Aqui se morre herói, ou se vive tempo o bastante para se tornar vilão.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Imperador Dragão e Mulher Maravilha - Na Ilha das Bestas

Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 435
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Imperador Dragão e Mulher Maravilha - Na Ilha das Bestas   Sex Dez 15, 2017 12:09 am

Sinopse: Quando Baran recebia uma visita repentina de Diana, geralmente era para momentos agradáveis de prazer e boa companhia. Mas desta vez a Mulher-Maravilha surge no céu acima de sua cabeça com uma expressão grave. Ela estava claramente preocupada, e quando o dragão questiona o que afligia sua amada, ela lhe diz que estava acontecendo de novo, que Circe estava enfeitiçando os homens e os transformando em bestas selvagens. Diana relata que a feiticeira já possui um exército de criaturas em uma ilha próxima, e que vai precisar da ajuda do dragão para derrotá-la desta vez. 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Tony.B

avatar

Mensagens : 102
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Imperador Dragão e Mulher Maravilha - Na Ilha das Bestas   Sex Maio 04, 2018 10:55 am


O Guerreiro olha a mulher presa... Sua mão aperta o cabo da espada e a ergue... A guerreira olha aflita e quando ve que o guerreiro vai desferir o golpe e grita...

Baran não...

———————————————

Olho para o alto... Um sorriso escapa dos meu labios...

Não era sempre que Diana podia vir a ilha para treinarmos e vivermos o nosso amor... Mas o seu ar de preocupação me informa que ela não estava lá para ficar comigo...

Ouço ela me falar de Circe, a feiticeira que causava tanto sofrimento aos mortais devido à sua sede de poder...

Princesa... Sabe que assim como meu coração, minha espada também é sua... Onde Circe está ?

Diana caminha pela praia olhando as ondas... E fala...

Ela ocupou um castelo na Europa... Eu devia ter percebido, mas estive tão ocupada com algumas lutas...

Me aproximo dela, e toco em sua mão...

Nao aflija seu coração Princesa... Nada que Circe crie pode nos deter... Vamos, a dias que a Presa dos Dragões não é erguida para um combate...

Diana olha para mim longamente e sorri... Nesse momento sei que foi isso que a Mãe reconheceu na Princesa, mesmo sendo uma guerreira, ela passa uma paz...

Mãe... Tinker... Honrarei vocês aprendendo com Diana o valor de se lutar com Justiça...

Diana me dá a mão e logo ascendemos aos céus... Voamos durante um tempo, até avistarmos um castelo ao longe...

La Dragão... É nesse castelo que Circe está usando a sua magia para... Ah...

Princesa... O que...

Uma grande energia surge do castelo e faz com que não consigamos continuar voando... Diana desce e olhamos o castelo ao longe...

Ela colocou alguma proteção no castelo... Pelo visto teremos que seguir a pé...

Desembainho a espada e falo...

Ora o que estamos esperando? Temos uma bruxa para mandar de volta ao seu lugar...

Sigo com Diana durante um tempo correndo... Era ótimo correr com ela, mesmo que seja uma situação de perigo para o mundo, mas estar ao lado dela era realmente perfeito...

Em pouco tempo vemos um sinal no horizonte de poeira... Logo vemos surgir um grupo de monstros...

Por Zeus... Ela já começou a transformar os homens em monstros...

Enquanto corremos em direção a eles, vejo que eram 4 monstros... Seus corpos eram grandes, lembravam os animais que os mortais criavam nesse mundo... Dois deles porém eram versões distorcidas dos animais, corriam em suas patas e enquanto os outros portavam armas e armaduras esses investiam em fúria contra nós...

Olho para a Amazona ao meu lado...

Deixe-mos nossas lâminas falarem...

Invisto contra as duas feras que correm em minha direção, em uma delas aplico um golpe trovejante, a lançando ao chão e na outra desfiro um corte a pressionando para que não avance mais...

Ouço o som de Diana gritando e vejo ela descer dos céus sobre um dos monstros, e logo aplicando um soco em outro dos monstros...

As criaturas nos cercam, pareciam nervosos demais para se concentrarem em um combate ou serem loucos demais...

Brando a espada desferindo um corte contra um dos monstros mas ouço Diana falar...

Baran... Não... São homens controlados por Circe... Sua lâmina não deve se banhar nesse sangue, lembre-se do seu juramento...

Olho para as feras... Eram monstros e estavam nos atacando... Por que deveríamos conter nossa força?

Diana agarra uma das criaturas e a lança contra a outra as fazendo colidir...

Eu me lembro do Juramento... Mas não me lembro de jurar não combater inimigos que nos atacam...

Indagava a Diana sobre as criaturas, mas invisto contra a criatura a obrigando a se defender... Meu punho passa pela sua defesa lhe acertando a cara, ela cambaleia para trás desorientada...

Diana aplica um chute na criatura ao seu lado, fazendo a criatura urrar de dor e cair sem mais se erguer...

Sim... São monstros ferozes agora... Mas eles não escolheram seguir esse caminho... São forçados a isso... Eram mortais... E agora são feras... Quando derrotarmos Circe, eles voltaram a ser os humanos de antes e retornaram ao seu lar...

Ambas as criaturas que não foram atacadas investem contra nós... A espada atinge o braço de Diana, deixando um filete de sangue escorrer, que apenas olha na direção da criatura...

As presas da criatura atingem a minha armadura, que absorve uma parte do impacto, mas sinto ela rasgar a minha carne... Olho para a criatura... Minha mão aperta o cabo da espada... O desejo era cortar a criatura em duas... Mas salto e caio em cima da criatura, aplicando um chute, semelhante a um trovão atingindo o local, a criatura vai ao chão com o golpe... Estava fraca incapaz de levantar, mas estava viva...

A outra criatura ergue sua espada, mas invisto contra ela, desferindo um soco contra sua face, a lançando para trás...

Diana investe contra a criatura na sua frente, a agarrando e a lançando contra o chão com extrema força... Aplico um soco contra a criatura a derrubando ao solo, mas a criatura ainda tentava se levantar... Vejo Diana planar ao meu lado... Sabia que a Guerreira nela ansiava por aplicar o golpe final, mas ela apenas sorri... Desfiro um outro soco na criatura a derrubando...

Olho ao longe... Nenhuma criatura mais surgindo... Diana pousa do meu lado... Vejo ela retirar da sua cintura o laço... Havia sido aquele laço que ela usara em mim e havia visto que o meu coração era nobre...

Ela percebe o meu olhar e sorri... Eu havia nascido em um mundo de guerras e batalhas... Mas aquele sorriso fazia surgir em meu peito um desejo ardente de estar com ela... Não sabia dircenir o que era, mas era como se ela fosse toda a fonte da existência...

Vamos ver se a o brilho puro da verdade consegue reverte-los...

Habilmente ela enlaça um dos monstros, o laço brilha, provando que a magia antiga se habitava nele estava ativa... O corpo do monstro começa a mudar, mas logo se mantém transformado...

O que houve... Nunca vi o seu laço falhar antes...

Diana olha para a criatura e retira o seu laço, o prendendo a cintura...

O poder de Circe está forte demais... Ela deve estar usando algo para ampliar o seu poder...

Guardo a espada... Diana levita e sobe, chegando próximo às nuvens olhando a frente... Logo ela desce...

O castelo fica logo à frente... Vamos apostar uma corrida... Quem vencer... Fica por cima essa noite!

Ao proferir essas palavras Diana dispara em velocidade pelo campo...

Sorrio diante da audácia da guerreira amazona... E corro pegando velocidade e salto na direção... Acompanhando os Saltos de Diana...

Bastam poucos saltos e vejo Diana a minha frente... O castelo estava um pouco a frente apenas... E pouso a sua entrada ao mesmo tempo que Diana pousa tambem...

Teremos então um embate para ver quem sairá vitorioso hoje a noite...

Diana sorri para mim... E logo seu olhar se torna sério ao olhar para o Castelo...

As portas estavam arrebentadas... Provando que as criaturas saíram desse local de forma brutal e selvagem...

Passamos pela entrada... Um grande salão de estende e então vemos uma mulher muito bela ao fundo... Ela estava encostada à parede e sorria...

Diana cerra o punho e fala...

Circe... Maldita... Liberte esses mortais...

A mulher se aproxima, assim que chega perto, posso perceber que a sua beleza era extraordinária... Fora Diana, não havia visto nesse mundo mulheres tão belas assim...

Ora filha de Hipólita... Não é minha culpa se esses mortais são porcos sedentos por beleza e poder, apenas os tornei como são de verdade...

Vejo Diana cerrar o punho... Levo minha mão ao cabo da espada... Sabia que essa era uma velha inimiga de Diana, então deixaria a mesma liderar o ataque... E ele logo acontece... Rachando o solo aos seus pés... Diana investe contra a mulher que apenas sorri... O punho de Diana passa direto pela mulher... Salto para o lado dela, e uso minha espada para corta-la, mas a lamina tb passa pelo corpo da mulher como se ela não existisse...

Acha mesmo que iria me expor assim a você e esse seu namoradinho ? Até que comparado ao anterior... Esse tem mais musculos... Deve ter mais vigor tb, vc sabe... hahaha

Com uma risada a imagem se desfaz... Logo as sombras a volta se movem... Vemos diversos monstros porcos surgirem no salão... Olho para Diana, sorrimos...

Logo ela gira o seu laço contra um dos porcos o prendendo... E gira acertando outros dois no processo... Avanço contra um dele e o agarro, lançando contra outro e desfiro um soco contra um que estava ao lado...

Mas assim que cessavamos o ataque, as criaturas que sobraram nos atacam... Dois cortes atingem atingem minhas costas e braço... E vejo que acertam Diana em sua perna e braço... Mas aquilo não era nada comparado ao que fariamos...

Diana sobe no ar, desferindo um soco contra o monstro a sua frente, e investe contra o outro que a atingiu, o lançando para a parede... Ela pousa do lado do monstro que havia se chocado com os outros... E lhe aplica um chute, o debilitando bastante...

Ao ouvir Diana ataca-los, invisto contra o monstro que havia desferido um corte em mim... Meu punho lhe acerta a face, sinto seu ossos se quebrarem no meu punho... O impacto do meu golpe trovejando o lança ao chão... Salto contra o outro que havia me atingido, aplico um soco nele, o fazendo recuar alguns passos devido a força do golpe... Ele me olha aturdido diante da força...

Ora criaturas... Desse jeito não me faram suar...

Aplico um soco contra outra das criaturas... Elas eram resistentes e muitas, mas logo estariam os pés do Dragão...

Os monstros grunem entre si, e avançam com suas laminas para nos atingir... Vejo quando dois deles brandem suas armas... Uma delas resvala em minha armadura, causando um ferimento minimo, mas outra se insere entre as placas e me faz sangrar mais... Ouço Diana reclamar as minhas costas, pelo visto os porcos tb a atacaram...

Diana novamente investe contra um dos monstros que a atacou... E quando o mesmo bate na parede... Ela o enlaça e o utiliza para golpear os outros... Assim que o laço é desfeito, ele cai desacordado assim como outro dos Porcos...

Ao apreciar Diana, perco o momento de avançar... Dessa vez os Porcos desferem seus ataques contra mim... Sorrio, deixo a minha armadura suportar os golpes...

Um dos inimigos, tenta atingir minha face com a ponta da espada... Mais julgando que a defenderia, ele calcula mal o ataque e a espada passa longe da minha face... Os outros dois acertam o meu peito, fazendo um pouco do meu sangue escorrer... Olho para eles e sorrio...

Tiveram sua chance... Ouçam-me rugir agora...

Vejo o que estava caido tentando se levantar... Aplico um chute no mesmo, o forçando novamente ao chão... E então aplico um soco contra o mesmo o fazendo cair desacordado... Me viro para os dois que me atacaram e desfiro um soco contra um deles, o lançando ao chão devido o impacto que ressoava como um trovão... Assim que ele cai, desfiro outro soco contra ele, o deixando inconsciente... Chuto o outro que me atingiu, o fazendo recuar e salto contra o mesmo, aplicando um chute e o lançando ao chão...

O que errara o ataque em mim, eu agarro e o lanço contra o outro que ainda erguia a espada para vir em minha direção... Vejo Diana me olhar... Ela sorria ao ver que eu abdicara de empunhar a Presa dos Dragões... Ela logo gira novamente o seu laço... E prende o porco que estava mais distante e o puxa para si... Assim que ele chega perto dela... Ela aplica um soco contra o mesmo... Era nitido que ele não despertaria mais aquele dia... Ela repete a mesma tecnica com o outro que estava distante, mas dessa vez, ela aplica um chute, o enviando para se chocar contra o teto...

Ela caminha calmamente em direção ao outro porco que sobrara e então atinge ele com sua braçadeira o fazendo se bater na parede e desmaiar... Ela se vira para mim e para meus adversarios e guarda o laço na cintura... Sabia que ela não interferiria...

Salto de encontro ao porco que havia derrubado, com apenas um chute o faço cuspir sangue e vejo seus olhos revirando... Aplico um soco contra o outro Porco que estava ao lado, e desfiro um chute em seu peito, o fazendo cair desacordado no chão...

Ouço o barulho de passos as minhas costas, e logo outro golpe me atinge... Me viro e vejo a criatura empunhando uma lamina onde escorria meu sangue... Minha mão anseia em ir a minha espada e empunha-la... Mas vejo Diana ao fundo... Sabia da promessa que havia feito e iria cumpri-la...

Precisará de mais que essas laminas para derrubar um Deus...

Aplico um soco contra o peito do porco o lançando do outro lado desacordado... Ao ver que todos os inimigos estava derrubados, Diana se aproxima de mim e fala...

Eu sei que a fúria da guerra nos consome... Mas temos que saber canaliza-la... Não podemos deixar elas se banharem em sangue inocente... Mas nos inimigos...

Ela passa a mão em meu rosto e me beija... Acaricio seus cabelos... Mas logo nos voltamos para o salão... Uma passagem ao fundo nos leva por um corredor, o silencio imperava no local... Nem mesmo Circe surgia para nos incomodar... Assim que terminamos o corredor, uma porta barra a nossa passagem... Diana sorri e chuta a porta... Lançando a mesma para o outro lado...

No deparamos com um jardim aberto... Aquilo parecia ser o centro do castelo... uma fonte grande ocupava o centro do local... Mas um pequeno circulo de fogo verde a rodeava...

Nos aproximamos, atentos a qualquer ameaça, mas assim que chegamos proximos a fonte, as chamas se elevam... A sedutora voz de Circe emana de todas as direções...

Acham mesmo que ia deixar vcs se aproximarem assim ? Tolos... O que enfretaram até agora, foram apenas humanos que se recusaram a abraçar a minha causa... Mas existem aqueles que me imploraram por poder... Vamos meus filhos... Detenham-os... O tempo já está se esgotando... Hahahah

Assim que Circe termina a sua risada... Ouvimos passos pesados vindo das laterais... 4 criaturas surgem... Elas era enormes... Se igualavam aos Gigantes de Jortunhein e os Ciclopes gregos... Suas presas eram enormes, e seus musculos transbordavam força...

Olho para Diana, o sorriso vinha aos nossos labios... Ela é a primeira a saltar contra uma das criaturas, seu grito reverbera pelo local e aplicando um soco contra a face... Logo ela voa de encontro a outra e atinge seu abdomem, a lançando para trás, batendo nas paredes...

Ao ver a Amazona emitindo seu brado... Olho uma das criaturas...

Vamos... O Dragão exige um oponente a altura...

Rugo e avanço correndo, salto me colocando a altura do peito da criatura e desfiro um soco, emitindo o estrondo do trovão... O derrumando ao solo... Então salto contra a outra criatura e a acerto na face com um chute, usando da minha força para a desestabilizar...

Mas diferente das outras que tentavam bloquear o meu golpe... Essa apenas da um passo para trás... E sua mão me atinge com força me lançando para trás...

Nao só a altura... Mas tens Tb a força do gigantes de Jorttunhein...

Ouço Diana as minhas costas... Ela Tb fora atingida... Diana voa e usando seu laço prende o punho da criatura que atingiu... E facilmente a gira, a lançando contra a outra criatura que se levantava...

Corro em direção a criatura que me atacará e salto aplicando um chute contra seu peito... Ela novamente me acerta um soco, me lancando para tras...

Diana avança contra uma das criaturas caidas e desfere um soco contra a mesma, a deixando seriamente ferida... Logo ela voa e desce com grande força na criatura desferindo um chute contra a mesma, fazendo sangue espirrar pela boca da criatura a deixando bastante ferida...

Um grande facho de fogo se eleva do centro... Um tremor envolve todo o local por uns segundos... Vejo que Diana olha preocupada...

Dragão... Precisamos nos apressar...

Me viro para os meus oponentes... Precisava acabar com aquilo logo...

Vejo o outro monstro se levantar... A outra criatura avança contra mim... Ela me ataca me segurando em seus punhos e me bate contra a parede do local... O impacto doi... Sinto o sangue escorrer por baixo da minha armadura... Mas nada que pudesse parar o Dragão...

Usando minha força, abro seu punho caindo no chão... Salto de encontro a sua face e segurando a sua presa... A agarro e no ar, o lanço para se chocar contra o outro monstro...

A outra criatura, mesmo atingida pelo companheiro, investe contra mim, dessa vez usando suas presas para me atingir... As presas atingem meu corpo me fazendo cair no solo longe... Me ergo... Sentia o meu sangue quente escorrer por baixo da armadura... Sorrio para ela convocando minha espada...

Ha criatura... És forte... Mas precisa de mais que isso para derrubar o dragão...

Ouço o brado de Diana... Pelo som, ela havia aniquilado uma das criaturas... Invisto contra a fera que me atingiu, saltando de encontro ao seu peito, a derrubando no chão...

A outra criatura se ergue... E investe contra mim usando sua garra... A dor era grande, mesmo o aço asgardiano não resiste... Sinto meu pé ir para tras com o impacto... Mas logo avanço... Desferindo dois socos contra a criatura a levando ao chão... A outra fera se ergue... Mas quando a mesma tenta avançar contra mim... O laço dourado a prende...

Dragão... Agora...

Salto de encontro a sua face... Aplicando um golpe com ambas as mãos... Vejo o brilho dos olhos se apagarem na criatura...

Diana pousa ao meu lado...

Não precisava me ajudar...

Ela sorri passando um dedo em meus labios e fala...

Não temos muito tempo... Não podemos brincar mais...

Nos aproximamos da fonte... A chama estava forte... Sentia minha pele arder ao se aproximar... As chamas não eram comuns... Eram magicas...

Posso me transformar... E tentar controlar as chamas...

Diana caminha a volta da fonte...

Não acho que adiantaria... Essas são as chamas de Hecate... Ela deve ter roubado essas chamas... Precisamos descobrir que ritual ela está tramando...

Me aproximo, a chama se torna ainda mais forte... Vejo no centro uma especie de joia...

Princesa... Tem uma pedra ao centro da fonte... Deve ser ela que está mantendo essa fonte...

Diana se abaixa vendo algo na base...

Tem umas inscrições aqui na base... Parece grego... Mas tem incrições estranhas nela... Como se fosse antes mesmo do tempo dos Deuses...

Ela se levanta e se coloca ao meu lado... Vejo seu olhar de preocupação...

Ela está convocando algum ser antigo ?

Diana segura o laço e fecha os olhos... Logo ela reabre e fala...

Nao consigo... Mesmo a perfeição dourada não consegue passar sobre essas palavras... Realmente ela está manipulando um poder de antes dos Deuses...

Empunho a Presa do Dragão e falo...

Princesa... Vou golpear a fonte... Essa energia tem que ceder... Esteja pronta...

Salto em direção a fonte e desfiro um golpe, uma forte barreira se ergue... Sinto meu corpo doer diante da repulsa da barreira... As letras queimam mais fortes... E sangue começa a escorrer por baixo da fonte...

Dragão... Pare... Já entendi o que essa barreira faz...

Recuo... Minhas feridas aumentaram... Como se a fonte tivesse sugado meu sangue...

Diana caminha ao meu lado e passo a mão em meu rosto...

Essa fonte ela obriga o tributo de sangue... Sangue divino... Sem doar o sangue, não conseguiremos...

Me adianto... Ficando à frente dela... Viro a minha lâmina de lado e falo...

Princesa... Doarei meu sangue... Assim iremos seguir...

Diana coloca a sua mão sobre a minha lâmina e fala...

Seu sangue já foi derramado e a fonte já o rejeitou... É necessário sangue de um Deus Grego... Apesar de o amar... Continua tendo sangue Nórdico em suas veias...

Ouço as suas palavras... Não gostava disso, era eu quem deveria sacrificar meu corpo mas sustento a arma... Vejo ela correr sua mão pela minha lâmina, sua face não se altera diante da ferida e assim que seu ikor é derramado na fonte a chama começa a crepitar... Quanto mais sangue ela derrama na fonte, mais branda a chama se torna...

Diana se apoia em meu corpo devido ao sangue perdido, a fonte se apaga...

Finalmente por Odin... Descanse... Eu vou arrancar a cabeça dela...

Ao fundo do salão uma porta se abre... Vemos uma escadaria descendo...

Diana sorri para mim e fala... A sua voz soa levemente fraca... Mas ainda confiante...

Ora... Não vai pra festa sem mim...

Caminho ao lado dela... Descemos as escadas até o que pareceria as catacumbas do castelo... No caminho ouvimos a risada de Circe...

Vcs podem ter pago o preço... Mas não chegaram a tempo... O ritual já está completo... Logo ele despertará...

Após alcançarmos as catacumbas... Vemos um longo corredor... Ao final, o brilho esmeralda evidenciava Circe em seu ritual... Algo estava atras dela... Parecia ser imenso...

Ouço a risada de Circe...

Diana brada... E salta em direção ao final do corredor... A acompanho... Mas uma musica começa a tocar... Sinto a minha cabeça doer e o local começa a ser tragado por uma lufada de vento... Vejo Diana ser levada por um vortice e uma criatura parecida com a que lutamos anteriormente começa a sair do vortice... Mas ela parecia ainda mais forte... Sangue saia do corpo da criatura, evidenciando a sua forma deturpada e grotesca...

Desgraçada... Para onde enviou Diana... Acha que suas criaturas me deteram ?

A criatura empunha uma clava enorme em uma das mãos, na outra, uma corrente de cravos vermelha... Seu braços eram revestidos de uma armadura vermelha...

Ela olha o local e ao me ver... Urra...

Empunho a Presa dos Dragões e salto de encontro a criatura... Ela usa a clava para bloquear o meu golpe... Seus movimentos são rapidos a comparar com o seu corpo...

Invisto novamente contra a criatura, e dessa vez a minha lamina atinge a sua armadura no braço... Sendo fortemente repelida...

Não importa de que Inferno tenha vindo... A presa dos Dragões irá lhe consumir...

A criatura avança em minha direção, usando as suas correntes para me prender... Uso a minha lamina para impedir... Assim que as correntes atingem a lamina, sinto uma pontada no meu peito... Balanço a cabeça... Tinha que derrotar a criatura o mais rapido possivel e encontrar Diana...

Avanço contra a criatura, desfiro um golpe, mas ela usa a armadura dos braços para conter o golpe e me atinge com a Clava me mandando para longe... Sentia todo o meu corpo doer... Esse golpe fora mais forte que as outras criaturas...

Cravo a espada no chão e deixo meu poder fluir...

És forte... Enfrentarás agora o Dragão em seu poder maximo... Burn...

Sinto meu corpo queimar... Logo estendo as minhas asas... Aperto o cabo da espada com mais força... A Criatura parece surpresa ao mer ver transformado... Mas mesmo assim parte para cima de mim com suas correntes girando...

Voo e usando a espada para impedir ser preso, sinto novamente a pontada queimar meu peito... O que quer que tivesse naquelas correntes, fazia todo meu corpo reagir... Mas encontro uma abertura e consigo atingir um golpe contra o peito da criatura... Fazendo seu sangue fetido escorrer... Ela recua alguns passos... Seus olhos começam a demonstrar mais fúria... Ela gira as correntes e brande a clava em minha direção... A clava me atinge com força... Sinto minha visão ficar turva por uns momentos, mas consigo cravar minha espada mais firmemente em seu abdomem... Mas a criatura me agarra e me lança para o alto... E usa suas correntes para me atingir...

Convoco o ar a minha volta... Bato as asas intensamente controlando o ar, e impedindo as correntes de me atingirem... Invisto novamente contra a criatura, dessa vez convocando as chamas em meu braço e atingo na face... Causando um urro de dor na criatura... Ela recua alguns passos e então urra em minha direção... A potencia do seu urro faz meu corpo tremer, impedindo que eu possa reagir de imediato, ela salta desferindo um golpe com a Clava e me fazendo atingir a parede... Mesmo transformado, sentia o meu corpo doer... Seus golpes eram muito fortes...

Não posso cair... Preciso salvar a princesa...

Um luz dourada surge a minha frente... Passo a mão, a espantando... Tinha que me concentrar no meu alvo... Ele vinha correndo em minha direção... Girava a corrente... Convoco a minha espada... E canalizo o poder dos relampagos em minha mão... Assim que a criatura lança a sua corrente... Coloco a lamina a frente... As correntes se prender a minha espada... Sinto a dor no meu peito... Como se algo o rasgasse... A luz dourada torna a aparecer... Ofuscando a minha visão... Desfiro o golpe contra o peito da criatura... A fazendo urrar...

Demonio... Vc vai cair... E assim que encontrar a Princesa... Partirei o coração da sua mestra...

A luz começa a me queimar, junto a pontada no peito... Mas a criatura fraqueja... Seu joelhos se dobram... E ela ajoelha a minha frente... Ela me olha fixamente... A fúria em seus olhos começam a diminuir... Piso no peito da criatura a derrubando... Minha espada se torna pesada... A ergo ainda presa as correntes... A criatura levanta uma mão e um pequeno urro sai de sua boca...

Sinto meu coração acelerar... A luz explode a minha frente... E ouço uma voz a muito esquecida...

Baran... Me escute...

Olho a volta... Sabia que era a voz de Tinkerbell, mas ela estava morta a muito tempo... Pelas minhas proprias mãos... A criatura se mantinha aos meus pés...

Logo a minha frente o brilho começa a se concentrar e forma a silhueta de Tinker... Abaixo a minha espada, cravando a ponta no chão... A contemplo... Sinto lagrimas escorrem de meus olhos...

Tinker... Pequenina... Como vc...

Ela se aproxima, pousando na minha espada... A dor em meu peito diminui... A criatura no chão, respira com dificuldades...

Grandão... Não tenho muito tempo... Mas preciso te acordar... A mãe me permitiu retornar para te clarear a visão...

Tinker levita até a altura dos meus olhos... E sua luz começa a se expandir... Sinto meus olhos queimarem... Quando abro novamente... Vejo sob meus pés Diana...

O que? Como ? Princesa...

Então tudo começa a fazer sentido... A criatura que eu lutava era Diana o tempo inteiro... Me abaixo a abraçando... E a ergo juntando ao meu peito... Ela me olha profundamente e fala...

Vc voltou... Que bom... Meu amado...

Passo a mão em seus cabelos... E falo...

Me perdoe... Não a vias a minha frente...

Ela sorri para mim e fala...

Eu já devia ter previsto... Ela brinca com a mente do homens... Segure a perfeição dourada... Ela vai te proteger...

Enconsto Diana a um canto... Ela estava muito ferida... Devido os combates, o sacrificio de sangue e o confronto comigo... Meu corpo tambem estava bastante machucado... Mas tinha que me manter de pé... Me ergo... Enrolo o laço dourado a minha mão e em minha espada...

Olho para o final... Agora conseguia ver com clareza... Circe estava de pé, parecia fraca diante do custo do ritual, estava diante de um portal... Sombras negras dançavam atras dele... Ela olha eu me erguer e fala...

Pelo visto acordou... Já não era sem tempo... Mas logo o portal se abrirá... Não pode me deter...

Corro pelo corredor... E invisto contra ela... Uma barreira magica se coloca a minha frente... Golpeio ela diversas vezes... Mas era incapaz de quebrar... Tinker voa novamente ao meu lado... E sussura em meu ouvido...

Estarei sempre ao seu lado... Guiando a sua lamina...

Nisso ela mergulha na lamina... Que se torna Dourada e extremamente leve... Como se não existisse mais uma lamina de metal... E sim, pura energia...

Golpeio a muralha e a mesma se desfaz... Vejo o olhar de terror de Circe... Agarro a mesma e a lanço para o lado... O portal treme diante de mim... Estava prestes a se romper...

Salto ao seu centro e encravo a minha espada com a lamina dourada... Linhas douradas percorrem o portal... Sinto a minha lamina perfurar o portal e atingir as criaturas do outro lado... Elas urram em agonia... A perfeição dourada brilha...

O portal começa a se tornar bilhante e explode em milhões de pedaços... Caio de joelhos... E vejo Circe ao lado... Ela olhar com pavor para mim e tocando no chão cria um portal a tirando do local...

Lamentava não poder dar um fim a ela... Mas precisava sair dali... Vou até Diana a pegando nos braços... E voo com a mesma para a saida...

Do alto vejo o castelo começar a ruir... Ascendo aos ceus... A minha lamina volta a se tornar de metal... Mas sentia em meu coração que Tinker sempre estaria lá para me ajudar...

Após um voo cansativo, chego a ilha novamente... Assim que deixo Diana no chão, volto a minha forma humanoide... Talvez tivessemos chegado ao nosso limite... Me deito ao lado de Diana e juntos descansamos embaixo do brilho das estrelas.

No dia seguinte, acordo com o som de Diana me chamando...

Dragão... Então conseguimos...

Me sento, e contemplando sua beleza, lhe estendo a mão a beijando... Toco em minha lamina, e pensando em Tinker, vejo o brilho dourado a percorrer...

_________________
Fala
Pensamento
Ação

Baran - Imperador Dragão

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 435
Data de inscrição : 06/05/2016

MensagemAssunto: Re: Imperador Dragão e Mulher Maravilha - Na Ilha das Bestas   Sex Maio 25, 2018 9:59 am

Avaliação:
 
Melhorou bastante a dinâmica da narração. A história fluiu bem, sem ficar presa em pontos desnecessários. Foi bem nos diálogos e em algumas cenas conseguiu passar de maneira clara a paixão entre os dois personagens. O único porém é a exagerada descrição em lutas menores, deixa um pouco cansativa a leitura. Tenha em mente que até o melhor dos escritores tem muita dificuldade em explicar cada detalhe de movimento dentro de uma luta, talvez seja melhor abreviar. Nota 9.  
 
 
Premiação:
 
9  Xps
9 Pontos temporários de Sabedoria
Arma Especial 3 - Arma Mágica
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://paladinosdajustica.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Imperador Dragão e Mulher Maravilha - Na Ilha das Bestas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Imperador Dragão e Mulher Maravilha - Na Ilha das Bestas
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Paladinos da Justiça :: Jogos :: Novel-
Ir para: