Aqui se morre herói, ou se vive tempo o bastante para se tornar vilão.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Dirac parasita Tsufurujin

Ir em baixo 
AutorMensagem
art015

avatar

Mensagens : 58
Data de inscrição : 09/04/2017

MensagemAssunto: Dirac parasita Tsufurujin   Sex Fev 02, 2018 8:35 pm

Nome do Personagem: Dirac
Nome do Jogador: Art015

Comportamento: Predador
Natureza: Excêntrico

Raça: Maquina mutante Tsufurujin
Idade: desconhecida, mas de aparência jovem
Poder de Luta: 24.000
Nacionalidade: Tsufurujin (Parasita)
Etnia: roxo claro
Cabelos: nenhum
Olhos: lentes azuis
Sexo: masculino


Atributos - (7)

- Força: 21 x5 = 105
- Destreza: 16 x5 = 80
- Vigor: 11 x5 = 55
 
Atributos - (3)

- Carisma: 1
- Manipulação: 2
- Aparência: 3

Atributos - (5)

- Percepção: 1
- Inteligência: 3
- Raciocínio: 4


Habilidades - Talentos (13)

Prontidão: 3
Esporte: 3
Briga: 5
Esquiva: 2
Empatia:
Expressão:
Intimidação:
Instinto Primitivo:
Manha:
Lábia:

Habilidades – Perícias (9)

Emp. c/Animais:
Ofícios: 4
Condução: 3
Etiqueta:
Armas Fogo:
Armas Brancas:
Liderança:
Performance:
Furtividade:
Sobrevivência: 2

Habilidades - Conhecimentos (5)

Computador: 2
Enigmas:
Investigação:
Direito:
Lingüística:
Medicina:
Ocultismo:
Política:
Rituais:
Ciências: 3


Antecedentes:

Aliado 3: Baldric (Saiyajin de elite): Um jovem e hábil guerreiro sayajin descobriu depois de uma longa missão quem era o responsável pela queda dos sayajins, ainda carrega um forte rancor mas como Dirac, tem que aprender a colocar a logica antes da raiva, sobreviver hoje para lutar amanhã, ele usa a tipica veste de sayajin de combate, com dirac seus cabelos ficam brancos e seus olhos com lentes

Equipamento 2:

Nível 1 - Data (Um vasto banco de dados implantado em sua memoria com registros não apenas dos tsufurujins mas de diversos planetas e civilizações espalhados pelas galaxias ao redor do universo)

Nível 2 - Traje de camuflagem (O traje especial que reveste ele ou o hospedeiro quando com um permite que ele fique quase invisível

Mestre 5: Supremo Senhor Kaioh

Aliada 1: Quartz (Parceira)


Disciplinas:

Superatributos: Físicos x5 (Utilizável apenas quando Dirac está em posse do corpo de Baldric)

Vôo 1: Nível 1: 100km/h (x5)

Rajada 4: Titanic monarch: Não se sabe se esse é um golpe aprendido de Dirac ou copiado de algum registro perdido mas o golpe consiste em um forte disparo de energia da ponta do dedo indicador

Controle mental: Consegue controlar qualquer ser vivo ao inserir uma parte de si em seu organismo.


Defeitos:

Presença sinistra (-2 pontos)

Premonicão (-2 pontos)


Força de Vontade: 5
Ki: 15

Xps (Ganhos: 20/Gasto: )

História:

- Como era a vida do seu personagem?

Perto do fim, os últimos tsufurujin desenvolveram uma nova raça geneticamente superior, cada individuo foi enviado para as estrelas, outras galaxias e por todo o universo para se desenvolverem e um dia voltarem e desencadearem a vingança desejada por seus antepassados, cada um foi feito com base no DNA do rei Tsufurujin logo raiva, orgulho e o desejo de exterminar a raça sayiajin fazem parte da personalidade de cada um, no meio da viagem o modulo de Dirac teve problemas técnicos graves, e acabou caindo em um planeta não catalogado antes de escapar da gravidade da galaxia, nesse planeta ele a capsula ficou presa por anos enquanto ele era concluído pelo sistema automático, mas mesmo quando concluído passou-se um tempo antes que ele tivesse condições de sair, o planeta apresentava uma cadeia de vida simbiótica unica, ligados por micro organismos, todas as formas de vida eram sem paralelos, mas isso tinha um preço, qualquer forma de vida alienígena era desconectada dessa rede de microrganismos que estava por todo lugar, logo tudo ali apesar de verde e vivo era toxico para organismos alienígenas, levou um tempo para se adaptar mesmo como parasita, sua saída foi ir tendo hospedeiros até arrumar um jeito de escapar daquele lugar, mas trocar de hostages com frequência ajudou ele a desenvolver diversos pontos de vista tanto de presa quanto de predador, como membro criado por uma raça extinta e de outra em plano de vingança, ele teria que se adaptar, esperar e evoluir.

- Como seu personagem decidiu se tornar um Vilão?

Era um fim de tarde chuvosa na densa floresta daquele planeta quando uma outra  nave caia, uma capsula redonda com uma janela circular, severamente danificada pelo pouso forçado quicava velozmente como uma grande e pesada bola de boliche até parar nas arvores, de dentro um homen alto muito ferido usando uma armadura de combate e um visor verde no olho esquerdo sai, era um sayajin, ele cambaleia pela tempestade entre as arvores até achar uma caverna, ele esta com marcas de queimadura, ferido com sede e fome, ele corre com dificuldade ate a caverna e naquela caverna depois de se jogar de costas contra a parede encontrava um pouco de conforto depois de uma viagem conturbada, mas não parece calmo, sua respiração é pesada, ele olha o lugar confuso e num gesto irritado arranca o seu visor e o taca no chão, pisando logo em seguida nele, enquanto olhava para fora com certo temor, como se fugisse de algo, assim ele passa alguns minutos quando resolve se aproximar da entrada da caverna, ele estava com sede e agua da chuva o atrai para saciala quando ele estende suas mãos para enchealas de agua quando uma voz ecoa do fundo da caverna;

- Não beba, ela é toxica, tudo aqui é toxico pros de fora, como nós. - Diz a voz com calma.

Ele, o sayajin logo responde com raiva;

-O que!? Cale a boca seja la quem for, passei dias sem nada naquela droga de nave, sem nada!!! Isso não pode ser verdade, toxica ou não, não vai me matar...- Diz ele logo em seguida tomando ela com muita vontade ignorando o aviso;

Mas logo quando termina de tomar o que estava em suas mãos ele engasga, tosse, vomita compulsivamente algumas vezes e cai de bruços no chão com a mão na garganta e a dor que parece que seu estomago esta se desmanchando, a voz ecoa novamente;

-Sayajin não é? Realmente continuam ignorantes, se procura outra raça inteligente para exterminar, de meia volta, nada nesse planeta desenvolveu mais inteligencia do que um animal, e mesmo você e essa sua força toda não são páreo para este lugar, mesmo que no seu caso leve semanas ao invés de horas para esse lugar te matar.

Ele se vira para a escuridão da caverna salivando muito e com muita dor expressa em seu rosto e diz;

-D. drr..DROOgaaa, o que a de errado com esse maldito lugar.- Logo que termina ele se levanta com dificuldade.

A voz continua;

-A uma cura, caso não queira morrer aqui, basta sair desse planeta, a ligação simbiótica dos organismos se da através de bactérias, saindo eles perdem contato a rede invisível desse lugar e ficam inofensivos até serem absorvidos e destruídos pelo corpo.

Ele abra um sorriso de dor e diz;

-HUHuhu morrer nessa droga de planeta ou ou morrer nas mãos do bastardo do Freeza, maldito traiu a todos e matou a todos!! Todos fora os imbecis como eu que estavam longe do planeta quando ele explodiu, maldição, servi anos esse bastardo acreditando nele, um grande povo agora uma raça em extinção... - diz ele com raiva.

Logo a voz diz com um leve tom sarcástico.

-Traídos!? Quase todos mortos!? Hmpf Sente na pele o que muitos sentiram, sente na pele o que poucos carregam, extinção, isso eu conheço bem, melhor do que eu queria, seria cômico se não fosse tão trágico.- Diz a voz ao som de passos.

E das sombras sai uma figura esguia porem de físico bem definido, de braços cruzados nas costas, usando uma roupa escura, de pele roxa bem clara e olhos cobertos por uma lente azul, aquilo tinha a altura de um jovem de 13 para 15 anos no máximo, e falava com um timbre calmo, apesar da ponta de raiva no olhar, logo o sayajin pergunta levemente surpreso, ainda com muita raiva;

-Que droga é você!?- Diz ele parecendo querer briga.
Com um estranho olhar o ser diz;

-Dirac, pra você, não sou mais do que um fantasma, um ultimo resquício da grande raça tsufurujin, mas acalme-se, não procuro briga e mesmo se quisesse não conseguiria, não sou lutador, alem do mais se está fugindo, com certeza eu estou longe de ser seu alvo ou alguém que irá te impedir, e mesmo que eu queira matar sua raça inteira, e caso conseguisse, isso só me tornaria alvo para esse Freeza como disse, estou certo? Agora diga o que fez de tão errado para ele alem de simplesmente existir?

O Sayajin parece querer partir para cima, mas naquela hora apesar de um inimigo mortal estar diante de si, ele sabia que aquela criatura não era nada, e não queria nada a não ser falar, então ele diz;

-Matamos todos de vocês, isso é impossível!? De qualquer forma, o que houve é que descobri o que o bastardo fez com o planeta, não foi um impacto, foi o maldito que destruiu com as próprias mãos, de alguma forma algum verme descobriu, não sei como escapei de tantos tiros, passei dias viajando com a nave toda desligada, achei esse planeta por sorte, ou azar no caso, que desgraça de lugar é esse!!!

DIrac a criatura abre um discreto sorriso e diz;

-Meu berço, minha casa, de maneira inesperada, o que posso fazer se sistemas planetários nem sempre seguem ordem e rotas previstas, esse nem ao menos existia nos registros, mas os problemas que minha nave teve, a coincidência desse lugar estar perto, de você ter fugido. de ambos agora sermos membros de raças extintas, não pode ser apenas coincidência, eu não tenho um futuro favorável aqui e você nem aqui e em lugar nenhum, no fim das contas a raiva nos colocou no mesmo posso.

O Sayajin olho confuso, não acreditando no que acabou de ouvir, e diz;

-O que quer criatura imunda, diga suas ultimas palavras,desgraçado;  diz o sayajin.

Dirac abre um sorriso e diz confiante;

-Imunda? Não sou eu que estou coberto de feridas e queimaduras, que bebeu uma água cheia de bactérias e agora está com o estomago liquefazendo, pare por favor e pense, que chance temos? Você preso a um lugar desses e eu sem chance de sair daqui, se bem que eu posso sair depois de ver você agonizar pelos próximos dias, arrumar sua nave e dar o fora mas, digamos que não adiantaria muito para min, estou anos longe de estar concluído assim por dizer em termos simples.

O sayajin encara a criatura com desgosto, isso feria seu orgulho, mas sabia que ao menos teria chance de fazer algo, e com receio pergunta;

-O que quer verme?

DIrac encara o sayajin e diz;

-Uma chance, uma oportunidade de juntos darmos um rumo novo até que consigamos nos re-estabilizar, se bem que enquanto o tal Freeza viver você tem as mesmas chances de qualquer mosca que se jogue na fogueira tem de sobreviver, e eu preciso de um hospedeiro de verdade, ficar usando as criaturas daqui não contribuirão muito mais do que me ensinar a pensar antes de colocar a raiva como guia.

Dirac se aproxima e continua.

-Eu posso arrumar sua nave, mas em troca peço algo, seja meu hospedeiro, estou te dando chance de viver e lutar de novo sayajin, não é isso que quer? Pois no seu estado atual você está morto, seja por conta do veneno desse lugar ou por causa do freeza, eu vou ter muito que procurar para evoluir mas isso vai mais me tornar um alvo precoce do que me ajudar, por isso peço para você me ajudar.

O sayajin se enfurece porem nessa hora o syajin sente uma forte pontada na barriga, era a agua ainda fazendo efeito e cai no chão;

-AAAhhhdroga, ok seu verme imprestavel, seja lá o que for fazer, AAARrrggghh... se...s.. seja rápido, acabe logo com isso!!!

Dirac olha ele no chão;

-O processo esta acelerado, talvez seu corpo tenha processado mais rápido do que eu imaginava,culpa da adrenalina ou do organismo em jejum, huhuhu não temos muito tempo nesse caso, eu posso parar o processo, pois eu já faço parte desse ambiente, então quer mesmo?

O sayajin nem para pra pensar;

-SSIsImm droooaaaa, arrrgghhh!!!!!

Dirac olha com um sorriso largo o sayajin caido de joelhos;

-HUhuhu não precisa se preocupar, de agora em diante eu tomo conta...

E salta para cima como uma fera, e ao som dos trovões um novo ser sai da caverna, caminhando de maneira determinada, agora  com cabelos claros e olhos cobertos por lentes, era o rosto do sayajin, mas seu olhar era raivoso, e sua expressão fria, ele encara os céus nublados e diz;

-Muito bem, vamos começar.

Era Dirac, agora possuindo o corpo de um sayajin, seja lá qual forem seus planos, seja para evoluir ou apenas aguardar o dia prometido da vingança, agora tinha um aliado improvável e por hora era só o que precisavam,


- Onde seu personagem vive agora?

Usando peças da sua antiga nave caída, Dirac conseguiu reconstruir a nave, porem não havia combustível o suficiente, esse sistema era errante e não possuía rota clara, seira uma viagem só de ida até o sistema mais próximo de um planeta chamado spartacus, não era o melhor dos lugares, mas era melhor do que esse lugar, e pelo espaço ele viajou (ou eles), até spartacus, onde tentariam dar seus passos de vingança ao menos até a hora que a raova de anbos superasse a força de seus alvos e de sua aliança.

- O que motiva seu personagem?

A principio ódio por sayajins, mas no fundo ele sabe que esse Sayajin, Baldric, sabia agora como era ser traido e caçado, e enquanto ambos mantivessem essa raiva de todos e essa sensação de ser traído, eles manteriam essa aliança forte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Dirac parasita Tsufurujin
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Paladinos da Justiça :: Fichas :: Guerreiros Z-
Ir para: