Baldric e Theri disparam na direção do inimigo para espancá-lo com seus próprios punhos. Do outro lado, o Metamorph apenas ri desta audácia e se prepara para lançar sua rajada.
 
Mas antes que tais forças colidam, uma figura cai pesadamente entre os dois lados, destruindo o solo e erguendo uma nuvem de poeira que afasta a todos. Segundos depois, quando esta nuvem de poeira se dissipa, um novo choque toma conta dos Saiyajins. Era mais um Metamorph, uma mulher cuja pressão de seu poder era assustadora. Somente o Metamorph do outro lado e Oregan a conheciam. Blizzard!


Blizzard:
 

 
- Mi-minha senhora, eu sinto muito pelo transtorno. – Diz o Metamorph sem jeito com a presença da mulher. – Flagrei estes Saiyajins causando enorme alvoroço perto de sua nave, mas não se preocupe. Não houve nenhum dano. Irei me livrar deles imediatamente.
 
Blizzard não dá a menor atenção para aquele que se mostrava o seu lacaio. Permanece o tempo inteiro encarando os Saiyajins de uma maneira séria e muito rígida. Mas de repente ela some dos olhos de todos, usando de uma velocidade fantástica, e surge nas costas do servo Metamorph. Sem nada dizer, ela apóia uma mão no ombro do lacaio e a outra no topo da cabeça dele, decapitando aquele infeliz com um puxão, com a mesma facilidade que teriam ao arrancar a rolha do uma garrafa. O sangue roxo escorre pelo pescoço da criatura, manchando o chão aos pés da Metamorph. Toda crueldade associada a estes seres era pouco. Como ela podia matar um membro de sua espécie de maneira tão brutal e ainda sustentar aquele olhar tão frio.
 
Blizzard então ergue o seu dedo, concentrando uma pequena dose de sua energia na ponta, cujo disparo rápido demais para os olhos avança contra os Saiyajins, atravessando a perna direita de Oregan e o aleijando. Grande parte da coxa de Oregan foi destruída, deixando no lugar um buraco sangrento exalando um fedor de carne queimada.
 
- Entrem nesta nave e desapareçam deste mundo para sempre. Eu só não os mato por conta de uma promessa que fiz. Não garanto que terei a mesma conduta em um próximo encontro. – Diz a Metamorph, apontando para o seu cruzador.
 
O Ki se Blizzard se expande, soprando os corpos pelo chão para longe e fazendo algumas naves tombarem para o lado. Com uma potência incrível, ela dispara em direção ao céu noturno e logo some dos olhos de todos, abrindo caminho para a tão sonhada fuga dos Saiyajins. Dentro da nave, as quatro sacerdotisas intoxicadas flutuavam nuas dentro de grandes tubos de líquido viscoso, com máscaras de oxigênio em seus rostos cansados. Elas estavam desacordadas, mas as outras três estavam em volta e recebem os quatro guerreiros com sorrisos contentes. Coraline abraça Theri, enquanto Yubelluna beija Suzako. Lazuli então assume os controles da nave, fechando a porta de embarque e traçando rota rumo a Terra, para onde o Príncipe Vegeta planejava começar a sua insurreição contra o Império...
 
 
Dez meses depois...
 
Meses foi o que demorou o cruzador cruzar da galáxia do leste para a galáxia do sul, e os guerreiros só não enlouqueceram nesse tempo por que investiram seu tempo em um treinamento tão pesado que a intensidade começava a danificar o interior da nave e preocupar as sacerdotisas. Quartz, Agate, Hematita e Sugilita estavam bem novamente, mais saudáveis do que quando os guerreiros as encontraram naquele bordel sujo. Suas caudas até haviam crescido novamente!
 
Agate demonstrava-se cada dia mais encantada por Oregan, dedicando-se ao garoto que salvou a sua vida mesmo quando não havia mais essa necessidade. Coraline e Theri tornaram-se grandes amigas durante aqueles dias, sempre na companhia uma da outra. Mesmo sabendo estar pisando em ovos, Quartz mantinha-se sempre por perto de Dirac Baldric, demonstrando seu respeito ao Saiyajin de maior poder. Enquanto isso, Yubelluna e Suzako consolidam sua união com o nascimento Thalassa, uma bebê Saiyajin de elite, com cabelos castanhos olhos verdes e uma longa causa com que brinca sem parar.
 
Porém, nem todos naquela nave concluem o objetivo de encontrar o príncipe Vegeta na Terra. Whis surge em determinada noite para Oregan, perguntando para onde iria e quais eram os seus planos daquele momento em diante. O anjo torce o seu nariz em desagrado quando o garoto lhe responde, e diz que não muito longe dali, seus pais aderiram a uma perigosa jornada de conquista que poderia dar ao garoto maior preparo quanto ao seu futuro como um Deus da Destruição. Oregan mostra-se chateado em ter que abandonar seus amigos, mas seu espírito se acalma quando Agate promete ir com ele. Assim, sem se despedir de ninguém, Oregan simplesmente desaparece da nave, para a surpresa de todos.


Whis:
 

 
Não muitos dias depois, um representante do Deus da Criação daquele universo surge na nave apresentando-se como Kibito. Tal aparição deixa as sacerdotisas alvoroçadas, e um respeito que os guerreiros não compreendiam muito bem é dedicado àquele ser estranho. Kibito revela então que o próprio Kaioshin convidou Dirac Baldric a ir até o planeta sagrado para ouvir uma proposta, com a promessa de que caso essa proposta não lhe agrade, ele tem sua palavra de que será devolvido ileso aos seus companheiros. Dirac demonstra bastante curiosidade em conhecer aquele que se diz o criador de todo o universo, embora desconfie um pouco das intenções daquele sujeito. Mas a reação das sacerdotisas a ele era tão servil que era impossível não reconhecer a grandeza por trás daquele convite. Dirac aceita, afastando-se de seus companheiros talvez para sempre.




Kibito:
 

 
Theri e Suzako mantiveram-se leais à causa até o fim. Nada era mais importante do que encontrar o príncipe Vegeta, nada era mais importante do que reerguer a raça dos Saiyajins. Assim, os dois olham para a janela da nave quando o cruzador anuncia ter chegado ao seu destino, e vêem diante de si uma enorme esfera azul com seus mundos e nuvens a cercá-la. Aquele era o planeta Terra. Era ali que uma nova jornada para os Saiyajins começaria... Fim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Dragon Ball Z - Um conto Saiyajin   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Dragon Ball Z - Um conto Saiyajin
Voltar ao Topo 
Página 7 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
 Tópicos similares
-
» [DBZ] Como baixar e instalar Dragon Ball Xenoverse
» [Animes] Dragon Ball Xenoverse : A Primeira Meia Hora
» Dragon Ball Xenoverse- Eu sou o Goku
» Jogatinas de Dragon Age Inquisition
» Novas imagens de Dragon Quest Heroes mostram ação

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Paladinos da Justiça :: Histórico :: HQs do Fórum-
Ir para: